All Title Author
Keywords Abstract


Validade da hipertens o arterial auto-referida e seus determinantes (projeto Bambuí)

Keywords: Hipertens o arterial , Hipertens o auto-referida , Sensibilidade e especificidade

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

OBJETIVO: Determinar a validade da hipertens o auto-referida e seus determinantes em adultos residentes na comunidade. MéTODOS: Foi selecionada uma amostra aleatória simples de moradores da cidade de Bambuí, Estado de Minas Gerais, com 18 anos de idade ou mais. Três medidas de press o arterial foram realizadas em 970 indivíduos, que correspondiam a 89,3% dos selecionados. A sensibilidade, especificidade e os valores preditivos positivo e negativo da hipertens o auto-referida foram calculados em rela o à hipertens o (média da press o arterial >90 ou >140 mmHg e/ou uso atual de medicamentos para hipertens o). RESULTADOS: A sensibilidade e a especificidade da hipertens o auto-referida foram 72,1% (IC 95%: 69,3-75,0) e 86,4% (IC 95%: 84,3-88,6), respectivamente. Sua prevalência foi 27,2% (IC 95%: 24,4-30,1), sendo razoavelmente semelhante à da hipertens o (23,3%; IC 95%: 20,7-26,1%). A validade da hipertens o auto-referida foi maior entre mulheres, entre aqueles com idade igual a 40-59 e >60 anos, entre os que haviam visitado médicos mais recentemente (<2 anos) e entre os que apresentavam maior índice de massa corporal (>25 kg/m2). CONCLUS ES: Os resultados mostram que a hipertens o auto-referida é um indicador apropriado da prevalência da hipertens o arterial, mesmo em uma popula o residente fora de grandes centros urbanos, e que os seus determinantes s o semelhantes ao observado em países desenvolvidos.

Full-Text

comments powered by Disqus

Contact Us

service@oalib.com

QQ:3279437679

微信:OALib Journal