All Title Author
Keywords Abstract


Armadilhas no diagnóstico da hiperprolactinemia

Keywords: Hiperprolactinemia , Armadilhas diagnósticas , Incidentalomas hipofisários , Macroprolactina , Macroprolactinemia , Efeito gancho

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

Na abordagem diagnóstica da hiperprolactinemia, três armadilhas ou problemas potenciais merecem uma aten o especial: os incidentalomas hipofisários (presentes em 10% da popula o adulta à ressonancia magnética), o efeito gancho e a macroprolactinemia. O efeito gancho se caracteriza pela presen a de níveis falsamente baixos de prolactina (PRL), quando se empregam imunoensaios de dois sítios em pacientes com grandes prolactinomas e hiperprolactinemia muito acentuada. O efeito gancho pode ser identificado através de uma nova dosagem da PRL após dilui o do soro a 1:100, quando se observará um aumento dramático do valor da PRL. Ele deve ser excluído em qualquer paciente com um macroadenoma e níveis séricos de PRL <200ng/mL. A macroprolactinemia responde por cerca de 10% dos casos de hiperprolactinemia. Resulta de um excesso de PRL polimérica (macroprolactina ou big big prolactin), cuja biodisponibilidade é diminuída. Assim, a maioria dos pacientes com macroprolactinemia n o apresenta os sintomas clássicos da hiperprolactinemia e habitualmente n o requerem tratamento.

Full-Text

comments powered by Disqus

Contact Us

service@oalib.com

QQ:3279437679

微信:OALib Journal