oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
MEDIDAS PARA MITIGAR PROBLEMAS DE ESTABILIDAD DE VOLTAJE  [cached]
MARIO A. RIOS,CARLOS J. ZAPATA,OSCAR GóMEZ
Scientia Et Technica , 2008,
Abstract: Actualmente existe una gran cantidad de información sobre estabilidad de voltaje en sistemas de potencia, la mayor parte de la cual trata sobre las metodologías para detectar las condiciones operativas que pueden llevar a problemas de inestabilidad y colapso. Sin embargo, un asunto de gran interés para quienes planean y operan los sistemas de potencia son las medidas que se pueden aplicar para mitigar estos problemas. Así, en este artículo se presenta un inventario de estas medidas, su descripción, taxonomía y áreas actuales de investigación y desarrollo.
A campanha portuguesa para o Conselho de Seguran a The Portuguese campaign to the Security Council
Jo?o Gomes Cravinho
Rela??es Internacionais (R:I) , 2010,
Abstract: Em Outubro de 2010 Portugal foi eleito para um mandato de dois anos no Conselho de Seguran a das Na es Unidas (CSNU). Este artigo apresenta-se como uma memória descritiva das várias etapas, argumentos, estratégias e métodos de trabalho, partilhando ao mesmo tempo uma curta análise dos resultados obtidos durante a campanha portuguesa para o Conselho de Seguran a. In October 2010 Portugal was elected for a two years term at the United Nations Security Council. This article constitutes a descriptive memory of the steps, arguments, strategies and work methods making also a brief analysis of the results achieved during the Portuguese campaign to the Security Council.
Autogoverno senza autonomia: la provincia italiana nel XIX secolo  [cached]
Nicola Antonacci
Scienza & Politica : per una Storia delle Dottrine , 2000, DOI: 10.6092/issn.1825-9618/2908
Abstract: Autogoverno senza autonomia: la provincia italiana nel XIX secolo
Giacomo Leopardi: critica della civiltà e autonomia estetica  [cached]
Peter Brockmeier
Scienza & Politica : per una Storia delle Dottrine , 2001, DOI: 10.6092/issn.1825-9618/2879
Abstract: Giacomo Leopardi: critica della civiltà e autonomia estetica
Inteligências Múltiplas: desenvolvendo potencialidades em classe hospitalar  [PDF]
Freitas, Soraia Napole?o et al.
Educa??o , 2005,
Abstract: Este artigo refere-se ao Projeto de Pesquisa "Inteligências Múltiplas: Desenvolvendo Potencialidades em Classe Hospitalar" iniciando no ano de 2003 no setor de Hemato-Oncologia do Hospital Universitário de Santa Maria-RS (HUSM). As atividades desempenhadas objetivaram descobrir e desenvolver o potencial dos alunos, utilizando como base teórica o espectro de capacidades propostas por Haward Gardner em sua Teoria das Inteligências Múltiplas. Os resultados obtidos ao final de 10 meses de trabalho apontaram progressos nas esferas física, social, afetiva, pessoal e cognitiva das crian as submetidas ao tratamento do cancer.
Libertà religiosa e autonomia confessionale
Carlo Cardia
Stato, Chiese e Pluralismo Confessionale , 2011,
Abstract: Relazione Convegno di Lugano - 3 novembre 2008 SOMMARIO: 1. Normativa internazionale, libertà religiosa, autonomia istituzionale delle confessioni religiose - 2. Modernità e libertà religiosa. Crollo del totalitarismo e tramonto del giurisdizionalismo nei rapporti con le Chiese - 3. Forme residue di giurisdizionalismo benevolo. Organismi confessionali creati per legge statale e condizionamento delle Chiese - 4. Segue. Finanziamento pubblico delle Chiese, incidenza sulla libertà dei fedeli e sulla autonomia confessionale - 5. Conclusioni. Prospettive riformatrici, diritti dello Stato, diritti delle Chiese.
Autonomia como princípio educativo  [cached]
Luiz Etevaldo da Silva
Revista Espa?o Acadêmico , 2009,
Abstract: Este artigo tece considera es sobre a autonomia como princípio pedagógico para uma educa o libertadora. S o discuss es dos contornos teóricos do texto de Paulo Freire, da obra Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. As reflex es tratam da dialética entre o ensinar e o aprender, o papel do educador no processo de ensinar a pensar e a estética no ato de ensinar. ,
Autonomia outorgada e apropria o do trabalho  [cached]
Rosenfield Cinara L.
Sociologias , 2004,
Abstract: O objetivo deste trabalho é discutir o significado da autonomia outorgada enquanto corolário organizacional de uma demanda de mobiliza o subjetiva. O trabalho vive a contradi o entre a apologia da autonomia e uma organiza o do trabalho crescentemente normalizada, onde ser aut nomo é a regra. O conceito de autonomia no trabalho lan a m o de duas quest es: a dimens o operacional e a dimens o identitária. A transforma o do trabalho em um bem cuja possess o exige sacrifícios e a transforma o do emprego em um privilégio culminam em uma sujei o da própria pessoa do trabalhador, sem se colocar realmente a quest o da reapropria o do trabalho, o que a priori acompanharia a autonomia no trabalho. A quest o central, no entanto, n o pode se diluir neste paradoxo entre autonomia real e autonomia outorgada: a busca de autonomia situa-se fora da lógica econ mica e dentro de uma lógica de valores e de conquista de sentido, enquanto que a autonomia outorgada inscreve-se em uma lógica instrumental.
Alternativas de manejo para mitigar los síntomas de saturación de N en ecosistemas forestales  [cached]
Blanes, M.C.,Vi?egla, B.,Santana, V.M.,Carreira, J.A.
Iniciación a la Investigación , 2010,
Abstract: Altas tasas de deposición crónica de N pueden derivar en el declive de ecosistemas forestales tras alcanzar un estado de saturación de nitrógeno (N). La pérdida de N por lixiviación, promovida por el incremento en la disponibilidad de N y la disminución de la capacidad de retención de N, son los principales síntomas de los bosques saturados de N. El objetivo de este trabajo ha sido sintetizar la información existente sobre los distintos tipos de manejo que se pueden aplicar para mitigar estos síntomas. Estos tratamientos se basan en incrementar la demanda de N por la vegetación manteniendo un estado de desarrollo inmaduro del bosque con altas tasas de crecimiento. Los fuegos prescritos, los tratamientos de aclareo y la fertilización con nutrientes limitantes, son las opciones de manejo más usadas para incrementar la capacidad de retención de N de los bosques. El resultado de estos trabajos sugiere que el efecto de las diferentes prácticas de manejo depende de su intensidad y de las condiciones iniciales del bosque.
Seguran a e defesa no Cone Sul: transi es com transforma es?  [cached]
Soares, Samuel Alves
Estudos Ibero Americanos , 2008,
Abstract: As novas condicionantes da seguran a internacional, em que n o somente as soberanias e rela es inter-estatais possuem peso significativo, têm ensejado mudan as nas possibilidades e exigências para as políticas de defesa. Países do Cone Sul procuram estabelecer novos parametros na defini o de suas políticas, mas se encontram tensionados entre estabelecer políticas dissuasórias, como no passado, ou instituir mecanismos de coopera o com seus vizinhos. Por outro lado, etas políticas, pela sua natureza e amplitude, inserem-se sobre temas que n o s o exclusivamente militares. O objetivo do artigo é analisar as condicionantes estratégicas e defini es estatais acerca da dissuas o e da coopera o em seguran a internacional, e identificar o grau de autonomia e a natureza das concep es originadas das for as armadas na defini o das políticas de defesa. Enfim, trata-se de verificar o grau de dire o política do poder civil nas defini es das políticas de defesa. The new conditions of international security don’t only attach importance to sovereignty and interstate relations. This new framework has led to changes in the scope and requirements for Politics of Defense. Countries of the Southern Cone seek to establish new parameters in the definition of their policies, but need to define between dissuasive policies, as in the past, or establish mechanisms for cooperation with their neighbors. Furthermore, these policies, by their nature and size, are not exclusively militaries. The purpose of this article is to examine the definitions constraints on strategic deterrence and cooperation in international security, and identify the degree of autonomy and the nature of the concepts derived from the armed forces in shaping Politics of Defense. Finally, we try to check the level of civil policy direction in defining those policies.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.