All Title Author
Keywords Abstract


Suscetibilidade de larvas de Aedes aegypti ao inseticida temefós no Distrito Federal

Keywords: Aedes , Temefós , Resistência a inseticidas , Controle de vetores , Insetos vetores

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

OBJETIVO: Estudar o padr o de suscetibilidade do Aedes aegypti ao inseticida organofosforado temefós. MéTODOS: Amostras de larvas de Ae. aegypti foram obtidas com armadilhas para oviposi o, em oito cidades do Distrito Federal, nos anos 2000 e 2001. As larvas foram submetidas à dose diagnóstica de 0,012 mg/l de temefós, segundo metodologia padronizada pela Organiza o Mundial da Saúde. As popula es de campo foram testadas em paralelo com a cepa de referência Rockefeller e a cepa DIVAL, do insetário da Diretoria de Vigilancia Ambiental. A concentra o e a pureza das solu es de temefós foram analisadas por cromatografia gasosa. Os cálculos de correla o foram determinados pelo programa StatView - SAS Institute Inc., vers o 5. Utilizou-se o teste t de Student para verificar diferen as de suscetibilidade, com níveis de significancia, alfa=0,05. RESULTADOS: Em 2000, as popula es de larvas de Ae. aegypti nas cidades de Taguatinga, Guará e Núcleo Bandeirante apresentaram-se resistentes ao temefós, com mortalidade de larvas entre 54,1 e 63,4%. As popula es do Gama, Planaltina e Sobradinho apresentaram altera es nos níveis de suscetibilidade (mortalidade de 83,6 a 92,8%). A popula o de Ceilandia foi a única suscetível, com 98% de mortalidade. Em 2001, todas as popula es testadas mostraram-se resistentes (44,4 a 66,4% de mortalidade). Nenhuma correla o significativa foi encontrada entre a suscetibilidade das popula es e a distancia entre essas cidades ou a quantidade de inseticida aplicado nos anos anteriores ao estudo. CONCLUS ES: Os níveis de suscetibilidade do Ae. aegypti ao temefós vêm se alterando no Distrito Federal. é essencial a continuidade de programas de monitoramento da resistência desse vetor aos inseticidas para se garantir a eficiência dos programas de controle e a prote o da saúde humana.

Full-Text

comments powered by Disqus

Contact Us

service@oalib.com

QQ:3279437679

微信:OALib Journal