oalib

Publish in OALib Journal

ISSN: 2333-9721

APC: Only $99

Submit

Any time

3 ( 1 )

2020 ( 2 )

2019 ( 237 )

2018 ( 932 )

Custom range...

Search Results: 1 - 10 of 98918 matches for " Pós-Gradua o "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /98918
Display every page Item
Níveis de estresse e características sociobiográficas de alunos de pós-gradua o
Lucia Emmanoel Novaes Malagris,Ana Teresa Rocco Suassuna,Débora Ventura Bezerra,Heitor Pontes Hirata
Psicologia em Revista , 2009,
Abstract: Buscou investigar-se a presen a e o nível de estresse em alunos de pós-gradua o da UFRJ, além de caracterizar a amostra. Usou-se o inventário de sintomas de estresse para adultos de Lipp e um questionário sociobiográfico. Participaram 140 alunos voluntários de todos os centros universitários. A idade média dos participantes foi de 30.3 ± 7.5, sendo 74 mulheres e 66 homens. Verificou-se que 58,6% dos alunos encontravamse estressados. O índice de estresse mais elevado foi encontrado no Centro de Ciências da Matemática e da Natureza (82,4%), seguindose do Centro Tecnológico (61%), Fórum de Ciência e Cultura (60%), Centro de Letras e Artes e Centro de Filosofia e Ciências Humanas (55%), Centro de Ciências Jurídicas e Econ micas e Centro de Ciências da Saúde (50%). O nível de estresse se mostra bastante preocupante, podendo relacionar-se a demandas específicas de um curso stricto sensu. é importante desenvolver estudos que identifiquem os eestresseores específicos.
O estímulo à criatividade em programas de pós-gradua o segundo seus estudantes
Alencar Eunice M. L. Soriano de
Psicologia: Reflex?o e Crítica , 2002,
Abstract: O estudo investigou a extens o em que professores de pós-gradua o implementam práticas que favorecem a criatividade, segundo pós-graduandos, e a avalia o destes quanto ao nível de sua criatividade, de seus professores e colegas, comparando-se os resultados com outros obtidos anteriormente com estudantes de gradua o. Participaram do estudo 92 pós-graduandos que responderam a um inventário de incentivo à criatividade por parte de seus professores, e avaliaram o nível de sua criatividade, de seus professores e colegas. Observou-se maior incentivo a distintos fatores que se associam à criatividade segundo os pós-graduandos. Estes se perceberam ainda como mais criativos que os seus professores e colegas, considerando-se também e a seus professores como mais criativos do que estudantes de gradua o. As condi es mais favoráveis à criatividade na pós-gradua o se devem possivelmente aos objetivos da mesma de enfatizar a produ o do conhecimento.
Pós-gradua o no Brasil e nos Estados Unidos: uma análise comparativa
Verhine, Robert E.
Educa??o , 2008,
Abstract: Este artigo compara a pós-gradua o (PG) no Brasil e Estados Unidos de modo a demonstrar que o mestrado e o doutorado brasileiros n o s o cópias de programas americanos e francês, ajustados às circunstancias brasileiras. O trabalho descreve esseis dois modelos, relata as experiências históricas americana e brasileira em rela o à pós-gradua o e discute fatores que diferenciam programas de PG nos dois países. Na conclus o, o autor afirma que o modelo "híbrido" desenvolvido no Brasil integra com êxito dois modelos tradicionais de forma complementar, produzindo sinergiais valiosas.
O ensino superior brasileiro nos anos 90
MARTINS, CARLOS BENEDITO;
S?o Paulo em Perspectiva , 2000, DOI: 10.1590/S0102-88392000000100006
Abstract: este artigo procura apresentar e discutir determinados aspectos morfológicos que constituem o ensino superior brasileiro em sua fase contemporanea e salientar que nos últimos 30 anos formou-se no país um complexo campo acadêmico. destaca também os processos de crescimento quantitativo e de diferencia??o institucional que fizeram parte da reestrutura??o do campo do ensino superior brasileiro. o artigo procura evidenciar um dos desafios centrais para o ensino superior brasileiro nos dias atuais: a formula??o de uma política voltada para a totalidade do sistema, capaz de dialogar com os diferentes formatos e voca??es acadêmicas das institui??es que o integram.
Tradi es e contradi es da pós-gradua o no Brasil
Santos Cássio Miranda dos
Educa??o & Sociedade , 2003,
Abstract: O presente artigo discute o modelo brasileiro de pós-gradua o. Dentre vários aspectos s o enfocados o caráter dependente dos cursos de mestrado no tocante à produ o científica e a forte influência do modelo norte-americano de pós-gradua o na estrutura o do modelo brasileiro. é tratada também a problemática da incompatibilidade dos títulos pós-graduados conseguidos no Brasil e em institui es estrangeiras, assim como a quest o do rigor dos mestrados acadêmicos brasileiros cujas exigências s o compatíveis com doutorados de outros países.
Viver as Contradi es e Tornar-se Sujeito na Produ o Social de Nosso Espa o de Práticas
Maria Ceci Misoczky,Sueli Goulart
Organiza??es & Sociedade , 2011,
Abstract: Refletir sobre o nosso processo de trabalho é sempre importante, principalmente quando o fazemos no ambito de um debate de idéias como este veiculado na Revista O&S. Como n o poderia deixar de ser, as perspectivas que fundamentamestas reflex es s o múltiplas, o que contribui para compreender quem somos, o que estamos construindo, porque nossa área de estudos é assim e, para muitos de nós, quais s o os desafios para mudá-la. Via de regra, as reflex es tem sido bastante negativas: v o da sobrecarga de trabalho à qualidade do que produzimos; do ritmo e da orienta o do trabalho aos critérios de avalia o dos programas de pós-gradua o nos quais estamos. Ainda que esta agenda seja relevante e pertinente, os avan os obtidos s o poucos, já que as abordagens tendem, majoritariamente, a tratar tais problemascomo se fossem externos a nós, como se f ssemos determinados por estruturas que imp em práticas às quais todos nos subordinamos como se n o tivéssemos capacidade para a a o. Em vez disto, defendemos que, apesar da fetichiza o da produ o acadêmica (TREIN; RODRIGUES, 2011) e da for a institucionalizada/institucionalizadora de organiza es como a CAPES, o CNPq e a própria ANPAD, a atividade intelectual permanece vigente em nossos espa os de trabalho e, mais que isto, a organiza o e a a o política constituem-se em possibilidades que cabe a nós tornar realidade.
Modelo de avalia o CAPES: desejável e necessário, porém, incompleto
Hortale Virginia Alonso
Cadernos de Saúde Pública , 2003,
Abstract: Buscando contribuir com o aperfei oamento dos critérios de avalia o dos programas stricto sensu na área da saúde pública, o presente texto apresenta as principais características identificadas por observadores estrangeiros quando da avalia o dos programas de pós-gradua o realizada em 2001 pela Coordena o de Aperfei oamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e faz algumas considera es críticas sobre os critérios utilizados para avaliar a qualidade do ensino, com base nas principais tendências hoje em curso em outros países.
Ensino e pesquisa em saúde coletiva na Inglaterra: algumas observa??o de dois participantes
Barreto, Mauricio L.;Veras, Renato P.;
Cadernos de Saúde Pública , 1987, DOI: 10.1590/S0102-311X1987000400007
Abstract: the authors' opportunity to perform their phd courses in england allowed a better understanding about teaching and research in public health in that country. in this paper, some of these aspects are considered as well as some suggestions in order to rethink the development of this field in brazil are presented.
Pesquisa da pesquisa: discutindo abordagens em Cursos de Pós-Gradua o lato sensu em educa o = Research about research: discussing approaches at lato sensu post-graduation courses in education
Ormezzano, Graciela René
Educa??o , 2006,
Abstract: Propondo uma discuss o sobre as propostas epistemológicas e as metodologias da produ o científica originada nos Cursos de Pós-gradua o lato sensu em Educa o, o artigo volta-se a uma reflex o sobre a educa o num cenário industrial-tecnológico dos dias atuais além de uma caracteriza o de paradigmas que coexistem no campo da educa o e, portanto, na produ o do conhecimento desta área. Valendo-se dos achados de uma pesquisa, em que s o discutidas as abordagens metodológicas, op es paradigmáticas e formas de olhar a realidade, s o apontadas limita es que sugerem um reexame das estratégias e mecanismos relativos à produ o do conhecimento nesses cursos.
O ensino e a pesquisa na pos-gradua o em geografia: velhas quest es, novos desafios
Lucia Helena de Oliveira Gerardi
Geografares , 2003,
Abstract: Nos cursos de pós-gradua o s o gerados trabalhos que constituem o lastro do conhecimento e representam os rumos daGeografia a cada momento. Menos importante tem sido seupapel na forma o de professores. Estes dois lados de umamesma estrutura s o questionados no sentido de trazer à tonaa reflex o sobre que pesquisa, que pesquisador e que professor de terceiro grau estamos formando. Com rela o à pesquisa, questiona-se sua qualidade e sua relevancia científica esocial. Quanto ao pesquisador, reflete-se sobre os instrumentos teóricos e técnicos apresentados e sobre o grau de autonomia que ele consegue atingir. Quanto ao docente, discute-seaté que ponto nossos cursos têm dado a adequada ênfase àsquest es relativas ao ensino. Os novos desafios dizem respeito à qualidade e ao financiamento da pós-gradua o.
Page 1 /98918
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.