oalib

Publish in OALib Journal

ISSN: 2333-9721

APC: Only $99

Submit

Any time

2013 ( 19 )

2012 ( 72 )

2011 ( 51 )

2010 ( 44 )

Custom range...

Search Results: 1 - 10 of 501 matches for " Comportamento "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /501
Display every page Item
Comportamento privado: acessibilidade e rela o com comportamento público
Simonassi Lorismario Ernesto,Tourinho Emmanuel Zagury,Silva André Vasconcelos
Psicologia: Reflex?o e Crítica , 2001,
Abstract: O presente estudo analisou empiricamente comportamentos inacessíveis à observa o pública. Empregando experimentalmente um procedimento que tornou pública respostas encobertas numa situa o de resolu o de problemas, verificou-se: 1) a efetividade de contingências programadas para tornar públicas respostas verbais precorrentes privadas; 2) a rela o entre respostas verbais encobertas e contingências programadas; e, 3) a conseqüente probabilidade do comportamento sob controle de estímulos produzidos pela resposta encoberta ser positivamente refor ado. Participaram 64 sujeitos humanos que foram distribuídos em duas condi es: Complexa e Simples. Após cada tentativa obteve-se respostas de informa o e respostas de redigir sobre a resolu o do problema. Nos resultados, observou-se que a complexidade da tarefa n o interferiu no caráter privado das respostas e que as contingências sociais produziram a "publiciza o" de respostas precorrentes na resolu o de problemas. Este procedimento fornece evidências empíricas para algumas proposi es estabelecidas pelos behavioristas radicais além de oferecer novas quest es para discuss o dos eventos privados.
COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR DE REFRIGERANTES: FONTES DE INFORMA O E ATRIBUTOS IMPORTANTES PARA A DECIS O DE COMPRA
Juliana Maria Magalh?es Christino,Gustavo Quiroga Souki
Revista de Administra??o FACES Journal , 2004,
Abstract: O presente trabalho desenvolveu-se com o objetivo de conhecer o comportamento de compra dos consumidores de refrigerantes com ênfase para as fontes de informa o utilizadas e os atributos considerados importantes para a sua decis o de compra. Para tanto, foi realizado levantamento do tipo survey, de natureza descritiva, baseado em corte transversal, com variáveis quantitativas, totalizando 400 entrevistas pessoais nas diferentes regi es administrativas de Belo Horizonte, Minas Gerais. Verificou-se que a maior parte dos entrevistados escolhe o refrigerante a comprar com base em experiências anteriores. Todavia, observou-se a existência de influências pessoais na escolha dos produtos. No que tange aos atributos do refrigerante, constatou-se que a sua qualidade, o sabor, a limpeza da embalagem, a disponibilidade do produto no ponto-de-venda, o pre o, o prazo de validade, a praticidade da embalagem, o fato de o produto n o fazer mal, nessa ordem, s o os atributos considerados mais importantes pelos consumidores entrevistados em sua decis o de compra. Com base nos resultados obtidos na pesquisa e no modelo proposto por Engel, Blackwell e Miniard (2000), tornou-se possível propor um modelo que objetiva contribuir com os estudos sobre comportamento do consumidor de refrigerantes.
Percep o de letras de músicas como inspiradoras de comportamentos antissociais e pró-sociais
Pimentel, Carlos Eduardo,Günther, Hartmut
Psico , 2009,
Abstract: Institui es, pesquisadores, pais e professores têm se preocupado com letras de músicas principalmente de rap e heavy metal. Com o fim de contribuir com o debate acerca da influência destas letras de músicas no comportamento, objetivou-se verificar empiricamente a percep o destas letras de músicas como sendo mais inspiradoras de comportamentos anti e/ou pró-sociais e manipular a apresenta o do examinador (padr o vs. formal) para verificar possíveis diferen as. 83 estudantes universitários classificaram 8 versos líricos de rap e heavy metal em uma escala do tipo Likert de 7 pontos no que diz respeito a se influenciariam mais comportamentos anti e/ou pró-sociais. Os principais resultados indicam que letras de rap e heavy metal podem ser percebidas como inspiradoras de comportamentos anti e pró-sociais. Observou-se ainda efeito da apresenta o do examinador nas respostas dos sujeitos. Estes resultados s o interpretados com base na teoria da aprendizagem social e pesquisas prévias na literatura psicológica internacional.
As bregafestas de fim de ano (apenas uma reflex o pessoal)
Raymundo de Lima
Revista Espa?o Acadêmico , 2010,
Abstract: Pe o perd o aos festeiros de fim de ano, pela minha irrita o com o mesmismo dessa época. Acho horrorosas as musiquinhas com arpa, os anúncios televisivos, os enfeites bregaluminosos nas árvores urbanas, as filas, a obriga o de desejar feliz Natal e Próspero Ano Novo, receber-enviar mensagens etc. Na verdade, me irrito com o consumismo e a profana o do significado do nascimento de Jesus. Incomodo-me especialmente com as mulheres que entram em frenesi com as compras de roupas pra si, para parentes e crian as exigentes com presentes de griffes, a ansiedade dos preparativos para a ceia de Natal, sele o dos convidados. Por que ceia? Por que “tem que ter” peru? No Rio “tem que ter” rabanada gordurosa?
Comportamento do consumidor organizacional de laranja e suco de laranja Business purchasing behavior in the marketing of oranges
Everton Molina Campos,Frederico Fonseca Lopes,Ricardo Messias Rossi,Marcos Fava Neves
Rege : Revista de Gest?o , 2006,
Abstract: Este artigo tem por objetivo identificar o comportamento do consumidor industrial de laranja no Brasil, caracterizando-o quanto ao comportamento de compra e identificando os principais problemas encontrados por esse importante agente, tendo em vista a importancia deste setor, responsável por 30% da produ o mundial e por 49% da produ o de frutas no Brasil. O artigo também apresentará alternativas para a melhoria mercadológica da laranja e do suco de laranja em todos os elos da cadeia apontados pelo consumidor industrial. Para isso, aplicou-se um questionário a gestores de estabelecimentos comerciais da cidade de Ribeir o Preto, onde foram levantadas informa es sobre o mercado da fruta e do suco de laranja, o comportamento dos consumidores, os principais problemas encontrados durante a compra e comercializa o do produto, e sugest es para melhoria na qualidade e imagem do produto entre os consumidores finais. As informa es levantadas neste artigo mostram a importancia, nas decis es a serem tomadas pela cadeia como um todo, de conhecer o comportamento do consumidor industrial, tanto para o desenvolvimento de novos produtos como para campanhas que visem aumentar o consumo da fruta e do suco de laranja no Brasil, entre outras. Brazilian purchasing behavior and problems found in the commercialization of oranges to business, were identified as related to the Brazilian supply of 30% of world production of oranges and 49% of national fruits. A questionnaire was completed by managers of commercial establishments in the city of Ribeirao Preto to define purchasing behavior and problems found in buying and commercialization of oranges. Answers pointed out actions for improved marketing of oranges and orange juice for this supply chain as well as suggestions for quality and image improvement as perceived by end users. The importance of understanding these buyers in the decisions of the overall chain was highlighted both for new product development and campaigns to promote national consumption of oranges and orange juice.
Representa es sociais das primíparas adolescentes sobre o cuidado materno ao recém-nascido
Folle Emanuele,Geib Lorena Teresinha Consalter
Revista Latino-Americana de Enfermagem , 2004,
Abstract: Com o objetivo de analisar as representa es sociais das adolescentes primíparas sobre o cuidado materno ao recém-nascido no ambito domiciliar, realizou-se esse estudo qualitativo. Participaram oito adolescentes, com filhos primogênitos recém-nascidos. Os dados coletados em suas residências, com técnica projetiva e entrevistas semi-estruturadas, foram analisados à luz da teoria das representa es sociais, evidenciando que as adolescentes representam o cuidado materno nos núcleos figurativos de afei o, integra o familiar e realiza o materna. Simbolicamente, o cuidado materno ancora-se no surgimento da família, na perenidade dos sentimentos e no compromisso com o desenvolvimento psicomotor da crian a. As primíparas adolescentes valorizam mais o ganho de pertencimento a uma família do que as perdas acarretadas pela maternidade precoce. O cuidado materno é um exercício conflitivo, ora representando o status de ser adulta e responsável, ora denotando a inseguran a, o despreparo e a infantilidade, que afetam o atendimento ao recém-nascido.
Intera o social do idoso frente a um programa de forma o pessoal
Regina da Cunha Castiglia,Michele Machado Pires,Daniela Boccardi
Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano , 2006,
Abstract: Este estudo investiga a influência de um programa de psicomotricidade baseado nos preceitos da forma o pessoal, propostos por Negrine (1998), nas rela es interpessoais do idoso, na faixa etária dos 68 aos 78 anos. A abordagem qualitativa foi utilizada com um delineamento do tipo descritivo-exploratório. Para a coleta das informa es, foi utilizada a observa o, apoiando-se no recurso do parecer descritivo como um método para o registro dos dados, sendo este da forma mais descritiva possível, sem juízos de valor. As informa es coletadas respondem aos objetivos específicos da pesquisa, que s o: descrever, analisar e interpretar os sentimentos provocados pela intera o social do idoso; descrever, analisar e interpretar a descoberta corporal do idoso, como um corpo situado no tempo e no espa o; descrever, analisar e interpretar o conhecimento de si, a auto-reflex o acerca do envelhecimento. A análise qualitativa dos resultados evidencia que um programa de psicomotricidade baseado nos preceitos da forma o pessoal propicia melhorias nas rela es interpessoais do idoso, mostrando-se um instrumento valioso para a satisfa o do idoso nas suas necessidades; proporciona novos referenciais sociais ao grupo participante, pelo oferecimento de oportunidades de trabalho em coopera o, propiciando diversidade de experiências que promoveram a aceita o e a integra o de todos.
Cultura da rua ou cultura da escola?
van Zanten Agnès
Educa??o e Pesquisa , 2000,
Abstract: Este artigo objetiva estudar a constru o de atitudes e práticas desviantes de adolescentes de origem francesa ou imigrantes. Os dados da pesquisa foram obtidos em uma pesquisa de campo que incluiu observa es e entrevistas realizadas ao longo de dois anos numa escola da periferia parisiense, A hipótese central é a de que os adolescentes dos bairros periféricos, ao ingressarem no ensino médio, já est o predispostos à cultura da escola ou à cultura da rua, cujas predisposi es foram estruturadas na família, na comunidade ou nas escolas primárias. Assim, é nos colégios, em intera o com processos especificamente escolares, que se desenvolvem condutas desviantes em alguns deles. Este texto evoca, primeiramente e de maneira geral, como os jovens percebem as interpela es e diferen as entre o colégio e o bairro, para em seguida voltar a aten o para três dimens es da sociabilidade adolescente que expressam as tens es entre a rua e a escola: as amizades juvenis, a sociabilidade em sala de aula e as rela es interétnicas. A conclus o ressalta o peso que os processos de segrega o têm para a perda da capacidade integrativa da escola, quer se tratem dos processos que ocorrrem nos estabelecimentos com um todo, quer sejam os que tomam lugar nas salas de aula.
A Cultura Organizacional como Mecanismo de Controle: o Caso da Ado o do Contrato de Gest o da Marinha do Brasil
Anderson Soares Silva,Ana Carolina Pimentel Duarte da Fonseca
Contabilidade Vista & Revista , 2007,
Abstract: A eficiência do Estado vem assumindo, cada vez mais, um papel de relevancia dentroda nossa sociedade nos últimos anos. Assim, alguns temas, antes pouco prováveis, comoPlanejamento Estratégico e Controle Gerencial, assumem uma dimens o de realidade já nocurto-prazo dentro da Administra o Pública. Neste contexto, entra em cena o contrato degest o, como um dos meios de substituir os controles formais por controles baseados emresultados. O presente artigo teve por objetivo central descrever como a ênfase dada aofortalecimento da cultura organizacional baseada na qualidade atuou como mecanismo decontrole por parte de uma Organiza o Militar Prestadora de Servi os da Marinha do Brasil,a partir da ado o do contrato de gest o. Para tanto, realizou-se um estudo de caso atravésda análise detalhada do desenho do sistema de controle gerencial da referida organiza o,com ênfase na perspectiva cultural. Por fim, foi possível depreender, dos resultados encontrados,que os diversos mecanismos de controle utilizados se basearam na identifica o dosmembros da organiza o com a cultura organizacional, contribuindo de forma significativapara o alcance das metas previstas no contrato de gest o, fato este que veio a confirmar opensamento de Gomes e Salas (1999).
Comportamento ingestivo de bezerros em pastos de Brachiaria brizantha e Brachiaria decumbens
Zanine Anderson de Moura,Santos Edson Mauro,Parente Henrique Nunes,Ferreira Daniele de Jesus
Ciência Rural , 2006,
Abstract: Foi conduzido um experimento com o objetivo de avaliar o comportamento de bezerros em pastagens de Brachiaria brizantha e Brachiaria decumbens, no sistema de lota o contínua com taxa de lota o variável. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com dois pastos representando os tratamentos, cada um com cinco repeti es. O período experimental foi de 30 dias, sendo 20 para adapta o dos animais e 10 para avalia es, que consistiram de três, com dura o de 24h cada, em intervalos de cinco dias. Os bezerros pastejaram menos tempo no pasto de Brachiaria brizantha, com tempo de 9,75h, enquanto que o pastejo na Brachiaria decumbens foi de 11,3h. Comportamento diferente foi observado para o tempo de rumina o: 6,8 e 6,4 para os pastos de Brachiaria brizantha e Brachiaria decumbens, respectivamente. O número de bocados por minuto foi menor para a Brachiaria decumbens, 31,15, enquanto que, para a Brachiaria brizantha, os bezerros pastejaram com uma taxa de bocados de 34,91 bocados por minuto. Os bezerros tiveram um ganho de peso médio diário superior no pasto de Brachiaria brizantha (390g dia-1), enquanto que, para a Brachiaria decumbens, o ganho diário foi de 340g dia-1.
Page 1 /501
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.