oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
A historiografia sobre a guerra na Grécia Antiga: dos “relatos-batalhas” à abordagem histórico-cultural
José Geraldo Costa Grillo,Pedro Paulo Funari
História da Historiografia , 2010,
Abstract: Os autores retomam os principais temas, abordagens e problemas da historiografia militar da Grécia Antiga com a finalidade de mostrar que as pesquisas se direcionam para uma abordagem cultural da guerra
A moralidade do abuso sexual intrafamiliar em menores
Morales álvaro E.,Schramm Fermin R.
Ciência & Saúde Coletiva , 2002,
Abstract: Este artigo analisa a moralidade do abuso sexual em menores, tendo em conta as características da vítima e seu meio familiar e do processo, desde a ocorrência do fato até a denúncia por parte dos familiares e conhecidos, a aten o prestada pelas institui es estatais à vitima e à família, bem como os meios probatórios usados pelos órg os judiciais no julgamento do provável agressor. Os autores discutem as quest es éticas da dinamica do abuso sexual intrafamiliar, baseados em alguns princípios: autodetermina o, justi a, igualdade, eqüidade, consentimento livre e esclarecido, n o maleficência/beneficência, entre outros.
Philosophy of Information: Views and Reflections on the Work of Luciano Floridi  [PDF]
Flavio Soares Correa da Silva
Information , 2013, DOI: 10.3390/info4010031
Abstract: In this collection of selected articles, we discuss some aspects of the extensive work of Luciano Floridi, with special emphasis on how it relates to and has influenced research work on Computer Science.
Giancarlo Mazzuca, Luciano Foglietta, Sangue romagnolo. I compagni del Duce. Arpinati, Bombacci, Nanni
Forti, Steven
Storicamente , 2011,
Abstract: Review of Giancarlo Mazzuca, Luciano Foglietta, Sangue romagnolo. I compagni del Duce. Arpinati, Bombacci, Nanni
Moralidade e responsabilidade em tempos sombrios
Benedikt Adriana
Sociologias , 2001,
Abstract: Este ensaio pretende discutir a quest o da moralidade em tempos de crise a partir das contribui es do psicanalista inglês Donald Winnicott sobre o surgimento da preocupa o-com-o-outro e da reflex o do sociólogo polonês Zygmunt Baumann sobre moralidade e responsabilidade. Concluímos com a sugest o de que nosso desafio talvez esteja exatamente no desenvolvimento de nossa capacidade de imagina o tendo como objetivo a supera o da equa o proposta entre proximidade-moralidade/distancia-imoralidade. Talvez apenas o poder da imagina o, o poder com o qual uma pessoa consegue se imaginar no lugar da outra, possa nos dar alguma esperan a, e possibilitar que, mesmo à distancia, possamos nos sentir moralmente responsáveis uns pelos outros.
O IDEAL DE SóLON E A DEMOCRACIA NA GRéCIA ANTIGA – THE IDEAL OF SOLON AND THE DEMOCRACY IN CLASSICAL GREECE
Orly Kibrit
Revista da SJRJ , 2012,
Abstract: O presente artigo aborda o ideal jurídico construído por Sólon na Grécia Antiga, a fim de demonstrar a sua influência para a democracia à época, bem como a sua rela o com a concep o atual. Inicialmente, aponta-se a descri o da cena contida no Escudo de Aquiles, como retrato da realidade do momento em que foi elaborado o ideal de Sólon. Após, o pensamento de Sólon, baseado primordialmente na edi o de leis escritas e vinculantes a todos os cidad os gregos, é explicado, ressaltando-se a evolu o da ideia de justi a por meio da diferencia o entre themis e dike. Por fim, ao tratar da solu o sugerida por Sólon para o desequilíbrio da sociedade da Grécia Antiga, demonstra-se a sua rela o com a democracia, inclusive quanto aos dias atuais. PALAVRAS-CHAVE: Grécia Antiga. Sólon. Justi a. Leis escritas. Equilíbrio. Democracia. ABSTRACT: This article is about the ideal of Law developed by Solon in Classical Greece and its influence to the democracy of that time, as well as its relation with the current conceiving. Initially, the description of Aquiles’ Shield is approached as the representation of the moment of Solon’s ideal elaboration. Afterwards, Solon’s thought, based primarily on the edition of written laws, which should be applied to every Greek citizen, is explained, with special emphasis to the evolution of the ideia of justice through the differentiation between themis and dike. At last, based on the solution brought by Solon to the unbalance of the Classical Greece society, its relation with the democracy is demonstrated, even nowadays. KEYWORDS: Classical Greece. Solon. Justice. Written laws. Balance. Democracy.
Cogni o, afetividade e moralidade  [cached]
Araújo Valéria Amorim Arantes de
Educa??o e Pesquisa , 2000,
Abstract: O presente trabalho fundamenta-se em algumas tendências atuais no campo da Psicologia Moral, que buscam compreender a natureza dos juízos e das a es morais, incorporando o papel da afetividade em tais processos. Para atender esse objetivo, s o apresentados alguns trabalhos recentes bem como os dados relativos a uma investiga o, na qual se buscou identificar e analisar as possíveis rela es entre os estados emocionais, os raciocínios morais e a organiza o do pensamento dos sujeitos quando solicitados a resolverem conflitos de natureza moral. Dentre seus resultados, foi encontrada uma forte rela o entre o estado emocional dos sujeitos e a forma como organizavam seu raciocínio. A partir das novas contribui es teóricas que vêm surgindo recentemente neste campo de estudos, discute-se a necessidade de se pesquisar como a educa o moral pode ser pautada em parametros distintos daqueles relacionados ao desenvolvimento e à constru o da capacidade racional da justi a. Sem negar a importancia de tal constru o, defende-se o princípio de que a educa o deve preocupar-se também com a constru o e organiza o da dimens o afetiva do psiquismo, buscando a forma o de personalidades morais que integrem em seus juízos e suas a es, ao mesmo tempo, os interesses pessoais e coletivos.
Justi as e ajustes sociais  [PDF]
Marques, Ana Claudia D. R.
Civitas , 2001,
Abstract: Em diversas narrativas versando sobre o tema das vingan as privadas no interior de Pernambuco, emerge a concep o de justi a ba qual se apoiam suas proposi es ou à seqüência dos autos segundo s o descritos. Deriva daí, como quest o mais específica, o conflito entre preceitos de Justi a oficial e outras concep es nativas de justi a. à primeira vista, prevalece a idéia de insuficiência da Justi a para lidar com determinado tipo de agravo. O funcionamento e os valores específicos das formas de justi a oficial e local se cruzam em uma quest o pontual: a da condi o dos integrantes do júri popular como os atores que fazem de modo privilegiado e agudamente sentido, a ponte entre ambas as justi as, bem como dos ajustes sociais que sup em.
Os muros da cidade antiga: as trincheiras
Luiz Henrique Torres
BIBLOS : Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informa??o , 2006,
Abstract: Após a invas o espanhola da Vila do Rio Grande, no século XVIII, a popula o passou a incorporar o medo como componente definidor do cotidiano. As crises políticas com países platinos repuseram no século XIX o temor sofre a fragilidade da defesa da localidade. As trincheiras, os muros da cidade antiga, passam a proteger e também limitar os horizontes dos moradores.
Justi a internacional e direitos humanos: uma abordagem contratualista  [PDF]
Araujo, Marcelo de
Veritas , 2007,
Abstract: Minha inten o é mostrar, contra o realismo em rela es internacionais, que, ao abordarmos os conceitos de justi a internacional e de direitos humanos, a partir de uma perspectiva contratualista, o denominado conflito entre o interesse nacional e as exigências da moralidade se mostra bem menos problemático. Apresento os principais argumentos em favor do contratualismo através de uma reconstru o da teoria moral de David Gauthier. Em seguida procuro mostrar que o tipo de contratualismo defendido por Rawls e seus seguidores n o é capaz de evitar as críticas feitas pelo realismo à tentativa de defendermos uma concep o de justi a e de direitos humanos no ambito das rela es internacionais. In this paper I argue against realism in international relations by showing that a contractarian approach to the concepts of international justice and human rights renders the socalled conflict between national interest and morality far less pressing than it seems to be. I discuss the thrust of the contractarian approach by means of a presentation of David Gauthier’s moral theory. Then, I show that the kind of contractarian approach advanced by Rawls and his followers is not able to counter the realist contention against the ideas of justice and human rights in the context of international relations.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.