oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Teor de cálcio em frutos de diferentes cultivares de feij o-vagem  [cached]
Miglioranza édison,Araujo Ricardo de,Endo Romeu Munashi,Souza José Roberto Pinto de
Horticultura Brasileira , 2003,
Abstract: Foi determinada a concentra o de cálcio em frutos de feij o-vagem cultivares: Xera, Paulista, Florence, 274, F-15, Nerina, Anseme e UEL-1, em dois experimentos, em 1997 e 1998 em Londrina. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso com quatro repeti es. Foram avaliadas as vagens classificadas como número 4 (8,3 a 9,4 mm de diametro). As concentra es de cálcio das cultivares foram comparadas pelo teste de Duncan a P < 0,05. Nos dois anos analisados, a cultivar Xera apresentou as maiores concentra es de cálcio, média de 6,1 mg de cálcio/g de matéria seca, enquanto que a menor concentra o foi encontrada na cultivar Nerina, 4,5 mg de cálcio/g de matéria seca. Concluiu-se que o acúmulo de cálcio na vagem foi influenciado pelo genótipo da cultivar independentemente do ano agrícola estudado.
Cor de feij o vagem fresco e processado após aplica o de cálcio  [cached]
Fávaro Simone Palma,Sá Marcela Colognesi de,Ida Elza Iouko,Braga Neto José Ant?nio
Scientia Agricola , 2000,
Abstract: A cor em vegetais é um dos principais atributos de qualidade observado pelo consumidor e é influenciada por características intrínsecas e de processamento. O objetivo desta investiga o foi avaliar as altera es de cor de feij o vagem fresco e processado após aplica o de concentra es crescentes de cálcio via absor o radicular. O feij o vagem cultivar UEL 1 foi cultivado com aplica o de concentra es crescentes de cálcio via solu o nutritiva contendo 0, 75 , 150 e 300 mL L-1 de cálcio em substrato de areia grossa. A cor das vagens ao natural e enlatadas foram avaliadas por colorimetria de três estímulos, e os resultados foram expressos no sistema Hunter. As vagens ao natural apresentaram-se mais claras e amarelas quando foi adicionado cálcio à solu o nutritiva. O calor empregado no processo de enlatamento teve efeito pronunciado na redu o da luminosidade e na cor verde, mesmo com o aumento na quantidade de cálcio nas vagens.
CONSERVA O PóS-COLHEITA DE CULTIVARES DE FEIJ O- VAGEM
EVANGELISTA, Regina Marta,CARDOSO, Antonio Ismael Inácio,CASTRO, Márcia Maria,GOLDONI, Cristiano
Nucleus , 2011,
Abstract: There are great postharvest losses of snap-bean pods, however there are not studies comparingBrazilian cultivars for postharvest conservation and about techniques that provides lesser losses. The objective ofthis work was to evaluate the postharvest quality of four snap-bean cultivars (Preferido, Favorito, Itatiba andTeresópolis) and to evaluate postharvest quality when fruits of cultivar Preferido were stored with and withoutcooling in over-wrapping expanded polystyrene trays with (modified atmosphere - MA) and without PVC. Infirst experiment, treatments were pods of four cultivars stored at ambient temperature (29-32oC). In secondexperiment, pods of cultivar Preferido were divided in four treatments: control with ambient temperature (20-25oC), control with cooling (7 1oC), MA with ambient temperature and MA with cooling. In both experiments,experimental design was randomized blocks, with five replicates and it was evaluated mass loss, change in the characteristic coloration, presence of fungi and general appearance of fruits each three days, until sixth day infirst and until 12th day in second experiment. It was verified that cultivar Preferido presented the best results,maintaining its color and general appearance for six days, while the other cultivars maintained their appearancefor only three days. It was verified, too, that fruits stored under cooling and with involvement of PVC film(modified atmosphere) showed the best results, maintaining its color and general appearance for 12 days, withthe least mass loss.Ocorrem grandes perdas após a colheita dos frutos de feij o-vagem, entretanto n o existemestudos comparando as cultivares nacionais quanto à conserva o pós-colheita, assim como de técnicas quevisem reduzir estas perdas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade pós-colheita e a "vida de prateleira"de quatro cultivares (Preferido, Favorito, Itatiba e Teresópolis) de feij o-vagem e também a qualidade póscolheitados frutos da cultivar Preferido armazenados com e sem refrigera o e embalados em bandejas depoliestireno expandido e recobertos (atmosfera modificada - AM) ou n o com policloreto de vinila (PVC). Noprimeiro experimento, os tratamentos foram as vagens recém-colhidas das quatro cultivares armazenadas emtemperatura ambiente (29-32oC). No segundo experimento, os frutos do feij o-vagem ‘Preferido’ foramdivididos em quatro tratamentos: testemunha ambiente (20-25oC), testemunha refrigerado (7 1oC), AMambiente e AM refrigerado. Em ambos os experimentos, o delineamento experimental foi em blocos ao acaso,com cinco repeti es e aval
Adaptabilidade e estabilidade em feij o-vagem de crescimento indeterminado
Peixoto Nei,Braz Leila T.,Banzatto David A.,Oliveira Ademar P.
Horticultura Brasileira , 2002,
Abstract: Estudaram-se a adaptabilidade e estabilidade de 15 genótipos de feij o-vagem de crescimento indeterminado em rela o a oito ambientes. Houve diferen as significativas entre genótipos em apenas três ambientes. As linhagens Hav 13, Hav 14, Hav 53 e Hav 56 igualaram-se aos genótipos mais produtivos em todos ambientes. As linhagens Hav 13, Hav 21, Hav 25, Hav 38, Hav 40, Hav 56, Hav 65 e a cultivar Favorito Ag 480 foram estáveis e as demais imprevisíveis, de acordo com a metodologia de Eberhart & Russell. Os genótipos apresentaram ampla adaptabilidade, exceto Hav 67 adaptável a ambientes desfavoráveis. A linhagem Hav 13, de vagens cilíndricas e sementes brancas, foi a alternativa mais vantajosa à cultivar Favorito Ag 480, utilizada como testemunha.
Resposta de feij o-vagem a diferentes níveis de fertilidade  [cached]
Peixoto Nei,Braz Leila T.,Banzatto David A.,Moraes Ednan A.
Horticultura Brasileira , 2002,
Abstract: Estudou-se a resposta de feij o-vagem de crescimento indeterminado à fertilidade do solo em Anápolis (GO). Utilizaram-se sete linhagens (Hav 13, Hav 38, Hav 40, Hav 49, Hav 56, Hav 64 e Hav 68), e as cultivares Favorito Ag 480, Macarr o Bragan a e Teresópolis Ag 484, em sete doses da formula o 4-30-16 aplicadas ao solo (D0= 0; D1=200; D(2)400; D3=600; D4=800; D5=1000 e D6=1200 kg/ha). Houve diferen as significativas entre genótipos para todas características avaliadas, dentro de cada dose do formulado, exceto para produtividade, no quinto nível, e para altura média das plantas no nível mais elevado de fertilidade. As linhagens Hav 49 e Hav 64 igualaram-se aos genótipos de maiores rendimentos em todos os ambientes. O nível médio de fertilidade foi o mais conveniente, do ponto de vista econ mico, para todas as características consideradas. Com exce o de Hav 13 e Teresópolis Ag 484, que se mostraram imprevisíveis quanto à produtividade, Hav 13 e Hav 64, quanto ao número de vagens por planta e Favorito Ag 480 quanto à altura média das plantas, os demais genótipos foram estáveis. Todos os genótipos responderam proporcionalmente à melhoria do ambiente para produtividade, número de vagens por planta e altura das plantas. Quanto ao peso médio das vagens a linhagem Hav 40 respondeu menos que proporcionalmente ao aumento da fertilidade do solo, mostrando-se adaptável a solos menos férteis, enquanto a cultivar Teresópolis Ag 484 respondeu mais que proporcionalmente à melhoria da fertilidade mostrando-se adaptável a solos mais férteis.
Interferência em misturas de feij o  [cached]
Mastrantonio Janete Joanol da Silveira,Antunes Irajá Ferreira,Zonta Elio Paulo,Emygdio Beatriz Marta
Ciência Rural , 2004,
Abstract: O presente trabalho teve como objetivos examinar a magnitude dos efeitos de interferência em cultivares de feij o, quando em mistura, empregando um novo coeficiente (Coeficiente de Interferência) e verificar a existência de correla es entre rendimento de gr os e seus componentes primários, para cada cultivar. Os experimentos foram conduzidos em Cangu u e Passo Fundo, RS, sendo os tratamentos compostos pelas cultivares Carioca, Guateian 6662 e Tayhú em estande puro e em duas misturas, Mis1 (equivalente a 240 mil plantas.ha-1, como em estande puro) e Mis2 (120 mil plantas.ha-1). As variáveis avaliadas foram número de vagens por planta (NVP), número de sementes por vagem (NSV), peso de 100 sementes (PCS) e rendimento de gr os. O delineamento experimental utilizado foi blocos casualizados com cinco repeti es. Observou-se que Tayhú teve sua produtividade estimulada quando em mistura sendo este efeito bastante pronunciado sob a popula o de 240 mil plantas.ha-1; caracterizando a presen a de efeitos positivos de interferência, sendo que Carioca e Guateian 6662 sofreram efeitos neutros quando em Mis1 e negativos quando em Mis2. Verificou-se que as correla es fenotípicas entre os componentes do rendimento dependem de cada cultivar e do ambiente em que se encontram, apresentando pouco valor em programas de melhoramento ou na predi o do rendimento.
Características e rendimento de vagem do feij?o-vagem em fun??o de fontes e doses de matéria organica
Santos, Gilmara M.;Oliveira, Ademar P.;Silva, José Algaci L.;Alves, Edna U.;Costa, Caciana C.;
Horticultura Brasileira , 2001, DOI: 10.1590/S0102-05362001000100006
Abstract: with the objective of evaluating levels and sources of organic matter in the culture of the snap-bean, macarr?o trepador cultivar, an experiment in field conditions was setted in the period from july to november 1998, in the federal university of paraíba, brazil. the experimental design was of randomized blocks, in factorial scheme 4 x 5, with four sources of organic matter (chicken manure, bovine manure, goat manure and earthworm compost) and five levels (0, 5, 10, 15 and 20 t/ha of chicken manure and, 0, 10, 20, 30 and 40 t/ha of bovine manure, goat manure and earthworm compost), in four replications. plots were of 20 plants, space 1.00 x 0.50 m. the results indicated that the length of beans increased linearly with the levels of chicken, bovine and goat manure. the average weight of pods was just influenced by chicken manure. the earthworm compost didn't exercise effect on the characteristics and the productivity of pods. the use of 13.0 t/ha of chicken manure provided maximum yield of pods (26.3 t/ha), the bovine manure in the level of 24.0 t/ha produced 30.3 t/ha and the goat manure in the level of 16.6 t/ha produced 23.0 t/ha. the economical analysis indicated the use of 11 t/ha of chicken manure and 23 t/ha of bovine manure the most viable sources of organic fertilization in snap-bean, by resulting in a productivity of 11.3 and 21.2 t/ha of pods and a foreseen yield of 8 and 21 t/ha of pods, respectively. for the goat manure, the use of 20 t/ha revealed to be a little superior compared to its absence, while 10 t/ha of earthworm compost showed a balance of r$ 2.336.00/ha, but inferior to its absence. in the conditions of the present research, the use of goat manure and earthworm compost as organic matter sources is not advantageous for programs of snap bean pods production.
Rendimento e Qualidade de Sementes de Feij o-caupi em Fun o de Doses de Nitrogênio. = Cowpea yield and seed quality as a function of nitrogen application.
Oscar José Smiderle,Dalton Roberto Schwengber
Agro@mbiente On-line , 2008,
Abstract: O trabalho objetivou avaliar o efeito de quatro doses de nitrogênio aplicadas no solo sobre o rendimento produtivo e a qualidade fisiológica de sementes do feij o-caupi, cv. BRS Mazag o. O experimento foi conduzido na fazenda Jabuti, em Boa Vista, de janeiro a mar o/2003, sob irriga o por piv central. O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados, com quatro tratamentos, constituídos das doses de nitrogênio (0; 20; 40; e 60 kg ha-1, utilizando uréia como fonte), aplicadas manualmente, em quatro repeti es. Para as avalia es foram utilizadas parcelas de seis metros lineares por seis fileiras de plantas, semeadas mecanicamente, espa adas de 0,45 m, com área útil de 3,6 m2. Para avaliar a qualidade fisiológica das sementes foi conduzido um experimento em laboratório com delineamento inteiramente casualizado, com quatro repeti es de 50 sementes cada. Os resultados indicam que n o houve efeito do nitrogênio aplicado sobre o número de gr os por vagem, enquanto o número de vagens e a massa de gr os aumentaram com as doses de nitrogênio. O nitrogênio aplicado ao solo proporcionou a produ o de sementes mais vigorosas, ocorrendo aumento linear da emergência das sementes em campo com eleva o de suas doses, passando a emergência média de 88% para 94%. A produtividade máxima de gr os (1.497 kg ha-1) foi obtida com a aplica o de 60 kg ha-1 de nitrogênio. A germina o das sementes n o aumentou em fun o da eleva o das doses de nitrogênio, apresentando uma taxa média de 91%. = An experiment was carried out to evaluate the effect of levels of nitrogen application on productive yield and physiological quality of cowpea seeds, cv. Mazag o. The experiment took place at Jabuti farm, in Brazil, from January to March/2003, under a central pivot irrigation system. The experimental design was completely randomized blocks, with four treatments consisting on nitrogen levels (0; 20; 40 and 60 kg ha-1, utilizing urea as N source) applied manually, with four replications. Each plot was 6 m long, with six lines of plants 0,45 m apart one from the other; the plants were mechanically sowed; the measuring area of the plot was 3,6 m2. The physiological quality of the seeds was assessed through an experiment conducted in laboratory conditions, in an entirely randomized design, with 4 replicates of 50 seeds each. The results indicate that there was no effect of applied N on number of grain per pod, whereas the number of pods and grain mass increased with N doses. N applied to soil provided a production of more vigorous seeds, occurring a linear increase in field seedling em
Manejo do solo e o rendimento de soja, milho, feij o e arroz em plantio direto  [cached]
Kluthcouski Jo?o,Fancelli Ant?nio Luiz,Dourado-Neto Durval,Ribeiro Cristina Maria
Scientia Agricola , 2000,
Abstract: O sistema de plantio direto tem sido adotado expressivamente por agricultores do cerrado brasileiro. Contudo, seu uso continuado em regi es tropicais, com insuficiência de cobertura do solo e sucessivas aduba es superficiais, pode resultar em altera es nos parametros do solo, como compacta o e acúmulo de nutrientes na superfície, e na baixa express o do potencial produtivo das culturas. O presente estudo teve como objetivo principal verificar o efeito de quatro sistemas de manejo de solo (plantio direto; grade aradora; escarifica o profunda e ara o profunda) associados com três níveis de aduba o fosfatada e potássica (sem aduba o, recomenda o oficial e equivalente a exporta o pelas colheitas) sobre o rendimento das culturas do milho, soja, feij o e arroz em área submetida a plantio direto durante oito anos. Os experimentos com soja, milho, arroz e feij o foram conduzidos em um Latossolo Roxo eutrófico no esquema de faixas e delineamento de blocos completos casualizados, com quatro repeti es. Avaliou-se ainda o rendimento de gr os. N o houve resposta da soja aos diferentes manejos do solo nem aos níveis de aduba o. Já a ara o profunda resultou nos maiores rendimentos de milho, arroz e feij o, sendo intermediários os efeitos devidos à escarifica o. Exceto para o feij o, nestas culturas também n o se verificou efeito da aduba o.
Respostas do feij o-vagem cultivado sob prote o com agrotêxtil em duas densidades de plantas  [cached]
Pereira Adalberto Vitor,Otto Rosana F.,Reghin Marie Y.
Horticultura Brasileira , 2003,
Abstract: Estudou-se o efeito da prote o com agrotêxtil e densidades de plantas sobre a produtividade de duas cultivares de feij o-vagem de porte determinado. O ensaio foi conduzido na área experimental da UEPG, Ponta Grossa. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado em esquema fatorial 2x2x2 (cultivares x prote o x densidade), com 4 repeti es. As cultivares utilizadas foram Turmalina e Coralina, semeadas em mar o de 2000 (outono) em duas densidades de plantas (6,6 e 3,3 pl m-1), sob prote o com agrotêxtil (PP) e em ambiente natural (AN). Avaliou-se a produ o precoce, a produtividade, o número de vagens por planta e o peso médio das vagens. Como parametro climático, determinou-se a amplitude das modifica es das temperaturas do ar (Tar) e do solo (Ts) sob PP e AN. A prote o das plantas com agrotêxtil e a varia o de densidades n o influenciaram na precocidade da colheita. Entretanto, o uso do agrotêxtil resultou em aumento da produtividade para 'Turmalina' devido ao maior número de vagens por planta comparado ao AN. Para a cultivar Coralina n o houve diferen a na produtividade entre os cultivos em AN e PP. A densidade de plantas n o apresentou diferen a na produtividade para 'Turmalina'. Por outro lado, a cultivar 'Coralina' foi mais produtiva quando cultivada em densidade de 3,3 pl m-1, em rela o à densidade de 6,6 pl m-1. Quando cultivadas com 3,3 pl m-1, a 'Coralina' foi mais produtiva que a 'Turmalina', porém em densidade de 6,6 pl m-1 n o houve diferen a entre as cultivares. As temperaturas do ar e do solo foram maiores sob PP em rela o ao AN, durante todo o ciclo da cultura, com diferen as médias entre ambientes de 2,63 e 1,97masculineC, respectivamente para Tar e Ts. Os valores da diferen a entre PP e AN, para Tar e Ts, foram maiores na fase inicial da cultura, diminuindo com o crescimento do feij o-vagem.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.