oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Utiliza o de modelos matemáticos para estimar a reten o de minerais em cabras durante a gesta o  [cached]
Costa Roberto Germano,Resende Kleber Tomás de,Rodrigues Marcelo Teixeira,Espechit Cláudio José Borela
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: O trabalho foi realizado com o objetivo de estimar a reten o de elementos minerais durante a gesta o de cabras com um ou dois fetos, utilizando-se diferentes modelos matemáticos. A estimativa de reten o foi baseada na diferen a entre o total de cada mineral depositado no feto, útero, membranas, fluídos fetais e glandula mamária dos animais nas diferentes etapas da gesta o e o total de cada mineral armazenado nas cabras vazias, utilizando-se os modelos de predi o: ln Y = A - B e -C X ; Y = A e B X e ln Y = A + Bx + Cx2, em que x = tempo de gesta o. Comparando-se a estimativa com os valores reais obtidos, verificou-se que o modelo proposto ln = A+Bx+Cx2, explicou com coerência e precis o o comportamento biológico da reten o de minerais durante todas as fases da gesta o.
Coeficiente de pesimismo relativo  [cached]
ángel Samaniego,Gerardo Reyes Ruiz,Jordi Bachs Ferrer
Contaduría y administración , 2008,
Abstract: Las empresas de hoy se están dando cuenta de que el éxito no depende sólo de la obtención de utilidades, sino que se requiere contribuir con todos los que participan en ellas para hacerlas más competitivas y enfrentar un mundo cada vez más globalizado. Para lograr esto deben emprender acciones de responsabilidad social empresarial (RSE); sin embargo, existe confusión sobre el concepto y algunas empresas que dicen ser socialmente responsables no lo son totalmente. Se estudiaron cuarenta empresas de Mérida, Yucatán, México. Su objetivo fue verifi car qué entienden por RSE sus directivos, si creen que es necesaria para el éxito de sus empresas y si éstas son socialmente responsables. Además se determinó cuáles son sus acciones de RSE en caso de llevarlas a cabo. Los resultados muestran que para la mayoría de los participantes, RSE es mejorar la calidad de vida del personal y la contribución a la sociedad. Sin embargo, sus acciones se orientan principalmente hacia el trato e imagen ante el cliente, con el objetivo de vender más. Son pocos los que se refirieron al cuidado y preservación del medioambiente o al tema de la filantropía. En ninguna de las empresas se cumple el concepto completo, por lo que no pueden llamarse socialmente responsables en el sentido amplio y estricto de su significado.
Utiliza o de bórax por difus o no tratamento de preserva o de laminas de sumaúma (Ceiba pentantra (L.) Gaertn.)  [cached]
Willerding André Luis,Vianez Basílio Frasco
Revista árvore , 2003,
Abstract: O objetivo deste trabalho foi comparar três diferentes intervalos de tempo para difus o do bórax, visando a preserva o de laminas de sumaúma. O tratamento foi a aplica o por aspers o de 30 ml de solu o, a 4% de concentra o de bórax. Na pesquisa, optou-se pela reten o de 0,500% de equivalente de ácido bórico (EAB), com base na massa das laminas secas. Avaliou-se a reten o nos tempos de difus o de 15, 150 e 270 minutos. Por meio da análise química quantitativa, foram verificados os níveis de reten o por espectrofotometria, obtendo-se 0,462, 0,457 e 0,440% de EAB, respectivamente, para os tratamentos de 15, 150 e 270 minutos, que n o diferiram estatisticamente entre si pelo teste Tukey (p<0,05). Os resultados indicam uma boa difus o do bórax aos 15 minutos, o que demonstrou ser uma alternativa como tratamento preservante de madeira.
Difus o do cloreto de sódio no processo de salga de queijos: modelagem matemática com o emprego do método de elementos finitos  [cached]
SILVA Rui Sérgio Ferreira,BORSATO Dionisio,SILVA Luiz Henry Monken
Ciência e Tecnologia de Alimentos , 1998,
Abstract: A transferência de um soluto (cloreto de sódio), através de uma matriz sólida tridimensional (queijo) foi estudada aplicando-se o método de elementos finitos. A formula o variacional (Galerkin) do problema diferencial (modelo de difus o) teve como base teórica a 2a lei de Fick. Os procedimentos para integra o no tempo foram o de Crank-Nicolson e o de Euler-modificado, que foram escolhidos por apresentarem estabilidade incondicional. O programa computacional desenvolvido mostrou-se versátil para resolver situa es de amostragem em condi es mais realistas e pode ser aplicado para geometrias complexas. O modelo proposto permitiu uma boa estimativa do ganho de sal no queijo, usando um coeficiente de difus o cujo valor pode ser obtido por extrapola o de dados experimentais. A aplica o do método numérico (MEF), com o esquema de Crank-Nicolson, na simula o da difus o do cloreto de sódio na salga de queijos, mostrou boa aproxima o quando os resultados foram comparados com os valores experimentais encontrados na literatura especializada.
Influência do período de centrifuga o na curva de reten o de água em solos de Cerrado
Silva Euzebio Medrado da,Azevedo Juscelino Antonio de
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2002,
Abstract: O período de centrifuga o, necessário ao equilíbrio da umidade no solo, é fator determinante da precis o da curva de reten o de umidade. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do período de centrifuga o na curva de reten o de umidade em cinco tipos de solo da regi o do Cerrado. As curvas de reten o foram ajustadas por meio de regress o n o-linear, e a soma dos erros residuais do ajuste foi utilizada para avaliar as diferen as estatísticas entre elas, pelo teste da raz o de verossimilhan a. As curvas de reten o de umidade foram agrupadas em famílias de curvas, para cada tipo de solo, para facilitar a visualiza o das diferen as. Os resultados mostraram claramente que o período de centrifuga o afeta a curva de reten o, promovendo, assim, nítida rota o nas curvas em torno do ponto de satura o. Utilizando-se a técnica da regress o inversa, foi possível estabelecer o período de centrifuga o necessário ao equilíbrio da umidade, de cada tipo de solo, correspondente ao nível de significancia de 5%, no intervalo de confian a de 90%. Para os solos estudados, o período de centrifuga o necessário à extra o da água, em cada rota o aplicada, pelo método tradicional da centrífuga, deve ser superior a 80 minutos.
Empirical models for estimating water retention curves in soil in Janaúba-MG, Brazil Modelos empíricos de estimativa das curvas de reten o de água no solo em Janaúba-MG, Brasil
Herlon B Ferreira B,Rafael Oliveira B,Wesley de Oliveira S,Francisco G Chaves F
IDESIA , 2012,
Abstract: Retention curves describe water dynamics in the soil and represent the relationship between the energy of water retention and moisture content. Several empirical models of water retention curve settings in the soil are analyzed (Van Genuchten-VG, Brooks & Corey BC, Bruce & Luxmore-BL and Driessen-D). Deformed soil samples were collected at 10 sites per plot; a compound sample was established with 36 plots between October and November 2007, at depths 0-20 cm and 20-40 cm in the Irrigation District of Gorutuba in Janaúba MG, Brazil. Tensions used for tests were 10, 30, 100, 500 and 1500 kPa. Soil Water Retention Curve software was employed to obtain the parameters of the empirical equations. The performance of empirical models was obtained by the index suggested by Camargo & Sentelhas, coupled to estimate standard error, standard deviation and coefficient of variation. The results showed that the VG model had the best performance compared to the other models tested for data on water retention in the soil. The BC model had the most unsatisfactory performance. A curva de reten o é utilizada para descrever a dinamica da água no solo, representando a rela o entre a energia de reten o de água e o teor de umidade. O presente trabalho objetivou analisar vários modelos empíricos de ajuste das curvas de reten o de água no solo (Van Genuchten-VG, Brooks & Corey-BC, Bruce & Luxmore-BL e Driessen-D). Para tal, foram coletadas amostras deformadas de solo em 10 pontos por lote, compondo uma amostra composta, em 36 lotes de outubro a novembro de 2007, nas profundidades de 0 a 20 cm e 20 a 40 cm, no Distrito de Irriga o do Perímetro Gorutuba, em Janaúba-MG. As tens es utilizadas nos ensaios foram: 10, 30, 100, 500 e 1500 kPa. Para obten o dos parametros empíricos das equa es utilizou-se o software Soil Water Retention Curve. O desempenho dos modelos empíricos foi obtido por meio do índice proposto por Camargo & Sentelhas, erro padr o de estimativa, desvio padr o e coeficiente de varia o. Os resultados indicaram que o modelo de VG apresentou o melhor desempenho em rela o aos demais modelos testados para os dados de reten o de água no solo; e comparando os modelos estudados, o modelo BC apresentou desempenho n o satisfatório.
índices e área sob a curva de reten o de água para avaliar qualidade física do solo
Pamella Crisley Costa de Sá,Clara Nívea Costa do Vale,Celsemy Eleutério Maia,Sérgio Luiz Aguilar Levien
Revista Brasileira de Agricultura Irrigada , 2010, DOI: 10.7127/rbai.v4n200710
Abstract: O uso intensivo do solo na produ o agrícola pode causar declínio na qualidade física deste. A redu o na qualidade física do dolo pode contribuir para a queda de produtividade e/ou lucro, bem como na qualidade ambiental. O objetivo desse trabalho foi avaliar o índice S (S+) e a área sob a curva de reten o (ASC) usando o modelo potencial na qualidade de um Latossolo Vermelho-Amarelo. Conclui-se que o S+ diminuiu com a profundidade do solo enquanto o ASC aumentou; observou-se também correla o negativa entre o S+ com capacidade de campo (CC), ponto de murcha permanente (PMP) e água disponível para as plantas (AD) e observou-se correla o positiva da ASC com CC, PMP e AD.
Modelagem matemática das curvas de secagem e coeficiente de difus o de gr os de feij o-caupi (Vigna unguiculata (L.) Walp.) Mathematical modeling of the drying curves and diffusion coefficient of cowpea grains (Vigna unguiculata (L.) Walp.)
Simone Janaína da Silva Morais,Ivano Alessandro Devilla,Daiane Assis Ferreira,Itamar Rosa Teixeira
Revista Ciência Agron?mica , 2013,
Abstract: Neste trabalho objetivou-se estudar a cinética de secagem do feij o-caupi (Vigna unguiculata (L.) Walp.), ajustar diferentes modelos matemáticos aos valores experimentais em fun o do teor de água e, determinar o coeficiente de difus o e a energia de ativa o dos gr os durante a secagem. Os gr os de feij o-caupi foram submetidos à secagem sob as temperaturas de 25; 35; 45 e 55 ± 1 oC em secador experimental até o teor de água de aproximadamente 13% b.s. Realizou-se uma análise de regress o n o linear para o ajuste de 12 modelos matemáticos aos dados experimentais de secagem. O coeficiente de difus o efetivo foi obtido por meio do ajuste do modelo matemático da difus o líquida. A varia o do coeficiente de difus o de acordo com a temperatura de secagem foi analisada pelo modelo de Arrhenius, o qual permitiu a determina o da energia de ativa o. O modelo de Henderson e Pabis Modificada foi o que melhor representou o processo de secagem do feij o-caupi. O coeficiente de difus o apresentou valores entre 8,84 x 10-8 e 20,17 x 10-8 m2 s-1. A rela o do coeficiente de difus o com a temperatura de secagem pode ser descrita pela equa o de Arrhenius, apresentando uma energia de ativa o de 27,16 kJ mol-1. This work aimed to study the drying kinetics of the cowpea (Vigna unguiculata (L.) Walp.), adjust different mathematical models to the experimental values as a function of water content, and determine the diffusion coefficient and the activation energy of the grains during drying. The cowpea grains were dried at temperatures of 25; 35; 45 and 55 ± 1 oC in an experimental dryer to a water content of approximately 13% db. A nonlinear regression analysis was carried out to adjust 12 mathematical models to the experimental drying-data. The effective diffusion coefficient was obtained by adjusting the mathematical model of liquid diffusion. The variance of the diffusion coefficient according to the drying temperature was analysed by the Arrhenius equation, which allowed determination of the activation energy. The Henderson and Modified Pabis model best represented the drying process of the cowpea. The diffusion coefficient presented values of between 8.84 x 10-8 and 20.17 x 10-8 m2 s-1. The ratio of the diffusion coefficient to the drying temperature can be described by the Arrhenius equation, having an activation energy of 27.16 kJ mol-1.
O Processo de Difus o de Inova es em Produtos Bancários
Júlio F. B. Facó,Eduardo H. Diniz,Jo?o Mario Csillag
Revista de Ciências da Administra??o : RCA , 2009,
Abstract: Esta pesquisa investiga em profundidade o processo de cria o e difus o de novos produtos no setor bancário. A pesquisa prop e um modelo de abordagem para avalia o da difus o de inova o em produtos bancários baseado em um framework de três variáveis (regula o, mercado e tecnologia) e quatro dimens es que se relacionam com a difus o de uma inova o (determinantes, ritmo, dire o e implica es). A pesquisa fez uso de estudos de caso de grandes bancos de varejo operando no Brasil. Foram analisados em detalhes o processo de cria o, difus o e sustenta o de três novos produtos bancários face ao framework proposto. A análise do processo da difus o das inova es estudadas permitiu verificar e testar evidências do papel das variáveis e dimens es propostas no framework para sua mensura o, mostrando-se adequada ao estudo de difus o de inova es.
Coeficiente de pesimismo relativo
Samaniego Alcántar, ángel;Reyes Ruiz, Gerardo;Bachs Ferrer, Jordi;
Contaduría y administración , 2008,
Abstract: the investor makes decisions based not only on financial statements, but also taking into account external factors, macroeconomic variables and economy expectations among others. then he acts upon these views by selling or buying assets. this reaction may be either an optimistic or a pessimistic one, and may cause a variance in the investor's strategy. this works aims to adjust the financial ratios by means of the relative pessimism coefficient (rpc) which considers the risk-return ratio. it also proposes a methodology for the calculation of a relative indicator of this coefficient in investors who participate in a financial market sector, taking into account the risk assumed by these companies in the 2000-2004 period. this indicator adjusted the financial valuation through financial ratios so that it would converge with the financial markets valuation (stock performance) with an 84% effectiveness (times when the valuation through financial ratios equaled the stock performance, divided by total companies analyzed). in addition, this coefficient turned out to be a short-term tendency indicator of the financial market in the years analyzed.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.