oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
MATRIZ DE TRANSI O PARA SIMULA O DA DIN MICA DE FLORESTAS NATURAIS SOB DIFERENTES INTENSIDADES DE CORTE
Carlos Roberto Sanquetta,Doádi Ant?nio Brena,Humberto Angelo,Jefferson Bueno Mendes
Ciência Florestal , 1996,
Abstract: é descrito e demonstrado um método quantitativo para auxiliar ao manejador na tomada de decis o quando cortes periódicos s o efetuados em povoamentos florestais ineqüianeos. O método utiliza matriz de transi o. Os dados utilizados na constru o do simulador s o de uma floresta natural do Jap o, remedida por 10 anos. Os parametros necessários à aplica o do método s o a matriz de transi o de mudan a nas freqüências por classe diamétrica, estimativas de mortalidade natural e por danos, estimativas de aumento de recrutamento com a abertura de dossel e a taxa estimada de acelera o no crescimento provocado por interferências no povoamento. Um exemplo de aplica o do modelo proposto é mostrado, apresentando um cenário das possibilidades de simula o sob diferentes intensidades de corte. Concluiu-se que o modelo proposto é potencialmente um instrumento valioso para o manejador, uma vez que o crescimento e o ciclo de corte de povoamentos florestais ineqüianeos podem ser preditos.
índice de área foliar, intercepta o luminosa e acúmulo de forragem em pastagens de Cynodon spp. sob diferentes intensidades de pastejo  [cached]
Fagundes Jaílson Lara,Silva Sila Carneiro da,Pedreira Carlos Guilherme Silveira,Sbrissia André Fischer
Scientia Agricola , 1999,
Abstract: Avaliou-se o índice de área foliar (IAF), intercepta o luminosa (IL) e acúmulo de matéria seca em três cultivares de Cynodon spp. (Tifton-85, Florakirk e Coastcross) submetidos a quatro intensidades de pastejo (5, 10, 15 e 20 cm) estabelecidas com ovinos em regime de lota o contínua. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos completos casualizados com quatro repeti es e parcelas sub-divididas, onde na parcela foram alocados os cultivares e na sub-parcela as intensidades de pastejo. Os maiores valores de IAF foram encontrados para Tifton-85. As taxas de acúmulo de matéria seca foram semelhantes em todos os tratamentos. Tifton-85 apresentou como amplitude ótima de uso condi es de pasto que variaram de 5 a 15 cm. Para Florakirk essa amplitude foi até 20 cm e para Coastcross o limite foi superior a 20 cm. Diferentes cultivares apresentaram requerimentos variados de manejo de desfolha quando o objetivo foi o uso eficiente da luz e dos demais fatores de crescimento para elevados índices de utiliza o da forragem produzida.
Macrominerais para bovinos de corte nas pastagens nativas dos Campos de Cima da Serra - RS  [cached]
Wunsch Carolina,Barcellos Júlio Otávio Jardim,Prates ênio Rosa,Costa Eduardo Castro da
Ciência Rural , 2006,
Abstract: Em face das poucas informa es disponíveis sobre a composi o mineral das pastagens nativas da regi o dos Campos de Cima da Serra (RS), o presente trabalho de pesquisa objetivou avaliar os teores dos principais macrominerais, em diferentes épocas do ano, e relacionar o perfil mineral destas pastagens com as necessidades nutricionais recomendadas pelo NRC (1996) para bovinos de corte. O projeto foi conduzido em vinte propriedades particulares, em Cambará do Sul, utilizando áreas de campo nativo que estavam sendo normalmente utilizadas em pastoreio por bovinos de corte e/ou ovinos e que n o tinham sofrido nenhum tipo de melhoria, reforma ou recupera o (exceto queimada), no mínimo nos últimos 20 anos. Colheram-se, durante oito meses, e dentro de uma mesma área predeterminada em cada propriedade, amostras para determinar as concentra es de Ca, P, Mg, Na e S. Verificou-se efeito do mês de coleta sobre todos os minerais analisados. Foram constatados teores suficientes de Ca e Mg para as categorias de bovinos de corte menos exigentes. Os teores de Mg s o deficientes para vacas em gesta o e lacta o e os teores de Ca s o deficientes para terneiros. Por outro lado, os teores de P, Na e S apresentaram-se abaixo das exigências mínimas para as categorias de bovinos de corte avaliadas.
Microminerais para bovinos de corte nas pastagens nativas dos Campos de Cima da Serra, RS, Brasil  [cached]
Wunsch Carolina,Barcellos Júlio Otávio Jardim,Prates ênio Rosa,Grecellé Roberto Andrade
Ciência Rural , 2005,
Abstract: Em face das poucas informa es disponíveis sobre a composi o mineral das pastagens nativas da regi o dos Campos de Cima da Serra (RS), o presente trabalho de pesquisa objetivou avaliar os teores dos principais microminerais, em diferentes épocas do ano, e relacionar o perfil mineral destas pastagens com as necessidades nutricionais recomendadas pelo NRC (1996) para bovinos de corte. O projeto foi conduzido em vinte propriedades particulares, em Cambará do Sul, utilizando áreas de campo nativo que estavam sendo normalmente utilizadas em pastoreio por bovinos de corte e/ou ovinos, e que n o tinham sofrido nenhum tipo de melhoria, reforma ou recupera o (exceto queimada), no mínimo nos últimos 20 anos. Colheram-se nas diversas esta es, durante um ano, e dentro de uma mesma área predeterminada em cada propriedade, amostras para determinar as concentra es de ferro, manganês, cobre e zinco. Verificou-se efeito do mês de coleta sobre todos os minerais analisados. Constataram-se teores suficientes de Mn e Fe para todas as categorias de bovinos de corte analisadas. Entretanto, algumas amostras apresentaram níveis tóxicos aos animais. Os teores de Cu n o s o suficientes para todas as categorias de bovinos em alguns meses do ano. Os teores de Zn estiveram abaixo das exigências mínimas para bovinos de corte.
Efeitos de diferentes intensidades de pastejo em pastagem nativa melhorada sobre o desempenho animal
Soares André Brugnara,Mezzalira Jean Carlos,Bueno Emanuel Ant?nio Centenaro,Zotti Cleimary Fátima
Revista Brasileira de Zootecnia , 2006,
Abstract: Objetivou-se avaliar o efeito de duas intensidades de pastejo sobre a produ o animal em pastagem natural sobressemeada com espécies leguminosas exóticas (trevo branco, Trifolium repens; trevo vermelho, Trifolium pratense; e cornich o, Lotus corniculatus) sob pastejo contínuo com taxa de lota o variável. Os tratamentos consistiram de duas massas de forragem: baixa massa de forragem (MB) (1.021 kg de MS/ha) e alta massa de forragem (MA) (1.751 kg de MS/ha). As avalia es da pastagem e dos animais foram realizadas em intervalos de aproximadamente 30 dias. Houve forte intera o tratamento período experimental para a variável carga animal, que apresentou médias de 690 e 437 kg de MS/ha para MB e MA, respectivamente. O tratamento de MA (480 g/animal/dia) resultou em ganho de peso médio diário superior ao MB (282 g/animal/dia). N o houve diferen a significativa entre os tratamentos para produ o animal total por área, observando-se valores de 231 e 207 kg/ha para MA e MB, respectivamente. Este resultados indicam que o manejo das pastagens nativas deve ser conduzido com valores de massa de forragem próximos a 1.700 kg MS/ha, pois mantêm satisfatória taxa de ganho dos animais.
Características agron micas do capim "Brachiaria decumbens" submetido a intensidades e frequências de corte e aduba o nitrogenada Agronomic characteristics of “Brachiaria decumbens” under intensities and frequencies of cut and fertilization  [cached]
Thiago Carvalho da Silva,Carlos Henrique Oliveira Macedo,Silvaney dos Santos Araújo,Ricardo Martins Araújo Pinho
Revista Brasileira de Saúde e Produ??o Animal , 2011,
Abstract: Objetivou-se avaliar as características agron micas do Brachiaria decumbens Stapf. submetido a intensidades e frequências de corte e aduba o nitrogenada, nas condi es do Brejo paraibano. Foi utilizado delineamento em blocos casualizados em esquemas de parcelas subdivididas, tendo nas parcelas combina es entre duas alturas de corte (40 e 50cm) e duas alturas de resíduo (15 e 25cm), e nas subparcelas a aduba o nitrogenada (com ou sem nitrogênio-N), com quatro repeti es. As variáveis analisadas foram: produ o de matéria verde e seca total e por corte; percentual de folhas, colmo e material morto na matéria seca; rela o lamina/colmo; taxas de acúmulo de folha, colmo, material morto e acúmulo líquido e de matéria seca total. A produ o de matéria seca total apresentou diferen a entre as intensidades de corte, sendo que na altura de corte 40cm e intensidade de corte com resíduo 25cm (40-25), com aduba o, houve um incremento de 42% em rela o à intensidade de corte 40-15. O percentual médio de folhas na MS foi maior para a altura de corte 50cm em rela o à altura de corte de 40cm. A aduba o aumentou em 84% a taxa de acúmulo líquido de matéria seca. Conclui-se que a aduba o nitrogenada combinada com a altura de corte de 40cm e resíduo de 25cm eleva o percentual de folhas das plantas, aumenta a velocidade de crescimento e diminui o tempo entre intervalos de corte ou pastejo. The objective of this experiment was to evaluate agronomic characteristics of Brachiaria decumbens Stapf. under intensities and frequencies of cut and nitrogen fertilization, in Areia-PB. An completely randomized block design was used, with four replicates, in a split plot scheme, where in the plot was a combination of two heights of cut (40 e 50cm) and two stubble heights (15 e 25cm) and the splited plot (with or without nitrogen fertilization). The Variables total and by cutting fresh matter and dry matter production; leaf, steam and death of dry matter percentage; leaf/steam ratio; leaf, steam, death matter and net dry matter accumulation rates were evaluated. Total dry matter production presented differences observed among cutting intensities, and the 25/40 showed an increment of 42% in relation to 40-15 cutting intensity. Leaf percentage was higher in treatments with height of cut of 50cm in relation to treatments with 40cm height of cut. Fertilization increased net dry matter accumulation rate in 84%. Nitrogen fertilization increases productivity of Brachiaria and when combined with the height of residue 25 and 40cm cutting increases the growth rate and decreases the time int
Comportamento ingestivo de novilhos sob suplementa??o em pastagens de capim-tanzania sob diferentes intensidades de desfolha??o
Manzano, Ricardo Pereira;Nussio, Luiz Gustavo;Campos, Fábio Prudêncio de;Andreucci, Mariana Peres;Costa, Rafael Zonzini Matthes da;
Revista Brasileira de Zootecnia , 2007, DOI: 10.1590/S1516-35982007000300005
Abstract: the objective of this trial was to study the effect of forage defoliation intensity and energy or protein supplementation on chewing activity of beef cattle. eight nellore steers fitted with ruminal cannula were used in a rotational grazing system of tanzaniagrass (panicum maximum jacq.) with 33 days of resting and three days of grazing. additional steers were allowed to access the pasture before those with ruminal cannula to maintain the green dry matter (gdm) residue at 1,000 or 4,000 kg/ha as pre-planned. steers were divided into two equal groups (1,000 or 4,000 kg gmd/ha) in the paddock and within each group randomly assigned to treatments in two replicated 4 x 4 latin squares. treatments were: no supplement (control), 2.24 kg/day of coarsely ground corn (cgc), 2.24 kg/day of steam flaked corn (sfc), or 0.8 kg/day of soybean meal (sbm). in each of the three days of grazing, chewing activity was monitored during 24 h with observations registered every 5 minutes during the day and every 15 minutes at night. only rumination time was reduced by supplementation. time spent grazing (470.6 vs. 354.3 minutes/day) and ruminating (408.5 vs. 319.1 minutes/day) were increased while idle time was reduced on steers maintained residue at 1,000 kg gmd/ha compared to those at 4,000 kg gmd/ha. neither supplementation nor the interaction gdm residue x supplementation significantly affected the eating behavior of steers in this trial. intensity of forage defoliation was more effective than suplementation on changing chewing activity of steers.
Termina??o de cordeiros em pastagens de azevém anual manejadas em diferentes intensidades e métodos de pastejo
Barbosa, Cristina Maria Pacheco;Carvalho, Paulo César de Faccio;Cauduro, Guilherme Fernandes;Lunardi, Robson;Kunrath, Taise Robinson;Gianluppi, Gustavo Dal Forno;
Revista Brasileira de Zootecnia , 2007, DOI: 10.1590/S1516-35982007000900002
Abstract: this work measured lamb performance in a ryegrass pasture (lolium multiflorum lam.) under different grazing intensities and methods. the pasture was used from july 12th to november 1st of 2003 (total of 113 days). the treatments were two grazing intensities (moderate and low) in rotational and continuous stocking. the moderate and low grazing intensities were represented, respectively, by forage allowance of 2.5 and 5 fold the intake potential. it was used a factorial arrangement (2 intensities × 2 methods × 4 replicates) in a complete randomized block design. there was no interaction among grazing methods and grazing intensities and they were analyzed separately. the moderate grazing intensity provided the lower forage allowance, lower herbage mass and lower pasture height. this intensity affected positively the qualitative characteristics of pasture as well. regarding the grazing methods, the height and the herbage mass were larger under rotational stocking, while the forage quality was higher under continuous stocking. there was no difference of forage allowance between methods, and the necessary conditions to compare all the variables measured were reached. there were significant differences between average daily gain and stocking rates on both, grazing methods and intensities. the gain/hectare was better under moderate grazing intensity, but no difference was identified under grazing methods for this intensity. the amount of forage available for the animal is the central key for the productivity, despite the grazing method used. low grazing intensity was considered more appropriate for pasture management because it allows better gain per animal.
ASPECTOS EPIDEMIOLóGICOS E OCORRêNCIA DE FIXA O DORSAL DE PATELA EM BOVINOS  [cached]
Olízio Claudino da Silva,Luiz Ant?nio Franco da Silva,Maria Clorinda Soares Fioravanti,Ediane Batista da Silva
Ciência Animal Brasileira , 2006,
Abstract: A fixa o dorsal de patela é uma síndrome observada em grandes animais, ocorrendo em bovinos, uni ou bilateralmente, em ambos os sexos e em diferentes idades e ra as. O objetivo deste estudo foi avaliar a ocorrência de possíveis fatores de risco relacionados à enfermidade em bovinos submetidos a diferentes manejos. O estudo foi realizado em trinta fazendas de cria o de bovinos entre janeiro de1998 a agosto de2002, em 41 animais enfermos. Usou-se um questionário constando dados como: resenha,estágio de lacta o, de prenhez e grau de parentesco entre os animais, topografia e tipo de solo. Estabeleceram-se escores corporais correlacionando o estado físico e diferentes situa es dos animais. Encontraram-se 56% de animais mesti os na faixa etária entre cinco e nove anos coma enfermidade, com maior ocorrência em fêmeas entre dois e três anos e em touros na esta o reprodutiva. A enfermidade era mais evidente em animais com escore corporal baixo, em lacta o, prenhes e durante a seca. Casos de recupera o espontanea ocorreram no período chuvoso. Observaram-se 76,6% de animais afetados em pastagens de cerrado e 23,4%em pastagens de solo com maior fertilidade. Os índices encontrados sugerem que vários fatores de risco podem contribuir ou estar associados no desencadeamento da fixa o dorsal de patela em bovinos. PALAVRAS-CHAVE: Bovino, sistema locomotor, fixa o dorsal de patela, fatores de risco.
CRESCIMENTO DE Pinus elliottii ENGELM SOB DIFERENTES INTENSIDADES DE DESBASTE
Clarice Glufke,César A. G. Finger,Paulo R. Schneider
Ciência Florestal , 1997,
Abstract: O presente trabalho teve por objetivo estudar o crescimento em volume de um povoamento de Pinus elliottii Engelm no município de Ponte Alta do Norte, SC, submetido a três níveis de desbaste com base na área basal da parcela testemunha n o desbastada. Para tanto, estudou-se as áreas basais máxima, ótima e crítica, a rela o hipsométrica e o desenvolvimento dos incrementos corrente anual, médio anual e periódico do volume, obtendo-se como resultados a determina o do grau de estoqueamento crítico nos diferentes períodos de desenvolvimento do povoamento, sendo este de 0,76 para o período de 7,5-10,5 anos, 0,80 para o período de 10,5-13,5 anos, 0,87 para o período de 13,5-16,5 anos, 0,90 para o período de 16,5-19,5 anos, 0,91 para o período de 19,5 a 25,5 anos e de 0,87 para o período total de estudo (7,5 - 25,5 anos). A perda de produ o no tratamento T1 (desbaste de 25% da área basal da testemunha) foi de 9%, no tratamento T2 (desbaste de 50% da área basal da testemunha) foi de 20% e no tratamento T3 (desbaste de 75% da área basal da testemunha) foi de 54%.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.