All Title Author
Keywords Abstract

Publish in OALib Journal
ISSN: 2333-9721
APC: Only $99

ViewsDownloads

Relative Articles

Ensaio clínico, aberto, controlado sobre a adi??o de brometo de ipratrópio ao fenoterol no tratamento da crise de asma em adultos

Inala o contínua com fenoterol na crian a com asma aguda grave: efeitos clínicos imediatos

Determina??o espectrofotométrica do bromidrato de fenoterol em prepara??es farmacêuticas

DESENVOLVIMENTO DE UM PROGRAMA ABERTO DE ENSINO DE SISTEMAS DE CONTROLE

Estudo ultra-estrutural do processo remielinizante pós-inje o de brometo de etídio no tronco encefálico de ratos imunossuprimidos com dexametasona

Estudo da imunorreatividade astrocitária para GFAP e vimentina no tronco encefálico de ratos Wistar submetidos ao modelo gliotóxico do brometo de etídio

Grau de exposi o a praguicidas organoclorados em moradores de aterro a céu aberto

Imaturos de mosquitos (Diptera: Culicidae) em parque de área metropolitana aberto à visita o pública

Efecto de los cambios de presión de vía aérea, volumen inspiratorio y fenoterol sobre la tasa de filtración de líquidos y la presión de arteria pulmonar en pulmones de conejos aislados y perfundidos con sangre y con solución acelular Effect of changes in airway pressure and the inspiratory volume on the fluid filtration rate and pulmonary artery pressure in isolated rabbit lungs perfused with blood and acellular solution

Relatórios da Administra o das Companhias Brasileiras de Capital Aberto: uma análise qualitativa

More...

Ensaio clínico, aberto, controlado sobre a adi o de brometo de ipratrópio ao fenoterol no tratamento da crise de asma em adultos

Keywords: Fenoterol , N-isopropilatropina , Estado asmático , Terapia respiratória

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

No tratamento da crise de asma, empregam-se doses repetidas de drogas b2-agonistas por via inalatória. O efeito da adi o do brometo de ipratrópio (BI) ao b2-agonistas é controverso em adultos. OBJETIVO: Avaliar se adi o de BI ao fenoterol, em tratamentos inalatórios repetidos, induz a maior broncodilata o, com reversibilidade da crise e alta da emergência em pacientes em crise grave de asma. LOCAL DO ESTUDO: Servi o de Pronto-Atendimento de Pneumologia, Disciplina de Pneumologia da Unifesp-Hospital S o Paulo, no período de julho de 1995 a fevereiro de 1997. TIPO DE ESTUDO: Aberto, randomizado, paralelo. Alta da emergência determinada pelo VEF1 e PFE > 60% do previsto. CASUíSTICA E MéTODOS: Cento e vinte pacientes em crise de asma foram divididos em dois grupos (N = 60): fenoterol (F) e brometo de ipratrópio + fenoterol (BIF) com VEF1 e PFE < 50% do previsto. Cada grupo recebeu três tratamentos inalatórios, através de nebulímetro e camara de expans o, administrados em intervalos de 30 minutos. No grupo F foram administrados 4 jatos de fenoterol (400mcg) e no grupo BIF, 160mcg de BI e 400mcg de fenoterol (4 jatos). RESULTADOS: A média (± DP) do PFE basal (F = 36 ± 7% vs. BIF = 35 ± 9% previsto) e do VEF1 basal (F = 33 ± 9% vs. BIF = 32 ± 9%). Trinta e dois pacientes no grupo F e 33 pacientes no grupo BIF tiveram alta após tratamentos inalatórios. O VEF1 e PFE ao final dos tratamentos inalatórios foram, respectivamente, F = 60 ± 13% vs. BIF = 61 ± 11% e F = 74 ± 18% vs. BIF = 77 ± 13% (NS). CONCLUS O: A adi o de brometo de ipratrópio ao fenoterol resulta em efeito funcional insignificante e sem impacto clínico no tratamento da crise de asma em adultos.

Full-Text

comments powered by Disqus

Contact Us

service@oalib.com

QQ:3279437679

微信:OALib Journal