oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Fertilidade de gemas em videiras: fisiologia e fatores envolvidos
Renato Vasconcelos Botelho,Erasmo José Paioli Pires,Maurilo Monteiro Terra
Ambiência , 2006,
Abstract: O presente trabalho teve como objetivo descrever a fisiologia da forma o das gemas férteis em videiras, assim como discutir os fatores envolvidos neste processo. A forma o das inflorescências em videiras se inicia no ciclo anterior à sua antese, durante o desenvolvimento das gemas latentes, sendo concluída na brota o destas gemas no ciclo seguinte. Didaticamente, este processo pode ser dividido em três principais etapas: 1) Forma o do primórdio indiferenciado; 2) Diferencia o em primórdio de inflorescência; e 3) Diferencia o e forma o das flores. Os primórdios indiferenciados, protuberancias do tecido meristemático formados no interior da gema, podem dar origem a inflorescências, gavinhas ou brota es, dependendo de diversos fatores, tais como: balan o hormonal, característica varietal, vigor dos ramos, temperatura, intensidade luminosa, disponibilidade de água, nutri o mineral e práticas culturais. Do ponto de vista agron mico, concluí-se que o manejo de um vinhedo n o deve visar estritamente a produ o do ciclo corrente, mas também a forma o das gemas para o ciclo seguinte, pois esta é a primeira condi o para a obten o de alta produtividade em videiras.
Efeitos da quitosana no desenvolvimento in vitro de videiras cv. merlot e no crescimento micelial do fungo Elsinoe ampelina
Maia, Aline José;Leite, Carla Daiane;Botelho, Renato Vasconcelos;Faria, Cacilda Márcia Duarte Rios;Uber, Suelen Cristina;
Ciência e Agrotecnologia , 2010, DOI: 10.1590/S1413-70542010000600010
Abstract: the objective of this research was to evaluate the effects of the chitosan on the development in vitro plantlets of grapevines cv. merlot and its antifungal action on elsinoe ampelina. in the first trial, explants of the grapevine cv. merlot were transferred to growing medium dsd1 plus concentrations of 0; 25; 50; 100; 150 and 200 mg l-1 of the product. after 90 days of in vitro cultivation the plantlets were evaluated for root and leaf number, root and shoot length and fresh mass of roots and shoots. in the second experiment, doses of 0; 60; 120; 180; 240 and 300 mg l-1 were incorporated to the bda media, where the fungus was inoculated. the mycelial diameter was evaluated at 6 and 9 days after incubation at 25° c in the dark. in the first experiment, for the variables shoot length average, plant fresh mass, rooting percentage and sprouted cuttings there was a linear reduction in function of chitosan doses. in the second trial, there was a negative linear effect with mycelial growth inhibition, of 81.7%, showing great the potential of chitosan in the control of grapevine anthracnose.
Utiliza o de diferentes tipos de estaca na produ o de mudas do porta-enxerto de videira, CV. IAC 572 'Jales'  [cached]
Le?o Patrícia Coelho de Souza
Ciência Rural , 2003,
Abstract: Este estudo teve como objetivo avaliar diferentes tipos de estacas sobre o enraizamento, brota o e desenvolvimento de mudas do porta-enxerto de videira cv. IAC 572. O experimento foi conduzido no viveiro do Servi o de Negócios Tecnológicos (SNT), da Embrapa, em Petrolina-PE, utilizando-se delineamento experimental inteiramente casualizado com cinco tratamentos e quatro repeti es, sendo vinte e cinco estacas por parcela. Os tratamentos foram: estacas lenhosas com três gemas, estacas lenhosas com duas gemas, estacas lenhosas com uma gema, estacas herbáceas com duas gemas e estacas herbáceas com uma gema. Aos 60 dias após o plantio, as estacas lenhosas com três gemas apresentaram os maiores percentuais de enraizamento (99%) e brota o (99%) e melhor desenvolvimento da parte aérea e do sistema radicular, entretanto, n o diferiu dos valores obtidos para enraizamento e brota o pelo emprego de estacas lenhosas com uma gema.
Different types of pruning in the yield of cv. bord grapes / Diferentes tipos de poda na produ o da videira cv. bord  [cached]
Marcelo Barbosa Malgarim,Ana Paua Afinovicz,Maria Denise Euleuterio,Fernando Filus Pirein
Semina : Ciências Agrárias , 2009,
Abstract: Este experimento foi realizado em um vinhedo localizado na regi o Centro – Sul do Estado Paraná, com o objetivo de avaliar diferentes tipos de poda na cultura da videira cv. Bord na safra 2007/08. Foram utilizadas plantas com 6 anos de idade, conduzidas no sistema latada e espa adas 3,0 x 1,0 m. As videiras foram submetidas aos tratamentos de poda esporonada (espor es com duas a três gemas), poda longa (varas de cinco a seis gemas) e poda mista (espor es e varas). As variáveis avaliadas foram: número de cachos por planta, produ o por planta e massa média dos cachos. Observou-se que em rela o ao número de cachos por planta houve diferen as significativas somente para poda longa em rela o às demais, assim como para massa média dos cachos. Em rela o à produ o por planta houve diferen a significativa entre todos os tratamentos sendo que a poda longa apresentou maior produ o por planta, chegando a ser aproximadamente três vezes maior que a produ o da poda esporonada.
Quebra de dormência de gemas de macieira cv. Eva tratadas com cianamida hidrogenada  [cached]
CRUZ JúNIOR áLVARO DE OLIVEIRA,AYUB RICARDO ANTONIO
Revista Brasileira de Fruticultura , 2002,
Abstract: A maioria das cultivares de macieiras plantadas no Brasil apresentam deficiência e desuniformidade de brota o, devido à má distribui o e/ou baixo número de horas de frio abaixo de 7,2masculine C, constituindo-se num entrave à produtividade. Mesmo utilizando-se de cultivares de baixa exigência de frio invernal, como a cultivar Eva, tem-se verificado a necessidade de se fazer a quebra de dormência para uniformizar a brota o, compatibilizar o florescimento e antecipar e melhorar a produ o em regi es com invernos amenos ou anos de baixo acúmulo de frio. Avaliou-se o efeito da aplica o de cianamida hidrogenada em três diferentes concentra es (0,5; 1,0 e 1,5 %) associada ao óleo mineral (3%) na brota o de gemas laterais e terminais de macieiras da cv. Eva, e a fenologia das cvs. Eva e Anabela. Concluiu-se que a concentra o de cianamida hidrogenada influi na percentagem de gemas laterais e terminais brotadas, sendo a concentra o de 1,5% de cianamida hidrogenada associada a 3% de óleo mineral a mais efetiva na quebra da dormência das gemas
EFEITO DO FRIO NA BROTA O DE GEMAS DE PEREIRA (Pyrus communis L.) cv. Carrick, EM PELOTAS, RS
HERTER FLáVIO GILBERTO,MACHADO LILIA BENDER,OLIVEIRA MARISA DE FREITAS,SILVA JO?O BATISTA DA
Revista Brasileira de Fruticultura , 2001,
Abstract: Objetivou-se, no presente trabalho, identificar a profundidade de dormência e a velocidade de brota o em gemas de pereira, submetidas a diferentes períodos de frio à temperatura de 4oC ±1. O experimento foi conduzido na Embrapa-Clima Temperado, em Pelotas, em 1999. Em 1o de junho, foram coletados 50 ramos, na cultivar Carrick, com aproximadamente 30 cm de comprimento. Após, foram divididos em 5 lotes de 10 ramos, sendo 4 mantidos a 4oC± 1, e um em condi es ambiente, constituindo, assim, 5 tratamentos: 0 (Testemunha); 272; 544; 816 e 1088 horas de frio (HF). No final de cada tratamento, os ramos foram divididos em pequenas estacas, contendo apenas uma única gema, sendo, após, armazenados em camara climática a 25oC ± 1. Avaliou-se a brota o, considerando-se o estádio de ponta verde. A partir destes dados, calculou-se o tempo médio de brota o (TMB), bem como a percentagem de gemas brotadas, em cada um dos tratamentos. Utilizou-se o índice de velocidade de brota o (IVB), para determinar a eficiência da temperatura na brota o das gemas. A profundidade de dormência, das gemas terminais, diminuiu à medida que se aumentou o período de frio. As gemas axilares n o foram influenciadas pelo tempo de exposi o ao frio. Com base nos dados do IVB e dos coeficientes angulares, as gemas terminais da cv. Carrick necessitam de 800 horas de frio para completar a brota o, nas condi es que foram conduzidos os experimentos.
Desenvolvimento do porta-enxerto SO4 de videira afetado pelo número de gemas da estaca e por fungos micorrízicos arbusculares  [cached]
Souza Paulo Vitor Dutra de,Facchin Heleno,Dias Anderson André
Ciência Rural , 2004,
Abstract: Instalou-se um experimento conduzido em casa de vegeta o, Eldorado do Sul, RS, Brasil, no qual estacas do porta-enxerto SO4 (Teleki 4 Sel. Oppenheim) (Vitis berlandieri x Vitis riparia) com uma, duas ou três gemas foram ou n o inoculadas com duas espécies de fungos micorrízicos arbusculares (FMA) (Gigaspora margarita e Scutellospora heterogama). Após dez meses de experimento, analisou-se a porcentagem de sobrevivência, o número de folhas e de raízes, peso de matéria fresca e seca da raiz e da parte aérea, e tamanho das brota es. A porcentagem de sobrevivência e o desenvolvimento vegetativo das estacas de SO4 foram diretamente proporcionais ao número de gemas das mesmas, sendo recomendado o uso de estacas com três gemas. Verificou-se que os FMA testados incrementaram o desenvolvimento vegetativo de plantulas de SO4, independentemente da espécie estudada.
Efeitos do paclobutrazol na fertilidade de gemas e no crescimento dos ramos de videiras cv Rubi
Botelho, Renato Vasconcelos;Pires, Erasmo José Paioli;Terra, Maurilo Monteiro;Mercer, Renato Monteiro;Kerniski, Sérgio;
Revista Brasileira de Fruticultura , 2004, DOI: 10.1590/S0100-29452004000200039
Abstract: the low bud fertility has been one of the most limiting factors in vineyards at s?o paulo state, and this problem has been correlated, in many cases, to the excess of plant vigor. in this context, a trial was carried out in a commercial vineyard of 'rubi' table grape, located at palmeira d'oeste (sp), brazil. the experimental design was in complete randomized blocks with six treatments and four replications. the vine shoots were sprayed with paclobutrazol at 0; 500; 1,000; 1,500; 2,000 and 2,500 mgl-1, at the fifth leaf phenological stage. the variables evaluated were: percentage of fertile buds; percentage of bud necrosis; fresh weight and length of shoots and diameter of internodes. applications of paclobutrazol reduced the weight and the length of shoots and the internodes diameter. the percentage of fertile buds was also reduced, probably due to the decreasing in endogenous gibberellin levels necessary for uncommitted primordia formation.
Uréia como fonte alternativa de nitrogênio na micropropaga o de abacaxizeiro cv. Pérola = Micropropagation of pineapple cv. Pérola with urea as nitrogen source
Maria Aparecida Moreira,Chrystiane Borges Fráguas,Janice Guedes de Carvalho,Moacir Pasqual
Acta Scientiarum : Agronomy , 2007,
Abstract: Objetivou-se estudar a viabilidade da substitui o parcial ou total do nitrato de am nio por uréia como fonte de nitrogênio no meio de cultura para o cultivo in vitro do abacaxizeiro cv. Pérola. Plantas oriundas das gemas da coroa do fruto com massa fresca em torno de 80 mg foram inoculadas em meio MS (líquido e sólido) substituindo-se 100, 80, 60, 40, 20 e 0% do nitrato de am nio por uréia. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com quatro repeti es e três plantas/repeti o. Após 60 dias,observou-se a possibilidade da substitui o parcial de 40% de nitrato de am nio por uréia para as variáveis analisadas e melhor desenvolvimento das plantas em meio de cultura sólido. The partial or total substitution viability of the ammonium nitrate for urea, as source of nitrogen in the culture medium for the in vitro culture of pineapple cv. Pérola was studied. Plants originating from fruit crown buds with fresh weight matter around 80 mg was inoculated on MS medium (liquid and solid) with substitution of 100, 80, 60, 40, 20 and 0% of the ammonium nitrate for urea. These treatments were arranged in a completely randomized design, with four replications and three plants/replications. After 60 days, thepossibility of 40% ammonium nitrate for urea partial substitution was observed for the analyzed variables. In addition, better plant development in solid culture medium was observed as well.
Efeitos do cycocel na fertilidade de gemas e no crescimento dos ramos de videiras cv Itália (Vitis vinifera L.)
Botelho, Renato Vasconcelos;Pires, Erasmo José Paioli;Terra, Maurilo Monteiro;
Revista Brasileira de Fruticultura , 2004, DOI: 10.1590/S0100-29452004000100021
Abstract: the low bud fertility has been one of the most limiting factors in vineyards at s?o paulo state, and this problem has been correlated, in many cases, to the excess of plant vigor. in this context, a trial was carried out in a commercial vineyard of 'italia' table grape, located at s?o miguel arcanjo (sp), brazil. the experimental design was in complete randomized blocks with six treatments and four replications. the vine shoots were sprayed with cycocel at 0, 500, 1000, 1500, 2000 and 2500mg.l-1, 60 days after pruning. the variables evaluated were: percentage of fertile buds; distribution of fertile buds per shoot sector; percentage of bud necrosis; weight, length and diameter of internodes. applications of cycocel linearly increased the percentage of bud fertility and the proportion of fertile buds between first and fifth basal buds. furthermore, this growth regulator reduced the incidence of bud necrosis and the weight of internodes, presenting quadratic effect for these variables.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.