oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Trabalho, escolaridade e saúde reprodutiva: um estudo etno-epidemiológico com jovens mulheres pertencentes a uma coorte de nascimento  [cached]
Gon?alves Helen,Gigante Denise
Cadernos de Saúde Pública , 2006,
Abstract: Em 2001, realizou-se em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, um estudo etno-epidemiológico com mulheres jovens que residiam em 27% dos setores censitários da cidade, pertencentes ao estudo de coorte dos nascidos em 1982. Os fatores associados à gravidez juvenil foram investigados por meio de um estudo de caso-controle. Os casos (n = 420) foram identificados pelo Sistema Nacional de Registro de Nascidos Vivos e o grupo controle incluiu 408 jovens sem filhos. Para entender os fatores e significados sócio-culturais da gravidez até 19 anos, o componente etnográfico foi desenvolvido com 23 mulheres. Levando-se em conta a possibilidade de complementa o entre as duas abordagens utilizadas, foram privilegiados, por sua importancia na juventude e na sua transi o para a fase adulta, trabalho, escolaridade, sexualidade e saúde reprodutiva. Os resultados demonstraram associa o linear inversa entre a idade do primeiro namoro e paridade (p < 0,001). Priorizando os contextos e valores sociais (tradicionais e/ou modernos), foi possível compreender que a gravidez é uma decorrência positiva do envolvimento afetivo com o companheiro; exp e a sexualidade juvenil; confere novo status no grupo e dá certa autonomia social.
Surdez súbita  [cached]
Maia Roberto Alcantara,Cahali Samir
Revista Brasileira de Otorrinolaringologia , 2004,
Abstract: A surdez súbita se caracteriza como uma surdez sensorioneural de aparecimento abrupto e sem causa conhecida. Seu acometimento é quase sempre unilateral, sendo acompanhada de zumbidos em aproximadamente 80 por cento dos casos e de tonturas em 30 por cento. O diagnóstico diferencial inclue algumas doen as infecciosas, hematológicas, neurológicas e, principalmente, o schwannoma vestibular. A etiopatogenia da surdez súbita é desconhecida, sendo portanto aventadas algumas hipóteses: a hipótese vascular é muito bem aceita, sendo comprovada em alguns estudos experimentais; a hipótese viral, também bastante reconhecida, tem sérias dificuldades na sua comprova o laboratorial; a hipótese auto-imune, mais recentemente relatada, tem o forte respaldo de estudos imunolaboratoriais a seu favor; finalmente, a hipótese de ruptura de membranas (teoria da fístula) vem perdendo terreno em fun o da sua difícil comprova o. A tendência atual é considerar a surdez súbita como uma afec o de etiopatogenia multifatorial. O tratamento da surdez súbita é o tópico de maior controvérsia. Os corticóides e as drogas vasodilatadoras s o as op es mais utilizadas muito em fun o de sua fácil prescri o associada ao baixo custo. O estudo individualizado de cada caso tende a preconizar diferentes atitudes terapêuticas nos pacientes acometidos pela surdez súbita. Desta forma, diferentes formas de tratamento devem ocupar o espa o dos famosos protocolos de tratamento descritos por inúmeros autores.
A surdez de Beethoven, o desafio de um gênio
Bento, Ricardo Ferreira
Arquivos Internacionais de Otorrinolaringologia , 2009,
Abstract: Introdu o: Ludwig van Beethoven, um dos maiores compositores da história, foi atormentado em toda sua vida por uma surdez progressiva sem diagnóstico definitivo. Muitos autores publicaram estudos sobre as possibilidades etiológicas da surdez do gênio da música com diferentes explica es sobre sua perda auditiva. Neste trabalho o autor discute as implica es da surdez progressiva de Beethoven na cria o de sua obra, bem como considera es etiológicas de sua doen a. Teria tido Beethoven a mesma genialidade que mostrou em suas sinfonias caso ele n o tivesse hipoacusia e zumbido? Qual a influência que sua surdez teve sobre sua vida e obra? Teria Beethoven possibilidade de diagnóstico mais preciso e principalmente tratamento nos nossos dias? Teríamos nós o compositor fora de série se ele apresentasse a surdez nos dias de hoje? Possivelmente, n o teríamos!
Surdez e linguagem escrita: um estudo de caso
Guarinello, Ana Cristina;Massi, Giselle;Berberian, Ana Paula;
Revista Brasileira de Educa??o Especial , 2007, DOI: 10.1590/S1413-65382007000200005
Abstract: considering sign language as deaf peoples' first language, it is possible to conceive of the insertion of the deaf into the written world. this work aims to analyze the written productions of a deaf child during his initiation into literacy. we view language as a dialogic activity, as social and historic production, that enables constitution of individuals and their language. five written texts produced between 1998 and 2002 were analyzed. these were produced by a deaf subject, r, together with his speech and language therapist. it is important to clarify that this professional was fluent in sign language, and she acted as an interpreter and interlocutor, emphasizing language as interaction and interfering in written productions when requested. during the years she worked with r, it was seen that he started to reflect upon his written production and that his attitudes towards writing changed. the fact that r and his speech and language therapist shared sign language allowed him to talk about his life and experiences; this material was then taken down as written language. thus, r started to use written language with crossovers and juxtapositions of the two languages he used: portuguese and sign language. writting became an added possibility that could reveal his uniqueness as an individual, enabling him to rebuild the history of his relations to language.
A autonomia burocrática das organiza es financeiras internacionais: um estudo comparado entre o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional The bureaucratic autonomy of international financial organizations: a comparative study between the World Bank and International Monetary Fund  [cached]
Feliciano de Sá Guimar?es
Contexto Internacional , 2012, DOI: 10.1590/s0102-85292012000100008
Abstract: O objetivo deste artigo é compreender as raz es da maior autonomia burocrática do Banco Mundial em rela o ao Fundo Monetário Internacional. Acreditamos que as raz es desta diferen a residem na burocracia com expertise mais diversificada do Banco Mundial em contraste com a burocracia de expertise mais rígida do FMI. Uma burocracia mais diversificada aumenta as possibilidades de forma o de coaliz es com ONGs em torno de policies de interesses comuns. Essas coaliz es aumentam os custos de interven o dos Estados para alterar ou barrar as policies defendidas pelo corpo burocrático. Assim, quanto maior a diversidade de expertise da burocracia internacional, maior será a possibilidade de forma o de coaliz es com ONGs em torno de policies de seu interesse e, consequentemente, maior será sua autonomia burocrática. Do ponto de vista teórico, utilizamos a teoria agente-principal para discutir burocracias internacionais. Usamos o método comparativo com base em instrumentos qualitativos de análise e estatística descritiva. The main goal of this article is to understand why the World Bank has reached more bureaucratic autonomy than the International Monetary Fund regardless the fact that both have similar institutional structures. We believe that the reason for such difference is a more diverse expertise of the World Bank compared to the IMF. We claim that a more diverse bureaucracy increases the likelihood of coalition formation with NGOs. Such coalitions aim to support policies that are important for both the bureaucracy and the NGO's. Consequently, they increase the costs for both State intervention and State control over the organization. The higher costs of intervention and control allow bureaucrats to act more freely according to their interests. Hence, our hypothesis is the following: the more diverse the bureaucratic expertise, the more likely is the formation of coalitions between bureaucracy and NGOs, and the greater the costs for State control and intervention. Higher intervention and control costs, in turn, increase bureaucratic autonomy. We use mainly qualitative research methods with some descriptive statistics.
Gest?o e autonomia escolar: um estudo comparado Brasil/Portugal
Martins, ?ngela Maria;
Revista Brasileira de Educa??o , 2011, DOI: 10.1590/S1413-24782011000100005
Abstract: this paper analyzes data from a comparative study brazil/portugal - as carried out post-doctoral and supported by capes - which were addressed issues of school organization, taking into consideration three movements: the discussion of the contemporary context in which they originate public policies of education in both countries; the examination of legal measures that govern the management and school autonomy, considering that their modification requires political negotiation processes and /or changes in the executive sphere; analysis of the vision of school leaders in both countries, taking as its premise that government programs are translated by education professionals in interactive and unpredictable processes. this work has focused on the state of sao paulo, seeing that this is a country with continental dimensions.
Gest o e autonomia escolar: um estudo comparado Brasil/Portugal  [cached]
?ngela Maria Martins
Revista Brasileira de Educa??o , 2011,
Abstract: Este trabajo analiza los datos de un estudio comparativo Portugal/Brasil - que lleva a cabo post-doctoral etapa celebrada con el apoyo de CAPES - en el que se abordó al funcio namiento de la organización escolar, teniendo en cuenta tres movimientos: el debate sobre el contexto contemporáneo, ámbito que origina las políticas de la educación pública en ambos países; el examen de las medidas legales sobre la gestión y la autonomía escolar, por considerar que su modificación requiere procesos de negociación política y /o cambios en la esfera ejecutiva; análisis de la visión de los líderes escolares en ambos países, teniendo como premisa que los programas de gobierno son traducidos por profesionales de la educación en procesos de interacción e impredecibles. Este trabajo ha cortado el estado de Sao Paulo como entidad federativa, por ser el Brasil un país con dimensiones continentales.
Surdez: um território de fronteiras/Deafness: a territory of boundaries
Madalena Klein e,Márcia Lise Lunardi,Marina Velosa Sim?es,,Raquel Silva Soares,Carmen Sanches Sampaio,Fabiano Souto Rosa,Heloísa Andréia Vicente de Matos,Ivani Rodrigues Silva,Rosana Cheffer,Liliane Ferrari Giordani,Lodenir Becker Karnopp,Zilda Maria Gesueli,Lia de Moura,Andréa da Silva Rosa,Gladis Perlin,Paula Michelle da Silva Pereira,Vanessa Regina de Oliveira Martins,Ronice Muller de Quadros,Sandra Patrícia de Faria,Tanya Amara Felipe,Fernando C. Capovilla,Alessandra G. S. Capovilla,Luis E. Behares,Kari
ETD : Educa??o Temática Digital , 2006,
Abstract: Este texto apresenta uma discuss o quanto à “centralidade da cultura” e sua importancia nas problematiza es cotidianas de grupos culturais na busca do reconhecimento de suas diferen as. Nesse sentido, pretendemos abordar a constitui o da “essencialidade” de uma cultura surda com a tentativa de apresentarmos um deslocamento dessa “pureza cultural” para um território híbrido e de fronteira. Para a constru o deste texto vamos nos valer de autores que se aproximam do campo dos estudos culturais e de uma perspectiva pós-estruturalista. Quando nos propomos a trabalhar a surdez a partir desta perspectiva, é necessário rompermos com a busca de uma “pureza cultural”, da “essência cultural”. Propomos um distanciamento da indaga o: “o que é mesmo a cultura surda?” nos interessando, sim, pelas condi es de possibilidade de diferentes nuances de culturas surdas. Procuramos trazer à discuss o os discursos dos movimentos das comunidades surdas em favor do reconhecimento das suas diferen as e especificidades culturais, considerando importante problematizá-los e localizá-los em “territórios contestados”, em que as culturas e as identidades n o s o fixas, mas sim móveis, fragmentadas e híbridas. Propomos pensar a problematiza o de uma identidade surda, de um essencialismo ou mesmo de uma autenticidade a ser definida, para ent o pensarmos em cenários onde os discursos da surdez s o levados a cena, e onde à constitui o de ser surdo deve ser entendido como uma contingência histórica e cultural. This paper presents a discussion about the “centrality of culture” and its importance on the quotidian problems found by cultural groups searching for the acknowledgement of their differences. Therefore, we intend to approach the “essentiality” constitution of a deaf culture, as an attempt to move that “cultural purity” towards a hybrid territory, a territory of boundaries. For writing this paper we have made use of the work by authors who approach the field of cultural studies and of a post-structural perspective. When we set out to perceive deafness from that perspective, it is necessary to stop seeking a “cultural purity”, the “cultural essence”. We propose taking a step back from asking “what is deaf culture anyway?”, and look for possible conditions for the different shades of the deaf culture. We want to discuss the discourse of the movements of deaf communities for the acknowledgment of their differences and cultural specificities, as we consider it important to discuss them and localize them in “contested territories”, where cultures and identities are not fixed but mob
COMUNICA O DA EQUIPE DE ENFERMAGEM COM DEFICIENTE AUDITIVO COM SURDEZ SEVERA: UM ESTUDO EXPLORATóRIO  [cached]
Carmelita Gomes Rosa,Maria Alves Barbosa,Maria Márcia Bachion
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2000,
Abstract: This exploratory study has the finality to identify related aspects to the nursing staff with the auditive handicapped patient with severe deafness. The subjects were 31 members of the nursing staff of the Medical and Surgical Clinics of a University Hospital in the State of Goiás, using a questionary as a data acess tool. The results shows us the resources used by nursing staff to promote the communication with this kind of patient, the difficults that they have and how they deal with these situation. We hope that this paper can serve as a baseline to new research in order to minimize the interaction barrier between the nursing staff and severe deaf patients.
Paism: um marco na abordagem da saúde reprodutiva no Brasil  [cached]
Osis Maria José Martins Duarte
Cadernos de Saúde Pública , 1998,
Abstract: O Programa de Assistência Integral à Saúde Mulher (PAISM) foi lan ado pelo Ministério da Saúde em 1983, sendo anunciado como uma nova e diferenciada abordagem da saúde da mulher. Paradoxalmente, o PAISM constitui-se também na primeira vez em que o Estado brasileiro prop s explicitamente, e implantou, embora de modo parcial, um programa que contemplava a regula o da fecundidade. Isso suscitou suspeitas acerca de possíveis inten es ocultas de controle da natalidade. Porém, analisando brevemente a história desse Programa e seu significado social, conclui-se que o PAISM foi pioneiro, inclusive no cenário mundial, ao propor o atendimento à saúde reprodutiva das mulheres, no ambito da aten o integral à saúde, e n o mais a utiliza o de a es isoladas em planejamento familiar. Por isso mesmo, os movimentos de mulheres, de imediato, passaram a lutar por sua implementa o. Seu conteúdo inclui plenamente a defini o de saúde reprodutiva adotada pela Organiza o Mundial da Saúde em 1988, ampliada e consolidada no Cairo em 1994 e em Beijing em 1995. Conseqüentemente, a ado o do PAISM representou, sem dúvida, um passo significativo em dire o ao reconhecimento dos direitos reprodutivos das mulheres, mesmo antes que essa express o ganhasse os diversos foros internacionais de luta.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.