All Title Author
Keywords Abstract


Concentra o de suco de laranja (Citrus sinensis) por osmose inversa

Keywords: suco de laranja , osmose inversa , concentra o

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

A concentra o de suco de laranja por osmose inversa combinada com ultrafiltra o foi estudada em escala semi-piloto, visando avaliar a utiliza o dessa tecnologia para substitui o parcial da evapora o. Foram utilizados no processamento 100 litros de suco de laranja, com teor de polpa de 1,5%, cedidos pela CTM Citrus. Na primeira etapa, todo o suco passou pela etapa de ultrafiltra o, para separa o da polpa, enzimas pectinolíticas e microrganismos, que foram retidos. Foi utilizada uma membrana da Romicom (HF-43) de polissulfona em um sistema de configura o tubular, com peso molecular de corte de 50.000 daltons, à press o de 1,2 bar. Obteve-se um fator de concentra o de 27,6. O retentado da ultrafiltra o foi pasteurizado à temperatura de 90°C, em trocador de calor de superfície raspada desenvolvido para este projeto. O processo de osmose inversa foi conduzido no equipamento Lab-unit M-20 da DDS, utilizando membranas da DDS (HR 95 PP) de filme composto em um sistema de configura o quadro e placas. Foram realizados três tratamentos com press es de 20, 40 e 60 bar e para cada experimento, foram feitas três repeti es. O retentado pasteurizado da ultrafiltra o foi adicionado ao retentado da osmose inversa e caracterizado química, física e sensorialmente. Na osmose inversa foram obtidos fatores de concentra o de 2,7, 3,5 e 3,6 e teores de sólidos solúveis de 18, 23 e 30 °Brix, para os tratamentos de 20, 40 e 60 bar, respectivamente. Os respectivos permeados apresentaram teores de sólidos solúveis de 3,3, 1,3 e 0,3°Brix e acidez de 262,50, 91,50 e 34,25 mg de ácido cítrico/100 ml. Os sucos obtidos pelos três tratamentos apresentaram valores de "defect score" e "color score" superiores aos do suco original, enquanto que para o "flavor score", os sucos obtidos às press es de 40 e 60 bar, apresentaram valores próximos ao ideal. Os valores de "ratio", pH e formol foram semelhantes entre os tratamentos. O teor de óleo foi maior no tratamento realizado à menor press o enquanto que o teor de vitamina C foi maior no de maior press o. Tanto o suco concentrado quanto o diluído, nos três tratamentos, foram caracterizados como fluidos Newtonianos, apresentando valores de viscosidade maiores quando obtidos a maiores press es.

Full-Text

comments powered by Disqus

Contact Us

service@oalib.com

QQ:3279437679

微信:OALib Journal