All Title Author
Keywords Abstract


INCêNDIOS FLORESTAIS NO PARQUE NACIONAL DA SERRA DA CANASTRA: DESAFIOS PARA A CONSERVA O DA BIODIVERSIDADE

Keywords: incêndios florestais , Unidades de Conserva o , manejo do fogo

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

A ocorrência de grandes incêndios florestais em Unidades de Conserva o no Brasil pode ser considerada uma grave amea a para a conserva o da biodiversidade e manuten o de processos ecológicos. A propens o ao fogo no Parque Nacional da Serra da Canastra (PNSC), localizado no sul de Minas Gerais, caracterizado pela predominancia de vegeta o de campos nativos, juntamente com uma cultura de centenas de anos de utiliza o incorreta de queimadas para manejo agropecuário na regi o, têm ocasionado incêndios de difícil controle. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar as ocorrências de incêndios florestais no Parque Nacional da Serra da Canastra e fornecer subsídios para redu o desses índices. Consideramos que esta avalia o deve ter a conserva o da biodiversidade como elemento principal de discuss o sobre a melhor forma de manejo de fogo para a Unidade de Conserva o. A coleta de dados foi feita através da avalia o dos relatórios de ocorrência de incêndios florestais disponíveis na Unidade no período de 1987 a 2001 e visitas de campo. Os resultados mostraram que a maior parte das causas de incêndios no Parque Nacional da Serra da Canastra (50%) é de origem humana, apesar do grande número de incêndios causados por raios (44%). Entre as causas humanas, a maior parte é criminosa, originada por incendiários (47%). Há uma elevada concentra o de incêndios causados por raios na esta o chuvosa e transi o seca-chuva e uma concentra o de incêndios de causa humana durante a esta o seca, principalmente entre junho e outubro. No entanto, os incêndios de raio normalmente queimam pequenas áreas (menores de 500 ha), enquanto que os de causa humana s o mais catastróficos, atingindo áreas maiores. Para a redu o dos incêndios florestais no interior do Parque, é fundamental o controle do fogo através de a es de preven o, pouco disseminadas na regi o, principalmente através de educa o ambiental e isolamento de combustíveis (aceiros).

Full-Text

comments powered by Disqus