oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Alfabetiza o, leitura, escrita: 25 anos da ANPEd e 100anos de Drummond  [cached]
Cecília Goulart,Sonia Kramer
Revista Brasileira de Educa??o , 2002,
Abstract: chave: alfabetiza o, leitura e escrita, grupo de trabalho. Literacy, reading and writing
Avalia o Cognitiva de Leitura e Escrita: As Tarefas de Leitura em Voz Alta e Ditado  [cached]
Pinheiro ?ngela Maria Vieira,Rothe-Neves Rui
Psicologia: Reflex?o e Crítica , 2001,
Abstract: Tarefas de leitura em voz alta e de tomada de ditado de listas de palavra reais e de n o-palavras, isoladas, fazem parte de um conjunto de provas maior -- o Procedimento de Avalia o Cognitiva da Leitura e da Escrita. Com base em Seymour, Pinheiro desenvolveu um teste experimental que se mostrou adequado para avalia o de leitura e de escrita em crian as mineiras da primeira à quarta série do Ensino Fundamental. O procedimento foi retestado, com sucesso, por Capovilla, Capovilla e Macedo. A partir desses resultados, Pinheiro desenvolve, atualmente, um instrumento computadorizado de avalia o que consiste de tarefas de leitura em voz alta e de tomada de ditado, entre outras. O presente trabalho discute as bases teóricas para a constru o das listas de palavras reais e de n o-palavras, com ênfase no controle da variável regularidade letra-som/som-letra.
A anota o e a escrita: sobre a história em capítulos de Jo o Capistrano de Abreu
Maria da Glória de Oliveira
História da Historiografia , 2009,
Abstract: O artigo pretende discutir os impasses entre as opera es de pesquisa e escrita que marcaram os escritos de Capistrano de Abreu, com base em seu trabalho de anota o crítica da História Geral do Brasil, de Francisco Adolfo de Varnhagen, e as rela es com a elabora o dos Capítulos de História Colonial.
Alcoolismo, discurso científico e escrita de si no Diário do Hospício de Lima Barreto  [cached]
Raul Max Lucas da Costa
Antíteses , 2008,
Abstract: Este trabalho objetiva investigar as concep esmédicas sobre o alcoolismo e suas repercuss essociais a partir da experiência de Lima Barretocomo interno no Hospital Nacional deAlienados (HNA) do Rio de Janeiro entre osanos de 1919 a 1920. Em sua escrita de si, oautor tece considera es sobre o alcoolismo, aloucura, as teorias científicas da época, além deevidenciar as distin es sociais e as rela es depoder dentro do espa o asilar. Constatamos queo discurso médico concebia o alcoolismosegundo os princípios eugenistas dedegenera o e hereditariedade. Concluímosque, a escrita do autor funcionava como umaprodu o de si que interrogava os pressupostoseugenistas determinantes
Práticas discursivas e ensino do texto acadêmico: concep es de alunos de mestrado sobre a escrita
Débora de Carvalho Figueiredo,Adair Bonini
Linguagem em (Dis)curso , 2006,
Abstract: Este artigo investiga as concep es sobre o ensino-aprendizagem da escrita acadêmica, a partir das respostas a um questionário sobre esse tema respondido por um grupo de alunos de mestrado, após terem participado de uma oficina de produ o textual acadêmica escrita. A análise baseou-se no trabalho de Ivani (2004) a respeito dos discursos sobre o ensino da produ o escrita na escola. Através da análise dos questionários, pudemos constatar, na fala dos alunos, tra os da pedagogia de letramento em gêneros e de uma vis o social do discurso. Os resultados indicam uma contribui o da experiência de ensino no sentido de familiarizar os mestrandos com a no o de escrita como prática social inserida dentro de uma comunidade discursiva, mas também que eles ainda est o no estágio de membros periféricos nessa comunidade.
LEITURA E ESCRITA NA PRé-ESCOLA: SUPERA O DA MECANIZA O POR MEIO DE SITUA ES REAIS DE LEITURA E ESCRITA  [cached]
Paula Renata Amorim
Nuances : Estudos sobre Educa??o , 2009,
Abstract: Este artigo relata as várias etapas de trabalho com uma Proposta de lnterven o Pedagógica elaborada por mim como parte das atividades propostas pelo Projeto Fênix: mudan a de paradigma para a forma o inicial e continuada de educadores pré-escolares. Mais do que fazer um relata, pretende-se aqui refletir sobre a forma como a pré-escola vem trabalhando a alfabetiza o, bem como propor alternativas de trabalho que superem a mecaniza o do processo de ensino e aprendizagem da leitura e da escrita.
Mudan as na concep o de escrita de jovens e adultos em processo de letramento
Sylvia Bueno Terzi,Júlia Sant'Ana Scavassa
Revista Brasileira de Linguística Aplicada , 2005,
Abstract: Este trabalho tem por objetivo a análise das mudan as na concep o de escrita de jovens e adultos n o escolarizados, decorrentes da participa o em um curso de alfabetiza o de cinco meses. Os dados mostram que a maior relevancia atribuída pelos sujeitos às práticas de letramento está relacionada à escrita como meio de resolu o de problemas, de crescimento e satisfa o pessoal e de participa o social e cidadania. This paper dicusses the changes in the conception of the written language as expressed by unschooled adolescents and adults who participated in a five-month literacy course. The data show that before the course the students considered literacy as a means for solving daily practical problems. After the course, they regarded literacy as a tool for self-improvement, social interaction and citizenship
Produ o escrita escolar: sem ressonancias dialógicas  [cached]
Maria Rosa Petroni
Signótica , 2006, DOI: 10.5216/sig.v18i2.2791
Abstract: Este trabalho pretende apresentar uma análise sobre a produ o escrita de vestibulandos. A partir da análise de quatro textos, nossos dados evidenciaram dificuldades derivadas do processo de leitura e escrita sem perspectiva interacional.
A escrita bilíngüe nos cadernos escolares dos descendentes de imigrantes alem es e o nacionalismo: escrita para a Pátria?
Ademir Valdir dos Santos
Roteiro , 2010,
Abstract: Neste trabalho, analisa-se como a política educacional a servi o do nacionalismo atingiu escolas primárias de regi es de imigra o alem , durante o Governo Vargas. Resgatam-se vestígios das propostas didático-pedagógicas em cadernos de alunos e professores. Os registros lingüísticos evidenciam aspectos do nacionalismo por intermédio da educa o escolar: proibi o do uso da língua alem e a obrigatoriedade da utiliza o do português. A escrita bilíngüe indica o desenvolvimento de novas práticas pedagógicas, com o método de abordagem tradicional (gramática-tradu o). A escrita revela o uso de textos e imagens como conteúdo estratégico para a inculca o ideológica de valores e atitudes patrióticas na infancia.
Heterogeneidade nas estratégias de leitura/escrita em crian as com dificuldades de leitura e escrita  [PDF]
Salles, Jerusa Fumagalli de,Parente, Maria Alice de Mattos Pimenta
Psico , 2006,
Abstract: As características das dificuldades de leitura e escrita em crian as variam conforme o sistema de escrita na qual est o sendo alfabetizadas. Este estudo visa analisar as estratégias de leitura e escrita de palavras de crian as de 2a série com dificuldade de leitura e escrita (n = 14), comparando-as às de 2a série competentes na leitura e escrita (n = 15) e às de crian as de 1a série (n = 9), emparelhadas pelo desempenho na leitura e escrita de palavras. Nas crian as de 2a série com dificuldade de leitura e escrita foram encontradas dissocia es duplas na leitura (os leitores preferencialmente fonológicos e os preferencialmente lexicais) e simples na escrita (escritores preferencialmente fonológicos). Além disso, houve casos em que ambas rotas estavam deficitárias. Considerando a semelhan a de perfis entre os casos de 1a série e de 2a série com dificuldade de leitura e escrita, estes últimos podem estar apresentando atraso de desenvolvimento de leitura e escrita.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.