oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Cibercultura, iconocracia e hipertexto  [cached]
Eugênio Trivinho
Galáxia , 2008,
Abstract: Em sintonia com a necessidade de crí-tica teórica da cibercultura1, o ensaio aborda a significa o social-histórica da semiose da interatividade, em particular a sua cibericonocracia hipertextual, a linguagem tecnoestética popular-monopolista consagrada nos anos 90, na esteira do acelerado processo de informatiza o, virtualiza o e ciberespacializa o da sociedade contemporanea. Abstract: In accordance with the need of theoretical critique of cyberculture, the essay deals with the social and historical meaning of the interactivity semiotics, specially its hypertextual cybericonocracy, the technological and aesthetic popular-monopolisticlanguage consecrated in the 90a€ s, in the wake of the accelerated process of computerization, virtualization and cyberspacialization of contemporary society.
Cibercultura  [cached]
Angèle Murad
Ciberlegenda , 2011,
Abstract: Resenha do livro: LéVY, Pierre. Cibercultura (trad. Irineu da Costa). S o Paulo: Editora 34, 1999, 264p.
Novas práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura
Soares Magda
Educa??o & Sociedade , 2002,
Abstract: No contexto de uma diferencia o entre a cultura do papel e a cultura da tela, ou cibercultura, o artigo busca uma melhor compreens o do conceito de letramento, confrontando tecnologias tipográficas e tecnologias digitais de leitura e de escrita, a partir de diferen as relativas ao espa o da escrita e aos mecanismos de produ o, reprodu o e difus o da escrita; argumenta que cada uma dessas tecnologias tem determinados efeitos sociais, cognitivos e discursivos, resultando em modalidades diferentes de letramento, o que sugere que a palavra seja pluralizada: há letramentos, n o letramento.
Hipertexto revisited
Furtado, José Afonso
Letras de Hoje , 2010,
Abstract: As tecnologias digitais questionam o modo de pensar o livro tradicional e d o origem a novos espa os de escrita e de leitura e a novos tipos de texto. A teoria do hipertexto tem vindo a conceptualizar essas mudan as. Procuramos demonstrar que esta tem diferentes matrizes, a partir da análise dos trabalhos de Theodor H. Nelson e de Douglas Engelbart, e, a partir deles, da oposi o entre “associa o” e “conex o”, entre hipertexto como ferramenta autoral e literária ou como sistema de recupera o de informa o, reflectindo ainda sobre a situa o dos sistemas hipertextuais standalone face ao aparecimento da World Wide Web. Por fim, o recurso à no o de infoesfera de Luciano Floridi, entendida como espa o semantico constituído pela totalidade dos documentos, dos agentes e das suas opera es, permite caracterizar uma nova ecologia onde o homo informaticus é uma espécie anfíbia, vivendo simultaneamente na biosfera e na infoesfera, implicando o desenvolvimento de novas competências de leitura através de campos semióticos híbridos e multimodais.
Patchwork Girl: Corpo e Hipertexto  [cached]
Raquel Longhi
Ciberlegenda , 2010,
Abstract: A fic o em hipertexto Patchwork Girl, de Shelley Jackson, escrita e publicada no softwareStoryspace, faz uma fábula da rela o corpo-máquina utilizando conceitos da literatura juntamente com o embasamento teórico construído pelos estudos do hipertexto. Esta obra literária aponta para o entrela amento de quest es fundamentais na cria o poética, ao inspirarse no conto Frankenstein, a Modern Prometeus, de Mary Shelley, combinando o tema corpomáquina com as características escriturais das poéticas tecnológicas, especialmente, do hipertexto. Este trabalho tem o objetivo de analisar esta obra de Shelley Jackson à luz de alguns estudos relativos à cria o poética em hipertexto, ressaltando seu caráter literário dentro das novas poéticas tecnológicas.
Novas perspectivas de avalia o do aluno de EaD no paradigma da cibercultura e a web 2.0 = New perspectives on online student evaluation in the paradigm of cyberspace and the web 2.0
Eduardo Santos Junqueira
Linhas Críticas , 2012,
Abstract: O trabalho discute contribui es oferecidas pelos paradigmas da cibercultura e da Web 2.0 às formula es sobre a avalia o da aprendizagem do aluno, em particular na modalidade da educa o a distancia, EaD. Parte-se de uma reflex o sobre os avan os e limites da avalia o em EaD para a proposi o de sua expans o a fim de abarcar a es do aluno relacionadas ao processo de navega o e aprendizagem no ciberespa o. Argumenta-se que tais a es extrapolam os limites do ambiente virtual de aprendizagem e est o relacionadas às novas práticas de intera o, colabora o, co-autoria e apropria o criativa vivenciadas por muitos alunos. Novas formas de avalia o permitem atribuir valor a essas a es e elevar a qualidade dos processos de aprendizagem.This paper centers on the contributions offered by the paradigm of cyberculture and the Web 2.0 to propositions relating to the evaluation of student learning, in particular online learning. The paper targets the advances and limitations of current practices in online education, then proposing their expansion to encompass students’ browsing and their learning process in cyberspace. It is argued that such activities reach beyond the limits of the virtual learning environment and are related to the new practices of interaction, collaboration, co-authoring and creative appropriation experienced by many students. New forms of evaluation allow for assigning value to these activities and raising the quality of learning processes.
Cidade-ciborgue: a cidade na cibercultura  [cached]
André Lemos
Galáxia , 2008,
Abstract: As cidades contemporaneas passam por transfigura es importantes com o advento das novas tecnologias da comunica o e informa o e, embora toda cidade seja um artefato complexo composto por diversas redes materiais e espirituais (Saint Simon), podemos ver as atuais cidades como uma cidade-ciborgue. O objetivo deste artigo é descrever e analisar as principais transforma es pelas quais passa o espa o urbano na atual cibercultura. Torna-se urgente compreender as transforma es da cidade contemporanea em meio às novas tecnologias de base micro-eletr nica e de telecomunica es. Pretendemos aqui abordar a quest o das cidades da cibercultura sob o prisma do que chamaremos "cidade-ciborgue". Palavras-chave cibercultura, cibercidade, cidade, comunica o Abstract Cities have been through major transformations due to information and communication technologies. Although every city is a complex artifact made of several material and spiritual networks (Saint Simon), we can view our modern cities as cyborg-cities. The aim of this paper is to describe and analyze some major changes in the urban space in terms of cyberculture. There is a need to understand the transformations of the contemporary city in face of the new technologies of telecommunications and microelectronics. We intend to approach the subject of cities and cyberculture from the point of view of what we are calling "the cyborg-city". Key words cyberculture, cybercity, city, communication
De la Cultura a la Cibercultura: la mediatización tecnológica en la construcción de conocimiento y en las nuevas formas de sociabilidad Da Cultura à "Cibercultura": a media o tecnológica na produ o do conhecimento e nas novas formas de sociabilidade From Culture to "Cyberculture": the technological mediation in the construction of knowledge and the new ways of sociability  [cached]
Marian Moya,Jimena Vázquez
Cuadernos de Antropología Social , 2010,
Abstract: Es importante abordar desde la antropología los fenómenos y procesos socioculturales que son resignificados o surgen a partir de la mediación tecnológica. Los medios, entonces, se vuelven objeto de estudio para la antropología y a la vez en soportes o instrumentos para la misma. Podemos analizar los usos sociales de cámaras de video, internet y celulares; pero también el antropólogo puede llevar una cámara al "campo" o construir el mismo "campo" en internet. La investigación antropológica sobre y a través de los medios audiovisuales requiere una revisión de los conceptos y categorías que definen la producción de conocimiento teórico y metodológico en antropología y pretenden explicar la experiencia social de los sujetos y grupos sociales. Los conceptos a discutir aquí -cultura, "cibercultura", mediación y fetichismo- representan herramientas analíticas importantes para comprender las nuevas formas de producción del conocimiento y de sociabilidades que se producen en la Red. é importante abordar desde a Antropologia os fen menos e processos socioculturais que surgem ou s o resignificados com a media o tecnológica. Deste modo os meios se tornan em objeto de estudo para à Antropologia e, ao mesmo tempo, em ferramentas para ela. Podemos analisar os usos sociais de camera de vídeo, da Internet e o telefone celular; mas também o antropólogo pode levar uma camara ao "campo" ou construir o "campo" na Internet. A investiga o antropológica sobre e através dos meios audiovisuais precissa uma revis o dos conceitos e categorias que definem a produ o do conhecimento teórico e metodológico na Antropologia e tentam explicar a experiência social dos sujeitos e grupos sociais. Os conceitos a serem discutidos aqui - cultura, "cibercultura", media o e fetichismo - representam ferramentas analíticas importantes para compreender as novas formas de produ o de conhecimento e das sociabilidades produzidas na Rede. It is necessary that Anthropology tackles the socio-cultural phenomena and processes that carry new meanings, and/or show up as the result of technological mediation. The media represent a relevant issue for Anthropology as an object of study, as a support, and as a research tool. The social and cultural uses of video cameras, the internet and of cell phones are of anthropological concern. Moreover, the anthropologist can also carry a camera in order to record social events that take place during his/her fieldwork, and subsequently reflect upon this methodological practice. Therefore, the anthropological research work on and through audiovisual media requires a r
O hipertexto eletr nico como base para reconfigurar a atividade jornalística  [cached]
Angèle Murad
Ciberlegenda , 2001,
Abstract: Trabalho exploratório objetiva analisar como a ferramenta do hipertexto cria as bases para reconfigurar a atividade jornalística, ao proporcionar novas práticas de leitura e escrita, com o favorecimento à intertextualidade e à nova rela o entre autor-obra-leitor. As potencialidades e os questionamentos que advêm da aplica o do hipertexto eletr nico para o jornalismo, bem como experiências em curso na rede, revelam a urgência de se realizar pesquisas aplicadas para analisar as práticas.
Vigilancia Eletr nica e Cibercultura: reflex es sobre a visibilidade na Era da Informa o
Monique Fonseca Cardoso,Anatália Saraiva Martins Ramos
Revista Espa?o Acadêmico , 2010,
Abstract: O texto empreende uma discuss o conceitual multidisciplinar acerca das novas possibilidades de vigilancia existentes na sociedade atual, tomando como referência as rela es sociais mediadas pelas novas tecnologias da informa o e comunica o, e o faz, abordando os seguintes conceitos: (i) cibercultura e comunidades virtuais; (ii) vigilancia eletr nica e sociedade de controle; (iii) visibilidade e subjetividade. Partindo das mudan as ocorridas nas formas rela o entre os indivíduos em um ambiente de cibercultura, no qual os meios de vigilancia est o mais fortemente presentes e menos visíveis, discute-se sobre a influência dessas mudan as nos modos de ser dos indivíduos.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.