oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Reestrutura o Organizacional e Reconstru o da Identidade: um Estudo de Caso em uma empresa de telecomunica es
Daniela Cristina Soares,Adriane Vieira
Revista de Ciências da Administra??o : RCA , 2010,
Abstract: Esta pesquisa teve como objetivo principal analisar o impacto da reestrutura o organizacional ocorrida em uma empresa de telefonia celular na identidade dos funcionários. O tema diz respeito às profundas transforma es que vêm ocorrendo no mundo do trabalho, derivadas da conjuga o entre globaliza o da economia, inova es tecnológicas e novas formas de gest o. A metodologia adotada é de natureza qualitativa-descritiva e os dados foram coletados por meio de 22 entrevistas semiestruturadas. No plano teórico foram abordados dois temas fundamentais que s o as mudan as contemporaneas nas rela es de trabalho e seus reflexos sobre a identidade dos trabalhadores. Os resultados da pesquisa mostram que o processo de reestrutura o organizacional culminou com a demiss o simultanea de 382 funcionários da área de call center e foi conduzido de forma cruel e impiedosa. Os gestores foram informados da decis o da empresa dois dias antes do ocorrido e a atua o da área de Recursos Humanos limitou-se ao atendimento dos aspectos burocráticos. A experiência vivida pelos entrevistados gerou sentimentos de surpresa, decep o, tristeza e angústia, afetando negativamente o processo de constru o e reconstru o das identidades.
Book Review: Identidade ou identidades: perspectivas e contradi es para os indivíduos nas organiza es da atualidade [Identity or identity: perspectives and contradictions for individuals in contemporary organizations]
Fernando de Oliveira Vieira
Organiza??es & Sociedade , 2011,
Abstract: Review of: CARRIERI, Alexandre; SARAIVA, Luiz Alex; ENOQUE, Alessandro Gomes; GANDOLFI, Peterson Elizandro (Org). Identidade nas organiza es: Curitiba, Juruá, 2010.
Complexity and identity reconstruction in second language acquisition Complexidade e reconstru o de identidade na aquisi o de segunda língua
Liliane Assis Sade
Revista Brasileira de Linguística Aplicada , 2009,
Abstract: The participation of the individual in different discursive practices contributes to the social formation of identity which is not only constituted, but also, fractalized and emerged via discourse. Taking the concept of polyphony, proposed by Bakhtin (1981, 1986), this work intends to discuss the social formation of the self and the emergence of multiple identities through the perspective of Complexity Theory. Borrowing the concepts of attractors, bifurcation points and fractals from Chaos Theory, and relating them to identity issues, this paper shows how the acknowledgement of identity as a complex/chaotic system can be useful to a deeper understanding of the language acquisition process. Some narratives of AMFALE project are used in order to exemplify the theoretical issues proposed. A participa o do indivíduo em diferentes práticas discursivas contribui para a forma o social da identidade que n o apenas se fractaliza, mas emerge via discurso. Tomando-se o conceito de polifonia proposto por Bakhtin (1981, 1986), este trabalho pretende discutir a forma o social do eu e a emergência de múltiplas identidades pela perspectiva da Teoria da Complexidade. Fazendo uso dos conceitos de atratores, pontos de bifurca o e fractais da Teoria do Caos e relacionando-os às quest es de identidade, este artigo procura demonstrar como o reconhecimento da identidade como um sistema complexo e caótico pode ser útil para um entendimento mais profundo do processo de aquisi o de línguas. Algumas narrativas do projeto AMFALE s o usadas para ilustrar os pontos teóricos propostos.
Identity as Biographic Memory of the Human Body and its Juridical Protection: itinerary of a paradox/A Identidade como Memória Biográfica do Corpo e sua Prote o Jurídica: itinerários de um paradoxo
Doglas Cesar Lucas
Sequência : Estudos Juridicos e Politicos , 2012,
Abstract: : This paper aims to show that identity has become an essential category to understand contemporary conflicts. Different from its traditional forms of identification, identity turned to stratify, getting multiple, claiming legal acknowledgement for its several forms of belonging production. We stress that human body, beyond its biology, claims and constitutes an identity that assures its biography, its speech and its specific way of being. Finally it is maintained that if identity is adopted by Law, identity becomes reduced to an identification modus. In terms of norms, Law constitutes identity taking him its character.O presente texto pretende demonstrar que a identidade tem se transformado numa categoria essencial para se compreender os conflitos contemporaneos. Diferentemente de suas formas tradicionais de identifica o, a identidade tem se estratificado, se tornado múltipla, reclamando reconhecimento jurídico para as suas diferentes formas de produ o de perten a. Destaca-se que o corpo, para além de sua biologia, reclama e constitui uma identidade que garante uma biografia, a fala e sua particular forma de ser no mundo. Por fim, defende-se que, apropriada pelo direito, a identidade é reduzida a um modo de identifica o. O direito constitui ormativamente a identidade descaracterizando-a.
Urban deregulation, spatial contradictions and sustainability Desregulamenta o, contradi es espaciais e sustentabilidade urbana  [cached]
Henri Acselrad
Revista Paranaense de Desenvolvimento , 2004,
Abstract: The present work aims at discussing relations that could explain the symbolic rebuilding of a city identity, the “sustainable city” movement and the subjacent social/material processes – highly influenced by the political deregulation and redesigning - simultaneously. O presente trabalho pretende discutir a natureza das rela es que hoje poderiam explicar, ao mesmo tempo, a reconstru o simbólica da identidade das cidades, movimento que compreende a proposta de “cidades sustentáveis”, e os processos sociais e materiais – marcados fortemente pela desregulamenta o e pelo redesenho da esfera política – que lhe est o subjacentes.
A (re)constru o da identidade latino-americana no jornal O Globo: a naturaliza o do atraso
Gláucia da Silva Mendes
Ciberlegenda , 2010,
Abstract: O presente artigo destaca algumas características que o jornal O Globo vem vinculando à identidade latino-americana diante das mudan as regionais provocadas pela ascens o de governos de esquerda. Para tanto, é feita uma abordagem sobre identidade na qual o termo é concebido como uma constru o social que se modifica ao longo da história devido a disputas de poder e reconstru es simbólicas. Neste contexto, é tra ado umpercurso histórico que mostra como a identidade latino-americana foi construída/reconstruída desde a descoberta do continente. Esta explana o é indispensável para compreender as constru es simbólicas que o jornal O Globo vem realizando recentemente a respeito dos governos latino-americanos de esquerda.
PARA A RECONSTRU??O DOS CONCEITOS DE MASSA E IDENTIDADE
FERREIRA DE LIMA,ALUíSIO;
Universitas Psychologica , 2007,
Abstract: the last years have been marked by a disconstruction and reconstruction in the traditional ways of social and individual organization. the classic ideas regarding the future were substituted by ordinances for the end of “old” concepts as: the social-democracy, the welfare state, the end of history etc., making possible speculations besides on the end of the modernity. though, some concepts stay current and request an analysis of his meaning. the objective of this paper is presents some considerations concerning the mass concepts and identity. for so much, we bring the author’s contributions as: ciampa, bauman, hall, laclau, negri & hardt and virno, that have been discussing, rebuilting and rethoughting these concepts. finally, the text intends to present the possibility of work starting from the crowd concepts and identity as metamorphosis.
Globaliza o e saber indígena: na “geografia do sagrado” a possibilidade de constru o de uma identidade étnica
José Valdir Jesus de Santana
Revista Espa?o Acadêmico , 2010,
Abstract: Este artigo pretende contribuir com as reflex es atuais sobre globaliza o e constru o de identidade, a partir da elabora o dos saberes nas comunidades indígenas. Procuramos demonstrar de que modo, no contexto contemporaneo, em que muitos discursos pregam a homogeneidade cultural e “crises identitárias”, como as identidades étnicas, nas comunidades indígenas, s o reconstruídas a partir de um saber que ganha sentido nas práticas comunitárias e no relacionamento com a m e-terra, “espa o concreto”, “geografia sagrada”.
O lugar da identidade e das diferen as nas rela es sociais  [PDF]
Fernandes, Idilia
Textos & Contextos (Porto Alegre) , 2006,
Abstract: O presente artigo pretende demonstrar a contradi o existente na concep o da constru o da identidade como sin nimo de uma identifica o com o que está estabelecido na cultura e no meio social. A contradi o desta concep o se expressa na desconsidera o do movimento próprio das alteridades que transformam a realidade a partir da própria condi o das diferen as. Nas diferen as, est o a propuls o ao desenvolvimento das novas formas de intera o entre sujeito e seu meio. Em muitas circunstancias a no o de identidade tem servido para criar distin es de condi es de vida, ao mesmo tempo em que propicia o n o reconhecimento das distin es individuais. A condi o de preconceito e segrega o que, por vezes, vivem as pessoas portadoras de deficiência é emblemática do resultado da rela o entre identidade e diferen a numa sociedade que prima pelo padr o de “normalidade”. As pessoas com deficiência, por n o se enquadrarem num processo de identifica o igual ao padr o, s o colocadas em um lugar social de diferencia o. A representa o social desse lugar de diferencia o torna-se sin nimo de impossibilidade do exercício próprio à vida humana.
Aspectos da Identidade Americana
Dilvo Ilvo Ristoff
Ilha do Desterro , 2008,
Abstract: A busca de uma identidade é vital para a forma o de um país. E nenhum país pode ser considerado uma na o se seu povo n o estiver de algum modo envolvido na avalia o de sua experiência passada e coletiva e na procura da síntese que se constituirá na identidade do país sua afirma o interna e sua imagem externa.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.