oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Efeito da aduba o com boro e esterco bovino sobre a produtividade da figueira e as propriedades químicas do solo  [cached]
Caetano Luiz Carlos Santos,Carvalho Almy Junior Cordeiro de
Ciência Rural , 2006,
Abstract: O objetivo deste trabalho foi verificar o efeito da aduba o da cultura da figueira com boro e esterco bovino sobre a produtividade de figos verdes e as propriedades químicas do solo. Os tratamentos foram cinco doses de ácido bórico (0, 20, 40, 60 e 100g planta-1) combinadas com dois níveis de aduba o de esterco (sem esterco e 10kg de esterco/planta). O delineamento experimental foi o de blocos casualizados em esquema de parcelas subdivididas e quatro repeti es. A aduba o com ácido bórico n o afetou a produtividade de figos, enquanto que o esterco bovino aumentou-a. Os teores de fósforo e potássio no solo aumentaram significativamente e o teor de alumínio diminuiu significativamente em fun o da aduba o com esterco bovino. O teor de B no solo, extraído pelo método da água quente, aumentou linearmente em fun o das doses de ácido bórico.
Produtividade de alface com doses de esterco de frango, bovino e ovino em cultivos sucessivos Lettuce productivity with doses of poultry, cattle and sheep manure in successive crops  [cached]
José U. Peixoto Filho,Maria B. G. dos S. Freire,Fernando J. Freire,Márcio F. A. Miranda
Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental , 2013,
Abstract: Com o objetivo de avaliar o uso de três tipos de esterco animal: de frango, de bovino e de ovino na produ o de alface, um experimento de campo foi conduzido em um Latossolo Vermelho-Amarelo Eutrófico, no Instituto Federal de Educa o Ciência e Tecnologia campus Crato, CE. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, com arranjo fatorial [(3x5) + 2], ou seja, três estercos e cinco doses, com dois tratamentos adicionais, só fertilizante mineral e o controle (sem fertiliza o), com quatro repeti es. Foram avaliadas as variáveis: matéria fresca e matéria seca por planta, produtividade e número de folhas por planta. O esterco de frango proporcionou maiores produtividades de alface no primeiro cultivo; contudo, a partir do segundo cultivo foi superado pelos estercos bovino e ovino. As maiores doses dos estercos proporcionaram boas produtividades até o terceiro cultivo sendo necessária nova aplica o dos mesmos para a manuten o de bons resultados. O fertilizante mineral promoveu boas produtividades até o segundo cultivo tornando-se conveniente nova aplica o a partir do terceiro cultivo. The aim of this work was to evaluate the use of three types of animal manure: poultry, cattle and sheep manure on lettuce production in a field experiment in an Oxisol, at the Federal Agro Technical School, in Crato, Ceará State, Brazil. The experimental design used was randomized blocks with factorial arrangement [(3 x 5) + 2], with three manures, five doses, and two additional Treatments, the first one with chemical fertilizer and the second one the control (without fertilizer), with four replications. The following variables were evaluated: fresh and dry matter of plant, yield ha-1 and number of leaves plant-1. The poultry manure provided higher yields of lettuce in the first crop, however, after the second crop it was surpassed by the cattle and sheep manures. The largest doses of the manure provided high yields until the third crop, being necessary new application for the maintenance of good results. The chemical fertilizer promoted high yields only until the second crop, being necessary a new application for the third crop.
Variabilidade espacial de cálcio, magnésio, fósforo, potássio no solo e produtividade da pimenta-do-reino Spatial variability of calcium, magnesium, phosphorus, potassium in soil and yield of black pepper  [cached]
Eduardo O. de J. Santos,Ivoney Gontijo,Lucas R. Nicole
Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental , 2012, DOI: 10.1590/s1415-43662012001000005
Abstract: A pimenta-do-reino é uma importante fonte de renda para o produtor rural, raz o por que é uma espécie predominantemente cultivada por pequenos produtores porém ainda é pouco conhecida a rela o da varia o espacial dos nutrientes e da produtividade da cultura. Objetivou-se, no presente trabalho, descrever a variabilidade espacial do Ca, Mg, K, P no solo e a produtividade de uma lavoura de pimenta-do-reino, cultivada em um Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico. O experimento foi conduzido em uma lavoura de pimenta-do-reino, no município de S o Mateus, ES, plantada no espa amento 3,0 x 1,8 m. O projeto foi instalado em uma malha retangular de 100 x 120 m. Em cada ponto amostral foram coletadas amostras de solo, na profundidade de 0-0,20 m e determinada a produtividade, totalizando 126 pontos, com distancia mínima de 5 m. Os dados foram submetidos à análise geoestatística. Observou-se estrutura de dependência espacial moderada e forte para os atributos químicos estudados. O estudo da variabilidade espacial dos atributos químicos do solo mostrou-se como ferramenta relevante na compreens o do comportamento dos nutrientes no solo podendo ser fundamental no auxílio à tomada de decis o que vise à maior produtividade da lavoura. The black pepper (Piper nigrum L.) has a social importance and it is mainly cultivated by small farmers, however the relationship between the spatial variability of nutrients in soil and yield of black pepper is little known. Thus, the purpose of this study was to analyse the spatial variability of Ca, Mg, K, P in soil and black pepper yield, cultivated in a distrophic Red-Yellow Latosol. The study was carried out in a black pepper plantation, in S o Mateus, in the State of Espírito Santo, Brazil. A 3 x 1,8 m spacing in a mesh of 100 x 120 m (total area 12.000 m2), with 126 sampling points was used. Soil samples at depth of 0-0.2 m were collected at each point of the grid, in order to evaluate the soil chemical attributes. The variables presented a moderate and strong spatial dependence structure allowing their mapping by geostatistics techniques. Kriging maps were shown to be important tools for the understanding of spatial variability of soil nutrients, and it may be essential for decision making in the black pepper crop.
Replacement of nitrogen by bovine manure on forage productivity and soil quality Substitui o de nitrogênio por esterco bovino na produtividade de forragem e qualidade do solo
Aridouglas dos santos Araujo,José Expeito Cavalcante da Silva,Antonio Clementino dos Santos,Sabino Pereira da Silva Neto
Revista Brasileira de Saúde e Produ??o Animal , 2011,
Abstract: The bovine manure is one of the alternativesfor decreasing costs with the pastures fertilization supplying a nutrients input. The present study had the objective to evaluate the use of several compositions of bovine manure and nitrogen as pastures fertilizers of Brachiaria brizantha cv. Marandu. The experiment was carried out with a Typic Quartzipsamment in Araguaína (TO), Brazil. Were tested five proportions of bovine manure in combination with ureia (0; 25; 50; 75 e 100% of bovine manure). Two grazing simulations were accomplished for the study of forage productive answers and soil analysis in the depth of 0-10 and 10-20cm in the end of forage evaluations . In all parameters studied the best answers were found in treatments that had a combination of urea and bovine manure. The chemical quality of soil was increased as the levels of bovine manure were incorporated to the treatment, where the highest values of calcium and phosphorus occurred at a level of 100% of bovine manure. The highest production and composition of pasture were achieved when the composition of bovine manure and urea ranged around 40 to 50% of manure. O esterco bovino é uma das alternativas de diminui o dos custos com a aduba o de pastagens devido ao fornecimento de aporte de nutrientes. Objetivou-se com este estudo avaliar a utiliza o de várias composi es de esterco bovino e nitrogênio como adubo para pastagens de Brachiaria brizantha cv. Marandu. O experimento foi conduzido em um Neossolo Quartzarênico Ortico típico, em Araguaína (TO). Foram testadas cinco propor es de esterco bovino em associa o com ureia (0; 25; 50; 75 e 100% de esterco bovino). Foram realizadas duas simula es de pastejo para o estudo das respostas produtivas da forragem e análise de solo na profundidade de 0-10 e 10-20cm no final das avalia es da forragem. Em todos os parametros estudados as melhores respostas foram encontradas nos tratamentos que tinham em sua composi o associa o de ureia e esterco bovino. A qualidade química do solo foi alterada à medida que a propor o de esterco bovino foi aumentada, onde ocorreram os maiores valores de cálcio e fósforo na dose de 100% de esterco bovino. As maiores produtividades e composi o da forragem foram alcan adas quando a composi o de esterco bovino e ureia variaram em torno de 40 a 50% de esterco.
Produ o de coentro cultivado com esterco bovino e aduba o mineral
Oliveira Ademar P.,Silva Virna Raquel F.,Santos Claudiomir S.,Araújo Jucilene S.
Horticultura Brasileira , 2002,
Abstract: Avaliou-se o efeito de doses de esterco bovino na presen a e ausência de adubo mineral sobre o rendimento do coentro, cv. Verd o. O experimento foi conduzido na UFPB, entre mar o e maio/2001, no delineamento de blocos casualizados, com os tratamentos distribuídos em esquema fatorial 5 x 2, correspondendo às doses de esterco bovino (0; 2,0; 4,0; 6,0 e 8,0 kg/m2) e, presen a e ausência de adubo mineral (10 g/m2 de P2O5, 6,0 g/m2 K2O e 50 g/m2 de N), em quatro repeti es. A altura das plantas aumentou com a eleva o das doses de esterco bovino apenas quando na presen a de aduba o mineral, ocorrendo incremento na ordem de 0,42 e 1,47 cm na altura, aos 20 e 40 dias, respectivamente, a cada quilograma de esterco bovino adicionado ao solo. A dose de 3,8 kg/m2 de esterco bovino, na presen a do adubo mineral, proporcionou número máximo de molhos (49,0), enquanto que na ausência de adubo mineral o número de molhos, aumentou com a eleva o das doses de esterco bovino, na ordem de 3,0 molhos para cada quilograma de esterco bovino adicionado ao solo. O rendimento máximo estimado de massa verde (5,0 kg/m2) foi obtido com 3,9 kg/m2 de esterco bovino na presen a do adubo mineral, enquanto que na ausência de adubo mineral o rendimento de coentro, aumentou com a eleva o das doses de esterco bovino, na ordem de 0,24 kg/m2 a cada quilograma de esterco bovino adicionada ao solo.
Alumínio e a absor o de cálcio por mudas de pimenta do reino  [cached]
Veloso Carlos Alberto Costa,Malavolta Eurípedes,Muraoka Takashi,Carvalho Eduardo Jorge Maklouf
Scientia Agricola , 2000,
Abstract: Um experimento com solu o nutritiva foi conduzido em casa de vegeta o com o objetivo de verificar os efeitos da nutri o de cálcio na toxicidade de alumínio em mudas de pimenta do reino. Os tratamentos constituíram-se de três concentra es de cálcio (10; 40 e 160 mg L-1) adicionados como CaCl2 em combina o com três concentra es de alumínio (0; 10 e 20 mg L-1) adicionados como AlCl3.6H2O. A solu o nutritiva continha as seguintes concentra es dos íons expressos em mg L-1: N-NO3 (80,5); N-NH4 (10,5); P(1,5); K(39,0); Mg(24,0); S-SO4(32,0); B(0,5); Cu(0,06); Fe(5,0); Mn(1,0); Mo(0,03) e Zn(0,10). Os tratamentos com alumínio retardaram o crescimento das mudas de pimenta do reino, induziram sintomas de toxicidade de alumínio na parte aérea e principalmente aumentaram o diametro das raízes. O acúmulo de cálcio aumentou com o incremento da concentra o de cálcio na solu o na ausência de alumínio, nas raízes o conteúdo de cálcio foi diminuído com o aumento da concentra o de alumínio na solu o. A absor o de alumínio diminuiu com o aumento da concentra o de cálcio na solu o.
EFEITO DO ESTERCO BOVINO NO TEOR E ACúMULO DE MACRONUTRIENTES EM FOLHAS DE Corymbia citriodora
Fabiana Gorricho Costa,Sérgio Valiengo Valeri
Nucleus , 2012,
Abstract: Este trabalho avaliou, em casa de vegeta o, os efeitos da aplica o de doses de esterco bovinoassociadas com calagem na fase de implanta o de mudas com idade de plantio no campo, produzidas a partir desementes de quatro árvores matrizes de Corymbia citriodora. Foram usados 80 vasos contendo 5 dm3 de Latossolocom acidez elevada. Aplicaram-se cinco doses de esterco (0, 10, 20, 30 e 40 Mg ha-1), que, em massa, equivalem a 0,25, 50, 75 e 100 g por vaso. O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso, empregando o esquema fatorial5 x 4 (cinco doses de esterco e sementes de quatro árvores matrizes) com quatro repeti es. A dose de calcário foicalculada para elevar a satura o por bases a 50%. Avaliou-se a fertilidade do solo após 30 dias de incuba o comesterco e calcário. A semeadura foi realizada em tubetes (50 cm3) e as mudas foram plantadas com cerca de 17 cm dealtura. Cada parcela representava um vaso contendo duas plantas. Aos 90 dias foram avaliados os teores e acúmulosde macronutrientes nas folhas das plantas. Observou-se que há diferen a entre as plantas, provenientes de diferentesmatrizes, no teor e acúmulo dos macronutrientes. As que tiveram melhor desenvolvimento foram as procedentes dasmatrizes 8 e 29. A dose de esterco bovino que proporcionou melhor desenvolvimento às plantas foi próxima a 30 tha-1 (75 g por vaso), na qual representa uma grande quantidade se aplicada em grande produ o, porém, parapequenos produtores, essa dose é recomendada.This study evaluated in the greenhouse, the effects of application of cattle manure doses associatedwith liming at seedling in field transplanting age produced by seeds collected from four Corymbia citriodoramatrices trees. Were used 80 pots with 5 dm3 of a high-acidity Oxisol. Were used having 5 cattle manure doses (0,10, 20, 30, and 40 Mg ha-1) that mass is equivalent to 0, 25, 50, 75, and 100 g per pot. The experimental design wascompletely randomized, in a 5 x 4 factorial (five doses of manure and seeds of trees four arrays) scheme with fourreplications. The dose of lime was calculated to raise the base saturation to 50%. We evaluated the fertility of the soilafter 30 days incubation with manure and limestone. The seeds were sown in plastic tubes (50 cm3) and the seedlingswere planted about 17 cm. Each plot represented a pot containing two plants. At 90 days the levels were evaluatedand accumulation of nutrients in plant leaves. It was observed that there are differences between plants from differentmatrices, in content and accumulation of macronutrients. Those with better development of the pla
Bovine manure doses for agronomic and fiber characteristics of the BRS Rubi upland cotton = Doses de esterco bovino nas características agron micas e de fibras do algodoeiro herbáceo BRS Rubi.  [cached]
José Rodrigues Pereira,Whéllyson Pereira Araújo,Magna Maria Macedo Ferreira,Franciezer Vicente de Lima
Agro@mbiente On-line , 2012,
Abstract: In Paraíba, Brazil, a local market for family farming is the production of naturally colored cotton grown in agroecological regime. For solution of physicochemical and biological soil degradation of brazilian semiarid, where Caatinga biome predominates, one valuable agroecological practice is the organic adubation. Accordingly, it was aimed with the present work to study the influence of bovine manure doses (D0 - 0.0; D1 - 2.5; D2 - 5.0; D3 - 10.0; D4 - D5 and 20.0 - 40.0 Mg ha-1) on agronomic and fiber characteristics of the agroecological herbaceous cotton BRS Rubi crop in the arid region of that State, in the years 2008/2009 and 2009, and to define the best dose of this organic fertilizer for this system and this growing region. The treatments were arranged in a randomized block design, with four replications. It was performed combined analysisof variance of the experiments, being evaluated agronomic (stem diameter, plant height, yeild and boll weight) and fiber(percentage, length, strength, micronaire index, fiber short index, elongation and maturity of fibers) variables in the two yearsof cultivation. It was concluded that: there was influence of the bovine manure doses tested for the agronomic characteristicsbut not for the characteristics of the fibers of the herbaceous cotton colored BRS Rubi; the best dose was 18 Mg ha-1of bovinemanure (Maximum Economic Dose). = Na Paraíba, um nicho de mercado para a agricultura familiar é a produ o de algod o naturalmente colorido ecultivado agroecologicamente. Para solu o da degrada o físico-química e biológica dos solos do semiárido brasileiro, onde o bioma caatinga predomina, uma prática agroecológica valiosa é a aduba o organica. Nesse sentido, objetivou-se com o presente trabalho estudar a influência de doses de esterco bovino (D0 - 0; D1 - 2,5; D2 - 5; D3 - 10; D4 - 20 e D5 - 40 Mg ha-1) sobre características agron micas e da fibra do algodoeiro herbáceo colorido BRS Rubi, sob cultivo agroecológico no Sert o Paraibano, durante dois anos agrícolas (2008/2009 e 2009), e definir a melhor dose deste fertilizante organico para este sistema e regi o de cultivo. Os tratamentos foram dispostos em um delineamento experimental de blocos casualizados, com quatro repeti es. Foi realizada análise conjunta dos ensaios, sendo avaliadas variáveis agron micas (diametro caulinar, altura daplanta, produtividade e peso dos capulhos) e das fibras (percentagem, comprimento, índice de fibras curtas, resistência, finura,alongamento e maturidade das fibras) nos dois anos de cultivo. Concluiu-se que houve influência das dose
ABSOR O E EXTRA O DE ALGUNS NUTRIENTES PELA CULTIVAR 'GUAJARINA' DE PIMENTA-DO-REINO  [cached]
Veloso Carlos Alberto Costa,Carvalho Eduardo Jorge Maklouf
Scientia Agricola , 1999,
Abstract: O potencial econ mico da cultura da pimenta do reino e a necessidade real de pesquisas que sustentem a sua explora o levaram a elabora o deste trabalho que teve por objetivo determinar a concentra o e a distribui o dos nutrientes N, P, K, Ca e Mg, nas diversas partes da planta. O experimento foi conduzido em Belém, PA, em solo classificado como Latossolo Amarelo, textura média, com as seguintes características químicas: pH em H2O = 4,5; M.O = 17,5 g kg-1; P= 2,0 mg dm-3 e os cátions trocáveis, em mmolc.dm-3, K = 0,48; Ca2+= 4,0; Mg2+ =2,0; Al3+ = 13,0. As amostras foram constituídas de um grupo de seis plantas da cultivar Guajarina, coletadas aos 28 meses de idade, na época da produ o. Os resultados obtidos mostraram que os nutrientes extraídos pela pimenta-do-reino obedecem à seguinte ordem: N > Ca > K > Mg > P. As quantidades de macronutrientes exportadas pelos frutos, na colheita em kg.ha-1 foram: N=11,22; K=6,15; Ca=3,84; Mg=1,18 e P=1,07.
Biomass production, yield and chemical composition of peppermint essential oil using different organic fertilizer sources Produ o de biomassa, rendimento e composi o química do óleo essencial de hortel -pimenta usando diferentes fontes de aduba o organica  [cached]
Andressa Giovannini Costa,Suzan Kelly Vilela Bertolucci,Jorge Henrique Chagas,Elza Oliveira Ferraz
Ciência e Agrotecnologia , 2013,
Abstract: Mentha x piperita L. is an aromatic and medicinal species belonging to the family Lamiaceae that is popularly known as peppermint. The aim of this study was to evaluate the effects of organic fertilizer sources on the biomass production, yield and chemical composition of peppermint (Mentha piperita L.) essential oil. The experiment was conducted using a completely randomized design (CRD) with a 2 x 5 factorial scheme, two sources of manure (cattle and poultry), five doses (0, 3, 6, 9 and 12 kg m-2) and four replicates. Different doses of cattle and poultry manure significantly affected plant biomass production and the responses of other variables, including leaf area, leaf weight ratio, leaf area ratio, root:shoot ratio, yield and chemical composition. Organic fertilizer doses of 9.0 kg m-2 cattle manure and 8.3 kg m-2 poultry manure to obtain the maximum total dry biomass. The highest yield of essential oil was obtained by applying 11.8 kg m-2 poultry manure. Differences in the chemical composition of the essential oil were observed for only three components (menthone, pulegone and menthyl acetate) without significant changes in the menthol content. Mentha x piperita L. é uma planta aromática e medicinal pertencente à família Lamiaceae, popularmente conhecida como hortel -pimenta. No trabalho, objetivou-se verificar o efeito das fontes de aduba o organica na produ o de biomassa, no rendimento e na composi o química do óleo essencial de hortel -pimenta (Mentha piperita L.). O experimento foi conduzido em DIC, em esquema fatorial 2 x 5, com duas fontes de esterco, bovino e avícola, e cinco doses (0, 3, 6, 9 e 12 kg m-2), com quatro repeti es cada. As diferentes doses de estercos bovino e avícola influenciaram significativamente de forma benéfica a produ o de biomassa das plantas e também outras variáveis de crescimento como área foliar, raz o de peso foliar, raz o de área foliar, rela o raiz:parte aérea, rendimento e composi o química do óleo de hortel -pimenta. Utilizar aduba o organica para a obten o máxima de biomassa seca total as doses de 9,0 kg m-2 de esterco bovino e 8,3 kg m-2 de esterco avícola. O maior rendimento de óleo é obtido com a aplica o de 11,8 kg m-2 de esterco avícola. Diferen as na composi o química do óleo essencial foram observadas para três componentes (mentona, pulegona e acetato de mentila) sem mudan a significativa no conteúdo de mentol.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.