oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
O rap e o funk na socializa o da juventude  [cached]
Dayrell Juarez
Educa??o e Pesquisa , 2002,
Abstract: O texto se prop e a discutir a importancia dos grupos musicais juvenis nos processos de socializa o vivenciados por jovens pobres na periferia de Belo Horizonte, problematizando o peso e o significado de ser membro de um grupo musical no conjunto da vida de cada um. Tem como foco os integrantes de três grupos de rap e três duplas de funk, procurando analisar as suas experiências culturais e o sentido que tais práticas adquirem no conjunto dos processos sociais que os constituem como sujeitos. Significa compreender como eles elaboram as suas vivências em torno do estilo, e os significados que atribuem a elas, no contexto social onde se inserem como jovens pobres. A discuss o aponta que os jovens rappers e funkeiros encontram poucos espa os nas institui es do mundo adulto para construir referências e valores por meio dos quais possam se construir como sujeitos. Os estilos rap e funk assumem uma centralidade na vida desses jovens por intermédio das formas de sociabilidade que constroem, da música que criam, e dos eventos culturais que promovem. Esses estilos possibilitaram e vem possibilitando a esses jovens práticas, rela es e símbolos por meio dos quais criam espa os próprios, significando uma referência na elabora o e vivência da sua condi o juvenil, além de proporcionar a constru o de uma auto-estima e identidades positivas.
O rap e o funk na socializa??o da juventude
Dayrell, Juarez;
Educa??o e Pesquisa , 2002, DOI: 10.1590/S1517-97022002000100009
Abstract: the text proposes to discuss the importance of youngster music bands in the socialization processes experienced by poor youngsters from the outskirts of belo horizonte, problematizing the weight and meaning of belonging to a music band in the life of each one of them. the article focuses on the members of three rap bands and three funk duos, attempting to analyze their cultural experiences and the meaning that those practices acquire within the social processes that constitute them as subjects. that entails understanding how they elaborate on their experiences related with their music style and the meanings their attribute to it in their social context of poor youngsters. the discussion points out that young rappers and funkers find few spaces in the institutions of the adult world where they can build up references and values through which they could constitute themselves as subjects. the rap and funk styles take on a central place in the lives of these youngsters by means of the forms of sociability that those styles build, the music they create, and the cultural events they promote. those styles have made possible to those youngsters practices, relations, and symbols through which they create their own spaces, representing a reference in the elaboration and experience of their situation as youngsters, apart from allowing the construction of positive identities and self-esteem.
História e Teatro: sugestivos apontamentos teórico-metodológicos em A História invade a cena
Julierme Sebasti?o Morais
Revista Espa?o Acadêmico , 2010,
Abstract: RESENHA CRíTICA DO LIVRO A HISTóRIA INVADE A CENA.
Por uma Economia Política do Funk Carioca: notas sobre a teoria pós-moderna e seus desdobramentos na música popular contemporanea  [cached]
Pablo Cezar Laignier
Ciberlegenda , 2011,
Abstract: O objetivo deste trabalho é analisar as rela es entre o funk carioca enquanto gênero musical e a teoria sobre as condi es de uma economia política moderna no estágio contemporaneo, em que a acumula o flexível e os rápidos giros nos ciclos do capital se desdobram em uma sociabilidade e em aspectos culturais de mobilidade, risco, incerteza, crise, fluidez, portabilidade e interconex o. O referencial teórico é baseado principalmente nas obras de Harvey (2006), Lyotard (2003) e Anderson (1999). A primeira se o discute, com base nestes autores, a conjuntura pós-moderna; a segunda apresenta alguns exemplos dos desdobramentos das características classificadas como pós-modernas na música massiva/popular; a terceira discute algumas características do funk carioca como gênero musical e como cena cultural, inserindo-o no contexto político-econ mico do Rio de Janeiro contemporaneo.
A favela tem nome próprio: a (re)significa o do local na linguagem do funk carioca The Favela has its own name: the resignification of place in the language of funk carioca
Adriana Carvalho Lopes
Revista Brasileira de Linguística Aplicada , 2009,
Abstract: O funk é uma prática musical produzida e consumida, principalmente, pela juventude das favelas do Rio de Janeiro. Além de divers o e trabalho, o funk é uma forma de identidade para essa juventude. Neste artigo, conjugo a análise linguística com a prática etnográfica para demonstrar que tal identidade possui uma linguagem específica, por meio da qual os artistas do funk significam as suas próprias experiências e, assim, constroem uma nova cartografia para a cidade do Rio de Janeiro. Nessa linguagem, a favela deixa de ser o espa o genérico da barbárie e se transforma em território com nome próprio e no local da habita o e de hábitos cotidianos de inúmeros jovens favelados. Funk carioca is a popular type of music in Brazil, produced and consumed mainly by the youth in the slums of Rio de Janeiro, known as favelas. More than entertainment and work, funk is a form of identity for the youngsters dwelling in the favelas. This paper combines linguistic analysis with ethnography in order to demonstrate that identities forged along such lines rely on a specific language in which funk performers re-signify their own social experiences and build a new cartography of the city. In such language, the slum is no longer a space of barbarism. It is instead a neighborhood where many of these young people live and enact their everyday practices.
A paix o do funk pelo prazer: modo de ser suingue  [cached]
Luciane de Paula,Marilda Franco de Moura Vasconcelos
Alfa : Revista de Linguística , 2009,
Abstract: Neste artigo, analisamos a reverência do funk carioca pelo prazer. A paix o pelo prazer surge, no funk, mediante o ato de cantar e dan ar. O referencial teórico deste trabalho é a semiótica greimasiana. O objetivo é, por meio da análise da can o “Sigla Latina do Amor”, de Fernanda Abreu, tratar do universo passional do funk carioca. A hipótese é que o suingue da can o manifeste um modo específico de ser e sentir. Na análise da paix o estimulada pelo funk, destacamos o ato de cantar, uma vez que este ocorre em síncrese com a dan a e interpela os destinatários-locutários a, por proje o aos interlocutários da can o, “habitar” o universo enunciado. Os resultados da análise levam a crer que o ato de cantar estimula o suingue e, com ele, o prazer. Junta-se à análise da can o a reflex o sobre o tempo manifestado, que, além de criar a presentifi ca o – do prazer aqui e agora – ,fortalece a síncrese existente entre as rela es dos sujeitos: os que cantam, os que acompanham e os que “habitam” a can o. A conclus o é que, no embalo dos ouvidos e dos movimentos dos corpos, a can o acaba por sustentar e promover um universo passional da cultura funk.
Funk, religi?o e ironia no mundo de Mr. Catra
Mizrahi, Mylene;
Religi?o & Sociedade , 2007, DOI: 10.1590/S0100-85872007000200006
Abstract: the article main aim is to discuss the relation between funk and religion, through the mr. catra's narratives, singer and performer of this musical rhythm. his singularity resides in adding religion to a universe traditionally apprehended as erotic or violent. the artist allows us to articulate his own creation both to his worldview as to the point of view of the youngsters from the favelas slums, main producers and consumers of funk music. the discourse around the divine, present at the artist's performances, is deepen in his daily life, consisting of a medium for expressing his own political position in the world. although the religious discourse is privileged by mr. catra in his will to show his way of understanding the world, the funk strength resides in another aspect, that go by party and daily life. it is the irony itself, so artfully played by the artist, that allows us to realize how the funk is ingenious at, through the laugh, destabilizing the power by a subversive manipulation of cultural symbols dear to the oppressive authority.
Representa es sociais e território nas letras de funk proibido de fac o  [cached]
Andréa Rodriguez,Rhaniele Sodré Ferreira,Angela Arruda
Psicologia em Revista , 2011,
Abstract: Este artigo apresenta, por meio de uma análise de letras de funk “proibido de fac o”, uma leitura da territorialidade do tráfico de drogas nas favelas. Esse estilo musical, que expressa uma cultura específica da juventude urbana pobre, revela cenas de um cotidiano pouco conhecido pela maior parte da popula o. Para tal, foi realizada a análise do conteúdo de 50 letras de funk, de forma a se compreenderem quest es que esse tipo de narrativa faz circular. Destaca-se o território e a territorialidade como categorias de análise que revelam a dinamica que o tráfico de drogas imp e nos espa os populares da cidade e que incidem diretamente nas representa es sociais e práticas dos moradores das favelas.
On the Minkowski-Funk Transform  [PDF]
Susanna Dann
Mathematics , 2010,
Abstract: The subject of this paper is the history of the Minkowski-Funk Transform. After introducing the Minkowski-Funk Transform as well as its dual transform and a generalization of both, we will present an inversion formula of the Minkowski-Funk Transform. Then we will discuss the history of this problem: related work by Minkowski and Funk and the connection between their work.
O negro drama do rap: entre a lei do c?o e a lei da selva
Zeni, Bruno;
Estudos Avan?ados , 2004, DOI: 10.1590/S0103-40142004000100020
Abstract: in this text i set out some considerations that stem from keen personal interests and concerns regarding rap - e.g., the production of lyrics, the relationship between such manifestations and the universe of poverty and imprisonment, and the dialogue between this rhythm and the broader tradition of brazilian music and literature. i discuss some aesthetic and ethical issues related to the variety of rap that i am most intimately involved with, namely, the one made in s?o paulo.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.