oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Uniformidade de sistemas de irriga o localizada: valida o de equa es  [cached]
Favetta Gilberto Manilli,Botrel Tarlei Arriel
Scientia Agricola , 2001,
Abstract: O coeficiente de uniformidade nos sistemas de irriga o localizada é importante por permitir a avalia o de sistemas ou somente projetados. Quanto aos diferentes métodos aplicáveis, é importante que se defina a correla o entre os mesmos, de forma a permitir a compara o entre os equipamentos. Para avalia o da eficácia de equa es de correla o entre os coeficientes de uniformidade de emiss o, uniformidade de emiss o absoluta e uniformidade estatística, foram comparados os resultados de sua aplica o com valores obtidos pelo uso convencional de cada um desses métodos. A avalia o foi feita a partir de dados obtidos pela aplica o dos três métodos em dois diferentes sistemas de irriga o por microaspers o implantados, tendo sido usado como referência para a avalia o os respectivos coeficientes de uniformidade calculados com base no censo das vaz es dos emissores instalados. As baixas diferen as porcentuais entre os valores estimados pelas equa es propostas e os obtidos pela aplica o convencional de cada método confirmam a sua validade, permitindo a estimativa da uniformidade de um dos métodos analisados a partir do valor obtido por outro dos métodos estudados.
COLHEITA DIRETA DE FEIJ O COM COLHEDORA AUTOMOTRIZ AXIAL DRY BEAN HARVEST WITH AXIAL THRASHER COMBINE
José Geraldo da Silva,Homero Aidar,Jo?o Kluthcouski
Pesquisa Agropecuária Tropical , 2009, DOI: 10.5216/pat.v39i4.6640
Abstract: A colheita mecanizada do feijoeiro é uma prática comum em lavouras de médio e grande porte, embora diversos fatores dificultem o emprego de colhedoras automotrizes. Ela requer cuidados especiais, porque muitas vagens situam-se próximas ao solo, causando perda significativa de gr os na opera o. Foi instalado um experimento para avaliar a colheita do feij o, feita por colhedora automotriz provida de plataforma de corte flexível e sistema de trilha axial. Os fatores estudados foram: duas cultivares de feij o (BRS Valente e Iapar 81), dois períodos de realiza o da colheita (manh e tarde) e três velocidades de opera o (3 km h-1, 5 km h-1 e 7 km h-1). A altura média de corte das plantas foi de 93 mm e a perda de gr os de 135 kg ha-1. Esta perda foi maior no período da tarde do que de manh . A velocidade de colheita afetou tanto a altura de corte das plantas quanto a perda de gr os. A danifica o aos gr os foi influenciada pela velocidade de opera o no campo e pelo teor de umidade dos gr os. O desempenho da colhedora, em termos de capacidade de trabalho e de qualidade e perda de gr os, dependeu da velocidade de opera o, da cultivar e do estádio de matura o. PALAVRAS-CHAVE: Perda de gr os; qualidade de gr os; velocidade de opera o; período de colheita; cultivar de feij o. Dry bean mechanized harvest is a common practice in large and medium farms. However, many factors have made difficult the use of combines. Mechanized harvest requires special care because many pods are near the ground, causing significant grain losses. It was set up an experiment to evaluate the dry bean harvest by a combine equipped with flexible cutting platform and axial thrasher. The factors studied were: two dry bean cultivars (BRS Valente and Iapar 81), two harvest periods (morning and afternoon), and three operation speeds (3 km h-1, 5 km h-1, and 7 km h-1). Harvest plant height and grain loss were 93 mm and 135 kg ha-1, respectively. This grain loss was higher in the afternoon than in the morning. The combine speed operation affected plant cut height as well as grain loss. The grain damage was affected by combine operation speed and grain moist
Determinación de Indice de Color en Ajo Picado Determination of Color Index in Minced Garlic  [cached]
Lucía A Vignoni,Ricardo M Césari,Marcela Forte,Mónica L Mirábile
Información Tecnológica , 2006,
Abstract: Se ha determinado el índice de color como medida de la calidad del ajo picado. Para ello, se emplearon las cultivares Perla, Gostoso, Sure o, Morado, Casta o, Norte o, Nieve, Lican, Fuego y Unión. Los bulbos seleccionados, pelados y picados se envasaron en bolsas de poliamida coextrusada con polietileno de 80 micrones y se conservaron a 0±2°C y 85±5% de humedad relativa. Semanalmente, se digitalizaron las muestras mediante escáner calibrado para la identificación del valor medio de color por los sistemas RGB y Lab, con muestreo fue al azar. Se calculó el índice de color y dise ó la paleta de colores. Se realizó evaluación visual para determinar el fin de la vida útil, mediante panel semi entrenado (n=8) relacionando los resultados con el Indice de Color. Algunas variedades, como Unión y Nieve, presentaron una vida útil prolongada (90 días) con un índice de color siempre inferior a 2, partiendo de valores poco mayores a 0.5. Otras cultivares, como Perla, Lican, Casta o y Morado, a los 22 días presentaron índice de color cercanos a 3. El índice de color de 2 coincidió con el límite de la vida útil visual. En base este, es posible desarrollar una cartilla de colores para el uso en la determinación de vida útil de ajo picado. The color index of minced garlic was determined as a measure of its quality. This study included observations on Perla, Gostoso, Sure o, Morado, Casta o, Norte o, Nieve, Lican, Fuego and Unión garlic varieties. Selected bulbs were peeled and minced, and packed in polyamide bags coextruded with 80 micron polyethylene. The samples were stored at 0±2°C and 85±5% of relative humidity. Samples were digitalized weekly using a scanner in order to identify the mean color value by RGB and Lab Systems on samples selected at random. A color index was calculated and a color guide was designed. A visual examination was carried out in order to determine the end of shelf life using a semi-trained panel (N=8), relating the results to the color index. Some varieties, like Unión and Nieve, presented an extended shelf life (90 days) with a color index always lower than 2, beginning from values somewhat higher than 0.5. Other varieties, such as Perla, Lican, Casta o and Morado, presented a color index of nearly 3 at 22 days. A color index of 2 coincided with the limit of the visually determined shelf life. Based on these results it was concluded that it was possible to develop a color chart useful in estimating the shelf life of minced garlic.
Espa amento, densidade e uniformidade de semeadura na produtividade e características agron micas da soja  [cached]
Tourino Maria Cristina Cavalheiro,Rezende Pedro Milanez de,Salvador Nilson
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2002,
Abstract: O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito do espa amento entre linhas (45 e 60 cm), da densidade das plantas nas linhas (10, 13, 16, 19 e 22 plantas m-1) e da uniformidade da semeadura (espa amentos aceitáveis 25%, 35%, 60% e 100%), sobre a produtividade da soja. O experimento foi conduzido nos anos 1997/1998 e 1998/1999, com a cultivar CAC-1. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso, com três repeti es, com os tratamentos em esquema de parcelas sub-subdivididas. Houve aumento na produtividade da soja no espa amento de 45 cm com a redu o da densidade para 10 plantas m-1, e com a uniformidade de espa amento entre plantas dentro das linhas acima de 60%. A altura das plantas e o grau de acamamento foram reduzidos significativamente; porém, a porcentagem de sobrevivência das plantas aumentou à medida que ocorreu redu o da densidade populacional das plantas. Também foi detectado que o aumento da uniformidade de espa amento entre as plantas dentro das linhas reduziu-lhes o acamamento.
Avalia o do efeito da parti o de comprimidos de furosemida sobre a uniformidade da dose  [cached]
AMANDA APARECIDA DE ANDRADE FERREIRA,éRIKA DE CáSSIA PRATES,JO?O PAULO DOS SANTOS FERNANDES,MARCIO FERRARINI
Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada , 2011,
Abstract: Buscando avaliar a uniformidade da dose unitária de comprimidos submetidos ao procedimento de parti o, este trabalho avaliou a dureza, friabilidade, varia o de peso e uniformidade de conteúdo em quatro amostras de comprimidos de furosemida de 40 mg, obtidas de diferentes fornecedores. Todas as amostras estudadas atendiam às especifica es oficiais antes de serem submetidas ao procedimento de parti o; porém, após serem partidas, o teor de fármaco nas metades apresentou excessiva varia o, mostrando que esse procedimento pode ser terapeuticamente desaconselhável. Palavras-chave: Parti o de comprimidos. Uniformidade de dose. Comprimidos. Terapia oral. ABSTRACT Influence of tablet splitting on dose uniformity In order to assess the uniformity of the dose of active ingredient in the halves of tablets subjected to splitting, the hardness, friability, weight variability and uniformity of content were studied in four samples of 40 mg tablets of furosemide obtained on the Brazilian market, both whole and split into two parts. All the tablets complied with the official specifications before splitting, but, after this procedure, the drug content in the halves showed excessive variation, indicating that this procedure is inadvisable. Keywords: Tablet fractioning. Uniformity of dose. Tablets. oral therapy.
Perfil sensorial e aceita o de suco de laranja pasteurizado minimamente processado  [cached]
Della Torre Jussara C. de M.,Rodas Maria Auxiliadora de B.,Badolato Gabriela G.,Tadini Carmen C.
Ciência e Tecnologia de Alimentos , 2003,
Abstract: Onze provadores selecionados e treinados avaliaram a aparência, aroma e sabor de amostras de suco de laranja natural processado em nove diferentes condi es de temperatura de pasteuriza o - tempo de reten o, e compararam com amostras do suco de laranja natural n o processado, utilizando a Análise Descritiva Quantitativa (ADQ). Teste de aceita o pelo consumidor foi conduzido em laboratório, com cinqüenta provadores n o treinados, utilizando as escalas: hed nica, intensidade de odor e sabor natural, e inten o de compra. Tanto os provadores, como os consumidores, receberam as amostras em cabines individuais iluminadas com luz vermelha, exceto para os testes de aparência, que foram conduzidos sob a luz branca do dia. As amostras foram apresentadas segundo delineamento experimental de blocos completos casualizados com duas repeti es e os resultados foram analisados aplicando a Análise de Variancia (ANOVA). A ADQ mostrou que houve diferen as significativas em rela o à presen a de partículas, aroma e sabor natural de laranja, diminuindo a intensidade com o aumento do tempo de reten o. Entretanto, n o houve diferen as significativas entre as amostras do suco n o processado e do suco processado, em rela o a cor amarela, viscosidade percebida visualmente, odor e sabor fermentado, e sabor de óleo essencial. O teste de consumidor indicou que o suco de laranja natural processado sob a condi o mais severa (87,0°C/58,55s) foi melhor aceito, apresentou maior intensidade de aroma e sabor de laranja natural e revelou maior inten o de compra em rela o a um suco de laranja pasteurizado de marca comercial.
PERDAS VISíVEIS NA COLHEITA MECANIZADA DE CANA -DE- A úCAR CRUA SOB VELOCIDADES DE DESLOCAMENTO DA COLHEDORA
SEGATO, Silvelena Vanzolini,DAHER, Fábio
Nucleus , 2011,
Abstract: The objective of this experiment was to study the visible losses that occur in the culture ofsugarcane during the mechanical harvesting of sugarcane in two speeds of displacement of the harvester. Thestudy was conducted in the city of Barretos, Brazil, in July 2009. The harvester used was the John Deer model3510, where for treatment 1 (V 1), was fitted with pressure to cut base of 1070 psi and the exhaust pressure of1050 psi and a speed of 8 km per hour and for treatment 2 (V 2), cutting pressure of 950 psi base pressure andthe exhaust of 1000 Psi, with speed ranging from 6.5 to 7 km per hour. The initial distance to the top of thesampling point was 30 meters from the carrier and each point was measured 10 m by 2 m and was 50 feet awayfrom each other, and in all lines. In this study it was concluded that no increase in losses when the variables aregreater speed, more pressure to cut base and the hood.O objetivo deste experimento foi estudar as perdas visíveis que ocorrem na cultura da cana-dea úcarcrua durante a colheita mecanizada sob duas velocidades de deslocamento da colhedora. O trabalho foirealizado na cidade de Barretos em julho de 2009. A colhedora utilizada foi a John Deer modelo 3510, onde notratamento 1 ficou ajustada com press o de corte de base de 1070 Psi e press o do exaustor de 1050 Psi evelocidade de 8 km h-1 e para o tratamento 2 press o de corte de base de 950 Psi e press o do exaustor de 1000Psi, com velocidade variando de 6,5 a 7 km h-1. A distancia inicial para o início do ponto de amostragem foi de30 m do carreador e cada ponto avaliado teve 10 m por 2 m e 50 m de distancia um do outro, sendo todos emlinha. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado (DIC), tendo cinco repeti es. Os resultados decada tipo de perda (toco, tolete, peda o, ponteiro, cana inteira e perda total) foram submetidos à análise devariancia e as médias dos tratamentos comparadas pelo teste Tukey a 5% de probabilidade. No trabalhoconcluiu-se que há significativo aumento de perda visível quando se usa maior velocidade de deslocamento dacolhedora associado à maior press o de corte de base e do exaustor.
Determina o do Perfil Radial e da Uniformidade do Aspersor Modelo Komet 140 Plus Operado em Sistema Autopropelido  [cached]
Lucas Melo Vellame,Wanderley de Jesus Souza,Robson André Armindo,Rubens Duarte Coelho
Revista Brasileira de Agricultura Irrigada , 2011, DOI: 10.7127/rbai.v5n200048
Abstract: Neste trabalho, teve-se por objetivo avaliar a uniformidade de aplica o de água pelo aspersor Komet 140 plus, operando em sistema de autopropelido, simulada pelo aplicativo computacional TraveGun, sob diversas condi es de vento, de espa amento entre carreadores e angulo de giro, e analisar a eficiência do software na estimativa da distribui o da lamina de água aplicada pelo aspersor. O aplicativo foi calibrado com base na distribui o radial estacionária de água pelo aspersor, obtida com velocidades de vento igual a 1,1; 1,66 e 2,4 ms-1. Realizaram-se simula es com espa amentos entre carreadores, angulo de giro do aspersor e velocidades e dire o do vento. As maiores uniformidades de distribui o de água foram obtidas com espa amentos variando de 66 a 76 % do raio molhado pelo aspersor. Em condi o de ausência de vento, o angulo de giro do aspersor de 240o possibilitou maior uniformidade de distribui o de água. Em condi o de vento forte (5 m s-1), a uniformidade de distribui o n o foi muito afetada pelas varia es no angulo de giro.
Produ o animal e de forragem em pastagem nativa submetida a distintas ofertas de forragem  [cached]
Soares André Brugnara,Carvalho Paulo César de Faccio,Nabinger Carlos,Semmelmann Cláudio
Ciência Rural , 2005,
Abstract: O trabalho foi conduzido em área de pastagem natural da Esta o Experimental Agron mica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Porto Alegre-RS), no período de 25/10/2000 a 13/09/2001, com objetivo de avaliar os tratamentos: 8%, 12%, 16% de oferta de forragem (OF) durante todo ano, 8% de OF na primavera e 12% no ver o, outono e inverno (8-12%); 12% de OF na primavera e 8% no ver o, outono e inverno (12-8%); 16% de OF na primavera e 12% no ver o, outono e inverno (16-12%), com novilhos em pastejo contínuo com lota o variável. O delineamento experimental utilizado foi em blocos completamente casualizados com duas repeti es. O maior ganho médio diário (GMD) ao longo do ano (0,466 kg an-1 dia-1) foi obtido no tratamento que teve sua oferta aumentada (8-12%). Este também foi o único manejo em que os animais ganharam peso no inverno. A produtividade animal (kg ha-1 de peso vivo) foi menor nos tratamentos de 16% e 16-12%. A varia o da OF ao longo das esta es do ano, como procedimento de manipula o da estrutura e composi o da vegeta o para promover maior produ o de MS e GMD dos animais foi eficiente, sendo que seu efeito sobre a produ o de MS e animal estende-se por todas as esta es do ano.
Efeito do cloreto de cálcio na qualidade de abacaxi 'Pérola' minimamente processado
Antoniolli Lucimara Rogéria,Benedetti Benedito Carlos,Souza Filho Men de Sá Moreira de
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2003,
Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos do cloreto de cálcio na qualidade do abacaxi 'Pérola' minimamente processado. Os tratamentos, arranjados em delineamento inteiramente casualizado e dispostos em esquema fatorial 3x5, consistiram das concentra es de CaCl2 e dos períodos de armazenamento, com três repeti es. Frutos previamente sanitizados foram descascados mecanicamente, fatiados manualmente e imersos em solu o de CaCl2 a 1% e a 2% e em água (controle), durante 30 segundos. As fatias foram acondicionadas em embalagens de polietileno tereftalato e mantidas à temperatura de 4±1degreesC durante períodos de 0, 3, 6, 9 e 12 dias. A textura n o foi influenciada por nenhum dos fatores estudados. Constatou-se menor atividade peroxidásica nos frutos tratados com CaCl2 2%. Quanto à colora o, a imers o em solu o de CaCl2 1% resultou em fatias mais escurecidas, com menor valor L* e maior valor a* ao final do período de armazenamento. A utiliza o de CaCl2 em abacaxi 'Pérola' minimamente processado n o proporciona efeitos benéficos na textura, e interfere negativamente na colora o da polpa do fruto.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.