oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Atitudes dos enfermeiros com rela o ao Alcoolismo: uma avalia o de conhecimentos.
Sandra C. Pillon
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2005,
Abstract: Este artigo tem como objetivo avaliar os conhecimentos adquiridos sobre os problemas relacionados ao uso de álcool e aos usuários pelos enfermeiros (alunos, docentes e enfermeiros assistenciais) de uma universidade publica brasileira durante a forma o educacional. Para esta pesquisa foi elaborado um questionário que contém avalia es sobre os conteúdos elementares e específicos relacionados aos problemas do alcoolismo, baseado no NEADA FACULTY SURVEY (PROJECT NEADA – Nursing Education in Alcohol and Drug Education). Concluímos que existe uma deficiência na educa o formal, onde encontramos em grande propor o que os enfermeiros obtiveram pouco ou nenhum conhecimento em nível semi-especializado ou especializado sobre o tema álcool e suas conseqüências, o que nos leva a discutir a necessidade de uma maior oferta de treinamentos nessa área.
A hipertens o arterial sob o olhar de uma popula o carente: estudo exploratório a partir dos conhecimentos, atitudes e práticas  [cached]
Lima Márcia Theophilo,Bucher Julia Sursis N. Ferro,Lima José Wellington de Oliveira
Cadernos de Saúde Pública , 2004,
Abstract: Este trabalho investiga conhecimentos, atitudes e comportamentos para hipertens o arterial entre adultos de uma comunidade de baixa renda, situada em Caucaia, Ceará, Brasil, e as raz es que norteiam as suas atitudes com rela o aos fatores de risco comportamentais - tabagismo, hábito de ingerir bebidas alcoólicas, ingest o de sal e gorduras na dieta e a prática de exercícios físicos. Foram entrevistadas 228 pessoas, utilizando um questionário estruturado e feitos 13 grupos focais de discuss o para aprofundar as atitudes manifestadas. Os achados revelam que as raz es norteadoras dos comportamentos e atitudes investigadas est o ligadas a emo es, a quest es sociais e econ micas. As mudan as comportamentais representam o abandono de alguns prazeres para pessoas que lutam para sobreviver em condi es de vida de pobreza. Viver em situa o de pobreza interfere nas possibilidades de mudan a de comportamentos.
Conhecimentos, atitudes e práticas dos médicos pediatras quanto ao desenvolvimento da comunica??o oral
Maximino, Luciana Paula;Ferreira, Marina Viotti;Oliveira, Danielle Tavares;Lam?nica, Dionísia Aparecida Cusin;Feniman, Mariza Ribeiro;Spinardi, Ana Carulina Pereira;Lopes-Herrera, Simone Aparecida;
Revista CEFAC , 2009, DOI: 10.1590/S1516-18462009000600017
Abstract: purpose: to investigate the knowledge, attitudes and practices of pediatricians regarding the development of oral communication in children. methods: a total of 79 pediatricians answered a specific questionnaire. this questionnaire searched information about the professional, professional knowledge of the stages of the children communication development, the behavior before some complaint of communication disorders, referring and method used for evaluating these children. the questionnaires were delivered personally and answered manually by the doctors. results: most interviewed pediatricians have knowledge, though basic, on some language disorders. however, many pediatricians are not aware on the role played by speech pathologists. moreover, even though there is concern on the correct speech of children, pediatricians do not refer them at adequate time. conclusion: this study shows the importance to publish the role of speech pathologists not only in academic, scientific or clinical environments attended by speech pathologists, but also in the working places of medical professionals.
Conhecimentos de professores sobre perda auditiva e suas atitudes frente á inclus o Teachers' knowledge about hearing loss and attitudes towards the inclusion
Eliane Maria Carrit Delgado-Pinheiro,Sadao Omote
Revista CEFAC , 2010,
Abstract: OBJETIVOS: verificar os conhecimentos dos professores sobre a perda auditiva, suas opini es sobre a educa o de alunos com esse tipo de priva o sensorial e também conhecer suas atitudes frente à proposta da inclus o. MéTODOS: participaram desta pesquisa quatro grupos de professores do ensino fundamental, com e sem experiência com aluno com perda auditiva. Os instrumentos utilizados na coleta de dados foram a Escala Lickert de Atitudes Sociais em Rela o à Inclus o (ELASI) e um questionário. Compara es entre os resultados de diferentes grupos, por meio de provas estatísticas apropriadas, foram feitas, sempre que a natureza dos dados o recomendava. RESULTADOS: os professores de 1a a 4a séries, com e sem experiência com alunos com perda auditiva, apresentaram respostas semelhantes com referência às atitudes sociais acerca da inclus o, tanto na dimens o ideológica quanto na operacional. Professores de 5a a 8a séries, com e sem experiência com alunos com perda auditiva, apresentaram respostas semelhantes nos itens ideológicos, porém divergiram nos itens operacionais. Em rela o aos conhecimentos, os grupos de professores com experiência n o apresentaram conhecimentos diferenciados sobre aspectos relativos à perda auditiva, quando comparados com os grupos de professores sem experiência, e todos os grupos enfatizaram os aspectos comunicativos. CONCLUS O: a análise revela que os dados provenientes de diferentes instrumentos se complementam e sugerem que os professores s o ideologicamente favoráveis à inclus o, entretanto, n o têm conhecimentos suficientes para operacionalizar tal proposta. PURPOSE: to check teachers' knowledge about hearing loss, their opinion about the students with this kind of sensorial privation and to know about their attitudes towards the inclusion proposal. METHODS: four groups of teachers from primary and secondary school, with and without experience with hearing loss students, took part in this research. The instruments utilized on this data were Lickert Scale of Attitudes toward Inclusion (ELASI) and a questionnaire, comparisons between different groups, by means of proper statistical tools, whenever the data features recommended it. RESULTS: the primary school teachers, with and without experience on hearing loss students, showed similar responses related to social attitudes about inclusion, both in under the ideological and operational dimension. The secondary school teachers, with and without experience, showed similar responses on the ideological items, however, they disagreed on the operational items. Related to the knowledge a
O cancro colorretal e o rastreio: conhecimentos e atitudes dos portuenses The colorectal cancer and the screening: Portuenses’ knowledge and attitudes  [cached]
Silvia Esteves Alves do Forno,F. Castro Po?as,Maria Eduarda Gomes Domingues dos Santos Matos
Jornal Português de Gastrenterologia , 2012,
Abstract: Introdu o: Se, por um lado, o cancro colorretal é um problema de saúde mundial que mata cerca de 600 000 indivíduos por ano, por outro, é o tumor maligno mais suscetível de ser prevenido. Objetivos: Investigar conhecimentos e atitudes em rela o ao cancro colorretal e ao seu rastreio de forma a identificar fatores que possam contribuir para a baixa ades o ao mesmo. Métodos: Aplica o de 696 questionários com quest es sobre: dados sociodemográficos, conhecimentos, atitudes, comportamentos e informa o sobre o cancro colorretal. Amostra selecionada por quotas, de acordo com a propor o de indivíduos de ambos os sexos, a partir dos 40 anos, residentes em cada uma das 15 freguesias da cidade do Porto. Resultados: A maioria dos inquiridos (63,2%) conhecia, pelo menos, um dos principais exames de rastreio, de onde se destacou a associa o positiva entre este conhecimento e a fonte de informa o médicos e enfermeiros , com 10,51 vezes mais respostas corretas. A popula o em geral tinha uma atitude positiva em rela o à utilidade dos exames de rastreio do cancro colorretal, com 49,7% dos inquiridos a atribuir a pontua o máxima à sua utilidade. Apenas 20,4% dos indivíduos tinha uma atitude positiva em rela o à realiza o de exames de rastreio do cancro colorretal, tendo realizado, pelo menos, um exame; esta atitude foi associada de forma significativa, unicamente, com a recomenda o de, no mínimo, um exame de rastreio. Conclus es: Os portuenses evidenciaram poucos conhecimentos quanto ao rastreio do cancro colorretal, mas mostraram-se recetivos ao mesmo. Contudo, a percentagem de indivíduos com práticas anteriores de rastreio foi reduzida, relacionada com a falta de recomenda o médica de exames. Os médicos e enfermeiros tiveram influência positiva como fonte de informa o sobre o cancro colorretal. Evidenciou-se a necessidade de investir tanto na preven o primária, através de educa es para a saúde sobre o cancro colorretal e o seu rastreio, como na preven o secundária, através do acesso gratuito ao rastreio a todos os cidad os. Introduction: If, on one hand, the Colorectal Cancer is a worldwide health problem that kills around 600,000 people each year, on the other hand, it’s the malignant tumor that is most likely to be prevented. Objectives: To investigate knowledge and attitudes towards Colorectal Cancer and its screening in order to identify the factors that may contribute to its low acceptance. Methods: Application of 696 questionnaires with questions about: socio-demographic data, knowledge, attitudes, behaviors and information on Colorectal Cancer.
Conhecimentos e condutas de médicos pediatras com rela??o à erup??o dentária
Faraco Junior, Italo Medeiros;Del Duca, Flávia Firpo;Rosa, Francinne Miranda da;Poletto, Vanessa Ceolin;
Revista Paulista de Pediatria , 2008, DOI: 10.1590/S0103-05822008000300010
Abstract: objective: to study pediatricians' knowledge and management in face of possible local and systemic manifestations during tooth eruption, since the relationship between tooth eruption and systemic symptoms is a very controversial issue in pediatrics and dentistry science. methods: observational study. data were obtained from a questionnaire applied to all the pediatricians (n=21) from the city of bagé, rio grande do sul, brazil. the questionnaire was composed of questions about the doctors' opinion if tooth eruption could be the cause of local and systemic manifestations and how they manage them. descriptive analysis of the data was performed. results: among the interviewed pediatricians, 76% believed that the process of tooth eruption can be associated with systemic and/or local manifestations; 94% of them reported anxiety/irritation and itch/suction of fingers or objects as infants' manifestations. parental/caregivers orientation was the most adopted clinical management (37%). conclusions: the majority of the interviewed pediatricians believe that systemic and/or local manifestations can occur due to tooth eruption and that the clinical management of choice is family orientation.
Conhecimento e atitudes de pediatras em rela??o à cárie dentária
Dalto, Vanessa;Turini, Barbara;Cordoni Junior, Luiz;
Interface - Comunica??o, Saúde, Educa??o , 2008, DOI: 10.1590/S1414-32832008000100016
Abstract: early dental care is emphasized today, since the attitudes and practices acquired during the first years of life become resistant to change. because of greater contact with their patients, pediatricians are professionals of importance with regard to transmitting guidance relating to oral health. the present study had the aim of investigating the knowledge and attitudes of pediatricians practicing in londrina, pr, regarding the promotion of oral health among the children that they attend. data were collected by means of a questionnaire that covered matters relating to tooth formation and caries. regarding dental caries, 28.8% of the pediatricians could not say what its etiology was, while 48.1% said that the disease was transmissible. the results observed suggested that the pediatricians presented positive attitudes and practices in relation to oral health, but that the information on dental caries needs to be reinforced.
A importancia do médico pediatra na promo o da saúde bucal  [cached]
Schalka Mariangela M. S.,Rodrigues Célia R. M. D.
Revista de Saúde Pública , 1996,
Abstract: Objetivou-se realizar avalia o da conduta preventiva em rela o à saúde bucal exercida por médicos pediatras da cidade de S o José dos Campos-SP, Brasil. A análise foi feita através das respostas a um questionário descritivo entregue a 85 pediatras da cidade. Obteve-se um retorno de 48 (56,4%). O questionário abordou aspectos relativos a amamenta o, dieta, higiene bucal, uso da chupeta e do flúor e encaminhamento ao dentista. A análise dos resultados mostrou que a freqüência das orienta es a respeito dessas condutas preventivas aos pacientes foi baixa. Concluiu-se ser necessário um esfor o maior dos profissionais, médicos e dentistas, de promover a melhoria da saúde bucal dos pacientes infantis.
Conhecimentos e atitudes dos pais, menores e professores em rela??o ao abuso sexual
Sánchez,Amaia del Campo;
Análise Psicológica , 2001,
Abstract: the object of the present paper was to study the knowledge and attitudes of parents, minors and teachers regarding sexual abuse, as a starting point for preparing programs for the prevention of the sexual abuse of children. the study was carried out with 113 minors aged between 8 and 13, 225 parents and 26 teachers. the results of our research reveal that both parents and teachers have very little information on the reality of child sexual abuse and maintain many false beliefs about this subject. for example, as regards the minors, most of them have heard of sexual abuse at some time, but their view of abuse is linked to violence where the aggressors are always strangers.
O que os pediatras conhecem sobre afec es oculares na crian a?
Manica Michel Broilo,Corrêa Zélia Maria Silva,Marcon ítalo Mundialino,Telichevesky Nelson
Arquivos Brasileiros de Oftalmologia , 2003,
Abstract: OBJETIVO: Avaliar o grau de conhecimento dos pediatras sobre os problemas oculares na crian a, seu diagnóstico e conduta, por meio de questionário padronizado. MéTODOS: Aplicou-se questionário semi-estruturado, no qual constam dados demográficos e quest es sobre conhecimentos oftalmológicos, entre pediatras na cidade de Porto Alegre no período de janeiro a abril de 2002. Após realizou-se estudo de delineamento transversal, cujas respostas foram tabuladas. Amostragem foi por conveniência. Foram consideradas erradas as quest es em branco e as respostas dos testes foram comparadas a artigos já publicados. RESULTADOS: Foram entrevistados 140 pediatras com idade média de 37,78 anos, e desses 89 (63,57%) eram do sexo feminino. O tempo médio de profiss o referido pelos entrevistados foi 11,77 anos. Em rela o à análise das quest es (n=19), a média de acertos foi de 11(58%). O grupo que teve melhor número de acertos foi o com menor tempo de atua o profissional em pediatria. A primeira escolha de antibiótico foi a tobramicina (61%) (n=85), a segunda, o cloranfenicol (31%) (n=44) e outros foram citados esporadicamente (8%) (n=11). Mais da metade dos entrevistados desconheciam o momento correto da avalia o oftalmológica na retinopatia da prematuridade. Grande parte dos pediatras entrevistados (70%) (n=98) desconheciam o significado correto do termo ambliopia. Quest es sobre catarata congênita, glaucoma congênito e leucocoria também revelaram o desconhecimento oftalmológico neste grupo de pediatras. CONCLUS O: Os resultados sugerem o pouco conhecimento oftalmológico entre os pediatras entrevistados.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.