All Title Author
Keywords Abstract


Aplica o de auxinas e incis o anelar de ramos em pessegueiros cv. Diamante

Keywords: Prunus persica , antecipa o de matura o , qualidade de fruto , anelamento , regulador de crescimento

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

O cultivo de pessegueiros é uma atividade de grande importancia econ mica no Sul do Brasil, onde se destaca o Estado do Rio Grande do Sul como grande produtor brasileiro, sendo que 50% dos pomares se encontram na Metade Sul do Estado. Um dos principais problemas do pessegueiro é o tamanho dos frutos e a produ o em épocas concentradas que dificultam a comercializa o. Com o intuito de aumentar o tamanho e expandir o período de colheita do fruto, estudou-se o efeito de aplica es de auxinas e da execu o da incis o anelar (I.A.) em ramos do pessegueiro 'Diamante'. A avalia o foi realizada no ano agrícola de 1999-2000, na Esta o Experimental Agron mica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), situada em Eldorado do Sul-RS, na latitude 30o39'S, longitude 51o06'W e a altitude de 46 metros. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com quatro repeti es e uma planta por parcela, com os seguintes tratamentos: 1) 10 mg.L-1 3,5,6-TPA álcool amina; 2) 20 mg.L-1 3,5,6-TPA álcool amina; 3) 30 mg.L-1 3,5,6-TPA álcool amina; 4) 20 mg.L-1 3,5,6-TPA álcool amina + (I.A.); 5) 30 mg.L-1 3,5,6-TPA ácido livre; 6) 30 mg.L-1 3,5,6-TPA ácido livre + (I.A.); 7) 25 mg.L-1 2,4-DP éster; 8) 50 mg.L-1 2,4-DP éster; 9) 75 mg.L-1 2,4-DP éster; 10) 50 mg.L-1 2,4-DP éster + (I.A.); 11) Incis o Anelar (I.A.) e 12) Testemunha. Os resultados demonstraram que os tratamentos com auxinas e (I.A.) n o aumentaram o peso total de frutos por planta. Os tratamentos com auxinas, especialmente o 3,5,6-TPA 30 mg.L-1 ácido livre, com (I.A.) ou n o, anteciparam a colheita em cerca de 20 dias. O tratamento com 30 mg.L-1 de 3,5,6-TPA ácido livre, associado à incis o anelar, resultou em incrementos de diametro e comprimento dos frutos em rela o à testemunha, porém n o diferiu estatisticamente dos demais tratamentos. Os tratamentos 3,5,6 TPA 20 mg.L-1 e 2,4 DP (éster) 75 mg.L-1 anteciparam a colheita em 20 dias e n o diferiram estatisticamente do tratamentos 30 mg.L-1 3,5,6 TPA ácido livre. A distribui o dos frutos de primeira categoria foi superior para os tratamentos 30 mg.L-1 3,5,6 TPA ácido livre + (I.A.) e 20 mg.L-1 de 3,5,6-TPA (álcool amina), embora n o diferindo estatisticamente da testemunha.

Full-Text

comments powered by Disqus

Contact Us

service@oalib.com

QQ:3279437679

微信:OALib Journal