oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Níveis de cálcio em ra es de frangos de corte na fase inicial suplementadas com fitase  [cached]
Schoulten Neudi Artemio,Teixeira Ant?nio Soares,Freitas Rilke Tadeu Fonseca de,Bertechini Ant?nio Gilberto
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: Com o objetivo de avaliar níveis de cálcio em ra es suplementados com enzima fitase para frangos de 1 a 21 dias de idade, foi conduzido um experimento com 600 pintos de um dia da linhagem Hubbard-MPK. As aves foram distribuídas em um delineamento inteiramente casualizado, arranjo fatorial cinco x dois (níveis de cálcio x sexos), com três repeti es e 20 aves por parcela. A ra o basal, com 0,54% de fósforo total e 600 unidades de fitase/kg, foi balanceada para atender às exigências nutricionais das aves conforme o NRC (1994), exceto para o cálcio, cujos níveis foram 0,46; 0,67; 0,88; 1,09 e 1,30%. Aos 14 dias, duas aves de cada tratamento foram transferidas para gaiolas de metabolismo para coleta total das excretas e aos 21 dias, duas aves de cada tratamento foram abatidas para retirada da tíbia esquerda para análises posteriores. Os machos apresentaram maior consumo e ganho de peso, sendo que este apresentou redu o linear conforme o nível de cálcio foi elevado. Os níveis de 0,67 e 0,71% resultaram em melhor digestibilidade da matéria seca e maior reten o de nitrogênio, respectivamente. As fêmeas apresentaram teores de cinzas e cálcio, na tíbia, superiores aos dos machos (1,68 e 2,34%, respectivamente). O nível de 0,55% de cálcio proporcionou a máxima deposi o de cinzas (51,5%), enquanto o nível de 0,59%, a máxima calcifica o (17,8%). A deposi o de fósforo apresentou efeito quadrático, em fun o dos níveis de cálcio, sendo que o nível de 0,75% proporcionou a maior deposi o (10,8%), e a deposi o de manganês foi reduzida linearmente com a eleva o do nível de cálcio na ra o. Conclui-se que níveis elevados de cálcio em ra es suplementadas com fitase afetaram negativamente o ganho de peso, a deposi o de fósforo e manganês na tíbia e que os baixos níveis prejudicaram a digestibilidade da matéria seca e a reten o de nitrogênio.
Suplementa o da fitase em ra es com diferentes níveis de fósforo disponível para frangos de corte Phytase supplementation in diets with different levels for available phosphorus for broilers
Elisanie Neiva Magalh?es Teixeira,José Humberto Vilar da Silva,Cláudia de Castro Goulart,José Jord?o Filho
Revista Ciência Agron?mica , 2013,
Abstract: O estudo foi realizado com o objetivo de avaliar o efeito da suplementa o com fitase em dietas com diferentes níveis de fósforo disponível sobre o desempenho de frangos de corte de 22 a 42 dias. Foram utilizados 1.080 frangos Cobb-500, distribuídos em delineamento experimental inteiramente casualizado, em esquema fatorial (3 x 4) com três níveis de fósforo disponível (0,30; 0,40 e 0,50%) e quatro níveis de fitase (0; 500; 1.000 e 1.500 UF), totalizando 12 tratamentos, cada um com seis repeti es de 15 aves. As variáveis avaliadas foram: consumo de ra o, peso vivo, ganho de peso, convers o alimentar e as características de carca a. O peso vivo e ganho de peso n o foram influenciados pelos níveis de fósforo disponível e pela adi o de fitase na dieta. Houve intera o entre os níveis de fósforo disponível e os níveis de fitase para consumo de ra o e para convers o alimentar. Verificou-se melhor convers o alimentar nas aves alimentadas com dietas contendo 0,30% de fósforo disponível com 1.500 UF kg-1. Os níveis de fósforo disponível influenciaram os rendimentos da coxa e do dorso, onde o melhor resultado foi com 0,30 e 0,40%, respectivamente. Recomenda-se a utiliza o de dietas contendo 0,30% de fósforo disponível, suplementadas com 1.500 UF kg-1. The study was carried out with the objective of evaluating the effect of phytase supplements in feeds with different levels of available phosphorus on the performance of broilers from 22 to 42 days of age. We used 1080 Cobb-500 chickens distributed in a completely randomized design, in a 3 x 4 factorial scheme, with three levels of available phosphorus (0.30; 0.40 and 0.50%) and four levels of phytase (0; 500; 1,000 and 1,500 UF), totaling 12 treatments, each with six replications of 15 birds. The variables evaluated were: feed intake, live body weight, weight gain, feed conversion and carcass characteristics. Live body weight and weight gain were not influenced by the levels of available phosphorus or adding phytase to the diet. There was interaction between the levels of available phosphorus and phytase levels for feed intake and feed conversion. Better feed conversion was seen in birds fed on diets containing 0.30% available phosphorus at 1,500 UF kg-1. The available phosphorus levels affected the development of the thigh and the back, where the best results were from 0.30% and 0.40% respectively. The use of a diet containing 0.30% phosphorus, supplemented with 1500 UF kg-1 is recommended.
Uso de enzimas em dietas contendo níveis crescentes de farelo de arroz integral para frangos de corte  [cached]
Bonato Elivelton Luiz,Zanella Irineo,Santos Ricardo dos,Gasparini Sandra Paula
Ciência Rural , 2004,
Abstract: O experimento foi realizado com o objetivo de determinar o desempenho e o rendimento de carca a de frangos de corte alimentados com dietas contendo níveis crescentes de farelo de arroz integral (FAI), suplementadas ou n o com enzimas. Foram utilizados 960 pintos de corte, machos e fêmeas da linhagem Cobb distribuídos em um delineamento experimental inteiramente casualizado, com oito tratamentos e seis repeti es de 20 aves. Utilizaram-se 4 níveis de FAI (0%, 10%, 20% e 30%), com e sem suplementa o de um complexo multienzimático composto pelas enzimas protease, pentosanase e fitase. As dietas experimentais foram isoenergéticas, isoproteicas, isofosfóricas e isocálcicas para todos os tratamentos. Com a utiliza o de níveis crescentes de farelo de arroz integral, houve redu o significativa (P<0,01) no consumo de ra o, no peso corporal e no ganho de peso das aves, no entanto, a convers o alimentar n o foi afetada. O peso do peito, rendimento de peito, peso da carca a e peso de coxa também foram influenciados significativamente (P<0,01) pelos níveis de adi o de farelo de arroz integral na dieta. O uso de enzimas n o influenciou significativamente (P>0,05) nenhum dos parametros avaliados, entretanto, as ra es suplementadas com o complexo multienzimático, promoveram um índice bio-econ mico (IBE) 1,4 % superior em rela o às dietas n o suplementadas.
Efeito de diferentes níveis de inclus o de farelo de arroz em dietas suplementadas com fitase para frangos de corte = Effect of different inclusion levels of rice bran in diets supplemented with phytase for broiler chickens
Ant?nio Robério Vieira,Carlos B?a-Viagem Rabello,Maria do Carmo Mohaupt Marques Ludke,Wilson Moreira Dutra Júnior
Acta Scientiarum : Animal Sciences , 2007,
Abstract: O experimento foi realizado com o objetivo de avaliar o desempenhozootécnico, rendimento de carca a e a deposi o de fósforo e cinzas na tíbia de frangos de corte submetidos a dietas contendo quantidades crescentes de farelo de arroz integral (FAI), suplementados com fitase. Foram utilizados 600 frangos de corte, machos, da linhagemRoss, alojados em boxes de acordo com um delineamento inteiramente casualizado, nos seguintes tratamentos: T1-ra o referência (milho e farelo de soja); T2-ra o referência com 750 FTU g-1; T3-ra o com 3,5% de FAI com 750 FTU g-1; T4-ra o com 7,5% de FAI com 750 FTU g-1; T5-ra o com 10,5% FAI com 750 FTU g-1 e T6-ra o com 14% FAIcom 750 FTU g-1. A inclus o de fitase, com a utiliza o de FAI até o nível de 14% e redu o do fósforo inorganico na formula o da ra o, n o afetou o desempenho zootécnico e características de carca a dos frangos de corte, porém reduziu a deposi o de fósforo e cinzas na tíbia dos ossos. The experiment was carried with the objective of evaluating the productive performance, carcass yield, phosphorus availability and tibia ash in broilers subjected to diets containing increasing amounts of whole rice bran (WRB), supplemented with phytase. Six hundred broilers (Ross), all males, were allocated in boxesaccording to a completely randomized design, being fed the following regimens: T1) standard feed (corn and soybean meal); T2 standard feed with 750 FTU g-1; T3) feed with 3.5% of WRB with 750 FTU g-1; T4) feed with 7.5% of WRB with 750 FTU g-1 T5) feed with 10.5% WRB with 750 FTU g-1 and T6) feed with 14% WRB with 750 FTU g-1. The inclusion of phytase with the use of WRB to the level of 14% and the reduction of the inorganic P in the formulation of the feed did not affect the performance and carcass characteristics of the broiler chickens; however, it did decrease the presence of phosphorus and ash in the tibia.
Nitrogen, calcium and phosphorus balance of broilers fed diets with phytase and crystalline amino acids Balan o de nitrogênio, cálcio e fósforo em frangos de corte recebendo dietas com fitase e aminoácidos cristalinos  [cached]
Elisangela Minati Gomide,Paulo Borges Rodrigues,Márcio Gilberto Zangeronimo,Ant?nio Gilberto Bertechini
Ciência e Agrotecnologia , 2011,
Abstract: The objective of this study was to evaluate the effect of reduced-crude protein (CP) and available phosphorus (aP) diets, added with phytase and amino acids for broilers in the growing (14 to 21 days old) and retirement (35 to 42 days) phases on nitrogen, potassium and phosphorus balance. Ninety Cobb broilers were distributed in a completely randomized design with three treatments and six replications with five and three birds per experimental unit in the growing and retirement phases, respectively. Diets were elaborated to contain reduced CP and aP levels (19 and 17% CP in the growing phase, with 0.34% aP; and 18 and 16% CP in the retirement phase, with 0.30% aP), supplemented with crystalline amino acids and 500 FTU of phytase/kg diet. These were compared to a control diet (21% CP and 0.46% aP for growing phase and 19% CP and 0.40% aP for retirement phase). The reduction of CP in four percentual units reduced the N excretion and increased the retention of this element, showing that the phytase had no influence on N balance when used the crystalline amino acids in the diets. The phytase reduced the P excretion and increased the retention ones. The potassium excretion decreased in reduced-CP diets, but this excessive reduction decreased the retention of this element, except in the retirement phase. It was concluded that the reduced-CP and aP diets, supplemented with phytase and amino acids, are efficient in reducing the pollutant power of the broilers excrements in the growing and retirement phases of production. Objetivou-se, com este trabalho, avaliar o efeito de ra es com reduzidos teores de proteína bruta (PB) e fósforo disponível (Pd), suplementadas com fitase e aminoácidos, para frangos de corte na fase de crescimento (14 a 21 dias) e termina o (35 a 42 dias de idade) sobre o balan o de nitrogênio, potássio e fósforo. Foram utilizados 90 pintos Cobb, distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado com três tratamentos e seis repeti es, com cinco e três aves por unidade experimental nas fases inicial e de crescimento, respectivamente. As ra es foram formuladas para conterem níveis reduzidos de PB e Pd (19 e 17% de PB na fase de crescimento, com 0,34% de Pd e 18 e 16% de PB na fase de termina o, com 0,30% de Pd) e suplementadas com aminoácidos e 500 FTU de fitase/kg de ra o Essas ra es foram, ent o, que foram comparadas a uma ra o controle (21% de PB e 0,46% de Pd para fase de crescimento e 19% de PB e 0,40% de Pd para fase de termina o). A redu o da PB em quatro unidades percentuais reduziu a excre o, e aumentou a reten o de ni
Níveis de fósforo disponível e cálcio em ra??es suplementadas com fitase para frangos de corte nas fases de crescimento e final
Santos, Luziane Moreira dos;Rodrigues, Paulo Borges;Alvarenga, Renata Ribeiro;Naves, Luciana de Paula;Hespanhol, Renato;Lima, Gustavo Freire Resende;Lara, Maria Cecília Coelho;Silva, Leonardo Rafael da;
Revista Brasileira de Zootecnia , 2011, DOI: 10.1590/S1516-35982011001100029
Abstract: calcium and available phosphorus (ap) levels in diets with phytase for cobb broilers in the growing (22 to 35 days) and finishing phases (36 to 42 days of age) were evaluated. a 3 × 4 + 1 factorial scheme, with three ap levels (0.36, 0.31, 0.26% in the growing phase and 0.33, 0.28, 0.23% in the finishing phase), four calcium levels (0.82, 0.72, 0.62, 0.52% in the growing phase and 0.76, 0.66, 0.56, 0.46% in the finishing phase), and one level of supplementation of phytase (500 ftu/kg) was used. control diets were not supplemented with phytase and they contained, respectively, the following levels of ap and calcium: 0.41 and 0.82% (growing phase) and 0.38 and 0.76 (finishing phase). in the performance assays, at 35 and 42 days of age, feed intake, weight gain, feed conversion and the ash content in the tibia were evaluated. in the metabolic assays, the energy values of diets (amen) and dry matter digestibility coefficients (dmdc) were determined. in the growing phase, the reduction of the calcium and ap to 0.52 and 0.26%, respectively, did not compromise performance, bone ash, amen or mcdm. in the finishing phase, the reduction of the calcium and ap to 0.56 and 0.28%, respectively, did not compromise performance, amen or mcdm; in addition to improving bone ash. the levels of calcium and ap of diet can be reduced to 0.52 and 0.26% in the growing phase, and to 0.56 and 0.28% in the finishing phase, provided that this reduction is combined with supplementation of fitase at 500 ftu/kg of the diet.
Effect of different inclusion levels of defatted corn germ meal in diets supplemented with phytase for laying hens Efeito de diferentes níveis de farelo de gérmen de milho desengordurado em dietas suplementadas com fitase para poedeiras comerciais  [cached]
Sandra Regina Brunelli,Jo?o Waine Pinheiro,Nilva Aparecida Nicolao Fonseca,Caio Abércio da Silva
Semina : Ciências Agrárias , 2012,
Abstract: The experiment was designed to evaluate the performance, egg quality and minerals on tibia of laying hens from 28 to 44 weeks of age subjected to diets containing varying levels of DCGM (0, 12 and 30%) and phytase (0, 500 and 1000 FTU/kg of diet). The experiment was carried in four cycles of 28 days and the variables studied were: the performance (feed intake, egg production, egg weight, egg mass and feed conversion) and egg quality (egg specific gravity, yolk color, shell thickness and Haugh unity value). In the finish of experiment, five birds per treatment were abated for determination of the calcium and phosphorus in tibia. There was no interaction between DCGM and phytase on evaluated parameters. Inclusion of DCGM resulted in significantly higher feed intake and worst yolk pigmentation, than the 0% treatment. Increasing the phytase dose to 1000 FTU/kg improves yolk pigmentation. For the others variables no effect were observed for levels of DCGM or phytase. Based on the results from the present study, DCGM could be included at a rate of up to 30% of a commercial layer diets without any significant detrimental effects on the egg production, but with yolk pigment addition. The phytase improve the yolk color. O experimento foi realizado com objetivo de avaliar o desempenho, a qualidade dos ovos e a concentra o de minerais na tíbia de poedeiras leves alimentadas com ra es contendo farelo de gérmen de milho desengordurado (FGMD) e fitase. Foram utilizadas 360 poedeiras de 28 a 44 semanas de idade. As ra es experimentais continham diferentes inclus es de FGMD (0%, 12% e 30%) e de fitase (0; 500 e 1000 FTU/kg), distribuídos em um delineamento experimental inteiramente casualizado em fatorial 3X 3, totalizando nove ra es, com cinco repeti es e oito aves por repeti o. O experimento teve a dura o de quatro ciclos de 28 dias cada, em que foram avaliados consumo de ra o, produ o, massa e peso médio dos ovos, convers o alimentar, gravidade específica, índice de pigmenta o de gema, unidade Haugh e espessura da casca. Ao final do experimento foram abatidas cinco aves por ra o experimental para determinar os teores de Ca e P e a rela o Ca:P na tíbia. N o foram observadas intera es entre as ra es experimentais para os parametros estudados. Houve efeito significativo dos níveis de FGMD no consumo de ra o e na pigmenta o das gemas. Observou-se também efeito positivo da adi o de 1000 FTU/kg na ra o na pigmenta o das gemas. O FGMD pode compor 30% da ra o das poedeiras desde que haja a suplementa o de pigmentantes da gema. A fitase melhora a colora
EFEITO DOS NíVEIS DE CáLCIO DA RA O SUPLEMENTADA COM FITASE SOBRE A ABSOR O DE MINERAIS EM FRANGOS DE CORTE DE 22 A 42 DIAS  [cached]
Neudi Artemio Schoulten,Ant?nio Soares Teixeira,Hunaldo Oliveira Silva,Ademir José Conte
Ciência Animal Brasileira , 2006,
Abstract: Com o objetivo de avaliar os efeitos dos níveis de cálcio na ra o suplementada com fitase para frangos de corte de 22 a 42 dias de idade, sobre a taxa de absor o verdadeira de minerais, foi conduzido um experimento com 600 frangos de 21 dias da linhagem Hubbard-MPK, distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado, com arranjo fatorial cinco x dois (níveis de cálcio x sexos), e três repeti es de 20 aves por parcela experimental. A ra o basal foi balanceada para atender às exigências nutricionais das aves conforme o NRC (1994), exceto para o cálcio, cujos níveis foram 0,40%; 0,59%; 0,78%; 0,97% e 1,16% suplementada com fitase. Aos 35 dias de idade, duas aves de cada tratamento foram transferidas para gaiolas de metabolismo para coleta de excretas. A taxa de absor o verdadeira de fósforo e zinco das fêmeas foi 13,1% e 12,8% inferior à dos machos, respectivamente (P<0,05). A absor o de cálcio apresentou um efeito quadrático, conforme o nível de cálcio, elevado (P<0,05). N o houve diferen a (P>0,05) na taxa de absor o verdadeira de fósforo, zinco, manganês e magnésio em fun o dos níveis de cálcio da ra o de 22 a 42 dias de idade. Conclui-se que teores elevados de cálcio da ra o suplementada com fitase reduzem somente a taxa de absor o de Ca, sendo que a taxa de absor o do fósforo, zinco, manganês e magnésio n o é influenciada pelos níveis de cálcio da ra o suplementada com fitase para frangos de corte dos 22 aos 42 dias de idade. PALAVRAS-CHAVE: Fitase, absor o, minerais, frango
Efeito da fitase e xilanase sobre o desempenho e as características ósseas de frangos de corte alimentados com dietas contendo farelo de arroz  [cached]
Conte Ademir José,Teixeira Antonio Soares,Fialho Elias Tadeu,Schoulten Neudi Artêmio
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: O presente trabalho foi conduzido com o objetivo de verificar o efeito do uso da fitase e xilanase no desempenho e na deposi o óssea de minerais em frangos de corte alimentados com dietas contendo 15% de farelo de arroz, baixo fósforo disponível e sem suplementa o de ferro, cobre, zinco e manganês. A fitase utilizada foi da marca comercial Natuphos 5000 e a xilanase, da marca Avizyme 1300. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4x2+1. A dieta controle foi composta por níveis adequados de nutrientes, sem farelo de arroz e sem enzimas. As dietas dos demais tratamentos foram formuladas com 15% de farelo de arroz, contendo baixo fósforo disponível (40% do recomendado) e sem suplementa o inorganica de Fe, Cu, Zn e Mn, com quatro níveis de fitase (0, 400, 800 e 1.200 FTU/kg), com ou sem xilanase (1 kg/t). As variáveis estudadas aos 21 e 42 dias de idade foram desempenho e cinzas, P, Zn, Fe, Mn e Cu na tíbia. O peso vivo e consumo de ra o aumentaram de maneira significativa com a adi o de fitase, enquanto que a convers o alimentar n o foi afetada, tanto aos 21 como aos 42 dias. O melhor nível de fitase foi de 1.105 e 1.023 FTU/kg para melhor desempenho, aos 21 e 42 dias de idade, respectivamente. A xilanase n o afetou significativamente o peso vivo e o consumo de ra o, porém melhorou significativamente a convers o alimentar nas duas idades avaliadas, em fun o de menor consumo de ra o nas aves que receberam xilanase. Os níveis de fitase promoveram aumento linear nos teores de cinzas e fósforo da tíbia e n o afetaram a deposi o de Zn, Fe, Mn e Cu, nas duas idades estudadas. A xilanase n o afetou os parametros avaliados na tíbia.
Efeito da fitase em dietas com ou sem fosfato inorganico para suínos em crescimento  [cached]
Lüdke Maria do Carmo Mohaupt Marques,López Jorge,Nicolaiewsky Sérgio
Revista Brasileira de Zootecnia , 2000,
Abstract: RESUMO - O objetivo deste trabalho foi comparar a eficiência da fitase em rela o à do fosfato inorganico (fosfato bicálcico), quando adicionado em dietas sem e com farelo de arroz desengordurado (FAD). Foram utilizados 128 suínos (50% machos castrados e 50% fêmeas) alojados em baias coletivas para se avaliar o desempenho e determinar na fase de crescimento a digestibilidade do cálcio e do fósforo, por intermédio do método do indicador (óxido cr mico), e a concentra o de cálcio e fósforo na vértebra coccígea dos animais. Foram usados oito tratamentos, sendo quatro dietas sem FAD (milho e farelo de soja) e quatro dietas com 30% de FAD. Foram adicionados níveis de 0, 750 e 1000 UF (Unidades de Fitase)/kg em ambas as dietas com e sem FAD, sendo que a terceira dieta sem FAD apresentou 750 UF/kg sem fosfato inorganico, enquanto nas dietas com FAD uma delas n o foi suplementada nem com fitase, nem com fosfato bicálcico. Dietas com e sem FAD suplementadas com fitase tiveram a mesma eficiência que as suplementadas com fosfato bicálcico sobre o desempenho dos animais. Entretanto, a fitase ocasionou redu o na excre o de cálcio e fósforo, nas fezes e na composi o óssea dos animais, somente quando foi suplementada em dietas sem FAD.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.