oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Teste de respira o para avaliar a qualidade fisiológica de sementes de girassol Assessing the physiological quality of sunflower seed lots from respiration test
Juliana de Souza Dode,Geri Eduardo Meneghello,Dario Munt de Moraes,Silmar Teichert Peske
Revista Brasileira de Sementes , 2012, DOI: 10.1590/s0101-31222012000400021
Abstract: O aumento na demanda por sementes oleaginosas de alta qualidade, como o girassol, vem desencadeando um grande interesse em testes que possibilitem a diferencia o rápida do potencial de desempenho de lotes, favorecendo a pronta tomada de decis es durante diferentes etapas da produ o de sementes, pré e pós-colheita. Assim, objetivou-se com este trabalho avaliar a eficiência e rapidez do método de Pettenkofer na determina o da atividade respiratória para diferenciar o vigor de cinco lotes de sementes de girassol, cv. MG2. Além da determina o da atividade respiratória, foram conduzidos testes de germina o, condutividade elétrica, comprimento de parte aérea, matéria fresca e massa seca de plantulas. Os resultados permitiram a classifica o dos lotes em diferentes níveis de qualidade fisiológica. A utiliza o do sistema Pettenkofer foi eficiente e rápida para proporcionar a distin o dos lotes, fazendo com que a determina o da atividade respiratória seja considerada promissora para identificar diferen as na qualidade fisiológica de lotes de sementes de girassol. The increased demand for high quality oilseeds, such as sunflower, has encouraged interest in faster tests to distinguish seed lots, and allow prompt decisions during different stages of seed production, storage, and marketing. The objective of this study was to evaluate the efficiency of the Pettenkofer method for determining respiratory activity, which can be used to differentiate the vigor of different cv. MG2 sunflower seed lots. Besides determining respiratory activity, the germination, electrical conductivity, total dry weight, fresh weight and seedling length were measured. The results permitted the classification of seed lots according to their potential performance. The Pettenkofer apparatus provided an efficient and fast separation of seed lots and the measurement of respiratory activity is promising for identifying differences in the physiological quality of sunflower seeds.
Composi o química e qualidade fisiológica de sementes de girassol de plantas submetidas à competi o intraespecífica Chemical composition and physiological quality of sunflower seeds of plants submitted to intra-specific competition  [cached]
Fernanda Vieira Alves,Adílio de Sá Junior,Denise Garcia Santana,Carlos Machado dos Santos
Revista Brasileira de Sementes , 2012, DOI: 10.1590/s0101-31222012000300013
Abstract: Avaliou-se a composi o química e a qualidade fisiológica de sementes de girassol oriundas de diferentes regi es do capítulo e de plantas-m e originadas de sementes de alto e baixo vigor que sofreram competi o intraespecífica. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com quatro repeti es, sendo os tratamentos distribuídos em parcelas subdivididas. Nas parcelas avaliaram-se cinco propor es de sementes com alto vigor colocadas na linha de semeadura. Nas subparcelas foram avaliadas as plantas oriundas das sementes de cada nível de vigor e dois tratamentos adicionais. Foi realizada análise relacionando-se as propor es de vigor avaliadas e os ter os do capítulo. Avaliou-se a porcentagem de proteínas, lipídeos, carboidratos totais, cinzas, o grau de umidade, o peso de mil sementes e as medidas de emergência (tempos inicial, final e médio de emergência, velocidades média e de emergência, incerteza, sincronia, coeficiente de varia o do tempo e emergência), obtidas pelo teste de emergência em areia. Os resultados indicam que: a propor o de vigor das sementes na linha de semeadura interfere no desempenho das plantas e na qualidade das sementes resultantes; a composi o química das sementes de girassol variou com a posi o das sementes no capítulo; a posi o da semente no capítulo interferiu nas variáveis da germina o. The objective of this study was to evaluate the chemical composition and physiological quality of sunflower seeds from different regions of the flowering head and from plants originating from high and low vigor seeds subjected to intra-specific competition. The experimental design was randomized blocks with four repetitions with treatments distributed in split plots. In the plots, five proportions of high vigor seeds sown in furrows were evaluated, whereas in the sub-plots, evaluations were made of the plants originating from high or low vigor seeds and two additional treatments. The relationship between the proportions of high vigor seeds and their position in the flowering heads was evaluated. The percentage of proteins, lipids, total carbohydrates, ashes, moisture content, weight of a thousand seeds and emergence parameters (beginning, middle and final times, mean emergence velocity, uncertainty, synchronicity, coefficients of variation of time and emergence), obtained from the emergence test in sand, were determined. The results indicated that: the proportion of seed vigor in the furrow interferes in plant performance and the resulting seed quality; the chemical composition of the seeds depended on seed position in the flowe
Qualidade fisiológica de sementes de piment o  [cached]
Torres Salvador Barros,Minami Keigo
Scientia Agricola , 2000,
Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia de diferentes métodos para a determina o da qualidade fisiológica de sementes de piment o (Capsicum annuum L.), cv. All Big, procurando obter informa es que possam indicar op es de utiliza o nos programas de controle de qualidade, bem como tornar possível, através de testes de laboratório, a identifica o do potencial de emergência das plantulas em campo. Para tanto, foram avaliadas sementes de quatro lotes, pelos testes de germina o, primeira contagem de germina o, condutividade elétrica após quatro e 24 horas, envelhecimento acelerado, frio em rolo de papel sem solo, emergência das plantulas em campo e grau de umidade. Os resultados indicaram que os testes de primeira contagem de germina o, envelhecimento acelerado e condutividade elétrica durante quatro e 24 horas de embebi o das sementes s o os mais indicados para a separa o dos lotes de sementes de piment o em diferentes níveis de vigor. A condutividade elétrica avaliada após quatro horas de acondicionamento das sementes mostrou-se o método mais eficiente para a estratifica o dos lotes em fun o do vigor.
Produ o e qualidade fisiológica de sementes de soja avaliadas na semeadura de inverno  [cached]
Crusciol Carlos Alexandre Costa,Lazarini Edson,Buzo Cássio Luis,Sá Marco Eustáquio de
Scientia Agricola , 2002,
Abstract: O cultivo da soja fora da época convencional pode ser uma alternativa de rota o de cultura além de proporcionar sementes de melhor qualidade fisiológica, que podem ser utilizadas na semeadura da próxima safra diminuindo o período de armazenamento. O trabalho de pesquisa teve por objetivo avaliar o comportamento de sete cultivares de soja, em três densidades populacionais, quanto ao porte e altura de inser o da primeira vagem, assim como quanto à produ o e qualidade fisiológica das sementes, semeadas no período de inverno, na regi o de Selvíria-MS. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com quatro repeti es, dispostos em esquema fatorial 7 ×3. Os tratamentos constaram de sete cultivares (IAC-16, IAC-Foscarin 31, FT-2, IAC-17, IAC-8, Doko e FT-Cristalina) e três densidades de plantas (300, 400 e 500 mil plantas ha-1). O ciclo da soja foi reduzido no cultivo de inverno, principalmente nos cultivares considerados tardios. O fotoperíodo no cultivo de inverno reduziu o período entre o florescimento e a matura o. O cultivar IAC-8 foi o menos sensível ao fotoperíodo, possuindo matura o em época semelhante aos cultivares tardios, e apresentou as melhores características agron micas para o cultivo no período de inverno. é aconselhável o aumento de densidade de semeadura quando do uso de cultivares precoces em cultivos de inverno. N o é aconselhável armazenar sementes em condi es ambientes, principalmente com valores de germina o próximo ao limite inferior desejável (80%).
Efeito do período de envelhecimento acelerado no teste de condutividade elétrica e na qualidade fisiológica de sementes de feij o = Relationships of acellerated aging time with bulk conductivity test and with physiological seed quality in common bean
Flávio Ferreira da Silva Binotti,Kuniko Iwamoto Haga,Eliana Duarte Cardoso,Charline Zaratin Alves
Acta Scientiarum : Agronomy , 2008,
Abstract: A qualidade das sementes colocadas à disposi o do produtor é de grande importancia para obten o de altas produtividades. O objetivo do trabalho foi avaliar os efeitos causados por diferentes períodos de envelhecimento artificial na lixivia o de a úcares, proteínas, aminoácidos e íons no exsudato do teste de condutividade elétrica, esuas rela es com a germina o e vigor de sementes de feij o da cultivar Pérola. O trabalho foi conduzido no Laboratório da FE de análises de sementes - Unesp Campus de Ilha Solteira. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizados, sendo que as sementes foram submetidas a oito períodos de envelhecimento acelerado (zero, 24, 48, 72, 96, 120, 144 e 168 horas). A germina o e vigor de sementes de feij o cultivar Pérola e a quantidade de lixiviados no teste da condutividade elétrica s o influenciados pelo aumento do período de exposi o ao envelhecimento acelerado. A partir de 72 horas há uma queda expressiva na germina o e vigor, além do elevado aumento no conteúdo de lixiviados, sendo estes constituídos em grande parte de aminoácidos, a úcares, íons de potássio e fósforo. O aumento das quantidades de lixiviados está relacionado com queda na germina o e vigor das sementes. The high quality of seed trading for producers is very important to obtain high productivity. The aim of this work was to evaluate the effects of different periods of artificial seed aging on contents of sugars, proteins, amino acids and ions, on imbibition solution of electrical conductivity test, as well as its relationships with standard germination and vigor in bean seeds at the Perola cultivar.The research was carried out at the Laboratory of Seed Analysis - Faculdade de Engenharia - Unesp - Campus de Ilha Solteira. The experimental design was in completely randomized blocks. The seeds were submitted to eight accelerated aging conditions (zero, 24, 48, 72, 96, 120, 144 and 168 hours). The seed germination, seed vigor and leakage contents in exudates of bulk conductivity were influenced by the increase in the time of seed exposition to accelerated aging. After seventy- two hours of exposition to the aging, a considerable decline in seed germination and vigor was observed. There was also an increase of leakage contents, such as amino acids, sugars, potassium and phosphorus ions. The increase of leakage contents is inversely related to seeds germination and vigor.
Teste de condutividade elétrica para sementes de pinh o-manso (Jatropha curcas L.) Electrical conductivity test for physic nut (Jatropha curcas L.)
Roberto F Araujo,Jo?o B Zonta,Eduardo F Araújo,Sérgio M. L Donzeles
IDESIA , 2011,
Abstract: RESUMO Para uma análise mais completa da qualidade de sementes, faz-se necessário complementar as informa es fornecidas pelo teste de germina o com testes de vigor, possibilitando, assim, selecionar os melhores lotes para comercializa o e semeadura. Dentre esses testes, destaca-se o de condutividade elétrica. Para sementes de pinh o-manso (Jatropha curcas L.), n o há informa es referentes à metodologia do teste de condutividade elétrica na literatura. Objetivou-se neste trabalho estabelecer metodologia para o teste de condutividade elétrica em sementes de pinh o-manso, variando-se o número de sementes, a quantidade de água e o período de embebi o. Para tanto, foram utilizados oito lotes de sementes de pinh o-manso, e o teste de condutividade elétrica foi realizado com as seguintes varia es: 15, 25 ou 35 sementes, embebidas em 75 ou 100 mL de água destilada à 25 °C, sendo as leituras realizadas após 3, 6, 9, 12, e 24 horas de embebi o. Para efeito de compara o, foram determinadas a porcentagem de germina o e a porcentagem e índice de velocidade de emergência. Com base nos resultados obtidos e pelos coeficientes de correla o calculados entre os resultados de condutividade elétrica e porcentagem de emergência, verificou-se que as metodologias mais eficientes foram com 15 sementes e 75 mL de água, com leituras após 6 horas, 9 horas e 12 horas e 25 sementes e 75 mL de água, com leituras, também, após 6 horas, 9 horas e 12 horas. Concluiu-se que o teste de condutividade elétrica foi eficiente para diferenciar lotes de pinh o-manso quanto à qualidade fisiológica das sementes. A metodologia mais adequada para a realiza o do teste de condutividade elétrica para sementes de pinh o-manso é a conduzida com o uso de 15 sementes e 75 mL de água, com leitura após 6 horas de embebi o. ABSTRACT In order to have more accurate information of seed quality among different seed lots, it is necessary to supplement the data supplied by the germination test with other tests, making possible the selection of best lots for marketing and seeding establishment and among those tests the electrical conductivity test fits well to that purpose. For physic nut (Jatropha curcas L.), no information about electrical conductivity test methods is available in the literature. Thus, the aim of this research was to establish a standard method for testing the electrical conductivity of physic nut seeds leaking, testing different number of seeds, amount of water and soaking period. So, we used eight lots of physic nut seeds proceeding the electrical conductivity test with the followin
TESTES DE CONDUTIVIDADE ELéTRICA PARA AVALIA O DO VIGOR DE SEMENTES DE SOJA (Glycine max (L.) Merrill)  [cached]
DIAS D.C.F.S,MARCOS FILHO J.
Scientia Agricola , 1996,
Abstract: O presente trabalho teve como objetivo investigar a possibilidade de redu o do período de condicionamento das sementes nos testes de condutividade elétrica, nos sistemas de massa e individual, e consequentemente, obter indica es mais rápidas sobre a qualidade fisiológica dos lotes. Para tanto, foram utilizados quatro lotes de sementes de soja das variedades IAC-8 e IAC-15 que foram submetidos a estudos específicos de condutividade elétrica de massa e individual (ASA-610), empregando-se períodos de condicionamento de 4, 8, 12, 16, 20 e 24 horas. No sistema de massa foram utilizadas amostras de sementes n o danificadas e de sementes fisicamente puras. Nos estudos com o ASA-610 foram testadas as intensidades de corrente elétrica de 95 a 45 mA/semente, em intervalos de 5mA. Além destes foram conduzidos os seguintes testes: germina o, primeira contagem de germina o, envelhecimento artificial e determina o do grau de umidade das sementes. Os resultados indicaram que há possibilidade de redu o no período de condicionamento das sementes no teste de condutividade de massa, sendo que os períodos de embebi o mais curtos (4 e 8 horas) permitiram a identifica o de diferen as mais acentuadas entre os lotes, enquanto que leituras realizadas a partir de 16 horas mostraram-se mais sensíveis às varia es de vigor das sementes. O referido teste mostrou-se adequado para a identifica o de lotes com diferentes níveis de vigor. Já a condutividade individual (ASA-610) revelou eficiência variável de acordo com a variedade avaliada.
Vigor of pearl millet seeds by precocity of primary root emission Precocidade na emiss o da raiz primária para avalia o do vigor de sementes de milheto  [cached]
Carla Gomes Machado,Renata Pereira Marques,Cibele Chalita Martins,Simério Carlos Silva Cruz
Semina : Ciências Agrárias , 2012,
Abstract: In a program of seed quality assurance, the evaluation of seed vigor is fundamental and necessary to the global production process outcome. The objective of this study was to evaluate the efficiency of the precocity of primary root emission test, for the substrates paper roll, on paper and between papers, on vigor of pearl millet seeds. Ten seed lots evaluated in four replication of 100 pearl millet seeds cultivar ADR 500 were sown in three different humidified substrates: between papers, paper roll and on paper. These were incubated at a temperature of 20-30°C. Fifteen hours after the germination test was established, the emission of seed primary roots started to be observed every 2 hours up to 25 hours and then after 48 hours. For the comparison among lots, seeds were also evaluated by moisture content, weight of 1000 seeds, germination and vigor (first count, electrical conductivity, accelerated aging and seedling emergence). The statistical design was completely randomized, and the means comparisons were accomplished by the Tukey test at 0.05 level of probability. It was concluded that the precocity of primary root emission test on paper is promising for vigor evaluation of pearl millet seeds. Dentro de um programa de controle de qualidade, a avalia o do vigor de sementes é fundamental e necessária para o sucesso da produ o. O objetivo deste estudo foi verificar a eficiência do teste de precocidade da emiss o da raiz primária, em três tipos de substrato, na avalia o do vigor de sementes de milheto. Dez lotes de sementes da cultivar ADR 500 foram avaliados mediante a semeadura de quatro repeti es de 100 sementes de cada lote em: entre papel, rolo de papel e sobre papel, mantidos sob temperatura alternada de 20-30°C. Após 15 horas as sementes que emitiram a raiz primária foram contadas e descartadas, procedendo-se a leitura a cada 2 horas até 25 horas e posteriormente às 48 horas. Para estabelecer a compara o entre os lotes, paralelamente, as sementes foram avaliadas quanto ao grau de umidade, massa de 1000 sementes, germina o e vigor (primeira contagem, condutividade elétrica, envelhecimento acelerado e emergência de plantulas). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, e a compara o de médias realizada pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. O teste de precocidade da emiss o de raiz primária sobre papel é eficiente para a avalia o do vigor em sementes de milheto.
UTILIZA O DO TESTE DE CONDUTIVIDADE ELéTRICA PARA PREVIS O DO POTENCIAL GERMINATIVO DE SEMENTES DE INGá  [cached]
BARBEDO C.J.,CICERO S.M.
Scientia Agricola , 1998,
Abstract: Sementes de espécies do gênero Inga apresentam curta longevidade em condi es naturais, freqüentemente inferiores a 15 dias. O teste de germina o para estas sementes tem dura o de 7 a 15 dias, tornando-o de difícil aplicabilidade na separa o de lotes de sementes a serem beneficiados e armazenados. Assim, esta pesquisa visou verificar a eficiência da utiliza o do teste de condutividade elétrica na separa o, quanto à qualidade fisiológica, de lotes de sementes de ingá (Inga uruguensis Hook. & Arn.). Foram utilizados três lotes de sementes distintos quanto à sua época de coleta, cada qual com dois sublotes em fun o da forma de obten o (colheita diretamente nas árvores e coleta sobre o solo). Todos foram armazenados por período de 80 dias, em vermiculita úmida dentro de camara fria, com análises a cada 20 dias. Os resultados comprovaram a eficiência do teste na separa o de lotes de alta (germina o superior a 50%), média (germina o entre 10 e 40%) ou baixa (germina o inferior a 10%) qualidade fisiológica que corresponderam a valores de condutividade elétrica de, respectivamente, 0-25, 25-60 e acima de 60 mS.g de peso de matéria seca-1.cm-1.
Teste de condutividade elétrica em fun o do número de sementes e da quantidade de água para sementes de milheto Electrical conductivity test in function of the number of seeds and the amount of water for pearl millet seeds  [cached]
Carolina Maria Gaspar,Jo?o Nakagawa
Revista Brasileira de Sementes , 2002,
Abstract: Foram realizados dois experimentos, com os objetivos de estudar o efeito da corre o do valor da condutividade elétrica da solu o de embebi o (mS cm-1 g1) em fun o da condutividade da água e os efeitos do número de sementes e da quantidade de água sobre a condutividade elétrica da solu o de embebi o, visando o aprimoramento da metodologia deste teste na avalia o do vigor de sementes de milheto. Utilizaram-se três lotes de sementes, sendo o lote 1 representado pela cultivar Comum e os lotes 2 e 3 pela cultivar BN2. No experimento 1 foram avaliadas as condutividades elétricas de 10, 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 90 e 100 sementes do lote 1, embebidas em 100 ml de água. No experimento 2 foram estudadas as combina es de 25, 50 e 100 sementes e 50, 75 e 100 ml de água para os três lotes. Os testes de condutividade foram conduzidos à temperatura de 25oC, com 24h de embebi o. Empregou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repeti es por tratamento. Pode-se concluir que: a condutividade da água exerce influência sobre o valor calculado da condutividade elétrica da solu o de embebi o de sementes de milheto, quando o valor da condutividade da solu o é baixo; a utiliza o de 100 sementes e 100 ml de água foi a melhor combina o para a realiza o do teste de condutividade elétrica para as sementes de milheto, pois melhor identificou as diferen as entre os lotes. Two experiments were carried out to study the correction effect of the electrical conductivity value of the imbibition solution (mS cm-1 g-1) as affected by the conductivity of the water used in the test and the effects seed number and volume of water on the electric conductivity of the imbibition solution, to improve the methodology for this test in the evaluation of pearl millet seed vigor. Three seed lots were used, lot 1 represented by cv. Comum and the lots 2 and 3 by cv. BN2. In experiment 1 the electrical conductivities of 10, 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 90 and 100 seeds of lot 1 were evaluated and placed in 100 ml distilled water. In experiment 2 the combinations of 25, 50 and 100 seeds and 50, 75 and 100 ml of water were studied for the three lots. The conductivity tests were carried out at 25 Co, with 24h imbibition. The statistical model was the complete randomized block, with four replications for all the treatments. The conductivity of the water used in the test influenced the calculated value of the electrical conductivity of the imbibition solution for pearl millet seeds, when the value of the conductivity of the solution is low. The best combination for
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.