All Title Author
Keywords Abstract


Rela o da homocisteinemia com a sensibilidade à insulina e com fatores de risco cardiovascular em um grupo indígena brasileiro

Keywords: Fatores de risco cardiovascular , Homocisteína , índios Brasileiros , Sensibilidade à insulina

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

A hiper-homocisteinemia é um fator de risco cardiovascular independente. Há controvérsias sobre uma possível rela o entre a homocisteína e a resistência/sensibilidade à insulina. Para testar a rela o entre a homocisteinemia e a sensibilidade à insulina, noventa índios Parkatêjê (90% da popula o adulta, sem miscigena o) tiveram os níveis séricos de homocisteína total (HPLC) dosados. A sensibilidade à insulina (%S) foi calculada pelo HOMA. Uma índia diabética foi excluída das análises envolvendo glicemia, insulina, pró-insulina, HbA1c e %S. Hiper-homocisteinemia e hiperinsulinemia ao jejum foram encontradas em 26,7% e 25,8% dos índios, respectivamente. O logaritmo natural (ln) da homocisteína correlacionou-se positivamente com a press o arterial sistólica (r= 0,22) e diastólica (r= 0,21), triglicérides (r= 0,39) e ácido úrico (r= 0,40), após ajuste para idade e sexo, mas n o com a insulina, pró-insulina e ln %S. O ln da homocisteína foi semelhante em todos os quartis de %S e também entre os indivíduos com e sem hiperinsulinemia de jejum. A insulina, pró-insulina e ln %S foram semelhantes entre os indivíduos com e sem hiper-homocisteinemia. Observamos correla es entre variáveis relacionadas ao risco cardiovascular, mas n o entre essas variáveis e a insulina ou o ln %S. Este achado talvez seja peculiar deste grupo. Concluindo, as varia es nas concentra es séricas da homocisteína n o est o relacionadas à insulina, à pró-insulina e à %S entre os Parkatêjê.

Full-Text

comments powered by Disqus

Contact Us

service@oalib.com

QQ:3279437679

微信:OALib Journal