oalib

Publish in OALib Journal

ISSN: 2333-9721

APC: Only $99

Submit

Any time

2013 ( 8 )

2012 ( 29 )

2011 ( 21 )

2010 ( 27 )

Custom range...

Search Results: 1 - 10 of 264 matches for " Produtividade "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /264
Display every page Item
BEHAVIOR OF SOYBEAN LINES AT DIFFERENT LOCATIONS AND SOWING DATES IN THE GOIáS STATE, BRAZIL DESEMPENHO DE LINHAGENS DE SOJA EM DIFERENTES LOCAIS E éPOCAS DE SEMEADURA EM GOIáS
Américo Nunes Nunes da Silveira Neto,Edson de Oliveira,Adriano Borges de Oliveira,Cláudio Roberto Cardoso de Godoi
Pesquisa Agropecuária Tropical , 2007, DOI: 10.5216/pat.v35i2.2257
Abstract: The objective of this study was to access the yield behavior of soybean lines at four different sowing dates and three sites. The trials were carried out with fourteen experimental breeding lines and four commercial cultivars (checks). The experimental design was randomized complete blocks with three replications for each sowing date. Each experimental plot was made up of four planting 5.0 m rows, 0.50 m spaced. The following variables were evaluated: number of days to flowering, number of days to maturation, final plant height, and grain yield. It was concluded that Conquista cultivar presented the highest grain yields in the eleven environments. Among the experimental lines, L-07, L-09, L-11, L-12, L-13, L-14, L-16, and L-113 showed good performance for grain yield. Goiania was the site that ranked best the genotypes for grain yield, in all-sowing dates. KEY-WORDS: Glycine max; fenology; yield. Este trabalho teve por objetivo estudar o comportamento produtivo de genótipos de soja em quatro épocas de semeaduras e três locais. O material experimental envolveu quatorze linhagens experimentais de soja e quatro cultivares comerciais, utilizadas como testemunhas. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, com três repeti es, sendo cada parcela representada por quatro fileiras de plantas, de 5,0 m, espa adas de 0,5 m entre si. Os caracteres avaliados foram o número de dias para o florescimento, o número de dias para a maturidade, a altura das plantas na maturidade e a produtividade de gr os. Os resultados permitiram concluir que a cultivar Conquista apresentou a maior produtividade de gr os, no conjunto dos onze ambientes avaliados; entre as linhagens experimentais, destacaram-se L-07, L-09, L-11, L-12, L-13, L-14, L-16 e L-113; e, o local Goiania apresentou a maior produtividade de gr os em rela o aos demais locais, para todas as épocas. PALAVRAS-CHAVE: Glycine max; fenologia; produtividade.
Identifying the intervenient factors which contributed to improve productivity in collective sports organizations using the PROMES
Valmir José Oleias
Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano , 2005,
Abstract: Esta pesquisa de doutoramento teve como objetivo identificar os diferentes fatores intervenientes que contribuem para a melhoria da produtividade em equipes de esporte coletivo, utilizando como ferramenta de trabalho o método ProMES, desenvolvido por Robert Pritchard (1995). Em síntese, o ProMES (Productivity Measurement and Enhancement System) é composto por seis etapas distintas. Inicialmente, s o organizados os grupos de trabalho e eleitos os objetivos que se pretende atingir. Logo em seguida, s o estabelecidos os indicadores oriundos dos objetivos tra ados. Sempre de maneira participativa e por consenso, os grupos entram na fase de constru o das contingências. As duas últimas etapas s o obtidas pelo desenvolvimento de um sistema de feedback e pelo relatório de feedback. Como forma de compreender melhor o problema da produtividade nas organiza es esportivas foi realizada uma pesquisa de campo, que contou com aplica o do ProMES na Equipe de Futsal Masculina da UFSC. Ao final do trabalho de campo, em dezembro 2002, p dese perceber uma melhoria na produtividade da equipe a partir das contingências trabalhadas, comparativamente ao estágio inicial, em mar o do mesmo ano. Por exemplo, em um dos cinco indicadores trabalhados - “saída de bola com finaliza o eficiente, causando perigo de gol na equipe adversária” - obteve-se, nos jogos de 24/04 e 10/06, os percentuais de 23,5% e 11,5% contra 32,8% e 16,5% nos jogos realizados em 25/11 e 04/12, respectivamente. Concluiu-se, portanto, que o método pode provocar mudan as significativas na produtividade e no modus operandi da organiza o, redesenhando a forma de agir individualmente e visualizando o sentido coletivo, exatamente por atuar de maneira participativa, democrática e fazendo com que os envolvidos se percebam trabalhando conscientes, críticos e integrados no processo.
Agricultural and industrial yields of sugar cane submitted to vinasse rates/ Produ es agrícola e industrial de cana-de-a úcar submetida a doses de vinha a
Aline Fagote Paulino,Cristiane de Conti Medina,Carla Renata Pazotti Robaina,Raffael Alberto Laurani
Semina : Ciências Agrárias , 2002,
Abstract: This study was carried out to assess the influence of vinasse rates on the agricultural and industrial yields of sugar cane. The experiment was set up at the School Farm of the State University of Londrina, in “Latossolo Vermelho” soil (Oxisol), between 1994 and 1999, in a randomized block design with four replications. Treatments were based of five rates of vinasse applied to the soil: T1 = 0 m3 ha-1, T2 = 150 m3 ha-1, T3 = 300 m3 ha-1, T4 = 450 m3 ha-1, T5 = 600 m3 ha-1. This study is accomplishes the fourth and the fifth harvesting (3a and 4a stump) and the following parameters were evaluated: agricultural (ton ha-1) and industrial yield (ton ha-1 of sugar and m3 ha-1 of alcohol). The results showed that the intermediary rates (300 and 450 m3 ha-1) gave provided better results for agricultural and industrial yield. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência de doses de vinha a nas produ es agrícola e industrial da cana-de-a úcar. O ensaio foi conduzido na Fazenda Escola da Universidade Estadual de Londrina, em Latossolo Vermelho, no período de 1994 a 1999, com delineamento em blocos ao acaso. Os tratamentos constituíram-se de 5 doses de vinha a: T1 = 0 m3 ha-1, T2 = 150 m3 ha-1, T3 = 300 m3 ha-1, T4 = 450 m3 ha-1, T5 = 600 m3 ha-1, e 4 repeti es por tratamento. Para o presente trabalho foram utilizados dados referentes às 4a e 5a colheitas (3a e 4a socas), sendo avaliadas as produtividades agrícola (t ha-1) e industrial (t a úcar ha-1 e m3 álcool ha-1). Utilizou-se a análise de regress o para os dados. Os resultados mostraram que as doses intermediárias de vinha a (300 e 450 m3 ha-1) geraram os melhores índices de produtividades agrícola e industrial.
Clambunk skidder: economical evaluation in drags of wood / Clambunk skidder: avalia o econ mica no arraste de madeira
Robson José de Oliveira,Carlos Cardoso Machado,Haroldo Carlos Fernandes,Juliana Lorensi do Canto
Semina : Ciências Agrárias , 2008,
Abstract: The present study had the objective of evaluating economical performance of Clambunk skidder in log drags activities. The study was developed in an eucalyptus crop property of a Minas Gerais State company that uses a mechanized full-tree system of harvest. The economical evaluation was made with the operational costs determination. The productivity varied from 18.34 to 72.08 m3.h-1 and the effective operational cost was of R$ 268.61 / hour. O presente estudo teve como objetivo avaliar economicamente a atividade de arraste em áreas montanhosas, utilizando-se um trator florestal arrastador com esteiras (Clambunk skidder). O estudo foi conduzido em povoamentos de eucalipto de uma empresa florestal do Estado de Minas Gerais, no sistema de colheita de árvores inteiras. A avalia o econ mica consistiu na determina o dos custos operacionais e da distribui o destes custos. A produtividade do Clambunk skidder variou de 18,34 a 72,08 m3.h-1, com custo operacional de R$ 268,61 por hora efetiva.
EFEITO DA APLICA O DE UNICONAZOLE NA CULTURA DE SOJA [(Glycine max (L.) MERRILL CV IAC-17)]
RODRIGUES J.D.,ONO E.O.,FOLONI L.L.
Scientia Agricola , 1998,
Abstract: O presente trabalho foi conduzido no campo com o objetivo de estudar os efeitos da aplica o foliar de uniconazole (S-3307D) no início da flora o em plantas de soja (Glycine max (L.) Merrill cv IAC-17). As dosagens de uniconazole utilizadas foram: 2,5; 5,0; 10,0 e 20,0 g i.a./ha. O delineamento experimental utilizado foi de blocos ao acaso, com 5 tratamentos contendo 4 repeti es cada, sendo o tamanho de cada parcela de 40 m2, totalizando 800 m2 de área experimental. Para a avalia o dos efeitos do S-3307D sobre a produtividade de plantas de soja, foram realizadas as seguintes observa es, no momento da colheita: produ o (peso em Kg das plantas em 10 m2); número de plantas/10 m2; número de vagens/planta; número de gr os/vagem; peso de 100 gr os (em g); altura da planta (em cm) e número de ramos. A partir dos resultados obtidos pode-se concluir que uniconazole a 10,0 g i.a./ha, foi eficiente em aumentar a produtividade da cultura de soja (Glycine max (L.) Merrill cv IAC-17).
Desempenho agron mico de cultivares de soja em duas épocas de semeadura no cerrado piauiense
Francisco de Alcantara Neto,Fabiano André Petter,Bruno Ettore Pavan,Cirio Régis Schmitt
Comunicata Scientiae , 2012,
Abstract: Objetivou-se com esse trabalho avaliar o desempenho agron mico de cultivares de soja em diferentes épocas de semeadura no cerrado sul piauiense. O experimento foi conduzido nos anos agricolas 2008/09 e 2009/10, em esquema fatorial, sendo os fatores constituídos por quatro cultivares de soja e duas épocas de semeadura. Avaliou-se a altura de plantas, altura de inser o da primeira vagem e rendimento de gr os. N o houve efeito nos parametros analisados quanto à época de semeadura. Efeito foi verificado apenas entre os cultivares, sendo o cultivar M9057RR o que apresentou os maiores valores de altura de plantas e inser o da primeira vagem.
Análise da pulveriza o de um fungicida na cultura do feij o, em fun o do tipo de ponta e do volume aplicado
Garcia Luiz Claudio,Justino Altair,Ramos Hamilton Humberto
Bragantia , 2002,
Abstract: A cultura do feij o (Phaseolus vulgaris L.) é uma das mais importantes na agricultura brasileira. A ocorrência de doen as é um sério fator de influência no seu desenvolvimento e produtividade. Objetivou-se com o experimento instalado no município de Ponta Grossa (PR) analisar diferentes condi es de pulveriza o para aplica o de um fungicida. Semeou-se a cultivar carioca FT-Bonito em janeiro de 2001. Realizou-se a pulveriza o do ingrediente ativo azoxystrobin com pulverizador costal pressurizado com CO2. Os tratamentos foram compostos por dois tipos de pontas (jato plano e c nico vazio) e por dois métodos de determina o do volume de calda aplicado, fornecido pelo fabricante e pelo índice de área foliar - IAF. O volume definido pelo IAF foi acurado pela proporcionalidade com o máximo valor do referido índice, obtido previamente por meio de ensaio em estufa. Avaliaram-se a incidência e severidade das doen as e a produtividade. O delineamento experimental adotado foi o de blocos casualizados e as médias obtidas, comparadas pelo teste de Tukey e os grupos de médias, pelo teste de Scheffé. Os dados obtidos demonstraram que foi necessário o tratamento fúngico para a regi o dos Campos Gerais, na safra das secas, principalmente para o controle de mancha-angular (Phaeoisariopsis griseola). Verificou-se que o tipo de ponta utilizado foi indiferente em rela o ao controle quando se aplicou azoxystrobin. O volume de calda pulverizado pode ser calculado com base no IAF da cultura, com economia até de 69% do custo de aplica o, nas condi es do ensaio.
Evidências empíricas da lei de Kaldor-Verdoorn para a indústria de transforma??o do Brasil (1985-1997)
Marinho, Emerson Luís Lemos;Nogueira, Cláudio André Gondim;Rosa, Ant?nio Lisboa Teles da;
Revista Brasileira de Economia , 2002, DOI: 10.1590/S0034-71402002000300004
Abstract: in this paper, we have tried to discuss theoretically kaldor-verdoorn's law, showing its relevance to the determination of how dynamic an industry of country on region can be. furthermore, we have made an empirical test of such theoretical proposition for the brazilian industry during the period 1985 to 1997, using an error correction model (mce), whose results indicate that the brazilian industry has been reasonably dynamic, specially after the opening process of its economy had begun, in 1990, when a combination of short and long run effects made productivity grow more intensively than production.
Production and nutritional value of shoot area of cassava, mani oba, and pornun a Produ o e valor nutritivo da parte aérea da mandioca, mani oba e pornun a
Alexandre Lima Ferreira,Alineaurea Florentino Silva,Luiz Gustavo Ribeiro Pereira,Luís Gustavo Tavares Braga
Revista Brasileira de Saúde e Produ??o Animal , 2009,
Abstract: This work aimed to evaluate the growth, productivity and the chemical composition of cassava (Manihot esculenta Crantz.), mani oba (Manihot glaziowii Mull.) and pornun a (a natural hybrid). The species were established in plots with row spacing of 3 m and stem cutting of 3 m, without fertilization or soil correction. A completely randomized design, as a 3 x 2 factorial arrangement (three species and two pruning systems), with three replicates was used. Pruning systems consisted of pruning 1 – cut of shoot area after 12 months after seeding and pruning 2: cut of shoot area at 12 months after previous standardization cut at nine months old. Significant differences (P<0.05) between cassava and pornun a heights showed values of 106.8 and 116.4 cm respectively. Pornun a presented the highest DM yield in both pruning systems (468 and 197 kg/ha, respectively). DM content differed among treatments in pruning 1 and mani oba showed the highest average (34.66%), while in pruning 2 the DM contents were similar. CP levels differed (P<0.05) in pruning 1, with average values of 26.19 and 27.58% respectively for cassava and pornun a. No significant effect (P>0.05) on the contents of neutral detergent fiber and acid detergent fiber and in vitro dry matter digestibility was observed. The levels of K and Mg did not differ (P>0.05) among treatments. Pornun a is outstanding due to the great productive potential and, therefore, can be used as a forage option for new studies. O trabalho foi conduzido no campo experimental de Manejo de Caatinga da Embrapa Semi-árido, com o objetivo de avaliar o crescimento, a produtividade e a composi o químico-bromatológica da mandioca (Manihot esculenta Crantz.), mani oba (Manihot glaziowii Mull.) e do híbrido natural pornun a. O plantio foi realizado utilizando-se o espa amento de 3 m entre linhas e 3 m entre manivas, sem aduba o nem corre o do solo. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3 x 2, compreendendo as 3 espécies avaliadas e 2 tipos de podas, com três repeti es. Houve diferen a significativa (P<0,05) na altura das plantas, a mandioca e a pornun a apresentaram alturas médias finais de 106,8 e 116,4 cm, respectivamente. Nos dois sistemas de podas avaliados a pornun a apresentou a maior produ o de matéria seca (468 e 197 Kg/ha, respectivamente). O teor de MS diferiu (P<0,05) entre os tratamentos na Poda 1, com a mani oba apresentando o maior valor médio (34,66 %), enquanto na Poda 2 os teores de MS foram semelhantes. Os teores de PB diferiram (P<0,05) na Poda 1, com a Mandioca e
Análise da capacidade combinatória em cruzamentos dialélicos de três cultivares de jiloeiro
Carvalho Ana Cristina P.P.,Ribeiro Raul L.D.
Horticultura Brasileira , 2002,
Abstract: As cultivares de jiloeiro (Solanum gilo) Tinguá, Comprido Verde Claro e Morro Redondo foram utilizadas em cruzamentos obedecendo a esquema dialélico, com os recíprocos. Os genitores e os respectivos híbridos F1 foram avaliados no campo, por 14 descritores fitotécnicos, dos quais sete foram estatisticamente analisados pelo Modelo de Griffing. Os genótipos demonstraram capacidade geral de combina o para comprimento, diametro e peso médio do fruto, número de dias até início da colheita e altura da planta. A capacidade específica de combina o, significativa para todas as características analisadas, indica efeitos de dominancia e/ou epistáticos envolvidos no seu controle genético. Os híbridos Tinguá x Comprido Verde Claro e Comprido Verde Claro x Morro Redondo apresentaram resultados promissores para produ o de frutos.
Page 1 /264
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.