oalib

Publish in OALib Journal

ISSN: 2333-9721

APC: Only $99

Submit

Any time

2019 ( 4 )

2018 ( 81 )

2017 ( 107 )

2016 ( 116 )

Custom range...

Search Results: 1 - 10 of 44401 matches for " Autogest o "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /44401
Display every page Item
Autonomia e educa??o: a trajetória de um conceito
Martins, Angela Maria;
Cadernos de Pesquisa , 2002, DOI: 10.1590/S0100-15742002000100009
Abstract: historically, the concept of autonomy has been constructed within the context of the different cultural, economic and political characteristics that have comprised societies over the course of history. this article seeks first to reveal their meaning in the course of historical, political and philosophical thinking. an understanding of their theoretical construction and trajectory is of fundamental importance to be able to discuss the possible connections between the concept and its instrumental use in the area of education.
Autonomia e educa o: a trajetória de um conceito
Martins Angela Maria
Cadernos de Pesquisa , 2002,
Abstract: O conceito de autonomia tem sido construído, historicamente, no contexto de diferentes características culturais, econ micas e políticas que configuram as sociedades ao longo de seu percurso. Assim, este artigo busca desvendar, primeiramente, seu significado no ambito do pensamento histórico, político e filosófico. A realiza o de um painel sobre sua constru o teórica e trajetória é de fundamental importancia para se discutir, em seguida, as possíveis vincula es entre o conceito e seu uso instrumental na área da educa o.
A ECONOMIA SOLIDáRIA DIANTE DA CONCORRêNCIA CAPITALISTA: OS LIMITES ECON MICOS DA AUTOGEST O
Emerson Leonardo Schmidt Iaskio
Revista Emancipa??o , 2006,
Abstract: O presente trabalho mostra os principais problemas enfrentados por empreendimentos de economia solidária quando entram no mercado e precisam concorrer com outras empresas. No sistema capitalista predominam empresas privadas e estas, ao enfrentarem concorrência, precisam reduzir pre os e custos, ou ainda encontrar meios para eliminar a concorrência e manter-se ou estabelecer-se como monopolista. Tendem, ent o, a concentrar e aumentar a composi o organica do capital, de modo que a produtividade aumenta e pode-se, ent o, dispensar trabalhadores. E os empreendimentos de economia solidária, como poder o comportar-se diante dessa situa o? Essas cooperativas, associa es e empresas autogestionárias, pautadas em princípios de associa o livre e voluntária por parte dos trabalhadores, gest o coletiva das decis es e dos resultados e propriedade coletiva dos meios de produ o, geralmente sofrem de cr nica falta de recursos, além da dificuldade de acesso ao crédito. Isso faz com que tais empreendimentos iniciem suas atividades com desvantagem em rela o aos demais, e a mortalidade dessas empresas parece inevitável. Porém, se esses empreendimentos conseguem superar a falta de recursos, como poder o aumentar produtividade e reduzir custos sem que para isso seja necessário dispensar trabalhadores? Necessita-se saber, portanto, se cooperativas conseguem sustentarse como tais, mantendo seus princípios e sua forma de gest o dentro do capitalismo, inovar tecnologia e conseguir concorrer com outras empresas sem que os princípios cooperativistas sejam feridos.
Tendência Pedagógica Progressista Libertária – Uma breve apresenta o
Kathlen Luana de Oliveira
Revista Espa?o Acadêmico , 2011,
Abstract: O presente texto versa sobre a tendência pedagógica progressista libertária. Tem como objetivo apresentar o contexto no qual surgiram os princípios libertários para, ent o, abordar as críticas e a proposta educacional dessa tendência. Brevemente, será exposta a Pedagogia Libertária norteada pela anarquia, pela crítica institucional, porém com propostas de práticas educativas construídas a partir da autogest o e da solidariedade. Nesse sentido, as contribui es de Lobrot, Tragtenberg ser o delineadas frente aos desafios concretos e possíveis da proposta libertária.
Louis-Eugène Varlin e a Comuna de Paris (1871)
Jo?o Alberto da Costa Pinto
Revista Espa?o Acadêmico , 2011,
Abstract: O artigo prop e uma breve notícia sobre a trajetória política de Louis-Eugène Varlin (1839 - 1871), operário francês (encadernador de livros) radicado em Paris (1852 - 1871), intelectual autodidata, um dos principais organizadores da se o francesa da AIT (Associa o Internacional dos Trabalhadores) a partir de 1865. Personagem emblemático nas lutas sociais acontecidas no período de setembro de 1870 a maio de 1871, quando do cerco à cidade pelas tropas prussianas e depois pelas tropas do governo Thiers, motivos que o levaram à participa o no Comitê Central da Guarda Nacional, assim como à organiza o dos comitês distritais da Comuna (mar o a maio de 1871).
Cooperativa para a Dignidade do Maranh o: um estudo de caso
Francisca Regilma de Santana,Daniela Assis Alves Ferreira,Leonor Natividade de Medeiros Campos
Revista Tecer , 2011,
Abstract: Este estudo teve como foco a Cooperativa para a Dignidade do Maranh o – CODIGMA. Com o seguinte objetivo: Identificar e Analisar a experiência da cooperativa como empreendimento econ mico solidário adequado aos trabalhadores e trabalhadoras em risco de aliciamento ao trabalho análogo ao escravo. A metodologia utilizada foi a de pesquisa descritiva com um estudo de caso. Foram utilizados dois instrumentos para a coleta de dados em uma amostra de onze cooperados. Os dados foram organizados em quadros, gráficos e de forma descritiva. A análise dos dados foi quali-quantitativa. O estudo mostrou que a cooperativa tem alcan ado seus propósitos, embora ainda que de forma limitada por diversos fatores. Conclui-se que a CODIGMA é uma referência de organiza o social de gera o de trabalho e renda baseada nos princípios da auto-gest o, da sustentabilidade e da responsabilidade social para outras organiza es, grupos, comunidades que vivem em situa o de exclus o.
Em busca de novas solidariedades: os empreendimentos da economia social em quest?o
Carvalho, Ricardo Augusto Alves de;Pires, Sanyo Drummond;
Sociedade e Estado , 2001, DOI: 10.1590/S0102-69922001000100008
Abstract: to this article, the issue treated is to discuss the notions of auto-management and autonomy, such from the theoretical as from the methodological point of view, in the context of the enterprises of the auto-manegement. we therefore search, to propose in this work the necessity of identifying the relations among the following levels of analysis: juridical-economical, political-administrative and psyco-social, in the tension wich is made to be felt between the processes of autonomy and heteronomy. we could think the subject in its relations with "the other" in a new ground of "co-operatio"? in these new configurations of partner-auto-manegement, the social link could not be realizing itself under the format of "donation"?
Karl Marx e a Essência Autogestionária da Comuna de Paris
Nildo Viana
Revista Espa?o Acadêmico , 2011,
Abstract: O artigo apresenta a interpreta o da Comuna de Paris por Karl Marx como autogoverno dos produtores, autogest o social. Uma análise minuciosa do capítulo da obra “A Guerra Civil na Fran a” fornece os elementos interpretativos para compreender a percep o da Comuna de Paris como obra autogestionários dos operários parisienses, o que foi um elemento fundamental para o desenvolvimento do marxismo posterior.
Pilares para a compreens o da autogest o: o caso de um programa de habita o da Prefeitura de Belo Horizonte Segments for the understanding of worker's self management: the case of Belo Horizonte housing department
Cleiton Fabiano Klechen,Raquel de Oliveira Barreto,Ana Paula Paes de Paula
Revista de Administra??o Pública , 2011, DOI: 10.1590/s0034-76122011000300006
Abstract: A relevancia da autogest o tem despertado estudos e discuss es sobre o tema no ambito da academia, principalmente no que diz respeito à sua proposta de mudan a social. A partir de uma revis o da literatura e da análise de algumas experiências autogestionárias, defende-se a ideia de que a gest o aut noma repousa sobre três pilares: 1) autonomia e equidade no processo decisório; 2) valores humanistas e 3) disponibilidade de conhecimento técnico-administrativo para os membros da organiza o. O objetivo deste artigo é, portanto, analisar a experiência do Programa de Autogest o da Habita o, da Secretaria Municipal de Habita o de Belo Horizonte, à luz destes pilares definidos pelos autores. De forma geral, percebeu-se que a vivência dos pilares n o se dá de forma completa, o que de certa maneira impede que a autogest o seja exercida integralmente. No entanto, argumenta-se que tal forma de gest o cria um vínculo identitário-afetivo das pessoas com o imóvel e contribui para o desenvolvimento da cidadania, os quais se destacam como aspectos positivos do programa. The relevance of the worker's self management has inspired studies and debates in the scope of the academy, mainly in respect to its proposal of social change. From a revision of the literature and the analysis of some worker's self management experiences, it is supported the idea that it has three segments: 1) autonomy and power equality in the decision making process; 2) humanistic values and 3) technical-management knowledge available for the members of the organization. The objective of this article is to analyze the experience of the worker's housing self management program, of Belo Horizonte Housing Department, through these segments defined. It was observed that these segments were not fully exercised which was an obstacle for the worker's self management process. However, it is perceived that such process creates an emotional identity bond between workers, which contributes for the development of citizenship, what is interpreted as a positive aspect of the program.
A presen a de Francisco Ferrer nas publica es de Maurício Tragtenberg pela Revista Educa o e Sociedade (1978 - 2008) = The presence of Francisco Ferrer in Maurício Tragtenberg’s publications by Journal Educa o & Sociedade (1978 - 2008).
Lenildes Ribeiro Silva
Acta Scientiarum : Education , 2011,
Abstract: Este trabalho tem por objetivo compreender as rela es entre o pensamento de Maurício Tragtenberg e o ideário da "Escola Moderna" de Francisco Ferrer y Guardia, no início do século XX, baseando-se nas publica es de Tragtenberg pela Revista "Educa o e Sociedade" (1978-2008). Nessas publica es, intenta-se ressaltar as aproxima es do pensamento entre os dois autores na defesa de uma educa o voltada aos interesses do operariado, tornando-o uma classe consciente dos processos de domina o da sociedade capitalista e das possibilidades de supera o. Na denúncia da monopoliza o do conhecimento sob interesses particulares, preconceituosos e excludentes, sejam religiosos ou na forma laica do Estado burguês, a educa o defendida pelos autores visa conduzir o povo pela via da conscientiza o, autonomia e autogest o, necessárias a uma verdadeira democracia. Contra o treinamento, a obediência e a manipula o ideológica, os autores convergem na defesa de uma educa o no sentido da liberdade, da crítica e da solidariedade. This paper seeks to understand the relationship between the thinking of Maurício Tragtenberg and the ideals of the Modern School of Francisco Ferrer y Guardia in the early 20th century, based on the analysis of Tragtenberg’s publications in the journal “Educa o and Sociedade” (1978-2008). In these publications, emphasis is given to the approximations between the thoughts of the two authors in defense of an education focused on the interests of the working class, making it a class conscious of the domination processes of capitalist society as well as the possibilities of overcoming them. By denouncing the monopolization of knowledge by private, prejudiced and exclusionary interests – whether religious or in the secular form of the bourgeois state – the education advocated by the authors seeks to lead people through awareness, autonomy and self-management, all of which are necessary for a true democracy. Against training, obedience and ideological manipulation, the authors converge in the defense of an education aimed at freedom, criticism and solidarity.
Page 1 /44401
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.