oalib

Publish in OALib Journal

ISSN: 2333-9721

APC: Only $99

Submit

Any time

4 ( 1 )

3 ( 1 )

2019 ( 278 )

2018 ( 494 )

Custom range...

Search Results: 1 - 10 of 277032 matches for " Zeoula Lúcia Maria "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /277032
Display every page Item
Avalia o de cinco híbridos de milho (Zea mays, L.) em diferentes estádios de matura o: 4. Digestibilidade da matéria seca, matéria organica e fibra em detergente neutro da por o vegetativa e planta inteira
Zeoula Lúcia Maria,Beleze Juliano Ricardo Fontanini,Cecato Ulysses,Jobim Clóves Cabreira
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: O objetivo do presente estudo foi avaliar cinco híbridos de milho (Zea mays L.), quanto à digestibilidade in vitro da matéria seca, matéria organica da planta inteira e do colmo, em diferentes estádios de matura o. Os tratamentos utilizados foram em parcelas de 7 x 8 m em um delineamento de blocos ao acaso, com quatro repeti es. A colheita das amostras dos híbridos de milho Pioneer (P32R21, P30R07, P3041, P30F33 e P30F80) foi adotada estimando-se os cinco estádios de matura o da planta propostos (30, 34, 38, 42 e 46% de matéria seca). Na planta inteira, foram determinadas a digestibilidade in vitro da matéria organica (DIVMO) e a digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS). Na fra o colmo + bainha, determinou-se a digestibilidade in vitro da FDN (DIVFDN) e DIVMS. A DIVMS e DIVFDN do colmo + bainha praticamente n o variaram após a forma o do gr o (25% de MS na planta), com exce es para os híbridos superprecoce P32R21 (aumentou) e o semiprecoce P30F80 (diminuiu), apresentando os melhores valores para faixa de 25 a 39% de MS. Já a DIVMS e DIVMO da planta inteira praticamente n o variaram após a forma o do gr o, com exce o do precoce P30F33, que aumentou em quinze unidades percentuais. Quando os teores de MS se elevaram de 30 para 35%, os melhores coeficientes de digestibilidade foram observados para faixa de 30 a 38% de MS.
Níveis de substitui o da silagem de milho pela silagem de resíduos industriais de abacaxi sobre a degradabilidade ruminal em bovinos de corte
Lallo Fabiana Helena,Prado Ivanor Nunes do,Nascimento Willian Gon?alves do,Zeoula Lúcia Maria
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: Objetivou-se avaliar a cinética de degrada o ruminal e a degradabilidade efetiva (DE) da matéria seca (MS) e proteína bruta (PB) de quatro ra es experimentais, com diferentes níveis de substitui o (0, 20, 40 e 60%) da silagem de milho pela silagem de resíduos industriais de abacaxi e da silagem de resíduos industriais de abacaxi individualmente. Foram utilizados três bovinos inteiros (fraction one-half Nelore x fraction one-half Angus), portadores de canula ruminal, com peso vivo médio de 350 kg. As amostras das ra es e da silagem de resíduos industriais de abacaxi individualmente foram homogeneizadas e moídas em moinho com peneira de 5 mm de crivo. Os alimentos foram incubados no rúmen em sacos de náilon nos tempos 4, 8, 12, 24, 48, 72 e 96 horas. A silagem de resíduos industriais de abacaxi incubada individualmente apresentou valores de 28,8%; 49,4% e 4,2%/h para os parametros a, b e c da MS e 55,9%; 34,6% e 5,5%/h para PB. Ainda, apresentou valores de 51,4 e 74,1%, respectivamente para DE da MS e PB para a taxa de passagem estimada em 5%/h. Para a MS, a substitui o da silagem de milho pela silagem de resíduos industriais de abacaxi, mostrou comportamento quadrático negativo e para a fra o a e quadrático positivo para a fra o b. O parametro c apresentou comportamento quadrático, com valor máximo para o T40. Para a PB, o parametro a apresentou comportamento linear positivo e o parametro c linear negativo. Ainda, o parametro b da PB apresentou comportamento quadrático positivo. Para a taxa de passagem de 5%/h, a DE da MS foi de 53,0; 51,9; 55,2 e 50,9% e da PB foi de 70,7; 70,5; 66,8 e 72,7%, para os níveis de substitui o de 0, 20, 40 e 60% da silagem de milho pela silagem de resíduos industriais de abacaxi.
Avalia o de cinco híbridos de milho (Zea mays, L.) em diferentes estádios de matura o: 3. Composi o químico-bromatológica
Zeoula Lúcia Maria,Beleze Juliano Ricardo Fontanini,Cecato Ulysses,Jobim Clóves Cabreira
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: O objetivo do presente estudo foi avaliar cinco híbridos de milho (Zea mays L.) Pioneer: superprecoce P32R21, os precoces P30R07, P3041 e P30F33 e o semiprecoce P30F80, quanto à composi o química, em diferentes estádios de matura o. O delineamento utilizado foi de blocos ao acaso, com cinco tratamentos e quatro repeti es. A colheita das amostras dos híbridos de milho foi adotada estimando-se os cinco estádios de matura o da planta: 30, 34, 38, 42 e 46% de matéria seca (MS). Para cada estádio de matura o, procedeu-se à separa o de colmo + bainha, lamina foliar e do gr o para posteriores analises químicas. Da fra o gr o, foram determinados os teores de nitrogênio total e de amido, nos cinco estádios de matura o. Nas fra es de lamina foliar e colmo + bainha, foram determinados os teores de fibra em detergente ácido (FDA), fibra em detergente neutro (FDN), lignina, nitrogênio insolúvel em detergente ácido (NIDA) e nitrogênio total. Para os parametros avaliados observou-se diferen a entre os híbridos de milho e efeito de dias pós-plantio. Com o avan o do estádio de matura o, observou-se que houve ligeira redu o nos teores de proteína bruta (PB) e os teores de amido praticamente n o variaram no gr o. Para a fra o lamina foliar, verificou-se que, com o aumento nos teores de matéria seca da planta, houve queda nos teores de PB e NIDA, ao contrário da fra o colmo + bainha, cujos teores aumentaram. Os teores de FDN, FDA e lignina na lamina foliar aumentaram, porém esses nutrientes na fra o colmo + bainha dos híbridos de milho, praticamente, n o variaram com o avan o do estádio de matura o.
Fat supplementation ("Flushing") on the postpartum beef cows submitted to early weaning: performance Suplementa o com gordura ("Flushing") para vacas de corte no pós-parto submetidas ao desmame precoce: desempenho animal
Mylene Müller,Ivanor Nunes do Prado,Lúcia Maria Zeoula,Daniel Perotto
Revista Brasileira de Saúde e Produ??o Animal , 2008,
Abstract: The effects of short-time fat supplementation flushing on animal performance (final body weight and average daily gain) of postpartum beef cows, submitted to the early weaning were evaluatrd. Two hundred and fifty eight beef cows from the following genetic groups were used: Aberdeen Angus (n = 21), Aberdeen Angus x Canchim (n = 20), Canchim x Aberdeen Angus (n = 52), Charoles x Caracu (n = 29), Charolês (n = 18), Cachim (n = 34), Caracu (n = 35), Caracu x Charoles (n = 26) and Purun (n = 23), with 418.1±14.0 kg of body weight and pregnant. These animals were split into two treatments: flushing (30% soybean grain + 70% corn ground grain) and without supplementation. There was no flushing effect on final body weight (436.6 kg) and average daily gain (0.83 kg). November period, cows had higher final body weight (441.6 kg) and average daily gain (1.01 kg). There was no effect of flushing on variables. O objetivou-se, neste experimento, avaliar o efeito da suplementa o de gordura por um curto período de tempo (flushing) sobre o desempenho animal (peso vivo final e ganho médio diário) de fêmeas de corte no pós-parto, submetidas ao desmame precoce. Foram utilizadas 258 vacas, dos grupos genéticos: Aberdeen Angus (n = 21), Aberdeen Angus x Canchim (n = 20), Canchim x Aberdeen Angus (n = 52), Charolês x Caracu (n = 29), Charolês (n = 18), Cachim (n = 34), Caracu (n = 35), Caracu x Charolês (n = 26) e Purun (n = 23), com peso vivo médio de 418,1±14,0 kg e diagnóstico de prenhez positivo. Os animais foram distribuídos nos tratamentos flushing (30% de gr o de soja + 70% de milho gr o moído) e n o suplementados. Foram avaliados três períodos de acordo com a ordem de pari o: setembro, outubro e novembro. N o houve efeito do flushing sobre o peso vivo final (436,6 kg) e ganho médio diário (0,83 kg). O período de novembro apresentou maior peso vivo final (441,6 kg) e ganho médio diário (1,01 kg). O fornecimento de gordura (flushing) para fêmeas de corte no pós-parto n o resultou em ganhos de peso vivo.
Mandioca e Resíduos das Farinheiras na Alimenta o de Ruminantes: pH, Concentra o de N-NH3 e Eficiência Microbiana
Zeoula Lúcia Maria,Caldas Neto Saul Ferreira,Branco Antonio Ferriani,Prado Ivanor Nunes do
Revista Brasileira de Zootecnia , 2002,
Abstract: O objetivo do presente trabalho foi avaliar a concentra o de N-NH3, o pH do líquido ruminal e a eficiência de síntese microbiana de ra es que continham diferentes fontes energéticas: milho (MI), milho + casca de mandioca desidratada (MC), raspa de mandioca (RM) e farinha de varredura de mandioca (FV). Foram utilizados quatro novilhos da ra a Holandesa (270 kg), portadores de canulas ruminal e duodenal, distribuídos em um delineamento Quadrado Latino 4x4. A cinza insolúvel em ácido foi utilizada como indicador do fluxo duodenal e fecal. N o houve efeito das ra es experimentais no pH ruminal. No entanto, menor concentra o de N-NH3 foi observada para a ra o com FV. O fluxo duodenal de matéria organica e nitrogênio e a composi o química das bactérias ruminais n o foram influenciados pelas ra es experimentais. A maior eficiência microbiana aparente foi obtida para a ra o com FV. Nas condi es do presente experimento a FV, possivelmente apresentou uma melhor sincroniza o com a fonte protéica (farelo de soja), diminuindo a perda de nitrogênio na forma de N-NH3 e aumentando a eficiência microbiana.
Avalia o de cinco híbridos de milho (Zea mays, L.) em diferentes estádios de matura o: 1. Produtividade, características morfológicas e correla es
Beleze Juliano Ricardo Fontanini,Zeoula Lúcia Maria,Cecato Ulysses,Dian Paulo Henrique Moura
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: Este trabalho foi conduzido para se avaliarem produtividade e as características morfológicas de cinco híbridos de milho Pioneer: superprecoce P32R21, os precoces P30R07, P3041, P30F33 e o semiprecoce P30F80, em cinco estádios de matura o. O delineamento utilizado foi de blocos ao acaso, com cinco tratamentos e quatro repeti es. A colheita das amostras dos híbridos de milho foi adotada estimando-se cinco estádios de maturidade da planta: 30, 34, 38, 42 e 46% de matéria seca. Por ocasi o da colheita, no primeiro estádio de matura o, foram tomados alguns parametros para avalia o, como altura da planta, altura inser o de espiga, peso da planta, diametro de colmo e número médio de espigas. Para cada estádio de matura o, procedeu-se à separa o de colmo + bainha, lamina foliar, gr o, sabugo e palha. Os híbridos superprecoce P32R21 e o precoce P3041 apresentaram maiores peso, diametro de colmo e altura de planta. As produ es de matéria seca (MS), massa verde, gr os, lamina foliar e colmo + bainha, expressas em toneladas/ha, diferiram entre os híbridos avaliados e houve efeito de dias pós-plantio (DPP). O aumento na produ o de MS verificado com o avan o do estádio de maturidade dos híbridos foi correlacionado positivamente com o aumento da produ o de gr os (R2 = 64,3%). A produ o de MS correlacionou-se positivamente com a percentagem de espiga (R2 = 56,0%) e negativamente (R2 = -56,7%) com a percentagem de colmo + bainha (em rela o a planta inteira).
Efeito do período experimental sobre a digest o parcial e total em bovinos alimentados com dois níveis de volumosos
Guimar?es Kátia Cylene,Branco Antonio Ferriani,Zeoula Lúcia Maria,Prado Ivanor Nunes do
Revista Brasileira de Zootecnia , 2001,
Abstract: Os objetivos deste trabalho foram avaliar os efeitos de dois períodos experimentais e dois níveis de volumosos na dieta sobre a digestibilidade total e parcial da matéria seca (MS), matéria organica (MO), proteína bruta (PB), fibra em detergente ácido (FDA), fibra em detergente neutro (FDN), energia bruta (EB) e amido. Foram utilizados quatro novilhos da ra a Holandês Preto e Branco, com dois anos de idade e 340 kg de peso vivo e canulados no rúmen e duodeno. O delineamento experimental utilizado foi o quadrado latino 4 x 4, em que os animais receberam quatro tratamentos, que consistiram de dois níveis de volumosos (30 e 70%) e dois períodos experimentais (14 e 21 dias). Houve efeito significativo do nível de volumoso sobre a digestibilidade ruminal de FDA e FDN, a digestibilidade intestinal e total da MS, MO, PB e amido e a digestibilidade total da EB. N o houve efeito do período experimental sobre os coeficientes de digestibilidade dos nutrientes avaliados. Conclui-se que a utiliza o de período experimental de 14 dias, em experimentos de digest o, é viável, quando se utiliza feno como fonte de volumoso.
Avalia o de cinco híbridos de milho (Zea mays, L.) em diferentes estádios de matura o: 2. Concentra es dos componentes estruturais e correla es
Beleze Juliano Ricardo Fontanini,Zeoula Lúcia Maria,Cecato Ulysses,Dian Paulo Henrique Moura
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: Este trabalho foi conduzido para avaliar a concentra o de componentes estruturais de cinco híbridos de milho Pioneer: o superprecoce P32R21, os precoces P30R07, P3041, P30F33 e o semiprecoce P30F80, em cinco estádios de matura o. O delineamento utilizado foi de blocos ao acaso, com cinco tratamentos e quatro repeti es. A colheita das plantas dos híbridos de milho foi realizada em cinco estádios de matura o propostos: 30, 34, 38, 42 e 46% de matéria seca (MS). Para cada estádio de matura o, procedeu-se à separa o de colmo + bainha, lamina foliar, gr o, sabugo e palha. Depois das pesagens e com posterior determina o dos teores de MS, foram obtidas as concentra es (%) de gr o, de sabugo + palha, de espiga, de colmo + bainha e de lamina foliar em rela o à planta inteira dos cinco híbridos, nos cinco estádios de matura o. Para todos os parametros avaliados, os híbridos diferiram entre si e apresentaram significancia de dias pós-plantio (DPP). Ficou caracterizado que, com o avan o do estádio de maturidade da planta, ocorreram aumento nas concentra es (%) de espiga e gr os e diminui o nas concentra es da lamina foliar e colmo + bainha em rela o à MS da planta inteira.
Efeito das fontes de amido e nitrogênio de diferentes degradabilidades ruminais.1. Digestibilidades parcial e total
Fregadolli Fábio Luiz,Zeoula Lúcia Maria,Prado Ivanor Nunes do,Branco Ant?nio Ferriani
Revista Brasileira de Zootecnia , 2001,
Abstract: Avaliaram-se as digestibilidades parcial e total de ra es combinando fontes de amido (AM) de alta (casca de mandioca desidratada) e baixa (milho) degradabilidade ruminal, com fontes de nitrogênio (N) de alta (levedura) e baixa (farelo de algod o + farinha de carne e ossos) degradabilidade ruminal, em arranjo fatorial 2x2. Foram utilizados quatro novilhos da ra a Holandesa (334 kg), portadores de canula ruminal e duodenal, distribuídos em delineamento quadrado latino 4x4. O óxido cr mico foi utilizado como indicador de fluxo de matéria seca. Houve intera o das fontes de AM e N sobre o coeficiente de digestibilidade aparente (CDA) da proteína bruta (PB) e fibra em detergente neutro (FDN). As ra es com milho e levedura e as com casca de mandioca e farelo de algod o + farinha de carne e ossos apresentaram maior CDA para PB do que as ra es com milho e farelo de algod o + farinha de carne e osso e com as casca de mandioca e levedura. A ra o com amido e N de alta degradabilidade ruminal (casca de mandioca e levedura) propiciou menor valor sobre o CDA da FDN do que as demais ra es, que n o diferiram entre si. A digest o ruminal da FDN foi maior quando a fonte de AM foi o milho, comparada àquela contendo casca de mandioca. A maior digest o do AM foi para as ra es com casca de mandioca, comparada às ra es com milho, em todos os segmentos do trato digestivo. Observaram-se valores negativos para a digest o ruminal da PB para as ra es experimentais. A fonte de N influenciou a digest o ruminal e intestinal da energia bruta. A maior a digest o ruminal ocorreu nas ra es com levedura e a maior digest o intestinal, nas ra es com farelo de algod o + farinha de carne e ossos.
Níveis de substitui o da silagem de milho pela silagem de resíduo industrial de abacaxi sobre o desempenho de bovinos confinados
Prado Ivanor Nunes do,Lallo Fabiana Helena,Zeoula Lúcia Maria,Caldas Neto Saul Ferreira
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: Objetivou-se com o trabalho avaliar a substitui o gradativa da silagem de milho (0, 20, 40 e 60%, base na matéria seca) pela silagem de resíduos industriais de abacaxi sobre ganho médio diário, ingest o de alimentos e convers o alimentar, rendimento de carca a, gordura de cobertura e área de olho de lombo de bovinos inteiros, terminados em confinamento. Foram utilizados 28 bovinos, com 20 meses de idade e peso médio inicial de 328 kg. Os animais foram distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos e sete repeti es. Além da silagem de milho e/ou silagem de resíduos industriais de abacaxi, os bovinos receberam um concentrado composto de farelo de soja, milho, sal mineral, uréia e monensina sódica. Os animais foram mantidos estabulados individualmente, alimentados ad libitum durante 96 dias. Ao final deste período, os animais foram abatidos para determina o das características de carca a. N o houve efeito dos níveis de substitui o da silagem de milho pela silagem de resíduos de abacaxi sobre peso final, ganho médio diário, ingest o de proteína bruta, energia bruta e fibra em detergente neutro, convers o alimentar da matéria seca, peso e rendimento de carca a quente, área de olho de lombo e gordura de cobertura. Redu o linear foi observada para a ingest o de matéria seca, matéria organica, energia metabolizável e matéria seca, em fun o do peso vivo.
Page 1 /277032
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.