oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Desenvolvimento na intera o social e no contexto histórico-cultural: adequa o entre perspectiva teórica e metodologia  [cached]
Lyra Maria C. D. P.,Moura Maria Lucia Seidl de
Psicologia: Reflex?o e Crítica , 2000,
Abstract: Este artigo introdutório apresenta uma mensagem unificada, elaborada como aspectos críticos de uma proposta, acerca da pesquisa científica dedicada à compreens o do desenvolvimento psicológico inserido na intera o social e no contexto histórico-cultural. Três aspectos s o discutidos: 1) a conceitua o do fen meno do desenvolvimento psicológico; 2) o significado da intera o social e do contexto histórico-cultural neste desenvolvimento; e, finalmente, 3) a urgência de uma elabora o conceitual que estabele a os elos necessários entre os aspectos teóricos e os aspectos metodológicos da investiga o científica. A diversidade de leituras desta proposta está refletida nos diferentes artigos que comp em este Número Especial, incluindo aqueles que s o artigos-comentários. Todos os autores procuraram, entretanto, produzir textos que refletem a busca de um posicionamento acerca desses três aspectos fundamentais, embora diferindo na ênfase dada a cada um deles.
Mudan as na composi o e adequa o nutricional da dieta familiar nas áreas metropolitanas do Brasil (1988-1996)
Monteiro Carlos Augusto,Mondini Lenise,Costa Renata BL
Revista de Saúde Pública , 2000,
Abstract: OBJETIVO: Atualizar a tendência secular (1962-1988) da composi o e da adequa o nutricional da dieta familiar praticada nas áreas metropolitanas do Brasil, com base em nova pesquisa sobre or amentos familiares realizada em meados da década de 90. MéTODOS: Utilizaram-se como fontes de dados as pesquisas sobre or amentos familiares (POF) da Funda o IBGE, realizadas entre mar o de 1987 e fevereiro de 1988 (13.611 domicílios) e entre outubro de 1995 e setembro de 1996 (16.014 domicílios), tendo ambas como universo de estudo as áreas metropolitanas do Brasil. Nas duas pesquisas chegou-se à disponibilidade domiciliar diária per capita de alimentos, dividindo-se o total de alimentos adquiridos no mês pelo número de pessoas residentes no domicílio e pelo número de dias do mês. O padr o alimentar foi caracterizado com base na participa o relativa de grupos selecionados de alimentos e de nutrientes na disponibilidade calórica total. A compara o entre as duas pesquisas levou em conta o conjunto das áreas metropolitanas do País e estratos dessas áreas correspondentes às regi es menos desenvolvidas (Norte e Nordeste) e mais desenvolvidas (Centro-Oeste, Sudeste e Sul). RESULTADOS: Observou-se intensifica o do consumo relativo de carnes, de leites e de seus derivados (exceto manteiga) em todas as áreas metropolitanas, enquanto o consumo de ovos passou a declinar, sobretudo no Centro-Sul do País. Leguminosas, raízes e tubérculos prosseguiram sua trajetória descendente, mas cereais e derivados tenderam a se estabilizar no Centro-Sul ou mesmo a se elevar ligeiramente no Norte-Nordeste. A participa o relativa de a úcar refinado e refrigerantes cresceu em todas as áreas, sendo que a participa o de óleos e gorduras vegetais manteve-se constante no Norte-Nordeste e declinou intensamente no Centro-Sul. CONCLUS ES: A tendência ascendente da participa o relativa de lipídios na dieta do Norte e do Nordeste, o aumento no consumo de ácidos graxos saturados em todas as áreas metropolitanas do País, ao lado da redu o do consumo de carboidratos completos, da estagna o ou da redu o do consumo de leguminosas, verduras, legumes e frutas e do aumento no consumo já excessivo de a úcar s o os tra os marcantes e negativos da evolu o do padr o alimentar entre 1988 e 1996. Mudan as que podem indicar a ades o da popula o a dietas mais saudáveis -- declínio no consumo de ovos e recuo discreto da elevada propor o de calorias lipídicas -- foram registradas apenas no Centro-Sul do País.
Uso de métodos anticoncepcionais e adequa o de contraceptivos hormonais orais na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil: 1992 e 1999  [cached]
Dias-da-Costa Juvenal Soares,Gigante Denise Petrucci,Menezes Ana Maria Baptista,Olinto Maria Teresa Anselmo
Cadernos de Saúde Pública , 2002,
Abstract: Realizou-se um estudo transversal de base populacional, com o objetivo de verificar a utiliza o de métodos contraceptivos e adequa o do emprego de anticoncepcionais orais pelas mulheres de 20 a 49 anos, residentes na zona urbana da cidade de Pelotas. Os resultados foram comparados com outro estudo transversal de base populacional, realizado em 1992. Utilizou-se amostragem por conglomerados, incluindo-se 766 mulheres com idade entre 20 e 49 anos. Do total de mulheres, 495 (64,6%) utilizavam algum método contraceptivo, sendo mais freqüentemente empregados: anticoncepcionais orais (55,4%), ligadura tubária (22,2%), preservativo (10,5%) e dispositivo intra-uterino (7,7%). Entre as usuárias de anticoncepcionais orais, verificou-se que 22,2% apresentavam contra-indica o para seu emprego. O uso incorreto associou-se significativamente à idade, mas foi semelhante entre as classes sociais. Comparando os resultados com aqueles do estudo anterior, destaca-se a redu o no emprego de anticoncepcionais orais, e maior freqüência de ligaduras, uso de preservativos e dispositivos intra-uterinos.
Prevalência de uso de métodos contraceptivos e adequa o do uso de anticoncepcionais orais na cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil  [cached]
Costa Juvenal Soares Dias da,D'Elia Paula Berenhauser,Moreira M?nica Regina
Cadernos de Saúde Pública , 1996,
Abstract: Através de um inquérito de prevalência de base populacional entre mulheres de 20 a 49 anos, residentes na zona urbana da cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, estudou-se o consumo de métodos contraceptivos. Entre as 677 mulheres, verificou-se que 455 (65,7%) usavam algum método contraceptivo. Constatou-se que aproximadamente 85% das mulheres utilizavam apenas dois métodos contraceptivos: anticoncepcional oral (66,5%) e ligadura tubária (18,4%). Considerou-se o consumo de anticoncepcionais orais inadequado às mulheres fumantes com idade acima de 35 anos e/ou que apresentavam hipertens o arterial sistêmica. N o foram encontradas diferen as de inadequa o de consumo entre as variáveis sócio-econ micas ou rela o a quem tenha indicado o método.
Estudo anat mico comparativo do lenho e da casca de duas espécies de Eugenia L. (Myrtaceae)
SOFFIATTI PATRICIA,ANGYALOSSY-ALFONSO VERONICA
Brazilian Journal of Botany , 1999,
Abstract: A anatomia do lenho e da casca de Eugenia cerasiflora Miq. e E. uniflora L. s o descritas no presente trabalho. As espécies apresentam a anatomia do lenho relativamente uniforme, enquanto a anatomia da casca mostra diferen as mais evidentes. As espécies diferenciam-se, em rela o ao lenho, quanto ao tipo de parênquima axial e presen a de cristais. Quanto à casca tem-se, como características que individualizam as espécies, o tipo e o arranjo das células esclerificadas no floema, tipo de periderme e presen a de ritidoma. O presente trabalho mostra a importancia da anatomia da casca, aliada à do lenho, para a separa o e identifica o de espécies.
Competi o e estratégias: uma análise do Curso de Zootecnia de uma universidade privada = Competition and strategies: an analysis of an animal husbandry program in a private university  [cached]
José Carlos Morosini Zaia,Victor Meyer Júnior,Maria Cecília Barbosa Lopes
Acta Scientiarum : Human and Social Sciences , 2005,
Abstract: As institui es de educa o superior, ao atuarem em um ambiente competitivo, est o sujeitas às oscila es na demanda dos cursos. O objetivo é o de examinar a realidade do curso de Zootecnia de uma universidade privada no Paraná, buscando identificar estratégias que permitam sua viabiliza o. A pesquisa caracteriza-se como estudo de caso. Os dados foram coletados por meio de questionário aplicado a 33 professores e 2 gestores. Para a maioria (90%) dos respondentes, a existência do curso é central ao cumprimento da miss o institucional. A atratividade foi considerada estratégica pelos participantes dapesquisa, sendo prestígio e reputa o institucional os principais fatores de atra o de alunos. A análise revelou que o curso atua em um contexto competitivo, com a presen a de três cursos similares. As conclus es indicam a necessidade de melhoria no gerenciamento docurso, especialmente a es de marketing, melhoria da qualidade acadêmica e integra o entre políticas institucionais e gest o do curso. Higher education institutions, by functioning in a competitive environment, are subjected to fluctuations in the demand of their academic programs. The purpose of this research is to examine the Animal Husbandry program of a private university in Paraná, seeking strategies that lead towards its feasibility. This research is characterized as a case study. Data were collected by applying a questionnaire to 33 faculty members and two administrators. For the majority (90%) of the respondents, the program is central to the mission of the university. Attractiveness was considered a strategic element, while prestige and reputation of the university the most relevant factors. Analysis revealed that the program is functioning in a competitive environment where there are two other similar programs. The need to improve the management of the program especially in areas such as marketing, academic quality and integration between institutional policies and management of the program is stressed.
Padr es de aleitamento materno e adequa o energética  [cached]
Nejar Fabíola Figueiredo,Segall-Corrêa Ana Maria,Rea Marina Ferreira,Vianna Rodrigo Pinheiro de Toledo
Cadernos de Saúde Pública , 2004,
Abstract: Com o objetivo de analisar o consumo energético de crian as < de 6 meses, em diferentes padr es de aleitamento materno, foram colhidas informa es na primeira observa o de estudo de coorte. M es de Campinas, S o Paulo, Brasil, foram entrevistadas em seus domicílios sobre: condi es sócio-demográficas, características do aleitamento materno, consumo alimentar dos lactentes. A adequa o energética foi estimada pelo volume de leite materno consumido com base na equa o de regress o de Drewett et al. 1; os valores de referência seguiram recomenda o da Organiza o Mundial da Saúde 2 e da Food and Nutrtition Board 3. A popula o de estudo (118) caracteriza-se como de classe média baixa, em condi es satisfatórias de moradia e saneamento. O desmame inicia-se precocemente, com mediana de dura o do aleitamento materno exclusivo de 2,7 meses. O volume de leite materno consumido foi de 561ml, 558,9ml e de 515,2ml, em aleitamento materno exclusivo, aleitamento materno com água e/ou chá e complementado com outros alimentos, respectivamente. O consumo energético médio foi adequado para as crian as em aleitamento materno exclusivo e acima do recomendado para crian as em amamenta o complementada ou desmamadas.
Archivos De Zootecnia: Informe editorial 2008
Gómez Castro,A.G.; López de Bustamante,M.C.; Perea Mu?oz,J.; Arcos Castejón,J.;
Archivos de Zootecnia , 2009, DOI: 10.4321/S0004-05922009000100001
Abstract: the editorial process of archivos de zootecnia during 2008 is reported below. a total of 294 manuscripts were received from 24 countries mainly from brazil (73%). consequently, the language most frequently used in the manuscripts was portuguese, followed by spanish and english. the mean time between reception and publication of a manuscript was high (657 days). the rejection rate was 35.7%. in 2008, 42 articles, 30 short notes and 10 reviews (total 82) were published from 13 countries.
Ecologia del Lupo (Canis lupus) in Provincia di Genova: distribuzione, consistenza, alimentazione e impatto sulla zootecnia
Laura Schenone,Claudio Aristarchi,Alberto Meriggi
Hystrix : the Italian Journal of Mammalogy , 2005, DOI: 10.4404/hystrix-15.2-4333
Abstract: Wolf Canis lupus ecology in Genoa province (northern Italy): species range, population, diet, and impact on livestock breeding From 1998 to 2003 we monitored the wolf population of Genoa province (Northern Italy) to define its range and number, and to know the feeding habits of the species and the predation impact upon animal husbandry. By recording and mapping all the presence signs (sightings, howling, predations, tracks, scats) on a transect net covering the province above 600 m a.s.l. we defined a species range partially overlapping the Aveto Regional Park, with an area of greater attendance corresponding to the M. Aiona-M. Penna massif, whereas in the remaining part of the province, already occupied in the previous years, the species was occasionally present. By snow tracking resulted that a small pack (2-5 individuals) was stable in the northeastern part of the province. The analysis of 190 scat samples, collected from 1998 to 2002, evidenced a diet based on three main food categories: livestock (56.8% as mean percent volume), wild ungulates (20.7%), and other vertebrates (11.5%). From 1996 to 2003, 95 claims for wolf predation on livestock (69.5% sheep, 28.4% goats, 1.0% cattle, 1.0% horses) were addressed to the Wildlife Service of the Genoa province, and 45 of these were paid after verification. In 2002 the Wildlife Service of Genoa province and the Aveto Regional Park signed a protocol aimed to the safeguard of the wolf population and of the local animal husbandry. Riassunto Dal 1998 al 2003 è stato effettuato un monitoraggio della popolazione di Lupo (Canis lupus) in provincia di Genova, volto a definirne la distribuzione e la consistenza, nonché le abitudini alimentari e l'impatto sulla zootecnia. Attraverso la raccolta e la mappatura dei segni di presenza è stato definito un areale in parte corrispondente al Parco naturale regionale dell'Aveto, con una zona di maggiore frequentazione, stabile negli anni e coincidente col gruppo del M. Aiona - M. Penna, mentre nel resto della provincia e nelle aree occupate dalla specie negli anni precedenti, la presenza è risultata occasionale. Utilizzando il metodo del conteggio delle tracce su neve (snow tracking), sono stati effettuati censimenti annuali dai quali è risultato che un piccolo nucleo di lupi (da 2 a 5), probabilmente un gruppo familiare, ha frequentato stabilmente, nel periodo di studio, la parte nord-orientale del territorio provinciale. L'analisi di 190 campioni di feci, raccolte dal 1998 al 2002, ha evidenziato come la dieta fosse basata principalmente su tre categorie alimentar
Reflex o sobre revistas latino-americanas de zootecnia-veterinária  [PDF]
Sim?es, Jo?o
REDVET , 2007,
Abstract: Se me permitirem, gostaria de tecer duas considera es sobre este tema:1- A acessibilidade global das revistas regionais em geral e as suas consequênciasDe facto, as publica es latino-americanas de zootecnia, veterinária ou outras relacionadas (agronomia, por exemplo), têm tido um papel relevante na exposi o e resolu o de problemas locais ou regionais da sua área de influência. O livre acesso de muitas delas, a partir da internet, tornou global essa exposi o aumentando o n.o potencial de leitores. No entanto, existem ainda muitas diferen as nos sistemas de produ o e nas realidades socioeconómicas dos diferentes países, as quais s o reflectidas nos artigos dos respectivos autores, que podem estar naturalmente dissociadas de muitos leitores, que nelas procuram uma ou outra resposta. Todavia, essa diversidade (que é necessária) deveria ser melhor compreendida. Para isso servem os editoriais, cartas ao editor, etc., que devem ser amplamente usados (veja-se o exemplo de REDVET). Os fóruns, abertos ou n o, s o outro mecanismo importante (veja-se o exemplo de engormix.com).2- A quest o das áreas temáticas do conteúdo científico e técnico das revistasSe a quest o das competências (mercado) profissionais s o e devem ser geridas pela lei, já a investiga o científica depende somente da capacidade que cada pessoa ou grupo possui (além do necessário financiamento …). Como é óbvio, é a política editorial de cada revista que decide as áreas que deseja ou n o divulgar. No entanto, mesmo considerando que existe actualmente uma mistura entre temáticas consideradas mais zootécnicas ou mais médicas (veterinárias), a verdade é que na maioria das vezes s o óbvias as deficiências em ambos os extremos. Com a normal evolu o da ciência e dos servi os agropecuários extensivos ou intensivos, torna-se necessária uma maior integra o de conhecimentos, culminando nos chamados veterinários especializados em zootecnia ou em grupos constituídos por técnicos de diferentes áreas. Se, por norma, se considera que a aproxima o de grupos de investiga o de diferentes áreas é mais fácil (ciência pela ciência) do que a interac o de grupos de técnicos profissionais (choques entre interesses profissionais) é necessário n o esquecer que a actividade de investiga o científica em determinadas áreas comuns pode influenciar o futuro das actividades de cada profiss o. O processo de Bolonha, em decurso na Europa, virá acelerar essa interac o/integra o. Nas ciências agropecuárias, n o fará todo o sentido, nivelar a forma o “por cima” e ter, simplesmente, dois troncos principais: Agronomia e
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.