oalib

Publish in OALib Journal

ISSN: 2333-9721

APC: Only $99

Submit

Any time

4 ( 1 )

2020 ( 6 )

2019 ( 45 )

2018 ( 179 )

Custom range...

Search Results: 1 - 10 of 102958 matches for " produ o de leite "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /102958
Display every page Item
Características da lacta o de vacas Hereford criadas em um sistema de produ o extensivo na regi o da campanha do Rio Grande do Sul
Pimentel Marcelo Alves,Moraes José Carlos Ferrugem,Jaume Carlos Miguel,Lemes Jaqueline Schneider
Revista Brasileira de Zootecnia , 2006,
Abstract: A produ o de leite de vacas Hereford primíparas e multíparas manejadas sobre campo nativo foi estudada utilizando-se 144 lacta es em um período de quatro anos (1995, 1998, 2000, 2001). A estimativa da produ o de leite foi realizada em intervalos de 21 dias pela técnica da pesagem antes e após a mamada, do nascimento à desmama (189 dias). Foram considerados os fatores fixos ano, ordem de parto, prenhez, sexo do bezerro e ra a do touro. As vacas multíparas produziram mais leite (8,27+0,26) que as primíparas (5,81+0,25 kg dia-1) no pico de lacta o (42 dias). A produ o total de leite em multíparas também foi superior (158,34+25,51) à das primíparas (915,44+24,47 kg). A produ o de leite n o foi influenciada pelos demais fatores. A maior produ o de leite durante o pico de lacta o consiste na principal diferen a entre as curvas de lacta o de vacas multíparas e primíparas, que, no entanto, apresentam amplitude de produ o de leite similar nas condi es estudadas. O leite fornece a energia suficiente para atender às exigências de manten a e ganho dos bezerros durante os dois primeiros meses da lacta o e, apenas para manten a, até o quarto mês de lacta o.
PERFORMANCE OF DAIRY CROSSBRED HEIFERS FED SUGAR CANE CORRECTED AND SUPPLEMENTED WITH CONCENTRATE HAVING “QUILLAJA SAPONARIA MOLINA” EXTRACT DESEMPENHO DE NOVILHAS MESTI AS LEITEIRAS ALIMENTADAS COM CANA-DE-A úCAR CORRIGIDA E SUPLEMENTADAS COM CONCENTRADO CONTENDO EXTRATO DE “QUILLAJA SAPONARIA MOLINA”
Milton Luiz Moreira Lima,Juliano Joseé de Resende Fernandes,Eduardo Rodrigues de Carvalho,Sandro de Castro Santos
Ciência Animal Brasileira , 2009,
Abstract: The current experiment evaluated the weight daily gain, dry matter intake and feed conversion rate of dairy crossbred heifers that received “Quillaja Saporinaria Molina” extract, which main effect is to inhibit the protozoa population and reduce the concentration and/or release of amonia in the rumen. The diets in this trial were constituted by sugar cane ad libitum and concentrate on the basis at 0,7% inclusion in relation of the live body weight. The supply of 1.5 or 3 g of the extract did not alter the dry matter intake (6.41 kg/heifer or 2.1% live body weight), the weight daily gain (0.789 kg/day) and the feed conversion rate (8.12:1). Saponin did not change the diet intake as well as did not improve the performance of dairy crossbred heifers in feedlot. KEY WORDS: Additive, dry matter, feedlot, intake, feed conversion rate, weight gain. Avaliou-se no presente trabalho o ganho de peso médio diário, o consumo de matéria seca e a convers o alimentar de novilhas mesti as leiteiras que receberam extrato de Quillaja Saporinaria Molina, cujo principal efeito é a inibi o sobre a popula o de protozoários e a redu o na concentra o e/ou libera o de am nia no rúmen. As dietas utilizadas foram constituídas de cana-de-a úcar ad libitum e concentrado na base de 0,7% de inclus o em rela o ao peso vivo do animal. O fornecimento de 1,5 ou 3 g do extrato n o alterou o consumo médio de matéria seca (6,41 kg/novilha ou 2,1% do peso vivo), o ganho de peso médio diário (0,789 kg/dia) e a convers o alimentar (8,12:1). A saponina n o alterou o consumo de alimento e n o melhorou o desempenho de novilhas leiteiras em confinamento. PALAVRAS-CHAVES: Aditivo, confinamento, consumo, convers o alimentar, ganho de peso, matéria seca. Palavras-chave: confinamento, consumo, convers o alimentar, ganho de peso, matéria seca, dieta.
Associa o entre marcadores de grupos sangüíneos e produ o à primeira lacta o em bovinos da ra a Gir Leiteiro
Concei??o R.O.,Oliveira D.A.A.,Sampaio I.B.M.,Kuabara M.Y.
Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , 2000,
Abstract: Foram analisados 138 resultados de tipagem sangüínea de animais da ra a Gir Leiteiro, pertencentes a uma popula o fechada submetida a acasalamentos preferenciais por aproximadamente 30 anos. Estudou-se a associa o entre os sistemas B, F, J, L e Z de grupos sangüíneos e a produ o de leite à primeira lacta o. Os resultados mostraram diferen a significativa (P<0,001) na produ o de leite das primíparas que possuem o fator Z, 3634,43kg, em rela o as que n o apresentaram o mesmo fator, 3074,62kg. Para o sistema B, por meio de contraste de médias, verificou-se que houve diferen a significativa (P<0,05) entre animais com o fenogrupo I1O1Y2A?B?E?3(J?K?)P?Q? em homozigose, 4202,86kg, e aqueles com os fenogrupos B(P)QTE?3G?P?/I1O1Y2A?B?E?3(J?K?)P?Q?, 3493,33kg, e BQTA?B?I?(P?)/I1O1Y2A?B?E?3(J?K?)P?Q?, 3630,36kg.
Fatores genéticos e de meio na produ o de leite de caprinos leiteiros
Gon?alves Heraldo Cesar,Silva Martinho de Almeida e,Wechsler Francisco Stefano,Ramos Alcides Amorim
Revista Brasileira de Zootecnia , 2001,
Abstract: Objetivou-se, no presente estudo, avaliar a produ o de leite de caprinos leiteiros da regi o sudeste do Brasil, com intuito de verificar os fatores de meio e estimar os parametros genéticos pelo método dos mínimos quadrados (MMQ). Os controles de 1336 lacta es foram inicialmente ajustados pela fun o multifásica (difásica) e calculou-se a produ o de leite total (PLT). Os dados foram provenientes de sete propriedades e três ra as (Parda Alpina, Saanen e Toggenburg). A média e o erro-padr o da PLT estimados pelo MMQ foram de 635,31 ±39,75 kg. A intera o ano x esta o do parto influenciou a PLT. Em um dos anos estudados, a PLT foi menor para as cabras paridas no final da esta o. Nas três esta es de parto, observou-se comportamento quadrático da PLT, em fun o dos anos de parto. Para as três esta es, a PLT aumentou de 1986 até meados de 1990, decrescendo em seguida. A idade de máxima PLT foi observada aos 46,65 meses. Das três ra as estudadas, observou-se que as ra as Parda Alpina e Saanen apresentaram alternancia de superioridade na PLT em algumas fazendas, porém maiores que a Toggenburg. Os coeficientes de herdabilidade e repetibilidade da PLT estimados pelo MMQ foram de 0,296 ± 0,079 e 0,277 ± 0,033, respectivamente. Estes resultados revelam baixa confiabilidade em poucas observa es dessas características ou na inconsistência das estimativas da fun o multifásica. Como a PLT é uma característica limitada ao sexo, sugere-se o teste de progênie como método de sele o mais eficiente para os reprodutores e uso de insemina o artificial como processo de dissemina o do material genético selecionado.
Viabilidade financeira da pasteuriza o lenta de leite na fazenda: estudo de caso
Holanda Jr. E.V.,Holanda E.D.,Madalena F.E.,Amaral J.B.C.
Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , 2002,
Abstract: O estudo descreve a viabilidade financeira da pasteuriza o lenta de leite, a partir da análise da rentabilidade frente a diferentes varia es, em uma propriedade rural localizada na regi o metropolitana de Belo Horizonte, MG, no ano contábil de 1998. Foram utilizadas anota es das despesas e receitas complementadas por entrevistas semi-estruturadas. A produ o e compra de leite foram os principais componentes dos custos operacionais totais. A pasteuriza o representou 12% do custo operacional e a rentabilidade sobre o capital total 10,5%. A rentabilidade variou mais frente aos pre os de venda do leite e aos custos operacionais totais de produ o do que aos investimentos e diferen a de inventário animal. A pasteuriza o de leite na fazenda mostrou-se uma alternativa viável de acordo com a situa o estudada.
Efeito de Estratégia de Suplementa o com Concentrado no Desempenho de Cabras Mesti as Saanen, em Dois Sistemas de Produ o
Macedo Vicente de Paulo,Damasceno Júlio Cesar,Santos Geraldo Tadeu dos,Martins Elias Nunes
Revista Brasileira de Zootecnia , 2002,
Abstract: O experimento foi conduzido com os objetivos de avaliar o desempenho de cabras leiteiras mesti as Saanen, submetidas a duas estratégias de suplementa o com concentrado (ESC): 30% das exigências diárias em energia líquida (NRC, 1981), supridas pelo concentrado, da 3a semana até o final de lacta o (ESC.1) ou 60% das exigências da 3a à 13a semana de lacta o e 15% da 14a semana até o final da lacta o (ESC.2) e avaliar a resposta dos animais à estratégia de suplementa o com concentrado em sistema de produ o semi-confinamento e em pastagem. Foram utilizados 31 animais em delineamento completamente casualizado. O sistema de produ o teve efeito no consumo total de concentrado e produ o total de leite; no sistema em pastagem, os valores para essas duas variáveis foram superiores. A suplementa o com concentrado afetou o consumo total de concentrado e a rela o produ o de leite/consumo de concentrado. Maior valor para rela o produ o de leite/consumo de concentrado e menor para consumo total de concentrado foram obtidos para ESC.1. O peso corporal foi afetado pelo sistema de produ o, resultando maior valor para o sistema em pastagem. O peso e a condi o corporal apresentaram respostas variadas à suplementa o com concentrado, em fun o do sistema de produ o. No sistema de semi-confinamento, a ESC.2 resultou em maior valor para condi o corporal e o peso corporal n o sofreu efeito. No sistema em pastagem, os maiores valores do peso e condi o corporal foram encontrados para ESC.1. Os parametros reprodutivos n o sofreram efeito da estratégia de suplementa o com concentrado e sistema de produ o.
Desempenho produtivo de vacas 5/8 Holando/Zebu alimentadas com diferentes cultivares de palma forrageira (Opuntia e Nopalea)
Santos Djalma Cordeiro dos,Santos Mércia Virginia Ferrreira dos,Farias Iderval,Dias Flávio Marcos
Revista Brasileira de Zootecnia , 2001,
Abstract: Foi estudado o efeito de diferentes cultivares de palma forrageira sobre o desempenho produtivo de vacas mesti as holando/zebu. O delineamento experimental foi de ensaios alternativos, obedecendo a distribui o de quadrado latino, contendo três quadrados, com três períodos de 28 dias cada. Os tratamentos foram constituídos pelas cultivares de palma forrageira redonda, gigante e miúda. De modo geral, foram observadas pequenas varia es na composi o química dos cultivares de palma. N o foi observada diferen a significativa quanto ao consumo de palma in natura, consumo de restolho de milho e consumo de matéria seca, entre os animais alimentados com as diferentes cultivares de palma, sendo de 54,21; 7,91; e 9,04 kg/dia, respectivamente. Também n o foi observada diferen a para as variáveis leite produzido, leite a 4% de gordura e rela o de consumo de matéria seca para leite produzido. Os dados sugerem que vacas leiteiras mesti as podem ser alimentadas com diferentes cultivares de palma forrageira, sem comprometimento do desempenho produtivo das mesmas.
Utiliza o da multimistura durante a lacta o e seus efeitos na produ o e composi o do leite materno de ratas
LEITE Milane Souza,AZEREDO Vilma Blondet de,CARMO Maria das Gra?as Tavares do,BOAVENTURA Gilson Teles
Revista de Nutri??o , 2002,
Abstract: A multimistura, composta por farelos, pós de folhas verdes, pós de sementes e pó da casca de ovo, vem sendo amplamente recomendada para aumentar a produ o de leite materno, porém sem bases científicas que confirmem sua eficácia. Este estudo objetivou avaliar o desempenho lactacional de ratas alimentadas com dieta suplementada com 2% de multimistura (MM). Foram utilizados ratos fêmeas da linhagem Wistar lactantes com idade entre 90 e 100 dias de vida, divididos nos seguintes grupos (n=12): a) à base da dieta habitual do Estado do Rio de Janeiro (HERJ); b) dieta HERJ suplementada com 2% de multimistura (HERJ+MM); c) à base de caseína, com 12% de proteínas (CAS1); d) à base de caseína, com 20% de proteínas (CAS2). Foram determinados os macronutrientes proteína, lactose e lipídios e a produ o de leite. O grupo HERJ+MM apresentou a menor produ o de leite (p<0,05) e o menor conteúdo de lactose, quando comparado com os outros. Portanto, conclui-se que a performance lactacional das ratas cuja ra o foi suplementada com 2% de multimistura apresentou-se diminuída.
Contagem de células somáticas e características produtivas de vacas da ra a holandesa em lacta o
Pereira Alfredo Ribeiro,Machado Paulo Fernando,Sarríes Gabriel Adrian
Scientia Agricola , 2001,
Abstract: A mastite subclínica, diagnosticada através da contagem de células somáticas, afeta negativamente a pecuária leiteira diminuindo a produ o de leite e de gordura. Este estudo foi realizado com o objetivo de se quantificar o efeito do nível de células somáticas, transformado para escore linear (EL), sobre a produ o de leite e gordura em 305 dias de lacta o, produ o de leite no pico e dura o da lacta o de bovinos da ra a holandesa. Foram levantadas informa es referentes a 147 lacta es encerradas de vacas da ra a holandesa (83 primíparas e 64 multíparas), de um rebanho confinado do Estado de S o Paulo. As análises estatísticas foram realizadas utilizando-se o procedimento de modelo lineares generalizados. Contrariando a literatura, as características produtivas dos animais primíparos n o sofreram efeito do escore linear. Provavelmente este fato ocorreu devido a quase inexistência de animais primíparos com EL maior que 4,5. O aumento do escore linear médio durante a lacta o levou a diminui o da produ o de leite e gordura em 305 dias de lacta o. O aumento do escore linear médio durante o início da lacta o levou a diminui o da produ o de leite no pico da lacta o.
Ajustamento para Heterogeneidade de Variancia da Produ o de Leite de Vacas da Ra a Holandesa no Estado de Minas Gerais
Teixeira Nilson Milagres,Freitas Ary Ferreira de,Ferreira William José,Dur?es Marcus Cordeiro
Revista Brasileira de Zootecnia , 2002,
Abstract: Utilizou-se para avalia o genética de vacas da ra a Holandesa no Estado de Minas Gerais um procedimento de ajustamento para heterogeneidade de variancia entre rebanhos e ao longo do tempo, com base na variancia para produ o de leite em cada subclasse rebanho-ano. As variancias fenotípicas duplicaram com o aumento da média de produ o da subclasse de 4.000 para 10.000 kg e cresceram, também, com o número de animais na subclasse. As produ es foram padronizadas para uma variancia comum e os valores genéticos obtidos antes e após o ajustamento, comparados. As varia es das Capacidades Previstas de Transmiss o (PTAs) e ordem dos touros foram pequenas. As correla es de ordem entre PTAs de vacas elite foram baixas até negativas, sendo antes originadas de rebanhos com maior variabilidade e, após o ajustamento, selecionadas em todas as classes de variabilidade. Com o ajustamento para heterogeneidade da variancia, houve aumento de 12 kg/ano na tendência genética estimada para a produ o de leite. A implementa o do ajustamento para heterogeneidade de variancia nas avalia es genéticas pode contribuir para a sele o mais precisa de vacas elite no Estado e poderá aumentar a taxa de ganho genético pela sele o de fêmeas.
Page 1 /102958
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.