oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
CARACTERIZA ES DO PENSAMENTO ALGéBRICO EM TAREFAS REALIZADAS POR ESTUDANTES DO ENSINO FUNDAMENTAL I. CHARACTERIZATIONS OF ALGEBRAIC THINKING IN TASKS PERFORMED BY STUDENTS OF ELEMENTARY EDUCATION  [PDF]
Silva, Daniele Peres da,Savioli, Angela Marta Pereira das Dores
Revista Eletr?nica de Educa??o , 2012,
Abstract: Tomando a Early Algebra como área de pesquisa que visa uma abordagem para o ensino e aprendizagem da álgebra inicial, este artigo apresenta uma análise das atitudes, indaga es e produ es escritas, enfim, o comportamento de crian as em resolu o de tarefas. O objetivo foi identificar e analisar características do pensamento algébrico em tarefas aplicadas a estudantes do Ensino Fundamental I. Mais especificamente, buscamos compreender como trinta e cinco estudantes do 5o Ano do Ensino Fundamental I de uma escola pública do município de Apucarana-PR lidam com tarefas que promovem o desenvolvimento do pensamento algébrico. Para organiza o e interpreta o dos dados, empregamos procedimentos à luz da Análise de Conteúdo, sendo esta uma modalidade de pesquisa qualitativa. Por meio das respostas apresentadas e das indaga es e afirma es dos estudantes durante a resolu o das tarefas, o estudo mostrou que embora as resolu es nem sempre estivessem corretas, estas evidenciam indícios de pensamento algébrico, uma vez que os participantes desse estudo perceberam e tentaram expressar as estruturas aritméticas das situa es-problema, assim como, descreveram seus processos de pensamento. Portanto, esses estudantes do Ensino Fundamental I têm condi es de lidar e de desenvolver aspectos relacionados ao pensamento algébrico, mesmo n o apresentando uma linguagem simbólica algébrica. Taking Early Algebra as a research area that seeks an approach to the teaching and learning of early algebra, this paper presents an analysis of attitudes, questions and written productions that provide clues about the behavior of children in solving tasks. The objective was to identify and analyze characteristics of algebraic thinking in tasks applied to elementary school students. More specifically, we aimed to understand how thirty-five students from the 5th year of elementary school in a public school in the city of Apucarana-PR deal with tasks that promote the development of algebraic thinking. For organizing and interpreting data, we used procedures in the light of Content Analysis, which is a form of qualitative research. By means of responses, questions and statements from students during the resolution of tasks, the study showed that although the resolutions were not always correct, they show signs of algebraic thinking, since the study participants noticed and tried to express the arithmetic structures of problem situations, as well as described their thought processes. Therefore, these elementary school students are able to cope and develop aspects related to algebraic thinking
A qualidade da motiva o em estudantes do ensino fundamental La calidad de la motivación en estudiantes de la educación básica The quality of motivation among elementary school students  [cached]
Sueli édi Rufini,José Aloyseo Bzuneck,Katya Luciane de Oliveira
Paidéia (Ribeir?o Preto) , 2012, DOI: 10.1590/s0103-863x2012000100007
Abstract: A falta de motiva o para a aprendizagem é um problema educacional relevante. Este estudo teve por objetivo avaliar a qualidade motivacional de 1.381 estudantes do ensino fundamental, média de idade de 11,2 anos, mediante a aplica o da Escala de Motiva o de Estudantes do Ensino Fundamental (EMEEF). Os resultados revelaram predominancia de motiva o aut noma entre os participantes. Na compara o entre as variáveis, descobriu-se que a desmotiva o e a motiva o controlada foram maiores entre os participantes do sexo masculino, quando comparados ao sexo feminino que obteve índices superiores na avalia o da motiva o aut noma. Constatou-se que a desmotiva o e a motiva o controlada aumentaram conforme a progress o nas séries, ao passo que a motiva o aut noma diminuiu. Foram também mais desmotivados e motivados por raz es controladas externamente os estudantes da rede particular, comparados aos da rede pública de ensino. Estes últimos foram significativamente mais envolvidos na escola por raz es aut nomas. As implica es educacionais dos resultados s o consideradas na discuss o. La falta de motivación para el aprendizaje es un problema educativo importante. La finalidad de este estudio fue evaluar la calidad de la motivación de 1.381 estudiantes de primaria, con edad promedia de 11,2 a os, a través de la aplicación de la Escala de Motiva o de Estudantes do Ensino Fundamental (EMEEF). Los resultados revelaron el predominio de la motivación autónoma entre los participantes. En la comparación de las variables, se descubrió que la desmotivación y la motivación controlada fueron mayores entre los participantes masculinos en comparación con las estudiantes femeninas, que tenían tasas más altas en la evaluación de la motivación autónoma. Se encontró que la desmotivación y la motivación controlada aumentaron con la progresión de la serie, mientras la motivación autónoma disminuyó. Además, los estudiantes de escuelas privadas estaban más desmotivados y motivados por razones controladas externamente cuando comparados aquellos de la red pública de educación. Los últimos fueron significativamente más involucrados en la escuela por motivos autónomos. Las implicaciones educacionales de los resultados son consideradas en la discusión. Lack of motivation in students to learn is a pressing educational problem. This paper presents the results of an assessment of the quality of motivation of 1,381 elementary school students, with an average age of 11.2 years, through the application of the Elementary School Motivation Scale (Escala de Motiva o de Estudantes do Ensino Fu
PROCEDIMENTOS DE ESCRITA EM SALA DE AULA DO ENSINO FUNDAMENTAL  [cached]
RENILSON JOSé MENEGASSI e ?NGELA FRANCINE FUZA
Signótica , 2008, DOI: 10.5216/sig.v20i2.6090
Abstract: Esta pesquisa teve o objetivo de verificar como as abordagens de ensino de leitura e produ o de texto est o sendo implementadas e efetivadas na sala de aula do Ensino Fundamental. Foram analisadas as práticas de produ o textual da 3a série, observando-se o material didático, as aulas do professor e as produ es dos alunos. Os resultados demonstram que os estudantes têm a autoria de seus textos difusa, uma vez que a produ o escrita, em sua maioria, foi constituída pelo discurso do texto entregue pela professora e n o pelas ideias dos alunos. As aulas se caracterizaram pelo ensino e aprendizagem da leitura e da escrita ainda com perspectivas tradicionais, apesar de a proposta do ensino ser enunciativa. PALAVRAS-CHAVE: escrita, procedimentos, produ o textual, Ensino Fundamental.
Estratégias de aprendizagem no ensino fundamental: análise por gênero, série escolar e idade  [PDF]
Oliveira, Katya Luciane de,Boruchovitch, Evely,Santos, Acácia Aparecida Angeli dos
Psico , 2011,
Abstract: Estratégias de aprendizagem abrangem os recursos que os alunos empregam no momento do estudo e da aprendizagem, visando viabilizar o efetivo armazenamento, recupera o e utiliza o da informa o. Este estudo visou levantar possíveis diferen as na utiliza o das estratégias de aprendizagem de alunos do ensino fundamental, considerando o gênero, a série escolar e a idade dos participantes. Participaram 815 alunos de 2a a 8a série do ensino fundamental de escolas públicas e privadas de S o Paulo e Minas Gerais. A Escala de Estratégias de Aprendizagem, na sua vers o de 37 itens, foi aplicada coletivamente. Por meio do teste t de Student foi possível evidenciar diferen a estatisticamente significante entre os gêneros na pontua o da Escala de estratégias de aprendizagem. A ANOVA e o teste post-hoc de Tukey também revelaram diferen as significantes na pontua o da escala em raz o da série escolar e idade dos alunos. Os dados s o discutidos em termos de suas implica es educacionais.
A percep o de estudantes sobre a Metodologia Problematizadora:a mudan a de paradigma em rela o ao processo ensino-aprendizagem
Jorge Luiz Lima da Silva,Débora Lopes de Assis,Angelina Cupollilo Gentile
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2005,
Abstract: A pedagogia progressista utiliza a metodologia problematizadora de ensino como principal ferramenta para reflex o-a o crítica sobre a realidade, promovendo a intera o na constru o do conhecimento. Os estudantes dos cursos de capacita o do Projeto de Profissionaliza o dos Trabalhadores da área de Enfermagem (PROFAE) usufruem desta metodologia de ensino, passando por uma transi o, visto que o ensino básico e médio destes estudantes baseou-se nos parametros de ensino tradicional, liberal e bancário. O estudo traz como objetivos analisar a opini o dos estudantes sobre o método problematizador de ensino. Trata-se de uma pesquisa descritiva, com método qualitativo, que se deu por meio de um estudo de caso realizado com 33 estudantes dos cursos de capacita o para atendentes (Núcleo Niterói) e auxiliares de enfermagem (Núcleo Cachoeiras de Macacu). As opini es foram categorizadas de acordo com grupos temáticos e comentadas. A maioria dos alunos considera o método bom ou muito bom, relatam que aprendem mais no diálogo problematizador. A metodologia problematizadora n o é bem vista por todos os discentes, principalmente, por encontrarem parametros diferenciados de avalia o e de participa o em sala de aula. Indicam como deficiência da metodologia a falta de avalia es escritas e questionam a credibilidade da aprendizagem somente através do diálogo problematizador. Em contrapartida, valorizam a troca de experiências em sala de aula, esclarecimento das dúvidas em conjunto e atua o e acompanhamento dos professores. Cabe, neste momento de transi o, uma conscientiza o do estudante de que ele é um sujeito crítico-reflexivo e atuante na sua aprendizagem. Sendo um processo essencial a capacidade de formula o de problemas, identifica o de desafios, e busca de alternativas.
Prevalência do estresse infatil em estudantes do ensino fundamental em escolas, pública e privada.
Emilene Nóbrega Medeiros,Maria Miriam Lima da Nóbrega
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2005,
Abstract: Estudo exploratório realizado para identificar a prevalência do Estresse Infantil em estudantes de escolas pública e particular, em Santa Luzia – PB, em alunos cursando a 4a série do ensino fundamental. A coleta de dados foi realizada em abril de 2002, utilizando como instrumento de pesquisa a Escala de Stress Infantil, composto por 35 itens que oferecem condi es para identificar os sinais e sintomas de Estresse Infantil em crian as entre seis e quatorze anos. A amostra foi de 67 alunos, onde 40 eram da Escola A e 27 da Escola B, na faixa etária preponderante de 08 a 10 anos. Na distribui o por sexo, 21 alunos na escola A e 14 na escola B eram do sexo feminino. A prevalência de sintomas do estresse infantil foi de 17 alunos em ambas as escolas, dos quais 08 na Escola A e 09 alunos da Escola B. Destes 17 alunos, 2 da Escola A apresentaram rea es psicológicas e 01 da Escola B rea es psicofisiológicas; 3 da Escola A e 3 da Escola B demonstraram propens o à preocupa o excessiva, o que significa indício de vulnerabilidade a obssessividade, e apenas 1 da escola A apresentou vulnerabilidade para somatiza o. Conclui-se que independentemente da escola, os estudantes apresentaram sinais significativos de estresse infantil que devem ser tratados através de a es psicopedagógicas implantadas e mantidas no contexto familiar e escolar.
Interven o em habilidades metafonológicas em estudantes do ensino fundamental e desenvolvimento de leitura
Natália Martins Dias,Cássia Aparecida Bighetti
Psicologia em Revista , 2009,
Abstract: Investigou-se a eficácia de um procedimento de interven o sobre habilidades metafonológicas, implantado pela professora, em desenvolver habilidades de leitura em estudantes da 1a série. Participaram 1 professora e 59 crian as de duas classes de 1a série (Grupo Experimental – GE; Grupo Controle - GC) do ensino fundamental de uma escola pública do interior de S o Paulo. Utilizou-se de procedimento para desenvolver consciência fonológica e ensinar correspondências grafofonêmicas e, para avalia o pós-interven o, o “Teste de Competência de Leitura de Palavras e Pseudopalavras” (TCLPP). A própria professora implantou as atividades no GE, por 15 a 20 minutos diários. O GE desempenhou-se melhor que o GC no TCLPP total e em praticamente todos os subtestes. Diferen as significativas entre os grupos foram evidenciadas em TCLPP total e subteste de trocas fonológicas. resultados revelam a eficácia das instru es f nicas, aplicadas pela própria professora em contexto de sala de aula, no desenvolvimento da habilidade de leitura de seus alunos.
Concep o docente sobre avalia o qualitativa da aprendizagem no ensino fundamental: uma interpreta o da LDB 9394/96
Soraia Oliveira da Cunha Silva
Meta : Avalia??o , 2010,
Abstract: Este artigo busca discutir as características da concep o docente como uma espécie de espelho de compreens o de saberes e atua o, bem como analisar as implica es da concep o docente no processo de avalia o da aprendizagem. Para tanto, a referência 7deste texto é a pesquisa descritiva e exploratória realizada nas escolas municipais de uma cidade do oeste da Bahia. Seu problema de investiga o teve origem com a implementa o na rede pública de ensino fundamental, a partir de 1997, de duas modalidades de avalia o: uma quantitativa, referente aos conteúdos das disciplinas trabalhadas, com valor de quatro pontos e outra qualitativa, com valor de seis pontos, com critérios: pontualidade, interrela o, produtividade, participa o, clareza de ideias e criatividade. Essa avalia o qualitativa é decorrente da interpreta o oficial do alcance qualitativo da avalia o da aprendizagem, feita pela Secretaria Municipal de Educa o do art. 24 da Lei de Diretrizes e Bases (LDB), Lei no. 9.394 (BRASIL, 1996), que estabelece que os aspectos qualitativos da aprendizagem devem prevalecer sobre os quantitativos. Os resultados obtidos demonstram que, em decorrência de tal interpreta o e da consequente prática oficialmente institucionalizada nas escolas públicas, imp em-se procedimentos alheios ao alcance formal da qualidade da educa o referente à aprendizagem dos conteúdos trabalhados. Oficialmente, a qualidade resulta de condutas que pouco ou nada respondem à apropria o de conhecimentos, inclusive porque n o mudam ao longo do processo de ensino aprendizagem. Constata-se a falta de um referencial teórico aplicado sobre avalia o qualitativa disponível para os professores compreenderem as implica es didático-pedagógicas de tal avalia o, e, por isso, as referências de trabalho das professoras pesquisadas s o os conhecimentos de senso comum, que n o as ajudam a superar as suas dificuldades operacionais e conceituais referentes à realiza o de uma efetiva avalia o da aprendizagem dos alunos. Portanto, na falta deste referencial, ficam-lhes ainda mais inacessíveis as competências, n o apenas para melhor se posicionarem em rela o à interpreta o feita do texto da LDB (BRASIL, 1996), mas também para prevenir prejuízos à educa o que lhes está confiada no que diz respeito à qualidade de aprendizagem dos conteúdos científico-culturais no ensino fundamental.
Dados normativos do Teste de Aten o por Cancelamento (TAC) em estudantes do ensino fundamental =Normative date of Attention by Cancelling Test (ACT) among fundamental level students  [PDF]
Hazin, Izabel et al.
Psico , 2012,
Abstract: O presente artigo traz dados de normatiza o do Teste de Aten o por Cancelamento (TAC). Participaram do estudo 524 sujeitos, com idades entre sete e 16 anos, estudantes do ensino fundamental das redes pública e privada da cidade de Natal/RN. Foram analisadas as diferen as de desempenho dos estudantes em fun o do tipo de escola, sexo e faixa etária. Verificou-se que as variáveis: nível de escolaridade e tipo de escola mostraram-se estatisticamente significativas (p < 0,05), enquanto a variável sexo n o apresentou relevancia para diferencia o de desempenho dos estudantes. Em termos de acurácia e velocidade em tarefas que avaliam a seletividade e alternancia, constatou-se aumento significativo no desempenho dos estudantes nas três primeiras séries do ensino fundamental e estabiliza o dos resultados nos três últimos anos, o que aponta para estabelecimento de plat no desenvolvimento atencional. O TAC apresentou sensibilidade para a detec o de aspectos neurodesenvolvimentais e características socioculturais do funcionamento cognitivo humano. This paper presents normative data concerning Attention by Cancelling Test (ACT). A group of 524 subjects aged between seven and 16 years and registered in elementary private and public schools in Natal/RN/Brazil took part in this research. Simultaneously differences were analyzed in student’s performance according to the type of school, gender and age. It was found that educational level and school type were statistically significant for student’s performance (p < 0. 05), while gender did not show relevant effect. A statistically significant improvement in accuracy and speed in selectivity and alternance tasks was verified in students of 1st to 3rd primary school years. On the other hand, performance of students during the last three primary school years showed a clear stabilization, which leads to think in a developmental plateau in attention processes. Data issued from ACT showed sensibility in order to evaluate both neurodevelopmental and sociocultural aspects of human cognitive functioning.
Comportamentos problemáticos em estudantes do ensino fundamental: características da ocorrência e rela??o com habilidades sociais e dificuldades de aprendizagem
Bandeira, Marina;Rocha, Sandra Silva;Souza, Thiago Magalh?es Pereira de;Del Prette, Zilda Aparecida Pereira;Del Prette, Almir;
Estudos de Psicologia (Natal) , 2006, DOI: 10.1590/S1413-294X2006000200009
Abstract: this research investigated the socio-demographic characteristics of the frequency of behavior problems and its relation to social skills and academic competence, in a sample of 257 elementary school students from the 1st to 4th grades, in a medium size city of minas gerais, brazil, using the social skills rating system scale (ssrs). participated in the research 185 parents and 12 teachers of these students. results showed that 6,65% of the students had a high frequency of behavior problems and 9,37% had a moderate frequency, according to teachers classification. the frequency of behavior problems was higher in boys than in girls, in children with poorer level of academic competence and from lower social economic level. behavior problems were less frequent in children having more adequate level of social skills. these results confirm data from the research literature and point to the need for developing interventions in elementary school to prevent future anti-social behaviors.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.