oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Qualidade do inhame 'Da Costa' em fun o das épocas de colheita e da aduba o organica
Oliveira Ademar P. de,Freitas Neto Pedro A. de,Santos Elson S. dos
Horticultura Brasileira , 2002,
Abstract: Foi desenvolvido um trabalho na EMEPA em Jo o Pessoa, entre setembro/98 e junho/99, com o objetivo de quantificar o teor de matéria seca, de amido e de cinzas em rizomas do inhame, cultivar Da Costa, em fun o das épocas de colheita e da aduba o organica, em solo Podzólico Vermelho-Amarelo, textura arenosa. Estudaram-se níveis de esterco bovino (5; 10; 15 e 20 t/ha) e de esterco de galinha (2,8; 5,6; 8,4 e 11,2 t/ha), duas épocas de colheita (sete e nove meses após o plantio) e uma testemunha, sem resíduo organico. Os tratamentos foram arranjados como fatorial 2x4x2+1, no delineamento de blocos casualizados, com quatro repeti es. O teor de matéria seca nos rizomas aumentou com a maturidade do cará-da-costa, passando de 33% em rizomas colhidos aos sete meses, para 36% em rizoma colhidos aos nove meses. Os teores de matéria seca nos rizomas colhidos aos sete meses decresceram de 35,80% e 34,71%, respectivamente, na ausência de estercos para 30,03% e 29,25%, respectivamente, com as doses de 20 t/ha de esterco bovino e de 11,2 t/ha de esterco de galinha. Na colheita realizada aos sete meses, o teor de amido foi de 26%, elevando-se para 29% na colheita aos noves meses. O teor de amido, na colheita realizada aos nove meses, aumentou com as doses de esterco de galinha, atingindo o máximo de 31,6% com a dose de 4,8 t/ha. O teor de cinzas nos rizomas n o foi influenciado pelas épocas de colheita, mas naqueles colhidos aos nove meses, o teor aumentou com as doses de esterco bovino e de galinha, atingindo o máximo de 0,78 e 0,67%, respectivamente, nas doses de 12,8 e 6,7 t/ha.
ADUBA O FOSFATADA E éPOCAS DE COLHEITA DO AMENDOIM: EFEITOS NA PRODU O DE óLEO E DE PROTEíNA  [cached]
KASAI FRANCISCO SEIITI,ATHAYDE MANOEL LUIZ FERREIRA,GODOY IGNáCIO JOSé DE
Bragantia , 1998,
Abstract: Os experimentos foram realizados em um latossolo vermelho-escuro, textura média, em Adamantina (SP), para avaliar os efeitos da aduba o fosfatada e da colheita em diferentes estádios de matura o do amendoim nos teores de óleo e de proteína dos gr os e na produ o de óleo e de proteína. O experimento constituiu-se de blocos ao acaso com parcelas subdivididas, com três repeti es, nas quais as parcelas foram as doses de P e as subparcelas, distribuídas ao acaso, foram as épocas de colheita. As doses de fósforo foram 0, 40 e 80 kg/ha de P2O5 e, as épocas de colheita foram em seis estádios de matura o, aos 78, 85, 92, 99, 106 e 113 e aos 79, 86, 93, 100, 107 e 114 dias após emergência, respectivamente, em 1992/93 e 1993/94. O teor de óleo nos gr os variou segundo os estádios de colheita e de ano para ano e o de proteína aumentou com o retardamento da colheita. Os teores de óleo e de proteína nos gr os e as produ es de óleo e de proteína n o variaram com a aduba o fosfatada.
Produtividade do feijoeiro em resposta a aduba o fosfatada e a regimes de irriga o em solo de cerrado  [cached]
MIRANDA LEO NOBRE DE,AZEVEDO JUSCELINO ANTONIO DE,MIRANDA JEANNE CHRISTINE CLAESSEN DE,GOMES ANTONIO CARLOS
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2000,
Abstract: O cultivo do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) irrigado nos solos de cerrado requer a utiliza o de fertilizantes fosfatados. Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de estudar o efeito do manejo da aduba o fosfatada e da lamina de água na produtividade do feijoeiro em Latossolo Vermelho-Escuro argiloso. Os tratamentos englobaram três doses de aduba o fosfatada a lan o (250, 500 e 1.000 kg ha-1 de P2O5) e dois níveis de irriga o (adequado e restrito), determinados em fun o de tens es de água no solo. Foi cultivado o feij o `Carioca' (quatro cultivos) no período seco, em rota o com o milho `BR 201' (cinco cultivos), no período chuvoso. A produ o de gr os do feij o aumentou com a aduba o fosfatada, nos dois níveis de irriga o, sendo maior com a dose mais alta de aduba o e irriga o adequada. A irriga o restrita promoveu redu es de produtividade em todos os tratamentos, sendo menos prejudicial no solo com maior disponibilidade de P. O milho apresentou também resposta significativa à aduba o fosfatada, e o efeito residual dessa aduba o manteve boas produtividades das duas culturas durante os vários cultivos sucessivos.
Qualidade do inhame 'Da Costa' em fun??o das épocas de colheita e da aduba??o organica
Oliveira, Ademar P. de;Freitas Neto, Pedro A. de;Santos, Elson S. dos;
Horticultura Brasileira , 2002, DOI: 10.1590/S0102-05362002000100023
Abstract: an experiment was carried out in emepa, jo?o pessoa, brazil between september 98 and june 99 to quantify the dry matter, starch and ash content of yam rhizomes, cv. da costa, in relation to harvest time and organic fertilization. the area consisted of a red-yellow podzolic sandy soil. four levels of cattle manure (5; 10; 15 and 20 t/ha), four levels of chicken manure (2.8; 5.6; 8.4 and 11.2 t/ha), and two harvest times [seven and nine months after planting date (apd))] plus a treatment without organic residue, were studied, arranged in a factorial cheme 2x4x2+1 in randomized blocks, with four replications. dry matter was of 33% and 36% in rhizomes harvested seven and nine months apd, respectively. at seven months apd, dry matter decreased from 35.80% and 34.71%, without cattle or chicken manure, respectively, to 30.03% and 29.25%, for highest levels of cattle manure (20 t/ha) and chicken manure (11.2 t/ha). starch content increased from 26% at seven months apd to 29% at nine months apd. nine months apd, starch content in rhizomes increased (31.6%) with increasing levels of chicken manure (4.8 t/ha). ash content was not affected by harvest dates. however, applying 12.8 t/ha of cattle manure and 6.7 t/ha of chicken manure, rhizomes presented increase in ash content of 0.78% and 0.67% respectively, when harvested nine months apd.
Influência da aduba o potássica na produ o e na atividade de enzimas pós-colheita em escarola (Cichorium endivia L.) / Influence of potassium fertilization in endive (Cichorium endiviaL.) production and enzyme post-harvest activity
Paulo Sérgio Pavinato,Juliano Carlos Calonego,Elisangela Clarete Camili,Angela Cristina Alvarez
Ambiência , 2009,
Abstract: ResumoO potássio é um dos nutrientes mais abundantes no citoplasma das células vegetais, e sua alta contribui o no metabolismo das plantas está relacionada ao controle osmótico das células e à ativa o de inúmeras enzimas. Sendo de conhecimento que a produ o e manuten o da qualidade pós-colheita de sementes, frutos e hortali as depende da boa nutri o potássica, o presente trabalho teve por objetivo avaliar o efeito de doses de potássio na produ o e qualidade pós-colheita de escarola. A escarola, variedade Malan, foi cultivada em vasos com capacidade de 10 kg de solo, em casa de vegeta o, na Fazenda Experimental Lajeado, Departamento de Produ o Vegetal/Horticultura da FCA-UNESP, Botucatu-SP. Os tratamentos consistiram em cinco doses de potássio, correspondentes a 0, 75, 150, 300 e 600 kg ha-1 de K2O, aplicadas 1/3 no plantio e o restante em três coberturas (8, 16 e 28 dias após o transplante). Por ocasi o do transplante, aplicou-se a aduba o nitrogenada e fosfatada recomendadas para a cultura. Aos 35 dias após o transplante, as plantas foram colhidas e se efetuaram as avalia es de diametro de cabe a, massa fresca e área foliar. Ainda utilizando plantas frescas, determinou-se a atividade das enzimas polifenol oxidase e peroxidase. Em plantas secas, em estufa a 60°C por 72 h, foram determinadas a massa seca, o teor de K no tecido e o acúmulo total de proteínas. De maneira geral, a aplica o de 150 kg ha-1 de K2O, correspondente à dose recomendada pelos boletins de aduba o para a escarola, resultou em máxima produ o e qualidade pós-colheita, n o respondendo a doses mais elevadas.AbstractPotassium is one of the nutrients that is present in higher levels in the cytoplasm of plant cells, and its contribution in plant metabolism is related to cell osmotic regulation and the activation of many enzymes. Given the knowledge that production and post-harvest quality maintenance of seeds, fruit and vegetables are a consequence of good potassium nutrition, our research focused on assessing the effect of potassium rates in production and post-harvest quality of endive. The endive, variety Malan, was cultivated in pots with soil mass of 10 kg each, in a greenhouse, at Fazenda Experimental Lajeado, Department of Crop Science/Horticulture of FCA-UNESP, Botucatu-SP. The treatments were five potassium rates, corresponding to 0, 75, 150, 300 and 600 kg ha-1 of K2O, with 1/3 being applied at plant sow and the other 2/3 in three cover applications (8, 16 and 28 days after plant sow). At the moment of plant sow, the recommended crop fertilization of nitrogen and phos
ADUBA O FOSFATADA EM CULTIVARES DE ALFACE CULTIVADA EM SOLOS DEFICIENTES
COUTINHO, Edson Luiz Mendes,CARVALHO, Flávio Paranhos de,FRANCO, Henrique Coutinho Junqueira,ORIOLI JúNIOR, Valdeci
Nucleus , 2008,
Abstract: A greenhouse experiment was carried out with the objective to evaluate the response of threelettuce types (cultivars: Regina, Ver nica, and Lucy Brown) grown on two soils (Paleudult and Hapludox), tophosphorus fertilization. It was used a complete randomized design with three replications of treatments in afactorial arrangement 5 x 3 x 2 (five rates of P, three cultivars, and two soils). The rates of phosphorus were: 0,25, 50, 100, and 150 mg kg-1. Dry matter and phosphorus contents were determined in soil and on plant shoots48 days after emergency plants. A significant yield response to phosphorus fertilization was observed. The LucyBrown cultivar was more productive than ‘Regina’ and ‘Ver nica’. The letucce grown on Hapludox tended tohave higher yield of dry matter. Among the cultivars, it was not verified significant differences in the Pconcentrations in plant shoots. The appearing of phosphorus deficiency symptoms in lettuce were associatedwith P contents on plant shoots lower than 2.3 g kg-1.N o obstante a carência de pesquisa com a cultura da alface no estado de S o Paulo, s orecomendadas doses extremamente elevadas de fósforo (P), sem levar em considera o o tipo ou cultivar. Sendoassim, conduziu-se em casa de vegeta o, um experimento com o objetivo de verificar os efeitos da aduba ofosfatada nas concentra es de P no solo e na planta, assim como, na produ o de massa seca da parte aérea daalface. Empregou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, com três repeti es, segundo umarranjo fatorial 5x2x3 (cinco doses de P, dois solos e três cultivares). As doses 0, 25, 50, 100 e 150 mg kg-1 de Pforam aplicadas na forma de fosfato monoam nio (MAP). Os cultivares Regina (tipo lisa), Ver nica (tipocrespa) e Lucy Brown (tipo americana) foram cultivados, por 48 dias, em amostras dos solos: LatossoloVermelho-Amarelo (LVA) e Argissolo Vermelho-Amarelo (PVA). Verificou-se que a aduba o fosfatadaaumentou significativamente a produ o de massa seca das plantas, sendo o cultivar Lucy Brown o maisprodutivo. As plantas de alface cultivadas no LVA apresentaram maior produ o de massa seca que as cultivadasno PVA. As doses de P aumentaram as concentra es do nutriente no solo e na planta. Entre os cultivares,entretanto, n o houve diferen a significativa nas concentra es de P na parte aérea. As plantas nos tratamentosque n o receberam fósforo apresentaram sintomas de deficiência (teores de P na parte aérea inferiores a 2,3 g kg-1) e n o conseguiram chegar ao final do ciclo.
Aduba o fosfatada e metais pesados em Latossolo cultivado com arroz  [cached]
Camargo M?nica Sartori de,Anjos Ana Rosa Martins dos,Rossi Carla,Malavolta Eurípedes
Scientia Agricola , 2000,
Abstract: A avalia o da contamina o por metais pesados contidos nos fertilizantes tem atraído a aten o devido a um eventual efeito no ambiente. O objetivo do trabalho foi estudar a absor o de metais pesados presentes nos adubos fosfatados pelo arroz, utilizando-se uma metodologia de extra o seqüencial passível de ser adaptada à análise de rotina. O delineamento experimental foi em blocos casualizados e utilizaram-se quatro fontes de P (superfosfato triplo, termofosfato magnesiano e fosfatos naturais da Carolina do Norte e de Arad) em três doses (50, 100 e 200 mg dm-3). Foram cultivadas plantas de arroz após o cultivo de Brachiaria decumbens e Centrosema pubescens em Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico, em condi es de casa-de-vegeta o. A transferência de metais pesados (Cu, Mn, Cd, Ni, Zn) para o solo e para as plantas ocorreu de forma diferenciada para as doses e fontes utilizadas. Os adubos fosfatados n o contribuíram de modo relevante para o aumento do teor de metais pesados no solo e nas plantas. Na extra o seqüencial, o HCl 6 mol L-1 extraiu maior percentual de metais pesados do solo, seguido por Mehlich 1 e H2O, exceto para Zn.
Production of biomass, from sugar and protein in function of sugarcane varieties and phosphorous fertilization Produ o de biomassa, de a úcar e de proteína em fun o de variedades de cana e de aduba o fosfatada  [cached]
Altanys Silva Calheiros,Mauro Wagner de Oliveira,Vilma Marques Ferreira,Geraldo Veríssimo de Souza Barbosa
Semina : Ciências Agrárias , 2012,
Abstract: The sugarcane is a fodder that presents nutritional limitations, due to low levels of protein, phosphorus and sulfur; however, the phosphorous fertilization can improve its nutritional quality, because it influences in the absorption and the metabolism of nitrogen and phosphorus. In this study, the accumulation of dry substance from phosphorus and raw protein and the production of sucrose from two sugarcane varieties in function of the phosphorous fertilization in the sugarcane – plant cycle were evaluated. The study was a 2 x 6 factorial, consisted of two sugarcane varieties, RB867515 and RB92579, and six doses of phosphorus: zero, 30, 60, 90, 120 and 150 kg ha-1 of P, with treatments distributed in blocks at random, with five repetitions. Nitrogen and potassium fertilization in doses equivalent to 100 and 200 kg ha-1 of N and K were also used respectively. The phosphorous fertilization influenced in the accumulation of dry substance and sucrose, having a quadratic effect. There was a linear effect, but discrete, of the doses of P on the concentration of this element in the dry substance, which was not observed for the raw protein concentration. On the other hand, the protein and phosphorus mass were significantly influenced by the fertilization. A cana-de-a úcar é uma forragem que apresenta limita es nutricionais, devido aos baixos teores de proteína, de fósforo e de enxofre, entretanto, a aduba o fosfatada pode melhorar sua qualidade nutricional, pois influencia na absor o e no metabolismo do nitrogênio e do fósforo. No presente estudo, avaliaram-se, no ciclo de cana-planta, o acúmulo de matéria seca, de fósforo e de proteína bruta e a produ o de sacarose de duas variedades de cana-de-a úcar em fun o da aduba o fosfatada. O estudo foi um fatorial 2 x 6, constituído de duas variedades de cana, RB867515 e RB92579, e seis doses de fósforo: zero, 30, 60, 90, 120 e 150 kg ha-1 de P, com os tratamentos distribuídos em blocos ao acaso, com cinco repeti es. Utilizou-se também aduba o nitrogenada e potássica em doses equivalentes a 100 e 200 kg ha-1 de N e K, respectivamente. A aduba o fosfatada influenciou no acúmulo de matéria seca e de sacarose, havendo efeito quadrático. Houve efeito linear, mas discreto, das doses de P sobre a concentra o desse elemento na matéria seca, o que n o foi observado para a concentra o de proteína bruta. Por outro lado, os acúmulos de proteína e de fósforo foram significativamente influenciados pela aduba o.
Nutrients concentrations in the flag leaf and grains of black-oat affected by phosphate and potassium fertilization / Teores de nutrientes da folha bandeira e gr os de aveia-preta em fun o da aduba o fosfatada e postássica  [cached]
Carlos Alexandre Costa Cruscil,Jo?o Nakagawa,Claudemir Zucareli
Semina : Ciências Agrárias , 2009,
Abstract: A aveia-preta (Avena strigosa Schreber) tem sido comumente utilizada para aduba o verde, rota o de culturas no sistema de plantio direto, em cultivo no outono-inverno e ainda, para pastejo, fena o e ensilagem. O objetivo deste trabalho foi avaliar os teores de macro e micronutrientes da folha bandeira e dos gr os de aveia-preta cv. Comum em fun o da aduba o fosfatada e potássica. O experimento foi realizado em condi es de campo, em Nitossolo Vermelho, em Botucatu-SP. Os tratamentos constaram de três doses de superfosfato simples (0, 40 e 80 kg ha-1 de P2O5) e três doses de cloreto de potássio (0, 20 e 40 kg ha-1 de K2O) dispostos em esquema fatorial (3 x 3), sob o delineamento de blocos casualizados, com quatro repeti es. A aduba o foi feita no sulco de semeadura. Em todas as parcelas foi aplicado sulfato de am nio, sendo 20 kg ha-1 de N na semeadura e 30 kg ha-1 em cobertura no final do perfilhamento. Os teores de Ca, Mg, S, Fe, Mn, Cu e Zn da folha bandeira e de P e K dos gr os foram influenciados pela aduba o fosfatada. A aduba o potássica n o influenciou os teores de macro e micronutrientes da folha bandeira e dos gr os em aveia preta. The black oat (Avena strigosa Schreber) has been commonly used as green manure, in crop rotation systems under no-tillage, fall-winter crop, and for cattle grazing, hay, and silage. The objective of this work was to evaluate the nutrient concentrations in the flag leaf and grains of black-oat affect by phosphate and potassium fertilization. The experiment was carried out under field conditions on a Rhodic Nitosol, in Botucatu, S o Paulo State, Brazil. Three doses of single superphosphate (0, 40 and 80 kg.ha-1 of P2O5) and three of potassium chloride (0, 20 and 40 kg ha-1 of K2O) were tested as a factorial (3 x 3), in a randomized complete block design, with four replicates. The fertilizers were applied in the sowing row. Ammonium sulphate was supplied for all plots (20 kg ha-1 of N applied at sowing and 30 kg.ha-1 after tillering stage). The concentrations of Ca, Mg, S, Fe, Mn, Cu and Zn in the flag leaf and the P and K concentrations in the grain were increased by phosphate fertilizer application. The potassic fertilization had no effect on the concentrations of nutrients in the flag leaf and grains of black-oat.
Production of dry matter of Stylosanthes capitata submitted to phosphorus in soil with different textures Produ o de matéria seca de Stylosanthes capitata submetido à aduba o fosfatada em solos com diferentes texturas  [cached]
Auro Akio Otsubo,Osmar Rodrigues Brito,Jenniffer Aparecida Schmitzer,Victor Hugo Nakase Otsubo
Semina : Ciências Agrárias , 2011,
Abstract: The low availability of phosphorus is among the factors that limit the development of the Stylosanthes. Only with the appropriate management aiming to increase the phosphorus liberation in the soil we can provide the increase in yield of this leguminous plant. The study was conducted in a greenhouse at the University of Londrina (UEL), the objective was to evaluate the effect of P shoots of Stylosanthes capitata in soil with sandy texture (Typical Yellow Dystropic – LVAd) and clay (Typical Eutrophic – Lvef). The experimental design used was completely randomized with four replications in a 2x5x2 factorial design, in which the factors were two soil types, five shots of phosphorus (0, 40, 80, 120 and 160 kg ha-1 of P2O5) and two cuts. For the sowing, seeds of Stylosanthes capitata were used. The aerial part’s cuts were made at 60 and 105 days after sowing. Regardless of the texture and cut, the phosphated fertilization increased the dry matter production of Stylosanthes’ aerial part, and the maximum yield was obtained with a shot of 105 kg ha-1 P2O5. Among the soils the biggest production was obtained in the second cut and soil of sandy texture. With the increase of the doses, the phosphorus content increases in dry matter yield, improving their nutritional quality for animal feed. The maximum dry matter production (2.39 g / plant in sandy soil and 1.36 g / plant in clay soil) were obtained with doses of 102.69 and 113.25 kg ha-1 P2O5, respectively. A baixa disponibilidade de fósforo (P) está entre os fatores que limitam o desenvolvimento do estilosante. Somente com manejo adequado que vise aumentar a libera o do fósforo no solo se consegue altos rendimentos desta leguminosa. O trabalho foi desenvolvido em casa de vegeta o na Universidade Estadual de Londrina (UEL), com o objetivo de avaliar o efeito de doses de P na produ o de matéria seca de Stylosanthes capitata em solos com texturas arenosa (Latossolo Vermelho-Amarelo Distrófico – LVAd) e argilosa (Latossolo Vermelho Eutroférrico – Lvef). O delineamento experimental empregado foi inteiramente casualizado com quatro repeti es, em um esquema fatorial 2x5x2, em que os fatores foram dois tipos de solos, cinco doses de fósforo (0; 40; 80; 120 e 160 kg ha-1 de P2O5) e dois cortes. Para semeadura foram utilizadas sementes de Stylosanthes capitata. Os cortes da parte aérea foram realizados aos 60 e 105 dias após a semeadura. Independentemente da textura e do corte, a aduba o fosfatada aumentou a produ o de matéria seca da parte aérea do estilosantes. A maior produ o foi obtida no segundo corte e no sol
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.