oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Favorecer-se outro. Corpo e filosofia em Contato Improvisa o
Cynthia Farina,Roselaine Albernaz
Educa??o : Revista do Centro de Educa??o UFSM , 2009,
Abstract: Este texto ensaia com uma pergunta combustível: como levar para uma escrita científica sobre processos de forma o o pensamento surgido no contato entre corpos em dan a? Dito de outro modo, como produzir um conhecimento rigoroso com os efeitos de sensa es irrompidas entre corpos dan ando Contact Improvisation? Como escrever sobre um processo coletivo de forma o de professores com experiências estéticas e conceituais que investiga suas próprias formas de express o? E de maneira mais ampla, como produzir um conhecimento em educa o que se experimenta corporal e coletivamente? Seguramente, percebe-se o risco e a ousadia da empreitada. Mas parece que é hora de praticar academicamente esta rela o que os campos do saber na atualidade d o por sentada: que corpo e mente, sensível e inteligível, sujeito e objeto, d o-se um pelo outro e ao mesmo tempo. Pretende-se aqui praticar essas rela es nas próprias formas de saber que se configuram neste ensaio. Pretende-se acolher a dimens o filosófica que ativa esta dan a e a dimens o sensorial que vive nas filosofias da diferen a. Palavras-chave: Dan a. Corpo. Contact Improvisation. Forma o. Escrita.
A pessoa idosa e o corpo: uma transforma o inevitável.  [cached]
Tania Maria de Oliva Menezes,Regina Lúcia Mendon?a Lopes,Rosana Freitas Azevedo
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2009,
Abstract: Atualmente, as idades s o percebidas como parte do passar do tempo, que é expresso no corpo das pessoas. No imaginário social, o envelhecimento é um processo marcado por desgaste, limita es, perdas físicas e de papéis sociais. As perdas s o vistas como problemas de saúde, expressas, em grande parte, na aparência do corpo. Estudo descritivo, exploratório, qualitativo, de ilumina o fenomenológica segundo o referencial de Maurice Merleau-Ponty, que teve como objetivo compreender a percep o que o idoso tem do próprio corpo em envelhecimento. Sete idosos, ambos os sexos, idades entre 75 a 83 anos de uma comunidade de Salvador-Bahia participaram da pesquisa. Cinco unidades de significado foram construídas. O corpo que está envelhecendo é percebido pelo idoso como corpo que traz mudan as físicas que, nem sempre, s o incorporadas facilmente; apresenta perdas; tem dificuldades de perceber o envelhecimento; se mostra em descompasso com a rapidez da mente; se mostra uma realidade. Tais unidades possibilitaram a constru o da unidade de significa o “o corpo encarnado é percebido no processo de envelhecimento a partir de signos físicos”. Apreendeu-se que integra o processo de ser-no-mundo, vislumbrar o crescimento e o desenvolvimento como movimentos naturais do humano, pois, o envelhecimento é uma possibilidade que se apresenta.
Corpo, tecnologia e storiografia  [cached]
Siegfried Mattl
Scienza & Politica : per una Storia delle Dottrine , 1998, DOI: 10.6092/issn.1825-9618/2943
Abstract: Corpo, tecnologia e storiografia
Será o corpo humano obsoleto?  [cached]
Gaya Adroaldo
Sociologias , 2005,
Abstract: Este artigo analisa a transforma o do corpo humano natural em dire o ao corpo bi nico, pleno de artificialidades. Examina-se, por um lado, a dan a de Isadora Duncan como express o do corpo natural em que se explicita a filosofia de Rousseau. Linguagem gestual de adequa o do movimento a um projeto artístico e político. A estética dos pés descal os, roupas soltas, movimentos ondulatórios. A libera o dos códigos convencionais que aprisionam o corpo, numa sociedade datada da segunda metade do século XIX. Por outro lado, o projeto "Primus Posthuman" é trazido como protótipo de corpo do futuro. Corpo completamente manejável pela tecnociência. Desenhado para superar todos os defeitos do corpo biológico.Um corpo bi nico.Uma máquina para a qual, em breve, ser o transportados os conteúdos da mente. Sociedade do século XXI. A despedida do corpo biológico. Mundo virtual. Mundo das máquinas. A morte do corpo humano?
Epidemias
Barata, Rita de Cássia Barradas;
Cadernos de Saúde Pública , 1987, DOI: 10.1590/S0102-311X1987000100002
Abstract: epidemics, a subject that has been present since the beginnings of man's history, is treated in this article with special emphasis on the changes that the concept underwent during the course of history and on the several pratices of control that were developed in response to it. scientists ans thisnkers of different periods are quoted, in search of a picture of these historical changes.
Epidemias: un nuevo objeto sociotécnico  [cached]
Francisco Tirado,José A. Ca?ada
Convergencia , 2011,
Abstract: Las epidemias se han convertido en un objeto de interés para las ciencias sociales. éstas se caracterizan normalmente como objeto de pánico o situación biopolítica. Tales perspectivas olvidan que las epidemias impactan directamente en nuestra cotidianidad. Para analizar ese impacto conviene conceptualizarlas como objetos sociotécnicos. Nuestro artículo presenta esa perspectiva. Analizando material de prensa, información especializada publicada en revistas como Science o editada por instituciones sanitarias mostramos cómo las epidemias subvierten los principales límites de nuestra realidad cotidiana: humano-animal, local-global, política-naturaleza y sano-patológico. Argüiremos que tras esa ruptura se produce instantáneamente una reconstrucción de los mismos basada en las siguientes características: a) la medicina adquiere una fuerza especial en la definición de tales límites, b) aparece la conceptualización de una "excepcionalidad biológica" como mecanismo de inteligibilidad básico para comprender el mencionado fenómeno de reconstrucción y c) se actualiza un determinado régimen sobre lo corporal.
Morfogênese in vitro e susceptibilidade de calos de variedades nacionais de cana-de-a úcar (Saccharum officinarum L.) a agentes seletivos utilizados em sistemas de transforma o genética  [cached]
LIMA MARCELO AGUIAR COSTA,GARCIA RENATA DE OLIVEIRA,MARTINS GILBERTO SACHETTO,MANSUR ELISABETH
Brazilian Journal of Botany , 2001,
Abstract: Foi avaliada a morfogênese in vitro a partir de explantes de folha imatura excisados de plantas de duas variedades nacionais (RB739735 e RB72454) de cana-de-a úcar (Saccharum officinarum L.), mantidas em campo. Os explantes foram obtidos de plantas com 6-9 meses e cultivados em meio MS sólido suplementado com 2,4-D a 9 miM. As culturas foram mantidas no escuro, durante quatro semanas. A eficiência de forma o de calos foi influenciada pelo genótipo. Os calos derivados da variedade RB72454 eram mucilaginosos e n o originaram plantas. Explantes da variedade RB739735 formaram calos amarelos friáveis e embriogênicos (tipo II), que mantiveram sua capacidade proliferativa por, pelo menos, seis meses. Após transferência para meio MS sem reguladores de crescimento e em condi es de ilumina o, 56% desses calos originaram plantas, resultando na produ o de, em média, 50 plantas por calo, após dois meses de cultura. As plantas continuaram a se desenvolver, originando novos brotos após transferência para meio MS0 líquido, n o sendo observadas anormalidades fenotípicas. A inibi o do desenvolvimento dos calos em resposta a diferentes concentra es de antibióticos usados em protocolos de transforma o genética foi também avaliada. Foi observada inibi o na presen a de canamicina a 128,7 miM e de higromicina a 94,8 miM. N o foi obtido nenhum efeito inibidor do antibiótico geneticina (G418), em concentra es entre 43,3 e 86,6 miM.
Corpo e contemporaneidade  [cached]
Teresa Cristina Carreteiro
Psicologia em Revista , 2005,
Abstract: As sociedades ocidentais contemporaneas apresentam característicasque merecem ênfase: o enfraquecimento dos coletivos institucionalizados,o culto do individualismo temperado pelo surgimentode novos coletivos, a importancia do sucesso, a press o daurgência, a prioridade dada ao ato e a ilus o da idéia do absoluto.Tais características oferecem um quadro necessário para o centramentosobre o corpo. O artigo afirma que o corpo tornou-se umdos valores predominantes do mundo contemporaneo. Ao longodo texto, s o estudados alguns aspectos que o corpo tem adquiridona atualidade: corpo território, corpo viril, corpo excesso, corpobeleza. A conclus o discute o lugar do corpo como um sintomacontemporaneo, fazendo surgir uma patologia narcísica específica,que gera conseqüências importantes nas concep es subjetivas esociais.
Para uma história das epidemias entre os Guarani  [cached]
Francisco S. Noelli,André Luis R. Soares
Diálogos , 2010, DOI: 10.4025/dialogos.v1i1.349
Abstract: Este trabalho procura chamar à aten o para a necessidade de se inaugurar o estudo das epidemias entre os Guarani. Existem fontes suficientes e seu conteúdo revela que os pesquisadores ignoraram sistematicamente a a o de doen as mortais entre as densas popula es Guarani da bacia platina. A pesquisa das epidemias no Brasil meridional e adjacências possui grande potencial para contribuir na forma o de uma historiografia renovada sobre forma o das sociedades brasileira, paraguaia e argentina, bem como para entendermos a catástrofe que se abateu sobre os povos indígenas da regi o.
A inquietante estranheza do corpo e o diagnóstico na adolescência  [cached]
Dias Sandra
Psicologia USP , 2000,
Abstract: O texto aborda a adolescência como um momento em que ocorrem transforma es na rela o do sujeito com o seu corpo e com os la os amorosos e sociais. A teoria freudiana destaca nesta fase duas grandes transforma es: um novo fim sexual e a escolha do objeto sexual ao lado de uma nova excita o sexual da qual o sujeito n o pode escapar. é o momento em que há o risco de pane e uma tendência a agir como solu o para os impasses. Esse agir decorre da descoberta que o corpo se torna estranho. O corpo familiar da primeira infancia é perdido e em seu lugar aparece um mal-estar em rela o ao corpo. A impossibilidade do luto do corpo perdido ao lado da queda dos ideais e da separa o dos pais conduz ao alto índice de tentativas de morte, muitas vezes mascaradas através de jogos e condutas arriscadas dos adolescentes. Perceber a forma como esse corpo se torna estranho e fonte de angústia, permite estabelecer índices diagnósticos. Esses poder o servir para se antecipar a uma a o que conduza ao pior, em virtude do desencadeamento de uma psicose muitas vezes confundida com a crise narcisista própria da idade.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.