oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Perfil sociodemográfico e profissional dos enfermeiros da aten o básica à saúde de Cuiabá - Mato Grosso
áurea Christina Paula Corrêa,Emerson Francisco de Araújo,Ant?nio César Ribeiro,Inês de Cássia Franco Pedrosa
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2012,
Abstract: Estudo descritivo de abordagem quantitativa e delineamento transversal que objetivou tra ar o perfil sociodemográfico e profissional dos enfermeiros da rede básica de saúde de Cuiabá-MT. Compuseram a amostra 79 enfermeiros das Unidades Básicas do município que responderam um instrumento fechado de coleta de dados com a contempla o de aspectos relacionados ao perfil do sujeito-enfermeiro. A análise dos dados possibilitou concluir que: 88,6% s o do sexo feminino; a maioria encontra-se na faixa etária dos 26 aos 30 anos (26,6%); 57% nasceram em Mato Grosso; 49,4% est o casados e 32,9% pertencem à classe econ mica B1; graduados há menos de cinco anos correspondem a 48,1%; 73,4% possuem curso de pós- gradua o lato sensu e 0% realizou curso stricto sensu; 88,6% participaram de capacita es/atualiza es com carga horária superior a 40 horas nos últimos cinco anos. Quanto ao vínculo empregatício, 58,2% submetiam-se a contratos temporários. O estudo aponta para a necessidade de investimentos no trabalho e na educa o continuada para sanar a situa o precária.
Processo de alta hospitalar da crian a: percep es de enfermeiros acerca dos limites e das potencialidades de sua prática para a aten o integral  [cached]
Raquel Vicentina Gomes de Oliveira Silva,Flávia Regina Souza Ramos
Texto & Contexto - Enfermagem , 2011,
Abstract: La integralidad es uno de los pilares del Sistema Brasile o de Salud y la búsqueda de su aplicación debe producirse en diferentes niveles y servicios de salud y, especialmente, en la capacidad de articularlos. El objetivo del estudio fue identificar las percepciones de los enfermeros sobre los límites y las posibilidades de su trabajo para la integralidad del cuidado, en lo que se refiere a la relación: atención hospitalaria y atención básica en el proceso del alta hospitalaria del ni o. Se trata de una investigación cualitativa de tipo descriptivo, con la participación de 13 enfermeras: siete de la atención hospitalaria y seis de la atención básica, de un municipio de la región sur del Brasil. Los resultaron mostraron como principal límite la falta de comunicación entre las dos esferas, y como potencialidades, la amplia cobertura de los equipos de la Estrategia de Salud Familiar. Se concluye que desde la perspectiva de la integralidad, es necesario que los profesionales involucrados en esa práctica repiensen su actuación, con el objetivo de modificar la actual situación.
Family health teams: profile of the physicians and nurses in Londrina, Paraná, Brazil Estratégia da saúde da família: perfil dos médicos e enfermeiros, Londrina, Paraná  [cached]
Rosangela Aparecida Pimenta Ferrari,Zuleika Thomson,Regina Melchior
Semina : Ciências Biológicas e da Saúde , 2005,
Abstract: This study is a descriptive quantitative investigation to describe the profile of the members of the family health teams in Londrina, Paraná. Data were collected in August and September, 2003. In order to analyze quantitative data, the Epi-Info program was used. The city of Londrina reckoned on 188 health professionals (94 physicians and 94 nurses), out of which 89 nurses (94,7%) and 82 physicians (87,2%) took part in this research. Over fifty percent of the physicians were male, the average age being 42,2 years old. Among the nurses, the female prevailed, average age being 33,9 years old. Most of the physicians had already worked for more than 9 years in the collective health area, while most of the nurses had worked in this area for less than 9 years. Almost all the nurses and about 50% of the physicians had worked for more than two years in ESF (Family Health Teams). Concerning formal education, more than 74% of the physicians and 93,2% of the nurses answered that they had completed graduate courses: 45% of the physicians and 70% of the nurses, in Collective Health. In face of these results, it was verified that the physicians and the nurses of the family health teams in Londrina had significant professional qualification. Trata-se de um estudo descritivo quantitativo, com o objetivo de descrever o perfil dos médicos e enfermeiros das equipes da Saúde da Família, no município de Londrina, Paraná. A coleta de dados foi realizada no período de agosto a setembro de 2003 e os dados foram analisados através do programa Epi- Info. O município contava com 188 profissionais (94 médicos e 94 enfermeiros). Desse total, 89 enfermeiros (94,7%) e 82 médicos (87,2%) participaram da pesquisa. Mais da metade dos médicos era do sexo masculino, com média de idade de 42,2 anos. Entre os enfermeiros, predominou o sexo feminino, com média de idade de 33,9 anos. Grande parte dos médicos atuava há mais de nove anos na área da Saúde Coletiva, enquanto a atua o de mais da metade dos enfermeiros, nessa área, era de menos de nove anos. Quase a totalidade dos enfermeiros e pouco mais de 50% dos médicos tinham mais de dois anos de trabalho na ESF. Mais de 74% dos médicos e 93,2% dos enfermeiros haviam feito especializa o, referindo terem-na feito na área da Saúde Coletiva, respectivamente 45% e 70%. Diante destes resultados verifica-se que os médicos e os enfermeiros das equipes da Saúde da Família do município de Londrina possuíam expressiva qualifica o profissional.
Saúde da família no Estado de Mato Grosso, Brasil: perfis e julgamentos dos médicos e enfermeiros  [cached]
Canesqui Ana Maria,Spinelli Maria Angélica dos Santos
Cadernos de Saúde Pública , 2006,
Abstract: O artigo aborda o perfil sócio-demográfico e ocupacional do Programa Saúde da Família (PSF) do Estado de Mato Grosso, Brasil, apresentando os julgamentos avaliativos de médicos e enfermeiros das equipes sobre os seguintes aspectos: graus de concordancia sobre os propósitos do programa; graus de uso de meios de planejamento e de implanta o das a es de aten o básica. Trata-se de pesquisa avaliativa, que conduziu às seguintes conclus es: (1) o perfil dos profissionais confirma a tendência da feminiliza o da for a de trabalho em saúde; prevalecem os contratos precários de trabalho e a rotatividade dos trabalhadores; os rendimentos s o díspares entre as duas categorias profissionais; registraram-se esfor os de capacita o para adequar o perfil de forma o ao programa; (2) médicos e enfermeiros julgam que o programa alterou o modelo assistencial, favorecendo o controle social, a vigilancia epidemiológica e a promo o à saúde; (3) eles julgam ser elevado o grau de implanta o de várias a es de aten o básica previstas, e menor o das a es educativas, intersetoriais e de controle das doen as cr nicas e endêmicas.
Comportamentos dos enfermeiros e impacto em doentes idosos em situa o de internamento hospitalar
Maribel Carvalhais,Liliana Sousa
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2007,
Abstract: A percep o dos pacientes acerca da qualidade dos cuidados de enfermagem é determinante na sua avalia o dos cuidados de saúde. Este estudo exploratório identifica comportamentos dos enfermeiros (positivos e negativos) significativos para pacientes muito idosos (75 anos ou mais) em situa o de internamento hospitalar. Adotou-se a técnica dos incidentes críticos que foi aplicada por entrevista a 30 sujeitos. Os principais resultados indicam que os idosos hospitalizados: i) apreciam de modo positivo os comportamentos dos enfermeiros que garantem a execu o de técnicas sem causar desconforto, num contexto de amabilidade, carinho, disponibilidade e preocupa o; assim o paciente sente-se confiante, seguro e acredita que o seu estado de saúde vai melhorar; ii) consideram negativos os comportamentos dos enfermeiros associados à execu o de técnicas causando dor, principalmente se acompanhados de agressividade e indisponibilidade. Neste caso os idosos tendem a se sentirem tristes e a acreditar no agravamento do seu estado de saúde.
A rela??o dos aspectos profissionais na qualidade de vida dos enfermeiros das equipes Saúde da Família
Fernandes, Janielle Silva;Miranzi, Sybelle de Souza Castro;Iwamoto, Helena Hemiko;Tavares, Darlene Mara dos Santos;Santos, Claudia Benedita dos;
Revista da Escola de Enfermagem da USP , 2012, DOI: 10.1590/S0080-62342012000200019
Abstract: the objective of this study was to identify the professional factors affecting the quality of life of nurses working in the family health teams in the macro health region, referred to as the south triangle, in the state of minas gerais. this is a descriptive, cross-sectional study. the participants were 90 nurses, who answered a questionnaire containing the professional variables and the quality of life assessment instrument - whoqol-100. the results showed a negative impact regarding the number of jobs, unstable jobs, excessive workload and job dissatisfaction in the nurses' quality of life domains. there is a need to (re)define the public policies that control the working conditions of these professionals. actions that contribute towards improving nurses' quality of life are important, considering their strong influence on the quality of the healthcare that is delivered.
Avalia??o da implanta??o da aten??o à hipertens?o arterial pelas equipes de Saúde da Família do município do Recife (PE, Brasil)
Costa,Juliana Martins Barbosa da Silva; Silva,Maria Rejane Ferreira da; Carvalho,Eduardo Freese de;
Ciência & Saúde Coletiva , 2011, DOI: 10.1590/S1413-81232011000200026
Abstract: a avalia??o da aten??o à hipertens?o arterial pelas equipes de saúde da família do recife (pe) foi realizada por meio de uma avalia??o normativa da estrutura e do processo de trabalho e da análise de alguns elementos contextuais. para tanto, foram entrevistados os médicos e enfermeiros de uma amostra aleatória representativa que abrangeu 72 equipes e os coordenadores do programa de hipertens?o, além da análise de documentos oficiais. para defini??o do grau de implanta??o, foi utilizado um sistema de escores que permitiu classificá-lo em excelente (90-100% das atividades implantadas); satisfatório (70-79%); insatisfatório (50-69%); e crítico (<50%). foi detectada uma importante fragilidade na aten??o ao hipertenso. a ausência de coordena??o geral do programa de hipertens?o no nível central e a insipiência das coordena??es nos distritos sanitários contribuíram para o baixo desempenho encontrado. o grau de implanta??o foi considerado insatisfatório, sendo identificados problemas relativos à adequa??o da área física, deficiência de insumos, inadequada qualifica??o profissional na aten??o ao hipertenso e um insipiente uso da informa??o para o planejamento das a??es.
Sistematiza o da assistência de enfermagem: percep o dos enfermeiros de um hospital filantrópico = Systematization of Nursing Assistance: perception of the nursing professionals in a philanthropic hospital
Dirce Stein Backes,Marilene Pereira Esperan?a,Arnaldo Madruga Amaro,Iva Ema Fonseca Campos
Acta Scientiarum : Health Sciences , 2005,
Abstract: A implementa o da Sistematiza o da Assistência de Enfermagem (SAE), nas institui es de saúde, apesar da consciência de sua real importancia na prática assistencial, mais especificamente, em termos de qualifica o, individualiza o e humaniza o da assistência ao paciente, necessita romper com paradigmas estruturais, culturais, desmistificar de cren as e uma política institucional voltada para o ser humano, enquanto sujeito e agente de mudan a. Este estudo teve como objetivo relatar as percep es dos enfermeiros em rela o à implementa o da SAE em um hospital filantrópico de grande porte. Os dados apontam para a falta de instrumentaliza o e a descren a dos profissionais quanto à implementa o da SAE, associadas a fatores de ordem política, estrutural, cultural e à filosofia institucional, principalmente no que se refere à valoriza o e à autonomia clínicaconcedida à enfermagem. Mais que um processo teórico-prático, a SAE requer um espa o reflexivo com vistas à problematiza o da realidade concreta em que os enfermeiros se encontram inseridos. The implementation of a Systematization of Nursing Assistance (SNA) in health centers, despite the knowledge of its real importance inassistance practice, mainly with regards to qualification, individualization and humanization of patient assistance, needs to disrupt structural, cultural paradigms, unmystifying beliefs and institutional policies for the human being, while subject to and agent of changes. This study aimed at relating the nurses’ perceptions with regards to the implementation of SNA in a big philanthropic hospital. Data point out to the lack of instrumentalization and the professionals’ disbelief as to the implementation of SNA, associated to political, structural and culture aspects and to the institutional philosophy, mainly regarding clinic valorization and autonomy given to nursing care. More than a theoretical-practical process, SNA requires a reflexive place viewing the problematization of the concrete reality in which nursing professionals are inserted.
A percep o de enfermeiros quanto ao trabalho na UTI: uma rela o de prazer e sofrimento
Rafael Cardoso Bomfim,Daniela Arruda Soares
Ciência & Desenvolvimento , 2011,
Abstract: Esta pesquisa, de natureza qualitativa, descritiva e exploratória versa sobre a percep o dos enfermeiros quanto ao trabalho em uma UTI. Foi realizada em um hospital de médio porte, privado, locado em um município do Sudoeste Baiano, tendo como participantes seis enfermeiros que atuavam em Unidade de Terapia Intensiva. O instrumento de coleta de dados utilizado foi um questionário semi-estruturado e para a análise de conteúdo foi utilizada a categoriza o temática proposta por Bardin. Tal análise permitiu a emergência das categorias: Prazer relacionado a elementos estruturais da UTI, Prazer relacionado a elementos da assistência na UTI e Sofrimento no trabalho na UTI. Torna-se evidente, que a percep o dos enfermeiros em rela o ao seu trabalho deve ser valorizada, devido ao fato das mesmas terem implica es tanto positivas quanto negativas no trabalho desenvolvido por estes profissionais, o que impacta diretamente na qualidade da assistência prestada na UTI.
Concordancia entre enfermeiros quanto ao risco dos pacientes para úlcera por press o Agreement between nurses regarding patients' risk for developing pressure ulcer  [cached]
Carla Maria Fonseca Sim?o,Maria Helena Larcher Caliri,Claudia Benedita dos Santos
Acta Paulista de Enfermagem , 2013,
Abstract: OBJETIVOS: Avaliar a concordancia entre enfermeiros quanto à avalia o e classifica o de risco dos pacientes para desenvolvimento da úlcera por Press o. MéTODOS: Estudo descritivo exploratório realizado com 22 enfermeiros assistenciais em quatro Unidades de Terapia Intensiva de hospital universitário brasileiro. Utilizou-se a escala de Braden para avalia o e classifica o do risco dos pacientes para úlcera por Press o. Para avalia o da concordancia, considerou-se o escore obtido pela pesquisadora, enfermeira especialista, como parametro ouro para compara o com os escores pontuados pelos enfermeiros assistenciais. RESULTADOS: Verificou-se concordancia geral entre os enfermeiros somente na avalia o das subescalas Percep o Sensorial, Mobilidade, Fric o e Cisalhamento. Quanto à classifica o em níveis de risco, houve concordancia apenas em duas Unidades. CONCLUS O: Foram encontradas divergências de concordancia entre os enfermeiros assistenciais e diferen a na classifica o dos pacientes em níveis de risco. OBJECTIVES: To evaluate the agreement between nurses regarding classification and assessment of patients' risk for developing pressure ulcer. Methods: A descriptive exploratory study conducted with 22 nurses in four intensive care units of Brazilian university hospitals. The Braden Scale was used for assessment and classification of the patients' risk for developing pressure ulcer. To assess agreement, we considered the score obtained by the researcher, nurse specialist, as gold standard parameter for comparison with scores punctuated by assisting nurses. RESULTS: There was general agreement among nurses only in the assessment of the subscales Sensory Perception, Mobility, Friction & Shear. For classification into risk levels, there was agreement in only two units. CONCLUSION: There were differences of agreement between assisting nurses and difference in classification of patients into risk levels.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.