oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
DESEMPENHO DE SUíNOS ALIMENTADOS COM DIFERENTES NíVEIS DE INCLUS O DE CAMA DE FRANGO NAS FASES DE CRESCIMENTO E TERMINA O  [cached]
Claudini Vieira Deboni Caixeta,Eurípedes Laurindo Lopes,Otto Mack Junqueira,Rom?o da Cunha Nunes
Ciência Animal Brasileira , 2006,
Abstract: O presente trabalho teve como objetivo avaliar o desempenho de suínos alimentados com diferentes níveis de inclus o de cama de frango, nas fases de crescimento e termina o, bem como a análise econ mica das ra es. Foram alojados 192 leit es mesti os da linhagem Agroceres-Pic, em 16 baias com quatro repeti es por tratamento. Os tratamentos consistiram em quatro níveis de inclus o de cama (0%, 6%, 12 % e 18%) na fase de crescimento e (0%, 10%, 20% e 30%) na fase de termina o. A cama de frango utilizada foi de casca de arroz, n o peneirada, triturada, e retirada somente na linha dos comedouros. Na fase de crescimento n o foram observadas diferen as no ganho de peso e consumo de ra o dos animais que receberam ra es com e sem a inclus o de cama. Os animais que receberam ra o contendo cama de frango apresentaram convers o alimentar (CA) semelhante (P>0,05), entretanto houve diferen a entre os níveis de inclus o de 0% e 18% (P<0,05). Na fase de termina o, o ganho de peso diário dos animais que n o receberam cama foi semelhante ao ganho daqueles que receberam 10% (P>0,05), e superior aos que receberam 20% e 30% (P<0,05). A melhor CA ocorreu para os animais que receberam ra o sem cama, e os que receberam ra o contendo cama apresentaram CA semelhantes. Concluiu-se, com base no desempenho, que é viável a inclus o de até 12% de cama de frango nas dietas dos leit es na fase de crescimento e até 10% na fase de termina o. Os resultados da avalia o econ mica demonstraram que o tratamento sem cama de frango mostrou-se o de melhor rentabilidade econ mica. PALAVRAS-CHAVE: Suínos em crescimento, termina o, alimenta o, cama de frango.
Desempenho e características de carca a de novilhos de origem leiteira, alimentados com diferentes níveis de concentrado e de cama de frango  [cached]
Rodrigues Filho Moacir,Mancio Ant?nio Bento,Lana Rogério de Paula,Cecon Paulo Roberto
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: Foram confinados 24 bezerros mesti os holandeses machos n o-castrados com peso médio inicial de 75 kg e final de 215 kg, com o objetivo de avaliar consumo, ganho de peso, convers o alimentar, rendimento de carca a e dos cortes básicos e composi o física da carca a. Os animais foram alimentados com capim-elefante de 30 a 45 dias de idade, concentrado à base de farelo de soja, fubá de milho, farinha de carne e mistura mineral e cama de frango, constituindo-se os tratamentos: 1 = 50% volumoso e 50% concentrado, 2 = 50% volumoso, 35% de concentrado e 15% de cama de frango, 3 = 25% de volumoso e 75% concentrado e 4 = 25% de volumoso, 52,5% de concentrado e 22,5% de cama de frango, na base da matéria seca. O delineamento experimental foi em blocos casualisados, com seis blocos e quatro tratamentos. N o houve efeito de tratamento para consumo de matéria seca (CMS), em kg/dia. O consumo de fibra em detergente neutro (CFDN) foi menor para o tratamento 3 e o consumo de proteína bruta (CPB) maior para o tratamento 4. As convers es alimentares de MS, PB e FDN foram melhores, o ganho de peso médio diário (GMD) e o peso de carca a quente e fria dos animais do tratamento 3 (75% de concentrado) foram superiores aos dos demais tratamentos. A propor o de cama de frango de 22,5% na matéria seca da ra o total diminuiu o GMD em ra o contendo 75% de concentrado, mas n o foi observado o mesmo comportamento para a propor o de 15%. Os rendimentos de carca a quente e fria, os rendimentos de acém, ponta de agulha, alcatra, cox o, dianteiro, traseiro especial e traseiro total, o comprimento de carca a, a área de olho de lombo, a composi o física de carca a e a rela o músculo/osso n o foram influenciados pelos tratamentos. Os animais do tratamento 3 apresentaram maior espessura de gordura e, conseqüentemente, o menor valor absoluto de quebra no rendimento de carca a pelo resfriamento.
Avalia o econ mica do confinamento de novilhos de origem leiteira, alimentados com diferentes níveis de concentrado e de cama de frango
Rodrigues Filho Moacir,Mancio Ant?nio Bento,Gomes Sebasti?o Teixeira,Silva Fabiano Ferreira da
Revista Brasileira de Zootecnia , 2002,
Abstract: Foram confinados 24 bezerros mesti os Holandês x Zebu, machos n o-castrados, com peso médio inicial de 75 kg e final de 215 kg, com o objetivo de avaliar o custo de produ o. Os animais foram alimentados com capim-elefante de 30 a 45 dias de idade, concentrado à base de farelo de soja, fubá de milho, farinha de carne, mistura mineral e cama de frango, sendo constituídos os tratamentos: 1 = 50% volumoso e 50% concentrado; 2 = 50% volumoso, 35% de concentrado e 15% de cama de frango; 3 = 25% de volumoso e 75% concentrado; e 4 = 25% de volumoso, 52,5% de concentrado e 22,5% de cama de frango, na base da matéria seca. O delineamento experimental foi em blocos casualisados, com seis repeti es. A análise da renda bruta, dos custos e do lucro indicou que o lucro foi negativo em todos os tratamentos, quando o pre o de venda da carne produzida foi igual ao pre o do boi gordo. Entretanto, quando foram mantidos os mesmos custos (custo operacional efetivo e custo operacional total) e elevado em 10% o pre o de venda do quilo de carne produzida, em rela o ao pre o do quilo de carne de boi gordo, todos os tratamentos apresentaram lucro, sendo destacados os tratamentos 2 e 3, com R$ 0,042 e R$ 0,03 por quilo de carne produzida e retorno sobre capital investido de 14,20 e 14,64%/ano, respectivamente. A varia o no pre o do concentrado, de R$ 0,26 a 0,20/kg, causou maior impacto no custo operacional efetivo do tratamento 3 e menor no tratamento 2, proporcionando lucro e retorno sobre capital o investido para todos os tratamentos, a partir da rela o 7,62:1 entre pre o do concentrado x pre o da carne. As simula es mostraram que o tratamento 2 foi economicamente mais vantajoso, visto que gerou melhor rela o custo/benefício para as condi es do presente trabalho.
Botulismo em ruminantes causado pela ingest?o de cama-de-frango
Lobato, Francisco Carlos Faria;Salvarani, Felipe Masiero;Silva, Rodrigo Otávio Silveira;Souza, Andréa Márcia de;Lima, Catarina Guimar?es Rocha Dourado;Pires, Prhiscylla Sadan?;Assis, Ronnie Antunes de;Azevedo, Edisio Oliveira de;
Ciência Rural , 2008, DOI: 10.1590/S0103-84782008000400046
Abstract: botulism is a poisoning caused by the ingestion of toxins produced by clostridium botulinum, that infects mammals and birds. this article reports an outbreak of botulism in two different flocks of ruminants at paraíba, brazil. in one, 85 out of 88 (96.6%) cattles died. in the other, 145 (96.7%) sheeps, 233 (57.8%) goats and 30 (96.8%) cattles died. clinical signs were progressive paralysis, difficulties in moving, sialorrhoe and dyspnoe. death occurred 24 to 48 hours after the beginning of clinic signs and at post-mortem examination no noteable changes were observed. type c and d toxins were demonstrated in the intestinal contents and poultry litter by neutralization test in mice.
Cama de frango e suplemento à base de microbiota ruminal em dietas de novilhas leiteiras: desempenho produtivo e avalia o econ mica
Pereira José Carlos,Silva Paulo Roberto de Carvalho e,Cecon Paulo Roberto,Resende Filho Moisés de Andrade
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: O trabalho foi conduzido para avaliar o desempenho de novilhas de rebanhos leiteiros recebendo dietas contendo cama-de-frango (CF) e suplemento à base de microbiota ruminal (SMR). Foram utilizadas 20 novilhas mesti as Holandês-zebu, com peso médio inicial de 276 kg e idade média de 13,8 meses. Os animais foram distribuídos aleatoriamente em arranjo fatorial 2x2, no qual foram estudados dois níveis de CF (15 e 30% na matéria seca) e de SMR (0 e 10 g/animal/dia), em delineamento inteiramente casualizado, com cinco repeti es. Foram avaliados o consumo, o ganho de peso e a convers o alimentar e calculados os custos com alimenta o, sendo composto um fluxo de caixa simulado para recria dos animais em confinamento e a pasto. Os consumos de matéria seca, matéria organica, proteína bruta e fibra em detergente neutro n o foram influenciados pelos níveis de CF ou de SMR. O ganho de peso médio diário foi maior para as novilhas recebendo dietas com 15% de CF e 10 g de SMR (1,13 kg), em rela o ao tratamento com 15% de CF sem SMR (0,85 kg). Entretanto, n o houve diferen as em rela o aos animais alimentados com 30% de CF com e sem SMR (1,09 e 0,97 kg). N o foram observadas diferen as para convers o alimentar da matéria seca e da fibra em detergente neutro, e houve intera o entre os níveis de cama-de-frango e de suplemento para a convers o alimentar da proteína bruta. Melhor rela o custo/benefício foi encontrada para o tratamento 30% de CF sem SMR, em rela o ao nível de 15% sem SMR, porém n o-significativa para os demais. O fluxo de caixa simulado mostrou que o sistema de recria de novilhas em confinamento foi economicamente mais vantajoso que o sistema em regime de pasto, para as condi es do presente trabalho.
Teor de matéria seca, pH e am nia volatilizada da cama de frango tratada ou n o com diferentes aditivos  [cached]
Oliveira Maria Cristina de,Almeida Clayton Vieira,Andrade Dalton Oliveira,Rodrigues Stella Maris Marino
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: O objetivo desse experimento foi determinar o teor de matéria seca, pH e a am nia volatilizada da cama de frango tratada ou n o com diferentes aditivos. Foram utilizadas 440 aves, em delineamento experimental em blocos ao acaso, com cinco tratamentos (1 - cama nova; 2 - cama reutilizada (CR); 3 - CR tratada com sulfato de alumínio; 4 - CR tratada com gesso agrícola e 5 - CR tratada com cal hidratada) e quatro repeti es. As amostras da cama foram coletadas quando as aves completaram 42 dias de idade. N o houve influência dos aditivos sobre os resultados de matéria seca, entretanto, a adi o de gesso agrícola reduziu o valor de pH (6,97) e a quantidade de am nia volatilizada (11,29 mg/kg) da cama de frango. Conclui-se que o gesso agrícola pode ser adicionado à cama, promovendo redu o no pH e na perda de nitrogênio por volatiliza o da am nia.
Amontoas e cobertura do solo com cama-de-frango na produ o de cebolinha, com duas colheitas = Hilling and soil covering in bunching onion yield with two harvests
Néstor Antonio Heredia Zárate,Leandro Cecílio Matte,Maria do Carmo Vieira,Jo?o Dimas Graciano
Acta Scientiarum : Agronomy , 2010,
Abstract: Foi estudada a cebolinha Todo Ano, cultivada em solo sem e com 10 t ha-1 de cama-de-frango semidecomposta aplicada em cobertura e com zero, uma e duas amontoas, com duas épocas de colheita. Os tratamentos foram arranjados como fatorial 2 x 3, no delineamento experimental de blocos casualizados, com cinco repeti es. As plantas foram colhidas aos 64 dias após o plantio e aos 40 dias após o corte anterior (104 dias após o plantio). A maior (38,1 cm) e a menor (27,2 cm) altura das plantas foram obtidas no tratamento com e sem cama-de-frango em cobertura e uma amontoa, respectivamente. O maior diametro de coleto dos perfilhos foi de 5,92 mm aos 64 dias após o plantio, no tratamento com cama-defrango e sem amontoa e o menor foi de 4,56 mm aos 104 dias após o plantio, no tratamento sem cama-de-frango e com amontoa. A maior produ o de massa fresca ocorreu na segunda colheita, em rela o à primeira, independente dos fatores em estudo. A melhor renda total foi do tratamento com cama-de-frango e com duas amontoas (R$ 23.511,00), porque teria induzido lucro de R$ 2.611,00 em rela o àquele com uma amontoa, que foi o pior dentro dos com cama-de-frango, e de R$ 13.619,00 em rela o ao tratamento sem cama-de-frango e sem amontoas, que induziu o maior ganho nos sem cama-de-frango. ‘Todo Ano’ bunching onion was studied and cultivated in soil without and with covering of semi-decomposed chicken manure in doses of 0 and 10 t ha-1 with 0, 1 and 2 hillings, with two harvest dates. The treatments were arranged in a 2 x 3 factorial scheme, in an experimental randomized blocks design, with five replications. Plants were harvested 64 days after planting and 40 days after the last cut (104 days after planting). The tallest (38.1 cm) and the shortest(27.2 cm) plant heights were obtained using treatments with and without covering of chicken manure and one hilling, respectively. The widest diameter of the tiller neck was 5.92 mm at 64 days after planting in with chicken manure treatments and without hilling and the smallest was 4.56 mm at 104 days after planting, in without chicken manure treatment with one hilling. The greatest yield of fresh mass was on the second harvest, in relation to the first,regardless of the studied factors. The best total income was with chicken manure treatment and with two hillings (R$ 23,511.00) because it induced a gain of R$ 2,611.00 in relation to those with one hilling, which was the worst in with chicken manure treatments, and ofR$ 13,619.00 in relation to without chicken manure treatment and without hillings which induced the greatest gain in w
Análise econ mica de confinamento de ovinos: o uso da uréia em substitui o à cama de frango e a dietas a base de milho e soja  [cached]
Vidal Maria de Fatima,Silva Luiz Artur Clemente da,Sousa Neto José de,Neiva José Neuman Miranda
Ciência Rural , 2004,
Abstract: Com esta pesquisa, objetivou-se estudar a viabilidade técnico-econ mica da utiliza o da uréia comparando-se a ra o-padr o e aquela contendo cama de frango, como suplemento ao feno de capim-elefante, para alimenta o de ovinos da ra a Santa Inês em confinamento. Para isso, ajustou-se uma fun o de produ o a dados experimentais e determinou-se a máxima receita líquida (RL), o tempo ótimo de abate e o máximo período em que os animais podem ser confinados quando a RL será zero. Foram utilizados 40 ovinos, sendo 20 machos e 20 fêmeas confinados por 70 dias. O delineamento foi em blocos ao acaso, com cinco tratamentos e quatro repeti es. Os tratamentos utilizados foram: I = 50% de feno + 50% de ra o-padr o; II = 60% de feno + 40% de ra o com cama de frango; III = 40% feno + 60% de ra o com cama de frango; IV = 60% de feno + 40% de ra o com uréia; e V = 40% de feno + 60% de ra o com uréia. As dietas foram isoprotéicas e fornecidas ad libitum. A variável dependente usada nos ajustamentos foi o ganho de peso em confinamento (Y), e como variáveis explanatórias, período de tempo de 14 dias (T) e dummy, sexo dos animais (D). O modelo que melhor se ajustou às evidências obtidas na pesquisa foi o quadrático. A cama de frango nos níveis testados e a uréia no menor nível n o devem ser usadas para o confinamento de ovinos da ra a Santa Inês. O uso de 60% de ra o com uréia diminui os custos da alimenta o e proporciona maior ganho de peso, podendo substituir com vantagem econ mica a cama de frango. A idade ótima de abate é de 65 dias.
Desempenho e características de carca?a de novilhos de origem leiteira, alimentados com diferentes níveis de concentrado e de cama de frango
Rodrigues Filho, Moacir;Mancio, Ant?nio Bento;Lana, Rogério de Paula;Cecon, Paulo Roberto;Silva, Fabiano Ferreira da;Rodrigues, Nair Elizabeth Barreto;Veloso, Cristina Mattos;
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003, DOI: 10.1590/S1516-35982003000300019
Abstract: twenty-four holstein crossbred young bulls, with initial average weight of 75 kg and final average weight of 215 kg, under feedlot, were used to to evaluate the intake, average weight gain, feed:gain ratio, carcass and basic cuts yield and physical carcass composition. the animals were fed elephant grass with 30 to 45 days of age, soybean meal, corn meal, meat meal and mineral mix basal concentrate, and broiler litter, that constituted the treatments: 1 = 50% forage and 50% concentrate, 2 = 50% forage, 35% concentrate and 15% broiler litter, 3 = 25% forage and 75% concentrate and 4 = 25% forage, 52.5% concentrate and 22.5% broiler litter, as dry matter basis. a completely randomized blocks experimental design, with six blocks and four treatments, was used. there was no effect of treatment for dry matter intake (dmi) in kg/day. the neutral detergent fiber intake (ndfi) was smaller for treatment 3 and crude protein intake (cpi) was larger for treatment 4. the dm, cp and ndf feed:gain ratios were better, the average daily weight gain (adwg) and the hot and cold carcass weights of the animals of the treatment 3 (75% concentrate) were higher than the other treatments. the 22.5% broiler litter proportion of total dry matter decreased the adwg in the diet with 75% concentrate, but it was not observed the same behavior to the 15% proportion. the hot and cold carcass dressing percentages, the acem, needle point, spare ribs, round, front, special back and total back yields, the carcass length, the loin eye area, the carcass physical composition and the muscle/bone relationship were not affected by the treatments. the animals of treatment 3 had the largest fat thickness and, consequently, the smallest break in cold carcass dressing percentage absolute value.
Avalia??o econ?mica do confinamento de novilhos de origem leiteira, alimentados com diferentes níveis de concentrado e de cama de frango
Rodrigues Filho, Moacir;Mancio, Ant?nio Bento;Gomes, Sebasti?o Teixeira;Silva, Fabiano Ferreira da;Lana, Rogério de Paula;Rodrigues, Nair Elizabeth Barreto;Soares, Carla Aparecida;Veloso, Cristina Mattos;
Revista Brasileira de Zootecnia , 2002, DOI: 10.1590/S1516-35982002000800021
Abstract: twenty-four holstein crossbred young bulls, with 75 kg initial average weight and 215 kg final average weight, were confined in a feedlot. the objective of this experiment was to evaluate the production cost. the animals were fed elephant grass with 30 to 45 days of age, soybean meal, corn meal, meat meal and mineral mix basal concentrate, and broiler litter, which constituted the treatments: 1 = 50% forage and 50% concentrate, 2 = 50% forage, 35% concentrate and 15% broiler litter, 3 = 25% forage and 75% concentrate and 4 = 25% forage, 52.5% concentrate and 22.5% broiler litter, as dry matter basis. it was used the completely randomized blocks experimental design, with six blocks and four treatments. the gross income, costs and profit analysis indicated that the profit was negative in all treatments when the produced meat sale price was the same as the fat ox price. however, when the same costs were maintained (effective operational cost and total operational cost) and the kilo of produced meat sale price rose 10%, relative to the fat ox kilo of meat price, all the treatments presented profit, distinguishing the treatments 2 and 3, with r$ 0.042 and r$ 0.03 per kilo of produced meat and return on the invested capital of 14.20 and 14.64%/year, respectively. the concentrate price variation, from 0.26 to 0.20 r$/kg, caused larger impact in the effective operational cost of treatment 3 and smaller in treatment 2, providing profit and return on the invested capital for all treatments, based on the 7.62:1 relationship between concentrate price x meat price. the simulations showed that treatment 2 was economically more advantageous because it produced a better cost/benefit relationship in the conditions of the present work.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.