oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Projeto Bambuí: um estudo de base populacional da prevalência e dos fatores associados à necessidade de cuidador entre idosos  [cached]
Giacomin Karla C.,Uch?a Elizabeth,Firmo Josélia O. A.,Lima-Costa Maria Fernanda
Cadernos de Saúde Pública , 2005,
Abstract: Este estudo tem por objetivo determinar a prevalência e os fatores associados com a necessidade de cuidador entre idosos residentes na comunidade. Foram selecionados todos os residentes na cidade de Bambuí, Minas Gerais, Brasil, com > 60 anos de idade (n = 1.742). Destes, 92% foram entrevistados e 86% examinados. A variável dependente - necessidade de cuidador - foi definida como: (1) relato de incapacidade para realizar pelo menos uma das atividades da vida diária e/ou (2) escore inferior a 13 no Mini Mental State Examen. A prevalência da necessidade de cuidador foi de 23%. Apresentaram associa es positivas e independentes com a necessidade de cuidador: idade, ser solteiro, história de alcoolismo prévio, hipertens o arterial, obesidade e uso de medicamentos prescritos. Observaram-se associa es negativas e independentes para: escolaridade, renda familiar, viver só, colesterol total > 240mmHg e ter plano privado de saúde. Assim, a necessidade de cuidador em Bambuí estava associada a piores condi es sócio-econ micas e de saúde. O cuidado dos idosos dependentes é um problema de saúde pública.
Hipertens o arterial em idosos: prevalência, fatores associados e práticas de controle no Município de Campinas, S o Paulo, Brasil  [cached]
Zaitune Maria Paula do Amaral,Barros Marilisa Berti de Azevedo,César Chester Luiz Galv?o,Carandina Luana
Cadernos de Saúde Pública , 2006,
Abstract: Este estudo teve como objetivo avaliar a prevalência da hipertens o arterial referida em idosos de Campinas, S o Paulo, Brasil, identificando os fatores associados, o uso de servi os de saúde e o conhecimento e as práticas quanto às op es do tratamento. Trata-se de estudo transversal, de base populacional, com amostra de conglomerados, estratificada e em múltiplos estágios. A análise dos dados referentes aos 426 indivíduos (sessenta anos e mais) levou em conta o desenho amostral e o efeito do delineamento. A prevalência de hipertens o foi de 51,8% (46,4% nos homens e 55,9% nas mulheres) e mostrou-se mais elevada em idosos: com menor escolaridade (55,9%), migrantes de outros estados (60,2%) e com sobrepeso ou obesidade (57,2%). Os resultados indicam que os servi os de saúde est o garantindo o acesso ao atendimento médico (71,6% visitam o médico regularmente) e aos medicamentos (86,7% tomam medicamento de rotina), sem distin o de nível sócio-econ mico. Persistem, no entanto, desigualdades sociais quanto ao conhecimento e utiliza o de outras práticas de controle da press o arterial, como dieta adequada e atividade física, que s o insuficientemente utilizadas também pelos segmentos socialmente mais favorecidos.
Auto-avalia o da saúde bucal entre adultos e idosos residentes na Regi o Sudeste: resultados do Projeto SB-Brasil, 2003  [cached]
Matos Divane Leite,Lima-Costa Maria Fernanda
Cadernos de Saúde Pública , 2006,
Abstract: O objetivo deste estudo foi verificar quais fatores de predisposi o e facilita o, da condi o de saúde bucal, de necessidade de tratamento e de comportamento est o associados à auto-avalia o da saúde bucal entre adultos (35-44 anos) e idosos (65-74 anos) residentes na Regi o Sudeste do Brasil. Fizeram parte deste trabalho 3.240 pessoas participantes do Projeto SB-Brasil/Regi o Sudeste. As características daqueles que avaliaram a sua saúde bucal como ótima ou boa foram comparadas às daqueles que avaliaram como regular, ruim ou péssima. No modelo final, as características independentemente associadas à melhor auto-avalia o da saúde bucal entre os adultos foram renda domiciliar per capita > R$ 181,00, n o necessidade atual de tratamento odontológico, município de residência com mais de 50 mil habitantes e visita ao dentista há > 3 anos. Entre os idosos foram: renda domiciliar per capita > R$ 181,00, n o necessidade atual de tratamento odontológico e possuir entre 1 a 19 dentes. Nossos resultados confirmam estudos de outros países, mostrando a existência de associa es entre auto-avalia o e fatores de predisposi o e facilita o, condi o de saúde bucal, necessidade de tratamento e comportamento.
Fatores sistêmicos associados a doen a periodontal em idosos
Consuelo Penha Castro,Claudia Maria Coelho Alves,Fernanda Ferreira Lopes
Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano , 2010,
Abstract: O envelhecimento é um processo fisiológico, ocorrendo em todo o corpo e diferenciando-se entre os tecidos, em indivíduos acima de 60 anos; a cavidade oral do idoso apresenta uma alta incidência de cárie e les es periodontais e as patologias orais podem ter implica es em outros órg os, já que a mesma n o pode ser vista como órg o isolado. Estudos clínicos mostram que as periodontopatias levam a pessoa a ter um risco maior de apresentar doen as cardiovasculares e outras altera es sistêmicas quando comparadas com indivíduos com gengiva sadia. Estas doen as periodontais constituem-se em um grave problema de saúde pública odontológica, distribuindo-se de forma diferenciada quanto à gravidade, faixa etária e outros fatores. O objetivo deste estudo foi buscar na literatura artigos sobre a participa o de fatores sistêmicos associados à periodontite em idosos.
Estudo de base populacional sobre o consumo de medicamentos entre idosos: Projeto Bambuí  [cached]
Loyola Filho Ant?nio I. de,Uchoa Elizabeth,Firmo Josélia de Oliveira Araújo,Lima-Costa Maria Fernanda
Cadernos de Saúde Pública , 2005,
Abstract: Investigou-se a prevalência e fatores associados ao consumo de medicamentos prescritos e n o prescritos entre idosos (60 anos ou mais). Participaram deste trabalho 1.606 (92,2%) dos 1.742 idosos residentes na cidade de Bambuí, Minas Gerais, Brasil. Entre os participantes, 1.281 (79,7%) e 274 (17,1%) haviam consumido medicamentos prescritos e n o prescritos nos últimos noventa dias, respectivamente. O consumo de medicamentos prescritos esteve associado ao sexo feminino, idade (70-79 e > 80 anos), renda familiar (maior), estado de saúde (pior) e número de consultas médicas (maior). O uso de medicamentos n o prescritos apresentou associa o negativa com consulta médica e associa o positiva com sexo (feminino) e consulta a um farmacêutico. Os fatores associados ao consumo de medicamentos prescritos e n o prescritos verificados neste trabalho foram semelhantes aos observados em estudos conduzidos em outros países. Diferentemente deles, nosso estudo mostrou um menor consumo de medicamentos prescritos entre idosos com pior situa o sócio-econ mica. Nossos resultados sugerem, ainda, que a automedica o entre idosos esteja sendo utilizada em substitui o à aten o formal à saúde.
Projeto Memória e Envelhecimento: capacitando profissionais e aprimorando aspectos cognitivos em idosos institucionalizados  [cached]
Edvaldo Soares,Tamara Pereira de Oliveira,Patrícia Sayuri Komatsu,Stella Maira Demartini
Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano , 2010,
Abstract: O aumento da popula o idosa é um fen meno mundial e traz consequências diversas, n o só em termos de saúde, mas também em termos econ micos. Uma dessas consequências é a institucionaliza o. O projeto, em execu o em duas institui es residenciais de longa permanência para idosos (IRLPi) localizadas na cidade de Marília - SP, tem como objetivos: a) capacitar equipe multidisciplinar para atuar em IRLPi’s; b) elaborar e promover atividades que melhorem a qualidade de vida, com enfoque especial na preserva o da saúde mental; c) estudar as condi es de saúde geral e mental dos idosos institucionalizados. O projeto foi implantado em três fases: 1 - coleta de dados e elabora o de plano de atividades; 2 - aplica o de atividades; 3 - avalia o/análise de resultados. Em rela o à fase 1, os dados foram colhidos por meio de três formulários, mediante os quais se verificaram dados institucionais, dados sociais e saúde geral. Os dados referentes à saúde foram colhidos a partir da medica o de uso contínuo. Todos os dados foram lan ados em banco de dados (Access) e submetidos à análise estatística descritiva. Dados referentes à saúde mental foram confirmados pela aplica o de testes clínicos da escala geriátrica de depress o e do Mini-Exame do Estado Mental (GDE e MMSE-T nas siglas em inglês).
Projeto Bambuí: maneiras de pensar e agir de idosos hipertensos  [cached]
Firmo Josélia Oliveira Araújo,Lima-Costa Maria Fernanda,Uch?a Elizabeth
Cadernos de Saúde Pública , 2004,
Abstract: As maneiras de pensar e de agir de idosos frente à hipertens o arterial foram investigadas, utilizando-se uma abordagem antropológica baseada no modelo de Signos, Significados e A es 1. Participaram do trabalho 26 idos os (> 60 anos), selecionados aleatoriamente entre hipertensos participantes da linha de base da coorte de Bambuí. O eixo organizador das narrativas mostrou uma clara distin o entre "problema de press o" e "press o alta". A "press o alta" é desencadeada especialmente por problemas familiares e pode ser facilmente reconhecida pela identifica o de algumas manifesta es específicas; o que é considerado problemático é o momento em que a press o sobe, único momento em que as interven es s o vistas como necessárias. Desta forma, a importancia de buscar o tratamento ou seguir corretamente a prescri o médica fica dependente da identifica o de um aumento da press o, seja pela presen a de sintomas específicos, seja pela presen a de condi es subjetivas favoráveis à eleva o da press o arterial. Dificuldades financeiras para a obten o da consulta médica e para a aquisi o dos medicamentos s o também identificadas pelos idosos como fatores que dificultam o início ou a continuidade do tratamento da hipertens o arterial.
Projeto Bambuí: a experiência do cuidado domiciliário por esposas de idosos dependentes  [cached]
Giacomin Karla C.,Uchoa Elizabeth,Lima-Costa Maria Fernanda F.
Cadernos de Saúde Pública , 2005,
Abstract: O presente trabalho tem por objetivo investigar as características do processo de cuidar e a experiência de mulheres que cuidam de seus maridos idosos em Bambuí, Minas Gerais, Brasil. Entre os participantes do Projeto Bambuí, selecionaram-se dez idosos que necessitavam de cuidador e disseram ser cuidados por suas esposas. As dez esposas foram entrevistadas, utilizando-se de um roteiro de quest es, com os grandes eixos temáticos sugeridos pela literatura. A análise dos dados inspirou-se na corrente interpretativa da antropologia e nos remete a uma cultura que define o papel, as responsabilidades e as obriga es da mulher, determina as regras que regem as rela es conjugais, dita normas e modelos de comportamento e estabelece que cuidar de um idoso dependente é uma obriga o "natural" da mulher. Apesar de todas as evidências, as mulheres têm dificuldade em dissociar o cuidado de seu papel de esposas e em admitir o fardo. Cuidador e necessitados de cuidados vivem a dura realidade da incapacidade funcional, de modo integral, intuitivo e improvisado. Essa reflex o refor a a responsabilidade pela sistematiza o do cuidado domiciliário no nosso meio.
Estudo de base populacional dos fatores associados ao desempenho no Mini Exame do Estado Mental entre idosos: Projeto Bambuí
Valle, Estev?o Alves;Castro-Costa, érico;Firmo, Josélia O. A.;Uchoa, Elizabeth;Lima-Costa, Maria Fernanda;
Cadernos de Saúde Pública , 2009, DOI: 10.1590/S0102-311X2009000400023
Abstract: the aim of this study was to examine factors associated with cognitive functioning in community-dwelling older adults with low schooling. 1,588 subjects residing in bambuí, minas gerais state, brazil, and aged > 60 years participated in this cross-sectional study. multivariate ordinal logistic regression was used to assess associations between exploratory variables and the mini-mental state examination score (mmse): < 13 (below the 5th percentile), 14-21 (between the 5th percentile and the lowest quintile), and > 22. lower mmse scores were significantly and independently associated with age > 80 years (or: 2.20; 95%ci: 1.52-3.48), male gender (or: 2.20; 95%ci: 1.52-3.38), < 3 complete years of schooling (or: 5.92; 95%ci: 3.92-8.94), lack of spouse (or: 1.91; 95%ci: 1.39-2.62), vegetable and fruit consumption less than 5 times a week (or: 1.94; 95%ci: 1.39-2.62), and depressive symptoms (or: 1.94; 95%ci: 1.39-2.62). the results suggest that individuals with poor mmse performance also have other markers of vulnerability.
Projeto Bambuí: um estudo de base populacional da prevalência e dos fatores associados à necessidade de cuidador entre idosos
Giacomin, Karla C.;Uch?a, Elizabeth;Firmo, Josélia O. A.;Lima-Costa, Maria Fernanda;
Cadernos de Saúde Pública , 2005, DOI: 10.1590/S0102-311X2005000100010
Abstract: the objective of this study was to determine the prevalence and factors associated with the needs of caregivers for older adults living in the community. all residents (n = 1,742) of bambuí, minas gerais state, brazil (15,000 inhabitants) aged > 60 years were selected. of these, 92% were interviewed and 86% were examined. the dependent variable "need for a caregiver" was defined as the inability to perform at least one of the basic activities of daily living and/or a mini mental score under 13. some 23% of the elderly required caregivers. after adjustment for confounding, independent and positive associations with the need for a caregiver were found for: age, single marital status, history of alcohol abuse, hypertension, obesity, and use of > 2 prescription drugs. independent and negative associations were found for: level of schooling, familiar income, living alone, total cholesterol > 240mmhg, and having a private health plan. those requiring caregivers presented evidence of worse socioeconomic and health status. the study provides evidence that care of the dependent elderly is a public health problem.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.