oalib

Publish in OALib Journal

ISSN: 2333-9721

APC: Only $99

Submit

Any time

4 ( 1 )

2020 ( 26 )

2019 ( 169 )

2018 ( 537 )

Custom range...

Search Results: 1 - 10 of 89141 matches for " Cancer de mama "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /89141
Display every page Item
O perfil da mulher que se submete a mamografia em Goiania: uma contribui o a "Bases para um programa de detec o precoce do cancer de mama"
Godinho Eduardo Rodrigues,Koch Hilton Augusto
Radiologia Brasileira , 2002,
Abstract: Foi estudado o perfil de 2.000 mulheres que se submeteram a mamografia em um hospital público e uma clínica privada de Goiania, GO. Os dados foram coletados em entrevista. As mulheres tinham, em média, 49 anos de idade, a maioria procedia da própria cidade, 11,5% nunca tinham amamentado e dois ter os tinham amamentado por mais de seis meses. Terapia de reposi o hormonal era utilizada por mais de 20%, e um quinto destas n o havia se submetido a mamografia previamente. História de cancer de mama familiar foi relatada por 13,3% das examinadas no hospital público e por 7,5% das examinadas na institui o privada. Destas, 28,67% e 33,33%, respectivamente, n o tinham mamografia preliminar. Rastreamento do cancer mamário foi a maior motiva o para o exame. Grande parte das entrevistadas n o havia se submetido a mamografia anteriormente, por falta de solicita o médica ou por a considerarem desnecessária na época do pedido.
Rastreamento do cancer de mama: aspectos relacionados ao médico
Godinho Eduardo Rodrigues,Koch Hilton Augusto
Radiologia Brasileira , 2004,
Abstract: OBJETIVO: Reconhecer as características dos médicos do Estado de Goiás, suas condutas, cren as, opini es e conhecimentos sobre cancer de mama. MATERIAIS E MéTODOS: Foram enviados 592 questionários aos ginecologistas, mastologistas e geriatras de Goiás. Os principais aspectos pesquisados foram: 1 - características sócio-demográficas (sexo, idade, ano de formatura, atua o em servi os públicos ou particulares); 2 - capacidade de reconhecimento dos fatores de risco para cancer de mama; 3 - atividades educativas desenvolvidas pelos médicos; 4 - percep o de elementos limitadores ao rastreamento; 5 - perguntas genéricas. RESULTADOS: Os questionários respondidos totalizaram 105 (21,2%); 70,5% dos médicos eram do sexo masculino; idade média de 43,9 anos (26 a 70 anos); 73,5% tinham menos de 20 anos de formado; 88,6% ginecologistas, 4,8% ginecologistas/mastologistas, 3,8% mastologistas, 2,8% geriatras; 62,5% atuavam na rede pública e particular simultaneamente. Apenas 13,3% identificaram os cinco fatores de risco apresentados. Cerca de 95% responderam ter participado de cursos de atualiza o nos dois anos que antecederam a pesquisa. Outros resultados ser o apresentados. CONCLUS ES: As recomenda es sobre rastreamento do cancer de mama pareceram pouco claras aos médicos. As respostas sobre atividades educativas mostraram-se algumas vezes conflitantes. As cren as e opini es sobre rastreamento foram bastante positivas. Escassez de equipamentos e custo do exame foram identificados como obstáculos ao rastreamento do cancer de mama.
Estado actual de las pacientes con cáncer de mama en estadio I y II Present state of the patients with stage I and II breast cancer
Iván Mora Díaz,Edel Sánchez Redonet
Revista Cubana de Obstetricia y Ginecolog?-a , 2004,
Abstract: Se realizo un estudio retrospectivo para evaluar el comportamiento epidemiológico y la supervivencia en pacientes con cáncer de mama. La muestra estuvo constituida por mujeres afectadas por esta neoplasia en estadios I y II, atendidas en el hospital "Julio Trigo López" desde 1989 hasta 1998. Se aplico el método de Kaplan-Meier para el cálculo de la supervivencia y el intervalo libre de la enfermedad. Entre los resultados más relevantes se destaca una edad promedio de 58 a os al momento del diagnóstico. El 23 % de las pacientes tenían el antecedente de algún familiar cercano con la enfermedad. El tiempo de vida promedio fue de 10 a os, pero resultó significativamente diferente para las mujeres según el estadio clínico. El intervalo libre de la enfermedad fue mayor para las pacientes en el estadio I de la enfermedad. La opción terapéutica o el tipo histológico del tumor no resultaron factores modificadores de la enfermedad. A retrospective study was conducted to evaluate the epidemiological behavior and the survival in patients with breast cancer. The sample was composed of women affected by this stage I and II neoplasia that were treated at "Julio Trigo López" Hospital from 1989 to 1998. Kaplan-Meier's method was applied for calculating survival and the free-disease interval. An average age of 58 years old at the time of diagnosis is among the most remarkable results. 23 % of the patients had some close relative with the disease. The average life time was 10 years, but it was significantly different for women, according to the clinical stage. The disease-free interval was higher among patients in stage I. The therapeutic option or the histological type of the tumor were not modifying factors of the disease.
Vênus revisitada: negocia es sobre o corpo na experiência do cancer de mama
Waleska de Araújo Aureliano
Barbarói , 2007,
Abstract: Este trabalho procura mostrar como a mulher mastectomizada negocia a representa o e a apresenta o de seu corpo nos espa os público e privado após o diagnóstico do cancer, observando os aspectos relacionais envolvidos neste processo. Ser o abordados especificamente os aspectos relacionados à mastectomia e ao tratamento de quimioterapia, que torna a doen a visível através da queda do cabelo. O objetivo é mostrar como se d o certas rela es, estratégias e disputas em torno do corpo mutilado e como esse corpo passa a ser significado a partir da experiência da doen a. Abstract This work searches to show the way in which the mastectomized woman negotiates the representation and the presentation of her body in public and private spaces after the diagnosis of cancer, observing the relational aspects involved in this process. It will be specifically approached here the aspects related to the mastectomy and to the chemotherapy treatment, that makes the disease visible through the hair fall. The objective is to show how certain relationships, strategies and disputes around the mutilated body happen and in which way that body begins to be meant starting from the experience of the disease.
CANCER DE MAMA EN CHILE: DATOS EPIDEMIOLOGICOS
Octavio Peralta M
Revista Chilena de Obstetricia y Ginecología , 2002,
Abstract: The epidemiological analysis of breast cancer in Chile is described. The experience in the San Borja Arriarán Hospital is presented where an improved rate of precocions diagnosis is noted.
CONSTRUINDO O SIGNIFICADO DA RECORRêNCIA DA DOEN A: A EXPERIêNCIA DE MULHERES COM C NCER DE MAMA
Almeida Ana Maria de,Mamede Marli Villela,Panobianco Marislei Sanches,Prado Maria Antonieta Spinoso
Revista Latino-Americana de Enfermagem , 2001,
Abstract: Considerando a recorrência como possibilidade na vida das mulheres com cancer de mama, este trabalho teve como objetivo identificar como elas constróem o significado dessa possibilidade, a partir de sua própria experiência. O estudo pautou-se nas concep es do interacionismo simbólico, utilizando-se a análise de conteúdo para analisar as entrevistas de 12 mulheres mastectomizadas. A possibilidade da recorrência se mostrou presente no espa o de vida das mulheres estudadas, configurada pela incerteza vivida e representada nas unidades temáticas identificadas em seus depoimentos ao revelarem, estar "vivendo com uma doen a estigmatizante", "convivendo com sentimento negativo" e "enfrentado preconceitos".
Metáforas e significados do cancer de mama na perspectiva de cinco famílias afetadas
Tavares Jeane Saskya C.,Trad Leny A. Bomfim
Cadernos de Saúde Pública , 2005,
Abstract: O presente artigo analisa metáforas e significados construídos em torno do cancer de mama por famílias afetadas por essa enfermidade. A primeira parte do artigo apresenta uma breve contextualiza o da constru o social dos significados do cancer no decorrer do século XX, tendo como referência principal o contexto brasileiro. Posteriormente, s o analisados os significados atribuídos ao cancer de mama por cinco famílias que tinham, entre seus membros, mulheres que haviam recebido diagnóstico positivo para o cancer de mama e que estiveram ou estavam em tratamento hospitalar. Essas famílias integraram um estudo qualitativo realizado na Bahia, com pacientes de um hospital especializado em cancer. Na análise dos dados, identificaram-se: diferen as entre as concep es associadas ao cancer e ao cancer de mama, compartilhamento intergeracional de interpreta es ontológicas, reinterpreta o do discurso médico a partir de considera es psicossomáticas, além da no o de cura associada à alta médica.
Auto-exame das mamas: freqüência do conhecimento, prática e fatores associados
Monteiro Ana Paula de Sousa,Arraes Elizabeth Paiva Pereira,Pontes Lucíola de Barros,Campos Marília do Socorro dos Santos
Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia , 2003,
Abstract: OBJETIVO: estudar a freqüência do conhecimento e prática do auto-exame de mamas (AEM), caracterizando alguns fatores que influenciam sua prática. MéTODO: durante um mês, foram entrevistadas 505 mulheres atendidas no Centro de Saúde Escola - Marco (CSE-Marco) e no anexo Unidade Materno-Infantil por meio de questionário referente ao conhecimento e prática do AEM e possíveis fatores associados. Verificou-se a correla o entre as variáveis através do teste de chi2. RESULTADOS: das mulheres entrevistadas, 96,0% conheciam o AEM. Dentre essas, 58,9% conheceram-no pela imprensa. Contudo, o meio que proporcionou prática mais correta foi a orienta o médica (37,5%). Apenas 21,8% das mulheres realizavam o exame mensalmente. O principal motivo da n o-realiza o foi o desconhecimento da técnica (48,2%). Mulheres entre 30 e 39 anos (30,2%) apresentaram maior prática mensal do exame e 58,2% das que o realizavam corretamente tinham pelo menos ensino médio incompleto. Em 58,7% dos casos, o ginecologista n o incentiva a prática do AEM. CONCLUS O: o AEM é conhecido por praticamente todas as entrevistadas, embora mais de um ter o destas n o o realize, principalmente por desconhecimento da técnica. O meio de comunica o que levou a orienta o mais eficiente foi a orienta o médica, contudo, esta atingiu reduzido número de pacientes. Houve interferência do grau de escolaridade e faixa etária na prática do AEM, n o intervindo a presen a de casos de cancer na família.
Acurácia do Linfonodo Sentinela em Pacientes com Cancer Inicial da Mama Tratadas com Quimioterapia Neoadjuvante
Piato José Roberto Morales,Barros Alfredo Carlos Sim?es Dornellas de,Pincerato Katia Maciel,Vigário Adriano Oliveira
Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia , 2002,
Abstract: Objetivo: avaliar a capacidade preditiva do estudo do linfonodo sentinela (LS) em rela o ao estado linfonodal axilar em pacientes com carcinoma invasor inicial de mama submetidas ou n o a quimioterapia neoadjuvante. Métodos: foi realizado estudo prospectivo de 112 pacientes, que foram divididas em dois grupos. O primeiro grupo foi constituído por 70 pacientes que n o receberam quimioterapia prévia (Grupo I) e o segundo foi formado por 42 pacientes que foram submetidas a quimioterapia neoadjuvante, com três ciclos do esquema AC (adriamicina + ciclofosfamida) (Grupo II). A resposta à quimioterapia foi parcial >50% em 21 pacientes, sendo que em três foi completa, e parcial <50% em 19 pacientes; em duas pacientes houve progress o da doen a. Procedeu-se à inje o peritumoral de dextran marcado com 99mTc. A mesma foi realizada com auxílio de estereotaxia em 29 pacientes com tumores n o palpáveis, sendo 16 do grupo I e 13 do grupo II. Os acúmulos radioativos demonstrados por cintilografia orientaram a biópsia do LS axilar, com auxílio de probe portátil. O estudo anatomopatológico dos LS compreendeu inicialmente um único corte histológico. Os LS livres foram submetidos a cortes seriados a cada 50 mim e corados por HE. Resultados: o LS foi identificado em 108 pacientes. Em três pacientes do grupo I e em uma do grupo II, nas quais n o se obteve identifica o do LS, as les es n o eram palpáveis. A acurácia do método na predi o do estado linfonodal axilar foi de 100% no grupo de pacientes que n o receberam quimioterapia neoadjuvante e de 93% naquele em que esta forma de tratamento prévio foi utilizada. Essa diferen a se mostrou estatisticamente significante. Conclus es: o presente trabalho possibilitou-nos concluir que em todas as pacientes que n o receberam tratamento quimioterápico prévio o estudo do LS foi eficaz para predizer o estado dos linfonodos da axila. A taxa de resultados falso-negativos no grupo de pacientes submetidas à quimioterapia neoadjuvante parece invalidar o emprego do estudo do LS nas mesmas.
Carcinoma Epidermoide Primario de la Mama: Una Infrecuente Entidad Clínico-Patológica Primary Squamous Cell Carcinoma of the Breast: A Rare Clinicopathological Entity
Oscar Tapia E
International Journal of Morphology , 2011,
Abstract: El carcinoma epidermoide (CE) puro primario de la mama es una rara entidad clínico-patológica, que representa menos del 0,1% de todos los carcinomas de mama, conformada en su totalidad por células escamosas malignas que no presentan relación anatómica con la piel adyacente de la mama. Su etiopatogenia, pronóstico y tratamiento son motivo de controversias. Presentamos 1 caso de CE puros primario de la mama diagnosticado en la Unidad de Anatomía Patológica del Hospital Hernán Henríquez Aravena de la ciudad de Temuco, Chile. Pure primary squamous cell carcinoma (SCC) of the breast is a rare clinicopathological entity, representing less than 0.1% of all breast carcinomas, composed entirely of malignant squamous cells do not exhibit anatomical relationship with the skin overlying to the breast. Its etiopathogenesis, prognosis and treatment is controversial. We present a case of pure primary SCC of the breast diagnosed at the Unit of Pathology, Hospital Hernán Henríquez Aravena.
Page 1 /89141
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.