oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
EFEITO DO ETHEPHON EM VIDEIRA 'RUBI' (Vitis vinifera L.), CULTIVADA NA REGI O NOROESTE DO ESTADO DE S O PAULO
FRACARO ANTONIO AUGUSTO,BOLIANI APARECIDA CONCEI??O
Revista Brasileira de Fruticultura , 2001,
Abstract: O experimento foi conduzido em vinhedo comercial da cv. Rubi, localizado na regi o Noroeste do Estado de S o Paulo. Teve, como objetivo, verificar o efeito do ethephon, aplicado antes da poda de produ o, na porcentagem de desfolhamento, tempo de realiza o da poda, brota o dos ramos, produ o da videira, tentando reduzir os custos, melhorando a produtividade e a qualidade. Concluiu-se que a aplica o de 7500ppm de ethephon, 20 dias antes da poda, foi o tratamento que proporcionou maior porcentagem de desfolhamento, menor tempo de realiza o da poda, maior porcentagem de gemas brotadas e maior produ o.
Avalia o do estado nutricional da videira 'Itália' na regi o de Jales, SP, usando o sistema integrado de diagnose e recomenda o  [cached]
Terra Maurilo Monteiro,Guilherme Marsia Antonieta Souza,Santos Wagner Rodrigues dos,Paioli-Pires Erasmo José
Revista Brasileira de Fruticultura , 2003,
Abstract: O objetivo deste trabalho foi a avalia o do estado nutricional da videira 'Itália' na regi o de Jales, SP, Brasil, utilizando o DRIS. O levantamento nutricional foi realizado em 20 vinhedos em produ o, submetidos a práticas culturais semelhantes. A coleta de amostras de folhas foi feita em três estágios de desenvolvimento da planta a saber: no florescimento, com frutos entre ervilha e meia baga e no início da matura o dos frutos. Nessa avalia o concluiu-se que o método DRIS é adequado para a videira 'Itália', pois permitiu obter informa es a respeito do melhor órg o e épocas de amostragem, desordens nutricionais e índices referenciais para balan o nutricional. O limbo foi considerado o melhor órg o para amostragem, pois seus índices de balan o nutricional estavam mais ajustados. Os estágios de florescimento e de início da matura o dos frutos foram considerados adequados para amostragem de folhas. Seis vinhedos foram considerados em equilíbrio nutricional, pois apresentaram produ o superior à média de 27,3 t/ha e índice de Balan o Nutricional (IBN) igual a 11. Os 20 vinhedos amostrados foram considerados adequados para o cálculo das normas. Finalmente, o DRIS permitiu determinar os vinhedos que, em geral, apresentavam deficiência de potássio, magnésio, fósforo e enxofre, e excesso de cobre.
Rea o de clones de videira a Xanthomonas campestris pv. viticola, baseada nos componentes epidemiológicos do cancro bacteriano  [cached]
Nascimento Ana Rosa Peixoto,Michereff Sami Jorge,Mariano Rosa de Lima Ramos,Viana Ivanise de Oliveira
Ciência Rural , 2006,
Abstract: O cancro bacteriano, causado por Xanthomonas campestris pv. viticola (Xcv), é a doen a bacteriana mais importante da videira na regi o do Submédio S o Francisco. A rea o de 20 clones de videira, sendo 13 de copa e sete de porta-enxerto, foi avaliada quanto à resistência ao patógeno, em casa de vegeta o. As plantas foram inoculadas com a suspens o do isolado Xcv1 (A570=108UFC mL-1), incubadas em casa de vegeta o e observadas diariamente quanto aos componentes epidemiológicos do cancro bacteriano: período de incuba o, incidência de folhas com sintomas, incidência de folhas com cancro, severidade da doen a, taxa de progresso da incidência da doen a, área abaixo da curva de progresso da severidade da doen a. Todos os clones foram suscetíveis ao patógeno, embora diferindo significativamente entre si (P=0,05) para a maioria das variáveis analisadas. Em geral, 'Brasil' apresentou os maiores níveis de doen a para todas as variáveis testadas, enquanto'Isabel' e 'Paulsen 1103' destacaram-se ao propiciarem os maiores valores de período de incuba o e os menores valores de incidência de folhas com sintomas, com cancros, severidade da doen a, taxa de progresso de incidência da doen a e área abaixo da curva de progresso da severidade da doen a, indicando grande potencial de utiliza o em programas de melhoramento genético e manejo integrado. As correla es significativas (P=0,05) verificadas entre as variáveis estudadas indicam que qualquer delas pode ser utilizada em pesquisas envolvendo rea o de clones ao cancro bacteriano da videira. Quando considerado o conjunto dos componentes epidemiológicos, o agrupamento pelo método UPGMA (agrupamento aos pares pela média aritmética n o ponderada) permitiu a separa o dos clones de copa e porta-enxerto em três grupos de similaridade cada.
Caracteriza o fenológica da videira cv. Itália (Vitis vinifera L.) sob diferentes épocas de poda na regi o norte do estado do Rio de Janeiro
Murakami Kátia Regina Naomi,Carvalho Almy Junior Cordeiro de,Cereja Bruno Sales,Barros Julio Cesar da Silva Monteiro de
Revista Brasileira de Fruticultura , 2002,
Abstract: O experimento foi instalado no município de Cardoso Moreira, regi o Norte do Estado do Rio de Janeiro, durante o ano de 2001, com o objetivo de descrever a fenologia da videira 'Itália' e estimar a necessidade térmica em graus-dia (GD), sob diferentes épocas de poda (abril, maio, junho e julho). Avaliou-se o comportamento fenológico para os seguintes períodos: poda à gema algod o, gema algod o à brota o, brota o ao aparecimento da inflorescência, aparecimento da inflorescência ao florescimento, florescimento ao início da matura o e início da matura o à colheita. Foi determinada a soma térmica, em graus-dia, para o ciclo poda-colheita. A dura o do ciclo foi de 138; 151; 150 e 157 dias para podas realizadas nos meses de abril, maio, junho e julho, respectivamente. A soma térmica necessária foi de 1727GD para poda realizada em abril, 1564GD para poda realizada em maio, 1702GD para poda realizada em junho e 1840GD para poda realizada em julho, utilizando-se de temperatura-base de 12oC.
Competi o de genótipos de goiabeira (Psidium guajava L.) na regi o do submédio S o Francisco  [cached]
Gonzaga Neto Luiz,Bezerra Jo?o Emmanoel Fernandes,Costa Rosileide de Souza
Revista Brasileira de Fruticultura , 2003,
Abstract: Com objetivo de avaliar e selecionar genótipos de goiabeira que possam incrementar o sistema de produ o da cultura na regi o do Submédio S o Francisco foi desenvolvido na Esta o Experimental de Bebedouro, base física da Embrapa Semi-árido, em Petrolina-PE, um experimento em blocos ao acaso com cinco tratamentos (Paluma, Red Fleshed, Surubim, Red Selection of Florida e Ruby Supreme) e cinco repeti es. Considerando os resultados obtidos relativos a primeira e segunda poda de frutifica o e análise conjunta dos dois anos de produ o, observou-se que a variedade Surubim apresentou tendência de maior produ o e maior número de frutos, entre os genótipos estudados.
Caracteriza o dos frutos de goiabeira e sele o de cultivares na Regi o do Submédio S o Francisco  [cached]
LIMA MARIA AUXILIADORA COêLHO DE,ASSIS JOSTON SIM?O DE,GONZAGA NETO LUIZ
Revista Brasileira de Fruticultura , 2002,
Abstract: O estudo visou a caracterizar frutos de goiabeira e selecionar cultivares produzidas na Regi o do Submédio S o Francisco. Os frutos, colhidos na maturidade fisiológica, foram provenientes da Esta o Experimental de Bebedouro, pertencente à Embrapa Semi-árido e avaliados em delineamento experimental inteiramente casualizado com quatro repeti es. Os tratamentos compreenderam genótipos de polpa branca (Alabama Safed, Lucknow 49, Banahas, White Selection of Florida e Sele o IPA B 38.1) e vermelha (Paluma, Patillo 2.1, Surubim, Red Selection of Florida e Sele o IPA B 14.3). Avaliaram-se: massa, diametro longitudinal (DL), diametro transversal (DT), rela o DL/DT, espessura da casca, espessura da polpa, sólidos solúveis totais (SST), acidez total titulável (ATT), rela o SST/ATT, pH, a úcares solúveis totais (AST) e vitamina C. Os genótipos de polpa branca, exceto Sele o IPA B 38.1, tiveram maiores massas (acima de 145,0 g). As menores rela es DL/DT foram observadas em Banahas (0,98) e Lucknow 49 (1,00), caracterizando frutos redondos. Estas cultivares tiveram também maior espessura da polpa. Os maiores valores de SST foram observados em Paluma (10,4 oBrix) e Lucknow 49 (10,9 oBrix). A ATT foi baixa na maioria dos genótipos, exceto Surubim e Sele o IPA B 14.3, e o pH variou de 3,72 a 4,22. Em geral, os genótipos de polpa branca tiveram os maiores teores de AST (5 a 7 %) e vitamina C, atingindo 200 mg de ácido ascórbico/100 g.
Avalia??o de genótipos de bananeira na regi?o do baixo S?o Francisco, Sergipe
Lédo, Ana da Silva;Silva Junior, Josué Francisco da;Lédo, Carlos Alberto da Silva;Silva, Sebasti?o de Oliveira e;
Revista Brasileira de Fruticultura , 2008, DOI: 10.1590/S0100-29452008000300022
Abstract: the main objective of this work was evaluated the performance of twenty genotypes of musa sp., in the environmental conditions of the low s?o francisco river basin, propriá, se, and brazil. the experimental design was a randomized complete block with four replications and three useful plants per parcel. rowth and yield characteristics were analyzed during the first and second production cycles. hybrids pv42-53, pv42-68, pv42-85 and fhia-02 because of the bigger production and greater weight of the fruit, should be recommended for culture in the region. hybrid fhia-18 presented excellent agronomic characteristics, being an alternative to 'prata an?'. the hybrids ambrosia and buccaneer can be an alternative for cavendish bananas, by showing great bunches and similar flavor. hybrid yb42-07 could be an option for areas of 'silk' banana culture in the region of the low s?o francisco river, having potential to be set up as cultivar.
Produtividade do aspargo sob irriga??o na regi?o do Submédio S?o Francisco
D'Oliveira, Lúcio O. B.;Resende, Geraldo M. de;Flori, José Egidio;
Horticultura Brasileira , 1999, DOI: 10.1590/S0102-05361999000100011
Abstract: the objectives of this study were to evaluate genotypes of asparagus (asparagus officinalis l.), in terms of yield and adaptation to conditions of the submédio s?o francisco region. the research was conducted between 1991 and 1994 at the bebedouro experimental station of embrapa semi-árido, in petrolina, pernambuco state. two standard cultivars and twelve brazilian hybrids (pelotas and rio grande do sul), ten french hybrids, and three hybrids from the united states were tested. only straight spears, without stains or lesions, and diameter above eight mm and length varying from 15 to 20 cm, were considered for determining yield. the mean annual productivity per genotype varied from l.74 to 6.33 t. ha-1 during the period 1991 to 1994. in 1992 the highest performance was observed, with a productivity of 4.46 t. ha-1. the hybrids from france presented an accentuated mortality, indicating a probable lack of adaptation to the local conditions. the hybrids w 12 x 14, g 4 x 14 and g 103 x 14, from pelotas, yielded above 4.40 t. ha-1. the variety new jersey 220 showed the best performance, with 3.69 t. ha-1. these data indicate that asparagus cropping is a good alternative for the irrigation projects in the brazilian northeast, offering conditions for competition in internal and external markets.
Efeitos do CPPU e GA3 no cultivo de uva-'Itália' na regi o do submédio S o Francisco, nordeste do Brasil  [cached]
FEITOSA CARLOS AUGUSTO MENEZES
Revista Brasileira de Fruticultura , 2002,
Abstract: Na regi o do submédio do S o Francisco, a uva-'Itália' destaca-se com 63,2% da área total plantada. Atualmente, é a principal variedade para exporta o. O objetivo principal deste trabalho foi avaliar o efeito das doses do CPPU (forchlorfenuron) e GA3, no aumento do tamanho da baga, que foram aplicadas por meio de pulveriza o dirigida sobre os cachos durante a fase de pegamento dos frutos, quando as bagas haviam atingido, aproximadamente, 8 mm de diametro. Este experimento foi conduzido na Fazenda Cooperyama, no município de Juazeiro-BA. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com oito tratamentos e três repeti es, avaliando-se 15 cachos por tratamento com as seguintes doses: 1- Testemunha absoluta; 2- GA3 20 mg/l;3- GA3 20 mg/l+ CPPU 3 mg/l; 4- GA3 20 mg/l + CPPU 5 mg/l; 5- GA3 20 mg/l + CPPU 10 mg/l; 6- CPPU 3 mg/l; 7- CPPU 5 mg/l; 8- CPPU 10 mg/l.O melhor resultado obtido no crescimento da baga deu-se com a aplica o do CPPU 10 mg/l. Este tratamento diferiu significativamente da testemunha e da aplica o convencional com GA3 20 mg/l, aumentando 8% e 4,6% o comprimento da baga, 13,6% e 7,3% sua largura, e o peso de baga em 32% e 16,3%, respectivamente. Nos tratamentos com CPPU aplicado isoladamente e/ou associado com GA3, a colheita foi retardada em oito dias. N o se verificou diferen a significativa para os teores de sólidos solúveis; no entanto, foi constatado que a acidez titulável obteve valores mais elevados na testemunha e no tratamento com GA3, aplicando 20 mg/l. Com rela o ao peso do enga o, n o foi verificada diferen a estatística entre os tratamentos.
EFEITO DO ETHEPHON EM VIDEIRA 'RUBI' (Vitis vinifera L.), CULTIVADA NA REGI?O NOROESTE DO ESTADO DE S?O PAULO
FRACARO, ANTONIO AUGUSTO;BOLIANI, APARECIDA CONCEI??O;
Revista Brasileira de Fruticultura , 2001, DOI: 10.1590/S0100-29452001000300011
Abstract: the experiment was carried in commercial vineyard of cultivar ruby, located in the region northwest of s?o paulo state. had as objective, evaluating the effect of ethephon, applied before the pruning the production, in the percentage of defoliation, time of accomplishment of the pruning, shooting of the branches, production of the grapevine, tempt to reduce costs improving the productivity and the quality. it was concluded that the 7500 ppm the ethephon application, 20 days before the pruning, it was the treatment provide larger percentage of it defoliates, smaller time of accomplishment of the pruning, larger percentage of sprouted bud and larger production.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.