oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
A Internet como ferramenta para o desenvolvimento da identidade profissional  [cached]
Terêncio Marlos Gon?alves,Soares Dulce Helena Penna
Psicologia em Estudo , 2003,
Abstract: Este estudo discute a identidade profissional do adolescente e o mundo da Internet, analisando suas implica es para o trabalho do psicólogo no campo da orienta o profissional. A partir da bibliografia consultada, sugere-se uma nova compreens o do conceito de identidade pessoal, especialmente em seu ambito ocupacional, visto agora como descentrado e multifacetado. Somando-se a isso, prop e-se um entendimento da Internet n o apenas como tecnologia de comunica o e informa o, mas como ferramenta para a express o e transforma o da identidade pessoal em seus múltiplos aspectos. Em conseqüência, considera-se que o orientador profissional n o pode ficar alheio a essa nova ferramenta, pois o adolescente que busca orienta o - entendido aqui como um sujeito em crise de identidade - pode beneficiar-se de servi os desenvolvidos via Internet, em especial, porque esta última pode lhe facilitar o desenvolvimento de uma identidade profissional flexível, necessária ao mercado de trabalho atual.
A TEORIA HUMEANA DA IDENTIDADE PESSOAL
Fábio Augusto Guzzo
Griot : Revista de Filosofia , 2012,
Abstract: Na primeira parte do artigo, apresento a infame teoria humeana da identidade pessoal. Infame porque seu próprio autor a rejeitou no Apêndice à sua obra máxima, o Tratado da Natureza Humana. Na segunda parte, apresento o Apêndice. A pergunta fundamental é: por que Hume rejeitou sua teoria inicial? Os comentadores dividem-se entre aqueles que vêem um problema menor, técnico, na explica o da cren a na identidade pessoal e aqueles que vêem um problema maior, filosófico, que afetaria n o só a se o “Da identidade pessoal” como todo o projeto empirista desenvolvido no Tratato da Natureza Humana. Na terceira parte, exponho alguns dos problemas (técnicos) que podem ter levado à insatisfa o apresentada pelo Apêndice. Na quarta parte do artigo, exponho a interpreta o ontológica, que vê no Apêndice a emergência de um problema filosófico, e tento mostrar sua implausibilidade.
Biblioterapia: uma prática para o desenvolvimento pessoal
Danielle Thiago Ferreira,Gildenir Carolino Santos,José Renato de Araújo Sousa,Simone dos Santos,Silvio Sánchez Gamboa,Crisllene Queiroz Custódio
ETD : Educa??o Temática Digital , 2003,
Abstract: Este artigo tem por objetivo relatar investiga es acerca da Biblioterapia, visando a interpreta o da elabora o de Programas Biblioterápicos Básicos para o desenvolvimento pessoal. Assim, delimitou-se os aspectos principais de um Programa Biblioterápico, suas abordagens metodológicas, dando ênfase no papel dos profissionais envolvidos e suas intera es, dentre eles, destacando a atua o do bibliotecário. This article has for objective tell to inquiries concerning the Bibliotherapy, aiming at the interpretation of the elaboration of Basic Bibliotherapics Programs for the personal development. Then, delimited the main aspects of a Bibliotherapic Program, its metodologicals boardings, giving to emphasis in the paper of the involved professionals and its interactions, amongst them, detaching the performance of the librarian. Keywords Biblioterapia --- Desenvolvimento pessoal --- Profissional da informa o --- Programas Biblioterápicos Básicos --- Bibliotherapy --- Personal development --- Information professional --- Basic Bibliotherapics
Identidade psicossocial e pessoal como quest o contemporanea  [PDF]
Paiva, Geraldo José de
Psico , 2007,
Abstract: Exp em-se algumas teorias contemporaneas da identidade psicossocial, derivadas do interacionismo simbólico, da categoriza o/prototipicalidade grupal e da perspectiva hegeliana da transforma o; aponta-se a necessária complementa o da identidade social pela dimens o pessoal da identidade analisada com os conceitos de imaginário e de simbólico. E ilustra-se, mediante a discuss o de alguns casos de constitui o da identidade religiosa, a convergência entre categoriza o/prototipicalidade grupal e elabora o do simbólico.
Beleza, identidade e mercado  [cached]
Rodrigo P. de A. Sampaio,Ricardo Franklin Ferreira
Psicologia em Revista , 2009,
Abstract: Este artigo busca compreender um fen meno contemporaneo aqui denominado de supervaloriza o da beleza: a intensa busca por atender a padr es de beleza corporal. Pela análise de contingências favorecedoras do surgimento e manuten o desse fen meno, articulada com os conceitos de identidade e estigma, procura-se compreender a relevancia desse fen meno na constru o da identidade de pessoas submetidas à sua press o. Assim, o trabalho busca uma compreens o do universo simbólico em que essa supervaloriza o da beleza se dá e suas possíveis implica es na constru o da identidade pessoal. Como possibilidades de posicionamento diante da demanda por beleza, o trabalho sugere quatro posi es: submiss o, rejei o, vias n o emancipatórias de a o, e as posi es de conformidade ou inconformidade, possíveis vias emancipatórias de rela o com a supervaloriza o da beleza.
O “Mundo do Texto” e a constru o da identidade religiosa no islamismo
Salles, Walter,Santos, Johnny Artur dos
Teocomunica??o , 2010,
Abstract: Este ensaio procura mostrar como a identidade pessoal e coletiva, construída a partir da tradi o islamica, é sempre uma identidade que encontra no Alcor o o instrumental linguístico que a eleva à linguagem e, portanto, ao sentido. Além disso, busca explicitar como a possibilidade de uma nova interpreta o do Alcor o, para além da literalidade do texto, parece ser fundamental para uma melhor compreens o da constru o de uma identidade religiosa que é profundamente dependente do texto sagrado, compreens o que pode abrir novos horizontes no diálogo com o mundo islamico. Esses novos horizontes podem ser vislumbrados desde a reflex o hermenêutica desenvolvida por Paul Ricoeur, notadamente a partir de sua no o de “mundo do texto”.
Educa o integral: uma nova identidade para a escola brasileira?
Cavaliere Ana Maria Villela
Educa??o & Sociedade , 2002,
Abstract: A escola fundamental pública brasileira vive um momento de perda de identidade cultural e pedagógica. A amplia o desordenada de suas tarefas, bem como as recentes políticas oficiais, tais como programas bolsa-escola, novos critérios de progress o escolar, inclus o no currículo de temas ligados à saúde, à ética e à cultura, parecem delinear uma realidade em que as necessidades sócio-integradoras assumem posi o primordial no cotidiano escolar. O quadro nos leva a revisitar a concep o de educa o integral, em sua vertente pragmatista. Destacamos nos trabalhos de Dewey e Habermas fundamentos filosóficos à formula o de uma concep o de institui o escolar que possa contribuir com a constru o de uma nova identidade para a escola fundamental, respondendo ao desafio democrático hoje posto à sociedade brasileira.
Identidade e perten a: para além das dimens es materiais do sofrimento social Identity and belonging: beyond the material dimensions of social suffering  [cached]
Elizabeth Pilar Challinor
Etnográfica , 2011,
Abstract: Um olhar antropológico sobre as rela es sociais em dois microcosmos etnográficos - um bairro e um centro de saúde - revela as limita es de encarar a pobreza material como o único critério para compreender os processos de sofrimento social. De forma a explorar como o sofrimento social pode ser vivenciado através das identifica es e das perten as, a identidade étnica e a identidade profissional s o examinadas como exemplos da identidade social em geral. A rela o dialética entre a identidade social e a identidade pessoal demonstra como o poder n o está depositado nas pessoas, mas depende das suas rela es sociais. Dado que o exercício de poder n o pode ser garantido pelo simples estatuto de uma determinada categoria social, urge procurar vivências e subjetividades nas fissuras das categorias, distinguindo entre uma categoria de prática e uma categoria de análise, de forma a alargar o horizonte sobre a natureza dos processos de sofrimento social. An anthropological view of social relations in the microcosms of a neighbourhood and a health centre reveals the limitations of using material poverty as the sole criterion for understanding processes of social suffering. In order to explore the ways in which social suffering may be experienced through identifications and belonging, ethnic and professional identity are both examined as examples of social identity. The dialectic relationship between social and personal identity shows how power is not deposited in people, but rather depends upon their social relations. Since the exercise of power is not guaranteed by the mere status of a given social category, we need to focus on the experiences and subjectivities to be found in the cracks between categories, always on guard to distinguish between categories of practice and categories of analysis,in order to widen our horizons regarding the nature of processes of social suffering.
A identidade em constru o no ensino médio: uma necessidade e uma possibilidade para o ensino da arte  [cached]
Téoura Benetti
Revista Educa??o Especial , 2004,
Abstract: Este artigo apresenta algumas reflex es sobre o Ensino da Arte e a constru o da identidade. A discuss o está centrada na constru o da identidade, analisada em dois focos: a necessidade da constru o da identidade de forma crítica e as possibilidades identitárias que podem ser oportunizadas através do Ensino da Arte. Palavras-chave: Arte. identidade. educa o.
Contribui es da filosofia para todas as idades  [cached]
Carmen Maria Andrade
Educa??o : Revista do Centro de Educa??o UFSM , 2002,
Abstract: A partir de uma análise existencial, o texto disserta sobre a contribui o da Filosofia para pessoas de todas as idades. é preciso que a Filosofia se fa a presente no cotidiano das pessoas, pois os novos tempos requerem uma educa o para a criatividade, a reflexividade e o desenvolvimento das habilidades de raciocínio lógico. Ao aprender a pensar por si mesmo, o ser humano se torna mais aut nomo e com capacidade de discernimento pessoal. Desse modo, ao mesmo tempo que cultiva a descoberta da identidade pessoal, a dialogicidade da Filosofia leva os indivíduos de todas as idades a uma maior abertura à dimens o do outro e à vida comunitária. Palavras-chave: Filosofia, criatividade, todas as idades.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.