oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
O currículo dos cursos de engenharia mecanica em dois momentos: conservador ou inovador? Outras possibilidades de avalia o
Lílian Martins da Motta Dias
Meta : Avalia??o , 2009,
Abstract: Este trabalho tem como proposta refletir sobre os avan os no currículo da Engenharia Mecanica após as diretrizes curriculares nacionais dos cursos de Gradua o em Engenharia, CNE/CES, n° 11 de mar o de 2002. O objetivo central é focar o estudo em quatro aspectos: O primeiro, na forma o do Engenheiro Mecanico. O segundo, no artigo 3°, das Diretrizes que prop em para o Engenheiro, “um perfil com forma o generalista, humanista, crítica e reflexiva, capacitado a absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando a sua atua o crítica na identifica o e resolu o de problemas, considerando seus aspectos políticos, econ micos, sociais, ambientais e culturais, com vis o ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade”. O terceiro, nas inova es tecnológicas. O quarto aspecto aborda o que é vantagem competitiva para as empresas na atualidade. A pesquisa centraliza as reflex es tendo como referência os projetos pedagógicos de alguns cursos antes e depois das Diretrizes Curriculares das engenharias. O método utilizado será o estudo de caso, estando a pesquisa centrada na forma o do Engenheiro, nas Diretrizes Curriculares com foco no Artigo 3°, nas inova es tecnológicas, e no conceito de vantagem competitiva. A inten o do trabalho é chamar a aten o, tanto para as dificuldades do estudo, por conta da diversidade de possibilidades, quanto para o enfrentamento da quest o da inova o no cotidiano da prática de forma o do Engenheiro, em especial o Engenheiro Mecanico. Ferramenta fundamental para o ganho de vantagem competitiva nas empresas, a inova o passa a ter relevancia em todos os currículos de Engenharia, e o caso da Engenharia Mecanica n o é diferente. No caso da vantagem competitiva, buscou-se estratégias no estudo dos currículos que fornecem indicativos quanto ao conservadorismo ou n o dos mesmos. O segundo momento do trabalho refere-se à continua o da pesquisa, analisando novamente os projetos na busca de avan os nos documentos que, em tese, se fundamentam os cursos de Engenharia Mecanica.
A PROMO O DO CONHECIMENTO EM UMA EMPRESA DE ENGENHARIA CONSULTIVA: INTEGRANDO BIBLIOTECA, ACERVO TéCNICO E DOCUMENTA O  [PDF]
Maria Rosa Crespo,Valéria Martin Valls
Brazilian Journal of Information Science , 2009,
Abstract: Contribui para a forma o de um modelo de gest o integradora de três acervos distintos – Biblioteca, Acervo Técnico e Documenta o – em uma empresa de Engenharia Consultiva. Apresenta referencial teórico sobre gest o do conhecimento, melhores práticas de gest o da informa o e sua aplicabilidade no ambiente corporativo. Mapeia as possibilidades de atua o de um profissional da área de Ciência da Informa o nesse contexto, a partir das exigências do mercado de trabalho e das limita es da forma o acadêmica. Apoiado em observa o presencial e em trabalhos acadêmicos, relaciona aspectos gerenciais e funcionais para a gest o bem sucedida de uma unidade de informa o.
Programa de Pós Gradua o em Ciências Atmosféricas em Engenharia - 2005 -Disserta es Defendidas - Mestrado - Instituto de Geociências - UFRJ  [PDF]
Anuário do Instituto de Geociências , 2005,
Abstract: 217 Anuário do Instituto de Geociências - UFRJ ISSN 0101-9759 Vol. 28-2 / 2005 p. 217-220 Programa de Pós Gradua o em Ciências Atmosféricas em Engenharia Disserta es Defendidas - Mestrado Autor: Marcio Santos Ferreira Orientadores: Gustavo César; Rachid Bodstein e Luiz Cláudio Gomes Pimentel Título: Simula o do transporte de poluentes atmosféricos na bacia Aérea III da regi o metropolitana do Rio de Janeiro via o modelo Aermod No páginas: 193 Resumo Este trabalho apresenta a implementa o e adequa o do modelo gaussiano de qualidade do ar AERMOD para a Bacia Aérea III da Regi o Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ). Os dados meteorológicos e as informa es topográficas s o processados pelos pré-processadores AERMET e AERMAP, respectivamente, para serem introduzidos no modelo AERMOD. Porém, antes os dados meteorológicos de superfície e altitude s o processados por programas desenvolvidos em linguagem FORTRAN 90, para transformar as informa es para o formato de processamento do modelo AERMET. As informa es de terreno foram transformadas em um arquivo digital (DEM) com resolu o de 90 metros, para depois serem processadas pelo AERMAP. Foi realizada a compara o entre os resultados estimados da altura da camada de mistura com dados experimentais obtidos da radiossondagem da atmosfera da esta o do Gale o, disponibilizado pela INFRAERO. Também foi desenvolvido um teste de sensibilidade do modelo avaliando a influência dos parametros de emiss o, da altura da camada de mistura e da resolu o das informa es de topografia, sobre os resultados das simula es. 218 Programa de Pós Gradua o em Ciências Atmosféricas em Engenharia Disserta es Defendidas - Mestrado Anuário do Instituto de Geociências - UFRJ ISSN 0101-9759 - Vol. 28-2 /2005 p. 217-220 Autor: Felipe das Neves Roque da Silva Orientadores: Luiz Landau e José Ricardo de Almeida Fran a Título: Utiliza o de um modelo de circula o geral da atmosfera para previs es sazonais: sensibilidade a dois esquemas de convec o e a duas resolu es espaciais diferentes No páginas: 133 Resumo Este trabalho apresenta os resultados de previs es sazonais de precipita o para o Brasil produzidas pelo modelo de circula o geral da atmosfera (MCGA) do Laboratoire de Météorologie Dynamique (LMD - Fran a). Foram escolhidos os setes trimestres de ver o (DJF) entre 1997 e 2004. O método empregado foi o de previs o por conjunto (ensemble forecasting) com cinco membros utilizando condi es iniciais provenientes de cinco dias da reanálise NCEP às 00 UTC, e com TSM for ada com anomalias persistidas. Também foram utilizadas duas
Simula??o de técnicas de engenharia de reservatórios: exemplo de utiliza??o de op??es reais
Saito, Richard;Schiozer, Denis J.;Castro, Guilherme Nogueira de;
Revista de Administra??o de Empresas , 2000, DOI: 10.1590/S0034-75902000000200007
Abstract: this paper analyzes the managerial flexibility embedded in oil reserves (such as gas and water injection techniques). we have concluded that these techniques can increase the value of oil reserves by up to 25% according to the theory of real options.the main advantage of the real options approach over the discounted cash-flow approach is to include the operational issues in the oil and gas industry. we have used two classical models to assess the value of oil reserves. we have also performed sensitivity analysis to confirm that both concession time and convenience and/or dividend yields are the most important factors.
UMA PROPOSTA PARA O ENSINO DE GRADUA O EM ENGENHARIA DE TRANSPORTES
Antonio Ribeiro Santana Filho
Transportes , 2010,
Abstract: Devido a inviabilidade de transmitir, no espa o de tempo disponível, a vasta gama de conhecimentos específicos pertinentes à hierarquia de atividades percorrida quando da busca de solu es dos problemas de transporte, é proposta essa comunica o visando debater o tema sobre a implanta o de um curso voltado ao ensino de Engenharia de Transportes.
DOMóTICA : Aplicabilidade e Sistemas de Automa o Residencial  [cached]
César Luiz de Azevedo Dias,Nélio Domingues Pizzolato
Vértices , 2010,
Abstract: Este artigo discorre sobre os benefícios e a aplicabilidade da automa o residencial, também denominada Domótica. Segundo a Domotics Integration Project (DIP), Domótica ou tecnologia da casa inteligente é a integra o dos servi os e tecnologias, aplicados a residências, flats, apartamentos, casas e pequenas constru es, com o propósito de automatizá-los e obter aumento em rela o à seguran a e prote o, conforto, comunica o e gerenciamento técnico. Também neste trabalho é apresentada uma síntese de elementos que podem compor uma “residência inteligente”, além de algumas vantagens obtidas com sua integra o e, por fim, s o ilustrados alguns sistemas aplicados na automa o residencial, com diferentes tipos de tecnologias, que têm apresentado destaque comercial no cenário nacional e internacional.
Avalia o do Blended-Learning aplicado em disciplinas da Engenharia de Produ o  [cached]
José Arnaldo Barra Montevechi,Carlos Eduardo Corrêa Molina,Mabel Maria Silva de Resende Chaves Coutinho
Sistemas & Gest?o , 2009,
Abstract: O objetivo deste artigo é retratar parte do trabalho avaliativo desenvolvido em disciplinas de um curso de Engenharia de Produ o, nas quais foram utilizados diversos conteúdos multimídia, via Internet, como ferramenta de apoio ao processo de ensino-aprendizagem. Este trabalho relata desde a fase de desenvolvimento dos conteúdos, passando pela descri o dos meios utilizados e o trabalho do professor e formadores, culminando no relato dos resultados obtidos nas notas finais dos alunos. Os resultados obtidos d o forte evidência de que o blended-learning tende a ser um aliado de extrema importancia em disciplinas da Engenharia de Produ o e no ensino superior em geral. As análises realizadas evidenciam ganhos de qualidade, os quais s o comprovados pelos relatos dos alunos e pela qualidade medida através do desempenho dos mesmos.
O caso Paco: um exemplo de neodesencadeamento  [cached]
Elizabete Siqueira,Edilene Queiroz
Psicologia em Revista , 2011,
Abstract: Este trabalho é produto de uma investiga o empreendida sobre Oestatuto contemporaneo das identifica es em sujeitos com marcas e altera es corporais, no Programa de Pós-gradua o em Psicologia Clínica da Universidade Católica de Pernambuco. Foram estudados os depoimentos coletados em outra pesquisa realizada no ambito da Antropologia pela pesquisadora Fabiana Maria Gama Pereira, intitulada Tatuagens, piercings e outras marcas corporais: aproxima es interetnográficas entre Recife e Madri. A metodologia utilizada foi a meta-análise. Os relatos de quatro sujeitos que submeteram seus corpos a altera es corporais foram analisados com base nos pressupostos da psicanálise. Eles foram divididos em dois grupos: o primeiro, composto por três sujeitos que marcam seus corpos para o Outro em busca de reconhecimento; e o outro, por um sujeito que ancora seu ser em suas modifica es corporais e tem uma modalidade identificatória peculiar a uma insígnia de gozo. Nosso objetivo é demonstrar que o caso do sujeito do segundo grupo representa um exemplo paradigmático de um neodesencadeamento psicótico.
Laboratório Virtual de Engenharia (Lavie)  [cached]
Lin Chau Jen,André Felipe Henriques Librantz,Cleber Gustavo Dias,Gregório Perez Peiro
Exacta , 2006,
Abstract: Está em desenvolvimento o projeto denominado Laboratório Virtual de Engenharia (Lavie), elaborado com o objetivo de desenvolver um aplicativo gerenciador em software livre que realize experiências virtuais relacionadas a temas de Engenharia e da Física.
INFORMA O PARA TOMADA DE DECIS O EM PROCESSO LICITATóRIO PARA CONTRATA O DE OBRAS DE ENGENHARIA NA UEL
Lucimeiry Maria Minuzzi-Nascimento,Maria Inês Tomaél
Perspectivas em Gest?o & Conhecimento , 2012,
Abstract: Enquanto conceito a informa o acumula uma diversidade de significados desde seu uso cotidiano até seu uso técnico, sendo que para o uso da informa o há que se oportunizar o acesso a ela e, ao ter acesso à informa o, o seu uso proporciona entendimento quando integrada a um contexto. Desta forma, no contexto da Universidade Estadual de Londrina uma Institui o pública de ensino superior que tem por norma licitar sempre que precisar contratar obras ou servi o de engenharia, o uso de informa o é uma constante sendo que à medida que as informa es s o tratadas e diferenciadas oportunizam melhores processos de decis o. Assim, por meio da análise documental e questionários, este estudo buscou destacar o valor das informa es para tomada de decis o no processo de licita o, nos ambitos: administrativo, de engenharia e jurídico, sendo que no que tange ao campo administrativo, a primeira informa o importante encontra-se na justificativa da necessidade da obra, no ambito da engenharia a pasta técnica contém as informa es de suma importancia para o sucesso da contrata o e no ambito jurídico encontram-se as informa es que buscam impedir toda e qualquer irregularidade na contrata o pública.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.