oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Representa es sociais de enfermeiros sobre o portador de tuberculose Social representations of nurses about tuberculosis patients
Ivaneide Leal Ataíde Rodrigues,Maria Catarina Salvador da Motta,Márcia de Assun??o Ferreira
Acta Paulista de Enfermagem , 2013,
Abstract: OBJETIVO: Descrever as representa es sociais de enfermeiros sobre o doente com tuberculose. MéTODOS: Pesquisa qualitativa com referencial na Teoria das Representa es Sociais. Para produ o dos dados utilizou-se a técnica de entrevista individual, com 52 enfermeiros, utilizando um roteiro com quest es fechadas sobre o perfil pessoal e profissional e outro com 27 quest es abertas que exploraram saberes e fazeres em seu cotidiano com os doentes. Para análise utilizou-se a de conteúdo temática. RESULTADOS: Os enfermeiros constroem representa es sociais baseadas no estereótipo do doente, os associam à ideia de receptáculos da doen a, além de associar a vulnerabilidade ao adoecimento à condi o social. CONCLUS O: As representa es sociais sobre o doente com tuberculose se organizam a partir do medo amparado em características físicas, psicológicas e sociais que ajudam os enfermeiros a delinear a figura-tipo do doente como perigoso. OBJECTIVE: To describe the social representations of nurses about tuberculosis patients. METHODS: A qualitative research was undertaken, based on Social Representations Theory. To produce the data, the individual interview technique was applied, involving 52 nurses, using a script with closed questions about the personal and professional profile and another script with 27 open questions that explored knowledge and action in their daily work with the patients. For analysis, thematic content analysis was applied. RESULTS: The nurses build social representations based on the stereotyped patients, associate them with the idea of receptacles of the disease, besides linking vulnerability with illness and social conditions. CONCLUSION: Social representations about tuberculosis patients are organized based on fear, resting on physical, psychological and social characteristics that help the nurses to outline fhe type-figure of the patient as dangerous.
Representa es sociais de policiais civis sobre profissionaliza o  [cached]
Brito Alexandre Sant'Ana de,Souza Lídio de
Sociologias , 2004,
Abstract: O estudo objetivou identificar as representa es sociais sobre a profissionaliza o de policiais civis e suas rela es com o incremento e a manuten o do Estado democrático. Foram aplicados questionários semi-estruturados a uma amostra de agentes e investigadores de polícia, focalizando a profissionaliza o nos níveis pessoal, institucional e político. Os elementos representacionais identificados foram: 1) a falta de investimento na institui o; 2) a subserviência da polícia aos interesses de grupos políticos conservadores; 3) a profissionaliza o como aquisi o de conteúdos técnicos que objetivam o ganho pecuniário e a categoriza o criminal de segmentos socialmente excluídos. O estudo conclui que esses elementos atuam como obstáculos para a implanta o e a manuten o do Estado de direito no Espírito Santo.
Representa es sociais sobre a deficiência em documentos oficiais
Renata Corcini Carvalho,Reinoldo Marquezan
Educa??o : Revista do Centro de Educa??o UFSM , 2003,
Abstract: O presente artigo prop e verificar as representa es sociais de deficiência que constam na LDB (9.394/96) e no PNE (10.172/01). Utiliza o método de análise de conteúdo. Apresenta indicadores referentes aos documentos oficiais, que se referem ao sujeito da educa o especial, baseado nos modelos de deficiência referenciados por Sassaki (1997) e na teoria das Representa es Sociais elaborada por Moscovici (1961). Os resultados evidenciam vis es antag nicas e dicot micas presentes na atual política educacional, demonstrando a existência de representa es sociais extremas de deficiência referentes ao modelo médico e social de deficiência. Palavras-chave: Educa o, Trabalho, Identidade.
REPRESENTA ES SOCIAIS DE PROFESSORES SOBRE O BULLYING  [cached]
Cristina Helena Bernardini,Helenice Maia
Nuances : Estudos sobre Educa??o , 2011,
Abstract: Esta pesquisa investiga as representa es sociais de bullying elaboradas por professores do segundo segmento do ensino fundamental. O estudo foi realizado em uma escola pública municipal situada na Ilha do Governador, baía de Guanabara, no estado do Rio de Janeiro, escolhida por localizar-se em zona com altos índices de violência. Utilizou-se as seguintes técnicas de coletas de dados: observa o do cotidiano escolar; grupo focal com 12 professores que atuam em turmas de 6o a 9o anos, e entrevistas conversacionais com os mesmos professores. O cruzamento das análises permitiu localizar a possível metáfora do núcleo figurativo da representa o social de bullying associado à adolescência: bullying é como se fosse uma moléstia que necessita remédio para ser curada. Entretanto, os professores nada podem fazer, uma vez que o Estatuto da Crian a e do Adolescente e o Conselho Tutelar os impedem de tomar qualquer atitude ou desenvolver a es que possam acabar com o bullying na escola.
REPRESENTA ES SOCIAIS DE ALUNAS DE PEDAGOGIA SOBRE O TRABALHO DOCENTE: ESTáGIO E EXPERIêNCIA  [cached]
Rita de Cássia Pereira Lima,Maria Cristina da Silveira Galan Fernandes,Marlene Fagundes Carvalho Gon?alves
Nuances : Estudos sobre Educa??o , 2011,
Abstract: O objetivo do trabalho é investigar as representa es sociais de alunas de Pedagogia construídas sobre o trabalho docente durante o segundo ano do curso. A pesquisa busca relacionar teoricamente representa es sociais, saberes docentes e experiência. Foi realizada em uma Institui o de Ensino Superior privada do estado de S o Paulo, com 20 alunas. Solicitou-se uma reda o com o título: “Relate como o segundo ano do curso contribuiu para sua forma o como futura professora”. Os dados foram submetidos à análise de enuncia o, procedimento que se apóia na análise do processo discursivo, procurando captar o momento em que os sujeitos est o organizando suas idéias para expressá-las. Nesta etapa da forma o, as representa es sociais sobre o trabalho do professor refletem inúmeras dificuldades, afetivas e sociais, mas também a necessidade de criticar a realidade profissional visando mudan as. NestE contexto, o estágio aparece como possibilidade de relacionar teoria e prática, colocando em quest o a teoria.
REPRESENTA ES SOCIAIS SOBRE INDISCIPLINA EM SALA DE AULA DOS PROFESSORES INICIANTES DA REDE MUNICIPAL DE PRESIDENTE PRUDENTE –SP: IMPLICA OES PARA A FORMA O INICIAL  [cached]
Dulcinéia Beirigo de Souza
Nuances : Estudos sobre Educa??o , 2011,
Abstract: REPRESENTA ES SOCIAIS SOBRE INDISCIPLINA EM SALA DE AULA DOS PROFESSORES INICIANTES DA REDE MUNICIPAL DE PRESIDENTE PRUDENTE –SP: IMPLICA OES PARA A FORMA O INICIAL
REPRESENTA ES SOCIAIS SOBRE INF NCIA: UM ESTUDO COM PAIS E EDUCADORAS DE EDUCA O INFANTIL  [cached]
Tércia Millnitz Demathé,Maria Helena Baptista Vilares Cordeiro
Nuances : Estudos sobre Educa??o , 2011,
Abstract: Fundamentado na Teoria das Representa es Sociais, de Moscovici, este estudo buscou caracterizar as representa es sociais sobre infancia de professoras e pais de crian as de EI (Educa o Infantil) de um pequeno município de Santa Catarina, Brasil. Consta de três etapas. Na primeira, as 41 professoras de EI responderam uma quest o de associa o livre, tendo “infancia” como palavra indutora; desenharam sua imagem de infancia e produziram um texto sobre ela. Na segunda, foram constituídos dois grupos focais, com cinco professoras das pré-escolas e com nove professoras das creches. A análise das falas mostrou dois eixos: a infancia de ontem X a infancia de hoje e as tens es família X a institui o de EI. Procurou-se compreender esta tens o na terceira etapa, investigando as representa es dos pais das crian as sobre infancia. A associa o livre, respondida por 31 pais, mostrou que, como as professoras, eles associam a infancia com brincadeira e alegria, mas, para eles, esses significados n o incorporam conhecimentos sobre o desenvolvimento da crian a pequena. O grupo focal realizado com cinco pais confirmou que as mudan as do contexto familiar têm cerceado a liberdade das crian as, limitando suas possibilidades de brincadeiras. O excesso de preocupa o que leva os pais a superprotegerem seus filhos é visto pelas professoras como falta de informa o; para os pais, é resultado das informa es divulgadas pela mídia. Estes n o expressam a percep o da existência de tens es na rela o entre as famílias e as escolas ou institui es de EI.
Representa es sociais das primíparas adolescentes sobre o cuidado materno ao recém-nascido
Folle Emanuele,Geib Lorena Teresinha Consalter
Revista Latino-Americana de Enfermagem , 2004,
Abstract: Com o objetivo de analisar as representa es sociais das adolescentes primíparas sobre o cuidado materno ao recém-nascido no ambito domiciliar, realizou-se esse estudo qualitativo. Participaram oito adolescentes, com filhos primogênitos recém-nascidos. Os dados coletados em suas residências, com técnica projetiva e entrevistas semi-estruturadas, foram analisados à luz da teoria das representa es sociais, evidenciando que as adolescentes representam o cuidado materno nos núcleos figurativos de afei o, integra o familiar e realiza o materna. Simbolicamente, o cuidado materno ancora-se no surgimento da família, na perenidade dos sentimentos e no compromisso com o desenvolvimento psicomotor da crian a. As primíparas adolescentes valorizam mais o ganho de pertencimento a uma família do que as perdas acarretadas pela maternidade precoce. O cuidado materno é um exercício conflitivo, ora representando o status de ser adulta e responsável, ora denotando a inseguran a, o despreparo e a infantilidade, que afetam o atendimento ao recém-nascido.
A produ o de conhecimento sobre HIV/AIDS no campo da teoria de representa es sociais em 25 anos da epidemia  [cached]
Denize Cristina de Oliveira,Gláucia Alexandre Formozo,Ant?nio Marcos Tosoli Gomes,S?nia Acioli
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2007,
Abstract: Trata-se de uma pesquisa exploratório-descritiva, quantitativa, que objetiva identificar e analisar a produ o científica, publicada em disserta es, teses e artigos, sobre as representa es sociais relacionadas ao HIV/AIDS. A busca deu-se nas bases de dados virtuais da CAPES, BIREME, USP e UFRJ, utilizando como critérios: apresentar em seus resumos os termos HIV e/ou AIDS e a express o representa o social ou representa es sociais; ter sido publicada entre 1980 e 2006; e encontrar-se no idioma português, inglês ou espanhol. Constatou-se a predominancia de publica es no período de 2001 a 2006, bem como, um maior quantitativo de produ es na área da Enfermagem. Entre os cenários dos estudos encontram-se escolas e hospitais e, dentre os sujeitos, pessoas soropositivas ao HIV e adolescentes. As temáticas mais abordadas foram “representa es sociais do HIV/AIDS”, “preven o do HIV/AIDS” e “viver com o HIV/AIDS”. Concluiu-se que existe um crescente interesse dos pesquisadores na abordagem psicossocial das representa es sociais e do HIV/AIDS, caracterizando uma resposta científica à epidemia.
A PESQUISA SOBRE REPRESENTA ES SOCIAIS NO CONTEXTO DO SERVI O SOCIAL  [cached]
Jussara Ayres Bourguignon
Revista Emancipa??o , 2001,
Abstract: Este texto trata da concep o de Representa es Sociais, considerando as contribui es iniciais de Serge Moscovici. Preocupa-se em especificar a importancia da temática para o Servi o Social, especialmente quanto aos objetos de sua investiga o, apontando algumas possibilidades para o estudo das Representa es Sociais, sem perder de vista a especificidade do Servi o Social.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.