oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Qualifica o e reestrutura o das rela es industriais: uma nova moeda-de-troca?
Castro Nadya Araújo
Educa??o & Sociedade , 1997,
Abstract: Este artigo é uma reflex o sobre o lugar da qualifica o no processo de reestrutura o das rela es industriais. Nele procuro sustentar o argumento de que em contextos nos quais se instabilizam parametros importantes da a o gerencial (como mercados de produtos, modos de regula o estatal das condi es de competi o e rela es sindicais), a fabrica o de formas de consentimento tem na negocia o em torno da qualifica o uma importante moeda-de-troca. Para tanto, lan o m o de estudos no complexo petroquímico brasileiro, tratando de modo mais detido a experiência de uma das mais importantes empresas do setor no país.
O Papel Do Diretor Na Constru o De Uma Escola De Sucesso: Um Estudo de Caso  [cached]
Maria Peregrina de Fátima Rotta Furlanetti
Nuances : Estudos sobre Educa??o , 2009,
Abstract: O Papel Do Diretor Na Constru o De Uma Escola De Sucesso: Um Estudo de Caso
A REESTRUTURA O DA INDúSTRIA TêXTIL NO ESTADO DE S O PAULO  [cached]
Sandra Lencioni
Revista do Departamento de Geografia , 1996, DOI: 10.7154/rdg.v0i10.199
Abstract: A REESTRUTURA O DA INDúSTRIA TêXTIL NO ESTADO DE S O PAULO
O IPTU como instrumento de interven o no uso e ocupa o do solo urbano conforme disposi es do estatuto da cidade  [cached]
Maria de Fátima Ribeiro
Scientia Iuris , 2002,
Abstract: The statute of the city regulates the use of urban property arranging, on the penalties for not attending the principal plane. Progressive taxes exist to attend the growth of society, which also imposes a specific behavior. Every urban property must keep its social means or else the consequences are taxes rise and expropriation. O Estatuto da Cidade regula o suo da propriedade urbana, dispondo sobre as penalidades decorrentes de n o atendimento ao plano diretor. O imposto progressivo existe para atender o crescimento da sociedade, impondo um comportamento específico. Toda propriedade imobiliária urbana deve cumprir sua fun o social, sob pena de aumento tributário progressivo e até a desapropria o.
Estado, mercado e educa o superior no Brasil: um modelo analítico
Gomes Alfredo Macedo
Educa??o & Sociedade , 2003,
Abstract: O artigo apresenta modelo explicativo que discute o potencial de forma o dos processos de coordena o e controle disputados pelo Estado e setores constituintes da educa o superior no Brasil (os setores federal e o privado). A tese central é a de que a reestrutura o do campo de ensino superior proposta pelos governos Fernando Henrique Cardoso redefine o potencial e os mecanismos de coordena o e controle das principais for as sociopolíticas e institucionais que constituem e/ou agem fortemente sobre as atividades e os destinos da educa o superior no Brasil. à luz da análise empreendida, conclui-se propondo o modelo da "Metáfora da Flutua o", que representa uma revis o do "Triangulo da Coordena o" de Clark (1983), e destaca-se que a política de reforma oficial implicou o fortalecimento do potencial de coordena o e regula o do Estado, ao mesmo tempo que aumentou o poder de coordena o do mercado e diminui a for a coordenadora da comunidade acadêmica.
Projeto: reestrutura o produtiva e qualifica o
Leite Márcia de Paula,Rizek Cibele Saliba
Educa??o & Sociedade , 1997,
Abstract: à guisa de apresenta o do Projeto "Reestrutura o produtiva e qualifica o", este texto é um relatório parcial de um ano das diferentes pesquisas. Ele discute os primeiros achados dos vários subprojetos que comp em o projeto, analisando especialmente as segmenta es presentes no mundo do trabalho.
PLANO DIRETOR E PARTICIPA O SOCIAL: PENSANDO O PLANEJAMENTO SOCIAL  [cached]
Catia Antonia da Silva
Revista Tamoios , 2006,
Abstract: Teoricamente, fazer planejamento territorial pode ser definido como o melhor modo de ocupar o espa o da cidade, do município ou da regi o, prevendo muta es de atividades e de usos do território presentes e futuros. Desse modo, pelo planejamento territorial poder-se-ia converter a cidade em benefício de todos e para todos, se de fato ocorresse a democratiza o das oportunidades e garantia do desenvolvimento social econ mico e municipal. Converter a cidade em benefício de todos é um dos princípios da proposta do Plano Diretor, que está presente no Estatuto das Cidades e gestado como proposta pelo Ministério das Cidades. No entanto, um dos maiores limites da plenitude do exercício desse plano é sua pouca visibilidade social, ou seja, é pequena a parcela da popula o que sabe da existência dos instrumentos de gest o democrática da cidade. Este texto prop e contribuir na reflex o sobre as possibilidades e os limites da participa o social e do exercício do Plano Diretor no contexto atual. .: PALAVRAS-CHAVE: Planejamento territorial, gest o urbana, política pública, participa o popular
GEOTECNOLOGIAS APLICADAS à REESTRUTURA O FUNDIáRIA  [cached]
Paulo Roberto Lopes Thiers,Ant?nio Jeovah Andrade de Meireles
Boletim Goiano de Geografia , 2008,
Abstract: A resolu o das quest es fundiária e agrária do país passa, necessariamente, pela forma de destina o de terras e por modelo consolidado por políticas públicas que garantam as condi es para o uso da terra: registro do imóvel, implanta o de infra-estrutura econ mica e assistência técnica, saúde e educa o para o desenvolvimento social e ambiental viáveis e sustentáveis. As geotecnologias s o ferramentas que permitem coletar dados e produzir as informa es para a gest o territorial com vistas na reestrutura o fundiária.
Utiliza o de Metodologias de Reestrutura o Societária como Ferramenta de Planejamento Tributário: um Estudo de Caso
Alexandre Eduardo Lima Ribeiro,Poueri do Carmo Mário
Contabilidade Vista & Revista , 2008,
Abstract: Este artigo descreve algumas possibilidades de utiliza o das metodologias dereestrutura o societária, tais como fus o, incorpora o, cis o e holding, como ferramentade planejamento tributário. Uma das raz es que vêm tomando forte relevancia no contextoempresarial é a aplica o de formas de reestrutura o societária, visando à economia fiscal.O objetivo da pesquisa é apresentar um estudo de caso, no qual se analisa a aplicabilidadedas metodologias de reestrutura o societária como ferramenta de planejamento tributárioem um grupo empresarial do setor de agronegócio situado no estado de Minas Gerais. Paraisso, foi preciso apoiar-se em bases constitucionais e, também, segregar as figuras de elis o eevas o/simula o fiscal em dois pólos distintos, além de outros conceitos. No desenvolvimento,primeiramente levantou-se a carga tributária prevista do grupo. Em seguida,apresentou-se propostas de reestrutura o societária ao mesmo, de forma que assegurasseas reais participa es societárias dos sócios e demonstrasse seus respectivos reflexostributários. Adiante foram realizadas análises comparativas entre a situa o prevista versussitua es propostas de reestrutura es societárias. Os principais achados deste estudoforam: a legitimidade da aplicabilidade das metodologias de reestrutura o societária comoinstrumento de planejamento tributário; e a aplica o do uso de metodologias de reestrutura osocietária como ferramenta de planejamento tributário em um estudo de caso, obtendoresultados satisfatórios, com redu o de até 18% de economia tributária.
REESTRUTURA??O PRODUTIVA E TRANSFORMA??ES ECON?MICAS: REGI?O METROPOLITANA DE S?O PAULO
ARAUJO, MARIA DE FáTIMA INFANTE;
S?o Paulo em Perspectiva , 2001, DOI: 10.1590/S0102-88392001000100004
Abstract: este artigo aborda os impactos da reestrutura??o produtiva na regi?o metropolitana de s?o paulo no final do século xx. derivadas de determina??es econ?micas, as transforma??es na base técnica de produ??o, ao longo da década de 90, acarretaram altera??es estruturais na indústria e nos servi?os, bem como na estrutura ocupacional. a convergência entre a reestrutura??o produtiva e a concentra??o regional da produ??o industrial na rmsp, os processos inovadores e a ruptura entre as trajetórias da produ??o e do emprego na evolu??o da economia metropolitana s?o enfatizados neste texto.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.