oalib

Publish in OALib Journal

ISSN: 2333-9721

APC: Only $99

Submit

Any time

2013 ( 25 )

2012 ( 68 )

2011 ( 27 )

2010 ( 13 )

Custom range...

Search Results: 1 - 10 of 190 matches for " Fisioterapia. "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /190
Display every page Item
A fisioterapia na aten o a gestantes e familiares: relato de um grupo de exten o universitária = The phisycal therapy in the attention of the group of pregnant women and extended family: story in a university group of extension
Strassburger, Simone Zeni,Dreher, Daniela Z.
Scientia Medica , 2006,
Abstract: Objetivo: O presente artigo descreve a atua o da Fisioterapia em um grupo de extens o universitária de caráter interdisciplinar com gestantes e familiares, do qual fazem parte, quatro cursos de gradua o da UNIJUI. Métodos: Estudo qualitativo exploratório descritivo, que apresenta fundamentos do trabalho da Fisioterapia no Grupo de Gestantes e Familiares da UNIJUI. Resultados e conclus es: A atividade interdisciplinar em um grupo de Gestantes e Familiares representa um espa o singular ao Fisioterapeuta, pois a este se possibilita a oportunidade de realizar uma abordagem diferenciada da que habitualmente lhe é outorgada, levando em considera o a metodologia adotada neste tipo de atividade. Objective: The present article tells on the performance of the physical therapy in a group of university extension of character to interdisciplinary with pregnant women and yours family, of which is part, four courses of graduation of the UNIJUI. Methods: Study with qualitative, exploratory and descriptive nature it brings work’s physical therapy fundamentals of the group of pregnant women and extended family have the UNIJUí. Results and conclusions: The interdisciplinary activity in a group of pregnant women and extended family represents a singular space to the physiotherapist, therefore it makes possible the chance to carry through a differentiated boarding that habitually it grantee, leading in consideration the methodology adopted in this type of activity.
INFLUêNCIA DA EQUOTERAPIA NO CONTROLE CERVICAL E DE TRONCO EM UMA CRIAN A COM PARALISIA CEREBRAL
Alessanda Gregório,Eddy Krueger
Revista Uniandrade , 2013,
Abstract: A equoterapia é um método fisioterápico que se baseia na utiliza o do trote do cavalo como meio de tratamento em pacientes com sequelas sensoriais e motoras decorrentes de distúrbios neurológicos. Por tratar-se de um estudo de caso, o objetivo deste trabalho é avaliar a influência da equoterapia no controle cervical e de tronco em uma crian a com paralisia cerebral (PC). A crian a participante possui dois anos de idade e diagnóstico médico de tetraparesia espastica. Foram realizadas duas avalia es utilizando a escala de Gross Motor Function Measure (GMFM) antes e após todo o período das sess es de equoterapia. Esse método de avalia o consiste em 88 itens divididos em cinco dimens es: A, deitar e rolar; B, sentar; C, engatinhar e ajoelhar; D, em pé; e E, correndo e pulando. Utilizaram-se as dimens es A e B da escala GMFM no presente estudo. A equoterapia foi desenvolvida durante dez sess es de trinta minutos, utilizando montarias distintas. Observou-se que o controle cervical e o controle de tronco estavam presentes ao término do tratamento, que é comprovado com o aumento de 19,5% e 7,7% para as dimens es A e B da escala GMFM, respectivamente. A equoterapia apresentou grande eficiência no ganho do controle cervical e de tronco da crian a com PC.
Fisioterapia no idoso da comunidade: rela o transformadora entre universidade e sociedade através da extens o, articulando ensino e pesquisa
Tássia Virginia de Carvalho Oliveira,Luciano dos Santos Júnior,Patrícia Almeida Fontes,Rosemeire Dantas de Almeida
Scire Salutis , 2011, DOI: 10.6008/ess2236-9600.2011.002.0001
Abstract: A extens o acadêmica pressup e uma a o junto à comunidade, disponibilizando ao público externo à institui o o conhecimento adquirido com o ensino e a pesquisa desenvolvidos pelas universidades. Essa a o produz um novo conhecimento a ser trabalhado e articulado. A Fisioterapia é, dentro da universidade, uma ciência aplicada tendo por objeto de estudo o movimento humano em todas as formas de express o e potencialidades, tanto nas altera es patológicas quanto nas repercuss es psíquicas e organicas. A fisioterapia na saúde primária tem por objetivo agir antes das manifesta es nocivas que causam danos à qualidade de vida do indivíduo, promover a saúde e prevenir doen as e incapacidades, diminuindo com isso, a mortalidade e o número de interna es. A preven o de doen as e os servi os de promo o da saúde destinados aos idosos devem ser desenvolvidos de forma que prolonguem a sua expectativa de vida, porém t o importante ou mais é a abordagem voltada para a melhoria e a manuten o da qualidade do tempo restante de vida. O objetivo desse trabalho é mostrar a importancia da extens o universitária, aliada ao ensino e a pesquisa, em idosos de uma comunidade através da fisioterapia preventiva. Participaram da pesquisa 15 idosos com idade variando de 60 a 90 anos, que residiam regularmente no bairro Luzia, na cidade de Aracaju, no mês de Agosto/2009. Somente foram incluídas no estudo as pessoas com mais de 60 anos de idade e que assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido de acordo com o Conselho Nacional de Saúde lei 192/92. Foi aplicado o questionário funcional multidimensional do idoso adaptado que avalia: recursos sociais, recursos econ micos, saúde mental, saúde física e atividades de vida diária. Na avalia o dos recursos sociais obteve-se uma média de 2,67 + 0,62; nos recursos econ micos a média foi de 3,6 + 1,05, na saúde mental foi de 3,0 + 1,01, na saúde física 4,0 + 1,07 e nas atividades de vida diárias 3,67 + 1,40. Observou-se que a extens o mostrou ser de suma importancia devido ao fato de que une sociedade e universidade articulando ensino e pesquisa; a fisioterapia assume papel de importante relevancia no que diz respeito à preven o e ao tratamento motor do paciente idoso, através de suas técnicas e métodos específicos e o questionário funcional multidimensional do idoso adaptado mostrou-se um instrumento de importante relevancia, na medida em que avalia o idoso de forma global.
Relationship between the shortening of the posterior muscle chain and the forward shift of the head and shoulder in female athletes from the youth category Rela o entre o encurtamento de cadeia muscular posterior e a anterioriza o da cabe a e ombros em atletas infanto-juvenis do gênero feminino
Christiane de Souza Guerino Macedo,Lucas Maciel Rabello
Semina : Ciências Biológicas e da Saúde , 2010,
Abstract: The aim of the present study was to analyze the relationship between the shortening of the posterior muscle chain, mainly the hamstrings and the forward shift of the head and shoulder, as a possible adaptation in high level/performance athletes. The sample involved 59 female athletes from the youth category of different sports modalities. Group 1: 35 athletes with significant hamstrings’ shortening evaluated by the “bear’s position”; Control group: 24 athletes without hamstrings’ shortening, evaluated by the same position. Data collection was performed using digital analysis of pictures taken with the athlete standing (lateral vision) in the “bear’s position”. Luminous markers were placed in the temporomandibular joint, lateral region of the acromio, femur great trochanter, external femoral condyle and lateral malleolus. Variables were measured by the computerized angular cinematic analysis, using the software for posture evaluation SAPO, 0.68 version, always performed by the same rater. Statistical analysis was performed with the Shapiro Wilk test, Unpaired t test and Pearson’s correlation coefficient. The level of significance was set at p?0.05. Group 1 showed 2.5 degrees (SD=1,12) of forward inclination in the lateral view and 43.15 degrees (SD=9,41) of knee flexion in the “bear’s position”. In group 2, there was 2.77 (DP=1.02) degrees in the lateral analysis and -2.19 (DP=4.05) degrees in the “bear’s position”. The statistical analysis between the two groups showed p=0.50 for the comparison of the anterior trunk imbalance in the lateral view and p=0,00 for the comparison of the “bear’s position”. The correlation analysis between the anterior trunk imbalance and the posterior muscle chain shortening, emphasizing the hamstrings, showed r=0.04 in the group with posterior chain shortening and r=0.1 in the control group. It can be concluded that the hamstrings’ muscle shortening did not show any relation with the forward shift of the head and shoulder. On the other hand, in the group with greater flexibility of the muscles from the posterior chain, a greater forward shift of the head and shoulder was observed, without significant results. Analisou-se a rela o entre o encurtamento da cadeia muscular posterior, os músculos isquitibiais, e a anterioriza o de cabe a e ombros, em atletas de nível competitivo. A amostra foi composta por 59 atletas, do sexo feminino e categoria infanto-juvenil, praticantes de diversas modalidades, divididos em dois grupos: o grupo 1 formado por 35 atletas com encurtamento significativo dos músculos isquiotibiais na postura de
A OCORRêNCIA DA SíNDROME DE BURNOUT NOS ACADêMICOS DO úLTIMO ANO DO CURSO DE FISIOTERAPIA
Renata Prado Vasconcelos,Carolina Araújo Castro,Alcenor Rodrigues de Moura Neto,Soraya Gomes Rocha
Fisioterapia & Saúde Funcional , 2012,
Abstract: Introdu o: A síndrome de Burnout traduz-se em fen meno de esgotamento profissional, facilmente detectado em profissionais e acadêmicos da área da saúde. Objetivo: Investigar a ocorrência da síndrome de Burnout em acadêmicos do último ano do curso de Fisioterapia de uma institui o de ensino superior (IES). Metodologia: Realizou-se um estudo transversal com 50 acadêmicos de Fisioterapia de uma IES particular do Município de Fortaleza-CE. Foi utilizado o Maslach Burnout Inventory (MBI) composto por 22 itens respondido através de uma escala analógica visual, variando entre 0 (nunca) a 6 (todos os dias) de intensidade. Resultados: A amostra era formada por 38 (76%) do sexo feminino, com idade entre 20 a 38 anos, com média de 22,2 ± 3,02 anos. Em rela o à exaust o emocional, 27 (54%) apresentaram escore elevado. Sobre a despersonaliza o e a realiza o profissional 20 (40%) e 28 (46%) exibiram escore baixo, respectivamente. Conclus o: Os acadêmicos do último ano de Fisioterapia apontaram sinais de estresse condizentes com Burnout médio, vinculado possivelmente ao somatório das exigências da prática profissional com as atividades acadêmicas. Palavras-chave: Esgotamento Profissional. Estudantes. Fisioterapia.
PERFIL CLíNICO-EPIDEMIOLóGICO DOS CASOS DE PNEUMONIA EM CRIAN AS E IDOSOS DO MUNICíPIO DE QUIXADá – CEARá
Laidiane Alves de Holanda,Natasha Teixeira Medeiros
Fisioterapia & Saúde Funcional , 2012,
Abstract: Introdu o: A pneumonia (PMN) é considerada um importante problema de saúde pública e a maior causa de morte por doen as infecciosas no mundo. Objetivo: Analisar o perfil clínico-epidemiológico dos casos de pneumonia em crian as e idosos do município de Quixadá-Ce. Metodologia: Trata-se de um estudo documental, descritivo e transversal, com abordagem quantitativa, realizado em 2011, onde foram analisados 133 prontuários de pessoas acima de 60 anos e 109 de crian as. Resultados: Constatou-se que a faixa etária mais acometida em crian as foi de 29 dias a dois anos, do sexo feminino, com PMN comunitária, tendo como comorbidades asma, paralisia cerebral e síndrome de Down. Nos idosos foi de oitenta ou mais anos, do sexo masculino, associados à AVE, DM e ICC, com PMN do tipo aspirativa. Ambos, com sinais e sintomas de tosse, febre e dispnéia e o derrame pleural como complica o mais comum pela PMN. Constatou-se a realiza o de atendimentos fisioterapêuticos em crian as (60,6%) e idosos (53,4%), principalmente técnicas de vibrocompress o e compress odescompress o torácica. Os broncodilatadores estavam entre os medicamentos mais prescritos para crian as e antiifectantes, antiinflamatórios e antibióticos para os idosos, além de associa o com oxigenoterapia, em nove crian as e 47 idosos e aspira o nasotraqueal. Exames complementares de imagem foram mais solicitados e o desfecho óbito mais frequente em idosos. Conclus o: Tal investiga o permite conhecer as especificidades locais desta prevalente e global afec o, protocolos empregados e desfechos, visando inclusive possíveis adequa es no servi o hospitalar para a prote o e a recupera o da saúde destes usuários. Palavras-chave: Pneumonia. Epidemiologia. Fisioterapia.
LASERTERAPIA DE BAIXA INTENSIDADE E RECUPERA O MUSCULAR EM FADIGA: ENSAIO CLíNICO CONTROLADO
Rodolfo Carvalho de Azevedo,Felipe Sampaio Jorge
Perspectivas Online : Biológicas e Saúde , 2011,
Abstract: A fadiga do músculo esquelético é um fen meno decorrente da execu o de atividades constantes por umdeterminado período de tempo suficiente para promover um declínio na capacidade de gera o de for a.Torna-se interessante, portanto, estudar estratégias terapêuticas que visem retardar o aparecimento dessefen meno. Esse estudo busca verificar se o uso do Laserterapia de baixa potência promove alguma respostana recupera o muscular em quadro de fadiga. Esse é um estudo caracterizado como um ensaio clínicorandomizado do tipo cruzado, onde foram analisados 9 indivíduos do sexo masculino com idade entre 18 e30 anos. Na 1a semana do estudo foi feita uma coleta com uso de eletromiografia de superfície(EMG),associada com dinamometria isométrica e com uso de interven o da laserterapia ou placebo conformerandomiza o. A segunda semana foi restrita para descanso, sendo feita uma nova coleta na terceira semanade estudo seguindo os mesmos parametros da 1a semana. Foram encontradas diminui o no nível de for a nomomento pós (p< 0,05) tanto na utiliza o do laser quanto do grupo placebo. Analisando-se o recrutamentomuscular verificou-se uma diminui o no momento pós no grupo placebo (p<0.05) e no grupo onde houveirradia o do laser n o houve diferen a em compara o ao momento pré, mantendo o recrutamento domúsculo por mais tempo. De acordo com o desenho experimental empregado neste estudo e com ospresentes achados, verificou-se que a utiliza o do laser de baixa potência em quadro de fadiga foi capaz depromover a manuten o do recrutamento muscular durante protocolo de avalia o.
ANáLISE ELETROMIOGRáFICA DA MUSCULATURA PARAVERTEBRAL PóS TECNICA MIOFASCIAL: ENSAIO CLíNICO RANDOMIZADO
Fabrício da Silva Rodrigues,Sileno Martinho Silva Ribeiro Júnior
Perspectivas Online : Biológicas e Saúde , 2012,
Abstract: Os músculos posteriores do tronco s o responsáveis pelo seu posicionamento adequado na postura ereta.Indivíduos com dores lombares têm menos resistência durante as contra es isométricas e,conseqüentemente, menos for a devido ao desuso e ao descondicionamento desta musculatura (KAWANO etal. 2007). A técnica miofascial é baseada no movimento inerente do tecido, o qual se manifesta em váriaspropor es e amplitudes. Ela aplica os princípios da sobrecarga biomecanica do tecido mole e asmodifica es reflexas neurais mediante estimula o dos mecanorreceptores da fáscia (Mourad, 2005).Analisar o sinal eletromiográfico dos músculos paravertebrais pós técnica miofascial. Avaliar orecrutamento muscular, a frequência mediana e o tempo de isometria em extens o de tronco. Trata-se de umensaio clinico randomizado, constituída aleatoriamente por 16 individuos do sexo feminino com idade entre18 e 28 anos, divididos em dois grupos, onde o grupo com a técnica miofascial estimulatória. E o grupo semtécnica miofascial estimulatória. As voluntárias foram posicionadas em decúbito ventral na maca, com otronco fora dela, tendo como referência a crista ilíaca. Com um cinto foi fixada a crista ilíaca, fossa poplítea,e os tornozelos para promover maior estabilidade e minimizar as compensa es no momento da extens o. Foiacrescentada a frente da maca um banco, mas baixo que a maca com um travesseiro para que o pacientepossa repousar no momento da coloca o dos eletrodos de acordo com o protocolo SENIAM. A tabula odos dados e a realiza o estatística foram feitas com auxilio do software Microsoft Excel 2003; para arealiza o dos testes estatísticos foi utilizado o software Bioestat 5.0. Com a finalidade de se conhecer ocomportamento de normalidade dos dados, os mesmos foram submetidos ao teste de Shapiro-Wilk, tendocomo resultado uma distribui o normal. Para tal distribui o utilizou-se para avalia o de cinco ou maisvariáveis o teste paramétrico ANOVA two way com post hoc de Bonferroni foi usado um índice designificancia de 5% (α = 0.05). Os gráficos representados pelo RMS, soma do RMS, potencializa o e tempode isometria obtiveram diferen a significativa pós técnica miofascial estimulatória com p<0,05;demonstrando que a técnica obteve resultado. Conclui-se que a técnica miofascial estimulatória tem oobjetivo de promover a melhora do recrutamento muscular.
Tratamento da espasticidade: uma atualiza o
TEIVE HéLIO A.G.,ZONTA MARISE,KUMAGAI YUMI
Arquivos de Neuro-Psiquiatria , 1998,
Abstract: Apresentamos revis o sobre o tratamento atual da espasticidade, enfocando a terapêutica farmacológica, fisioterápica e através da utiliza o de toxina botulínica.
Abordagem fisioterapêutica na doen a de Parkinson
Cíntia Ribeiro de Sant,Sheila Gemelli de Oliveira,Emerson Luis da Rosa,Joice Sandri
Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano , 2008,
Abstract: A doen a de Parkinson é uma doen a cr nico-degenerativa do sistema nervoso central que afeta uma em cada mil pessoas acima de 65 anos e uma em cada cem acima de 75 anos. Indivíduos com esta doen a apresentam bradicinesia, tremor, rigidez, diminui o da for a muscular e da aptid o física, altera es cognitivas, tendência ao isolamento e depress o. Tais altera es favorecem o sedentarismo, a dependência e a piora na qualidade de vida. Em raz o de sua alta ocorrência, este artigo de revis o bibliográfica aborda tópicos referentes à doen a de Parkinson para um maior conhecimento sobre o tema, levando em conta a importancia do tratamento fisioterapêutico no tocante à minimiza o dos déficits funcionais nestes pacientes.
Page 1 /190
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.