All Title Author
Keywords Abstract

Publish in OALib Journal
ISSN: 2333-9721
APC: Only $99

ViewsDownloads

Relative Articles

Escava es arqueológicas na pra a 7 de Setembro e arredores – Rio Grande, RS, Brasil

Escava es arqueológicas no Sobrado dos Azulejos, Rio Grande, RS, Brasil

Filarm nica Nossa Senhora da Concei o (Itabaiana-SE): estudo musicológico-histórico sobre a origem dos seus antecedentes/Our Lady Of Concei o Philarmonic: the musicologic and historic research on the Itabaiana city and Sergipe state

Perfil epidemiológico dos pacientes vítimas de acidentes de transito atendidos no servi o de emergência do Hospital Nossa Senhora da Concei o em Tubar o, Santa Catarina =Epidemiological profile of patients victims of traffic accidents treated in the emergency room of Hospital Nossa Senhora da Concei o in Tubar o, Santa Catarina state, Brazil

Escravid?o indígena no sert?o da Capitania do Rio Grande do Norte

Manifesta o cultural: música e fé no Círio de Nossa Senhora de Nazaré, Belém (PA)

Batuques Entrecruzados: A (Re) Inaugura o da Vida através da Festa em Louvor a Senhora do Rosário de Catal o-GO

Nos caminhos da pena de um romancista do século XIX: o Rio de Janeiro de Diva, Lucíola e Senhora

Reinado de Nossa Senhora do Rosário: a constitui o de uma religiosidade mítica afrodescendente no Brasil (Nossa Senhora do Rosário’s Reign: the establishment of a mythical afro-descendent religion in Brazil) - DOI: 10.5752/P.2175-5841.2011v9n21p268

A festiva devo??o no Círio de Nossa Senhora de Nazaré

More...

Escava es arqueológicas na igreja Nossa Senhora da Concei o, Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

O projeto teve como objetivo completar, através da cultura material, lacunas da história da igreja Nossa Senhora da Concei o (1874) e da regi o onde está inserida. Foram realizados cortes experimentais na parte externa (fundos) e interna do templo (altar e nave central). O perfil estratigráfico do pátio apresentou cinco camadas, alcan ando 1,90m de profundidade, já o interno revelou três camadas e a profundidade de 1,20m. Escava es foram realizadas ao redor de uma estrutura (po o) encontrada na nave lateral esquerda, junto ao altar, 0,60cm abaixo do piso atual. O po o mede 2,25m de diametro interno, 0,33m de espessura (comprimento dos tijolos) e 0,02m de reboco. Material resgatado: ceramica (vasilhas das tradi es Tupiguarani, Vieira e Neobrasileira e cachimbo da Neobrasileira); ceramica colonial e colonial vidrada; lou a (faian a, faian a fina, ironstone, salt-glazed, etc.); vidro (garrafas, ta as, toucador, frascos de remédio, etc.); metal (lamina de machado, colher, armadilha para animais, tesouras, chaves, cravos, pregos, panelas fragmentadas, moedas portuguesas e do Brasil Império etc.); osso (bot es, cabos e restos de alimenta o); lítico: material (afiador de faca, lousas, ponteiras, etc.); matériaprima (ardósia, quartzo leitoso, granito, arenito etc.). O material arqueológico foi classificado, restaurado, analisado, fotografado, desenhado, foram confeccionadas tabelas e o material foi acondicionado conforme método Mentz Ribeiro (2004); em gabinete, realizaram-se estudos comparativos, a arte final e reda o do presente artigo científico para publica o. Entre os resultados preliminares, concluímos que o po o pertencia a uma residência situada ao oeste, provavelmente junto à rua, ou seria um dos dez que abasteciam a cidade por volta de 1860. Com o início da constru o da igreja (1872), o mesmo teria sido aterrado. N o foram encontrados vestígios do forte Jesus-Maria-José, de 1737, descartando uma tradi o oral de que a igreja teria sido construída sobre aquela constru o militar, marco da coloniza o portuguesa NO Rio Grande do Sul.

Full-Text

comments powered by Disqus

Contact Us

service@oalib.com

QQ:3279437679

微信:OALib Journal