oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
ANáLISE DA CONTAMINA O DE PREPARA ES CáRNEAS POR Bacillus cereus EM SERVI OS DE ALIMENTA O  [cached]
C. M. SOARES,R. M. C. AZEREDO,A. Y. KUAYE
Alimentos e Nutri??o , 2009,
Abstract: O diagnóstico da contamina o por B. cereus em dois restaurantes institucionais do município de Campinas/SP foi realizado através da análise de amostras ambientais e de alimentos, coletadas na linha de preparo de pratos cárneos. O microrganismo foi identificado em amostras de ar ambiente (2,0 a 20,0 UFC/m3); carne processada (102 UFC/g a 2,4x103 UFC/g); condimentos e temperos (1,0x10 a 5,0x102 UFC/g); e, em 51,7% das amostras de superfícies analisadas. O potencial enterotoxigênico de 54 isolados foi verificado através do kit BDE-VIA (Tecra) e da pesquisa de genes associados aos complexos de toxinas diarréicas HBL (hblA, hblD e hblC) e NHE (nheA, nheB e nheC), aplicando-se a técnica da rea o da polimerase em cadeia (PCR). Do total de isolados analisados, 85,2% foram positivos ao teste BDE-VIA. Os genes codificadores dos complexos NHE e HBL foram observados em cepas provenientes de amostras ambientais e de alimentos. Os resultados da PCR e do BDE-VIA revelaram o alto potencial enterotoxigênico dos isolados. O controle do microrganismo no ambiente desses estabelecimentos e o processamento adequado dos alimentos s o fundamentais para a redu o do risco de doen as de origem alimentar associadas a B. cereus em servi os de alimenta o.
Contamina??o ambiental por Bacillus cereus em unidade de alimenta??o e nutri??o
Mendes, Renata Aparecida;Azeredo, Raquel Monteiro Cordeiro de;Coelho, Ana íris Mendes;Oliveira, Selma Silva de;Coelho, Maria do Socorro Lira;
Revista de Nutri??o , 2004, DOI: 10.1590/S1415-52732004000200012
Abstract: this study reports an evaluation performed at food service federal university vi?osa in southeast brazil, as a contribution to estimate the risks that users of similar public food services are exposed to, by identifying environmental surface areas from which bacillus cereus may be transferred to food. samples have been collected in order to evaluate the environmental contamination, using the "swab" technique and surface platting in myp agar, for expressing the number of cfu/cm2 in 24 stainless steel tables that may have contact with raw or cooked foods. each table was analyzed twice. although some samples did not exhibit contamination (73%), counts up to 60 cfu/cm2 were found, with the higher values being obtained from the vegetable pre-preparation section samples. the presence of this pathogen reinforces the need of using adequate sanitary procedures, especially in places where contamination may occur in ready to eat foods, in order to prevent food borne disease outbreaks due to the microrganism.
Contamina??o ambiental e perfil toxigênico de Bacillus cereus isolados em servi?os de alimenta??o
Soares, Celina Mara;Valadares, Geórgio Freesz;Azeredo, Raquel Monteiro Cordeiro de;Kuaye, Arnaldo Yoshiteru;
Ciência Rural , 2008, DOI: 10.1590/S0103-84782008000200033
Abstract: ninety air samples and ninety six samples from benches and equipments surfaces were collected in two food services for investigation of bacillus cereus contamination sources and characterization of strains toxin profiles. b. cereus was detected in 84.4% and 44.8% from air samples and samples from benches and equipments surfaces, respectively. the potential of enterotoxin production was investigated using polymerase chain reaction (pcr) methods for genes hbla, hbld e hblc (encoding hemolysin bl) and for genes nhea, nheb and nhec (encoding non-hemolytic enterotoxin - nhe). from 70 isolates investigated 14.3% were positive for the three hbl encoding genes and 12.8% were positive for the three nhe encoding genes. the bacillus diarrhoeal enterotoxin visual immunoassay (bde-via; tecra) also was used for nhe detection. the results obtained with bde-via revealed that 61.4% from the 70 strains are nhe producers.
Monitoramento da contamina o por elementos tra o em ostras comercializadas em Recife, Pernambuco, Brasil  [cached]
Cavalcanti André Dias
Cadernos de Saúde Pública , 2003,
Abstract: Amostras de ostras comercializadas em Recife, Pernambuco, Brasil, foram monitoradas em rela o ao conteúdo de elementos tra o (Hg, Zn, Fe, Cu e Mn) durante o período de um ano (mar o/2001 a fevereiro/2002). Mercúrio foi o principal contaminante encontrado nas ostras e o elemento que apresenta maior risco à saúde pública. Foram encontrados valores de concentra o de Hg em ostras de até 551,12μg/kg (peso úmido). Esses valores sugerem que a ingest o de ostras deve ser feita com restri es, principalmente, pela popula o que vive de sua coleta como forma de subsistência, por crian as, e mulheres grávidas. A avalia o dos níveis de mercúrio em frutos do mar é um importante fator para avaliar o risco de contamina o por mercúrio em pessoas n o ocupacionalmente expostas.
Um classificador neuronal compacto e eficiente com capacidade de identificar contamina o em dados experimentais
Damazio Denis Oliveira,Seixas José Manoel de,Soares A. C.
Sba: Controle & Automa??o Sociedade Brasileira de Automatica , 2003,
Abstract: Um sistema classificador neuronal é desenvolvido para identificar três classes de partículas em física experimental de altas energias. O sistema usa a extra o de componentes principais de discrimina o para combinar compacticidade e alta eficiência de classifica o, identificando, inclusive, a contamina o presente nos dados experimentais. Mais de 97% dos eventos analisados s o corretamente classificados.
ENUMERATION OF Bacillus cereus IN “FUBá” OF CORN (Zea mays. L.) ENUMERA O DE Bacillus cereus EM FUBá DE MILHO (Zea mays L.)  [cached]
Marcelita Portilho de Oliveira,Doracy Soares Moreira Sant'Ana,Albenones José de Mesquita,José Leonides Ribeiro
Pesquisa Agropecuária Tropical , 2007, DOI: 10.5216/pat.v18i1.2553
Abstract: A hundred (100) samples of “fubá” were examined, in relation to the incidence of Bacillus cereus, obtained by different technological processes (common “fubá” and previously cooked “fubá”) and sold in the retail market in Goiania - GO. The results of the examination showed that 23% of the samples was contaminated, of this percentual, 39.1% of the contaminations occurred in samples of previously cooked “fubá” and 60.9% in samples of common “fubá”. This in relation of the two products clearly showed the more accurate technological process that the previously cooked “fubá” was brought under. It was also observed that the totality of the analyzed samples showed enumerations below the limit established by the Brazilian microbiologic standard that establishes a limit of 103 cells of Bacillus cereus for a gram of the food. Foram examinadas 100 amostras de fubá de milho, em rela o à incidência de Bacillus cereus, obtidas através de processamentos tecnológicos diferentes (fubá comum e fubá pré-cozido) e comercializadas no mercado varejista de Goiania - GO. Os resultados revelaram que 23% das amostras estavam contaminadas, deste percentual, 39,1% das contamina es ocorreram em amostras de fubá pré-cozido e 60,9%, em amostras de fubá comum. Esta considerável diferen a, observada em termos percentuais em rela o aos dois produtos evidenciou o processamento tecnológico mais rigoroso a que foi submetido o fubá pré-cozido. Observou-se, também, que a totalidade das amostras analisadas apresentou enumera es abaixo do limite estabelecido pelo padr o microbiológico brasileiro que determina um limite de 103 células de B. cereus por gama do alimento.
Contamina o por ácaros em arroz polido e feij o comercializados a granel  [cached]
Franzolin Marcia R,Baggio Domingos
Revista de Saúde Pública , 2000,
Abstract: OBJETIVO: Avaliar a situa o de contamina o por ácaros em gr os comercializados a granel em nove mercados municipais da cidade de S o Paulo, no período de novembro/1989 a novembro/1990. MéTODOS: Foram analisadas microscopicamente após tamisa o 25 amostras de arroz polido e 53 de feij o, semanalmente até completar 42 dias, mantidas à temperatura ambiente. Outras alíquotas das amostras foram mantidas em estufa a 25°C e 75% de umidade relativa do ar (URA), durante 28 dias. RESULTADOS: As amostras apresentaram-se negativas para ácaros no primeiro dia de análise, sendo detectados após incuba o. As amostras mantidas em estufa apresentaram maior percentual de exames positivos para ácaros (incidência): 31,7% (1.845 ácaros). As amostras mantidas no ambiente apresentaram 6,9% (45 ácaros). As amostras de arroz polido apresentaram maior contamina o do que as amostras de feij o. O maior percentual de ácaros ocorreu em temperatura média mensal de laboratório de 21,5oC a 22,5°C (37,8%) e a uma umidade de 73,5% a 74,5% (31,1%). CONCLUS ES: A espécie predominante foi Tyrophagus putrescentiae. A popula o de ácaros apresentou maior prolifera o na primavera, ver o e início do outono, devido à influência da temperatura e da URA.Tais resultados confirmam a importancia de aprimorar o armazenamento de gr os, visando a n o prolifera o de ácaros.
Contamina o fúngica em ra es para camar es cultivados  [cached]
Maria Christina Sanches Muratori,Maria Marlúcia Gomes Pereira,Amilton Paulo Raposo Costa,Antonio Augusto Nascimento Machado Junior
Comunicata Scientiae , 2013,
Abstract: Objetivou-se neste trabalho avaliar a qualidade da ra o, fornecida a camar es cultivados, pormeio da contagem de fungos. Foram coletadas 144 amostras de ra o em quatro propriedadescarcinicultoras randomicamente sorteadas e designadas por letras. O delineamento experimentalfoi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2 x 3 x 2 x 4 (períodos do ano, fases de cultivo,condi o da embalagem e propriedades), com três repeti es, representadas por amostras de100 g de ra o. Alíquotas das dilui es 10-1 a 10-3 foram semeadas em placas de Petri contendoDichloran Rose Bengal Cloranfenicol e incubadas por sete dias a 28 oC. Os dados passaram portransforma o logarítmica (log 10(x+1)) e foram submetidos à análise de variancia. Para compara odas médias, realizou-se o teste Duncan, com p<0,05. Das amostras analisadas, 136 (94,4 %)apresentaram contamina o por fungos. Foi verificada a ocorrência de esporos de fungos,mesmo em amostras obtidas de embalagens íntegras. As contagens no período seco oscilaramentre 1,43 e 2,72 UFC/g e no chuvoso entre 2,10 e 5,95 UFC/g, havendo, neste período, diferen asignificativa entre propriedades, fases de cultivo e, em duas propriedades, houve diferen a quantoà condi o das embalagens. Conclui-se que as ra es utilizadas apresentam contamina o poresporos de fungos e que as condi es climáticas e de manipula o das embalagens favorecema contamina o da ra o.
Compara o das respostas em neonatos normais para emiss es otoacústicas evocadas nos equipamentos: ILO 292 e ILO Ecocheck  [cached]
Scamatti Fernanda C.,Soares Elaine,Chiriboga Luís M.
Revista Brasileira de Otorrinolaringologia , 2003,
Abstract: O equipamento portátil (ILO ECOCHECK, AUDX, entre outros) é uma outra alternativa, além dos aparelhos tradicionais (ILO 292, Byologic, Celesta, etc.) para a triagem auditiva em neonatos. OBJETIVO: Realizamos Emiss es Otoacústicas Evocadas Transitórias com os dois equipamentos, em 88 recém-nascidos normais sem risco auditivo para observar as respostas obtidas, procurando determinar, assim, a concordancia entre os dois equipamentos. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. RESULTADO: Observamos que os neonatos que falharam no ILO 292 também falharam no ILO ECOCHECK, no entanto, nem todos que falharam no ILO ECOCHECK falharam no ILO 292. Também notamos que os que falharam no ILO ECOCHECK apresentaram ausência de resposta na primeira banda de freqüência analisável do ILO 292. CONCLUS O: Concluímos que o equipamento portátil mostrou-se mais rigoroso na caracteriza o do exame normal do que o critério de normalidade utilizado na avalia o do exame convencional.
Comportamento de espécies herbáceas em misturas de solo com diferentes graus de contamina o com metais pesados  [cached]
Carneiro Marco Aurélio Carbone,Siqueira José Oswaldo,Moreira Fátima Maria de Souza
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2002,
Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar, em casa de vegeta o, o comportamento de espécies herbáceas em rela o ao excesso de Cd e Zn no solo. O gradiente de contamina o foi estabelecido a partir de mistura de solo contaminado com solo sem contamina o em diferentes propor es. As sementes foram semeadas em tubetes contendo 250 mL de solo, e após 90 dias as plantas foram colhidas e avaliadas. A maioria das espécies apresentou redu o no crescimento com aumento da contamina o do solo e elevadas concentra es de Cd e Zn na matéria seca da parte aérea (MSPA), na mistura com 15% de solo contaminado. A espécie Pffafia sp. mostrou-se tolerante à contamina o, crescendo em misturas de solo contendo até 90 mg kg-1 de Cd e 1.450 mg kg-1 de zinco. Além disso, apresentou concentra o superior a 100 mg kg-1 de Cd na MSPA, sendo considerada hiperacumuladora desse metal. Sida glaziovii, Bidens pilosa, Rhynchelytrum repens, Cenchrus echinatus e Nicandra physaloides, por sua vez, foram severamente afetadas pela contamina o, ao contrário de Trifolium repens, Euchlaena mexicana, Cynodon dactylon, Avena strigosa, Cenchrus ciliares e Cyperus sp. que apresentaram crescimento satisfatório. As espécies avaliadas mostram-se promissoras para estudos adicionais sobre a reabilita o de áreas contaminadas com metais pesados.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.