oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Acúmulo e distribui o de metais pesados nas raízes, caule e folhas de mudas de árvores em solo contaminado por rejeitos de indústria de zinco  [cached]
SOARES CLáUDIO ROBERTO FONSêCA SOUSA,ACCIOLY ADRIANA MARIA DE AGUIAR,MARQUES TERESA CRISTINA LARA LANZA DE Sá E MELO,SIQUEIRA JOSé OSWALDO
Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal , 2001,
Abstract: Avaliaram-se em casa-de-vegeta o o acúmulo e a distribui o de metais pesados nas raízes, caule e folhas de mudas de vinte espécies arbóreas tropicais crescendo em solo contaminado com metais pesados. As mudas com tamanho ideal para plantio foram transferidas para vasos contendo 3,3 kg de solo sem contamina o ou contaminado com Zn, Cd, Cu e Pb, onde permaneceram por 90 dias. As espécies que cresceram em solo contaminado apresentaram teores foliares elevados, variando de (mg kg-1): Zn = 154 a 1177; Cd = 0,6 a 54,6; e Cu = 2,8 a 134. Essas concentra es foram, em muitos casos, superiores aos níveis críticos de toxidez, ao passo que os teores foliares de Pb variaram de 0,1 a 4,3 mg kg-1, n o atingindo níveis considerados fitotóxicos. Em algumas espécies como Machaerium nictidans, Myroxylon peruiferum, Piptadenia gonoacantha, Senna macranthera e Trema micrantha, que tiveram o crescimento muito inibido pela contamina o, houve elevada transloca o de Zn e/ou Cd para parte aérea. Dendropanax cuneatum, que foi pouco afetada pelos metais, também apresentou índice elevado de transloca o de Zn e Cd, mas reteve esses elementos no caule. Acacia mangium, Copaifera langsdorffi e Cedrella fissilis também apresentaram baixa sensibilidade à contamina o e apresentaram elevado acúmulo de Zn e Cd nas raízes, indicando que a baixa transloca o desses elementos para a parte aérea está envolvida na tolerancia dessas espécies ao excesso de metais pesados no solo. O padr o de distribui o proporcional de Zn e Cd nas raízes e parte aérea das plantas se relaciona com o comportamento dessas ao excesso de metais pesados no solo.
Distribui??o de metais pesados em plantas de milho cultivadas em Argissolo tratado com lodo de esgoto
Gomes, Samuel Belo Venancio;Nascimento, Clístenes Williams Araújo do;Biondi, Caroline Miranda;Accioly, Adriana Maria de Aguiar;
Ciência Rural , 2006, DOI: 10.1590/S0103-84782006000600004
Abstract: despite of sewage sludge agricultural recycling is one of the most adequate forms for sludge final disposal, plants grown in sludge-amended areas are under the risk of heavy metal contamination. this study was aimed at studying the distribution of cd, cu, zn, mn, and fe in corn plants grown on soil treated with the sewage sludge from companhia pernambucana de saneamento (compesa), pernambuco state, brazil. the sludge was applied to an ultisol at six doses (0, 7.7, 15.4, 29.7, 45.1, and 60.5t ha-1). heavy metal concentrations were determined in various plant parts (stem, leaves, stalk, straw involving the cob, and grains). the results showed that addition of sludge increased the zn uptake by plants, with zn accumulating mainly in the straw involving the cob and leaves. this increase in zn absorption decreased cu concentration in plants grown in sludge-treated soils. except for grains, fe concentrations were increased in all the plant parts due to sludge addition. on the other hand, most mn was mainly accumulated in stalk and stem of the corn plants. sewage sludge application on soil cultivated with corn did provoke neither phytotoxicity nor grains contamination with the heavy metals studied.
Aduba o fosfatada e metais pesados em Latossolo cultivado com arroz  [cached]
Camargo M?nica Sartori de,Anjos Ana Rosa Martins dos,Rossi Carla,Malavolta Eurípedes
Scientia Agricola , 2000,
Abstract: A avalia o da contamina o por metais pesados contidos nos fertilizantes tem atraído a aten o devido a um eventual efeito no ambiente. O objetivo do trabalho foi estudar a absor o de metais pesados presentes nos adubos fosfatados pelo arroz, utilizando-se uma metodologia de extra o seqüencial passível de ser adaptada à análise de rotina. O delineamento experimental foi em blocos casualizados e utilizaram-se quatro fontes de P (superfosfato triplo, termofosfato magnesiano e fosfatos naturais da Carolina do Norte e de Arad) em três doses (50, 100 e 200 mg dm-3). Foram cultivadas plantas de arroz após o cultivo de Brachiaria decumbens e Centrosema pubescens em Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico, em condi es de casa-de-vegeta o. A transferência de metais pesados (Cu, Mn, Cd, Ni, Zn) para o solo e para as plantas ocorreu de forma diferenciada para as doses e fontes utilizadas. Os adubos fosfatados n o contribuíram de modo relevante para o aumento do teor de metais pesados no solo e nas plantas. Na extra o seqüencial, o HCl 6 mol L-1 extraiu maior percentual de metais pesados do solo, seguido por Mehlich 1 e H2O, exceto para Zn.
Extratores para avalia o da disponibilidade de metais pesados em solos adubados com vermicomposto de lixo urbano  [cached]
Mantovani José Ricardo,Cruz Mara Cristina Pess?a da,Ferreira Manoel Evaristo,Alves William Lopes
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2004,
Abstract: Os objetivos deste trabalho foram selecionar extratores químicos para avalia o da disponibilidade de metais pesados em solos tratados com vermicomposto de lixo urbano e calcário, e verificar os efeitos destes insumos nos teores disponíveis de metais pesados em solos. Foram realizados dois ensaios em casa de vegeta o. Em um deles, foi usado um Latossolo Vermelho distroférrico e, no outro, um Argissolo Vermelho-Amarelo eutrófico, e, em ambos, a alface foi utilizada como planta-teste. O delineamento experimental de cada experimento foi em blocos ao acaso, em esquema fatorial 5x5, com quatro repeti es, combinando-se doses de corretivos da acidez para elevar a satura o por bases a 40%, 50%, 60%, 70% e 80%, e o equivalente a 0, 25, 50, 75 e 100 t ha-1 de vermicomposto. Os extratores DTPA e Mehlich 3 detectam aumento nos teores de Ni, Pb, Cu e Zn em solos argiloso e arenoso adubados com vermicomposto de lixo urbano. O DTPA é mais eficiente que os extratores Mehlich 1 e Mehlich 3 na avalia o das altera es nos teores disponíveis dos metais pesados provocadas pelas mudan as no pH no solo argiloso. O Mn é o único elemento cuja disponibilidade é avaliada eficientemente tanto no solo argiloso como no arenoso, pelo DTPA.
Calagem e aduba o com vermicomposto de lixo urbano na produ o e nos teores de metais pesados em alface
Mantovani José Ricardo,Ferreira Manoel Evaristo,Cruz Mara Cristina Pess?a da,Chiba Márcio Koiti
Horticultura Brasileira , 2003,
Abstract: Foram realizados dois experimentos em casa de vegeta o para avaliar o efeito da adi o de um vermicomposto oriundo de lixo urbano e da calagem na matéria seca e na concentra o de metais pesados na parte aérea de plantas de alface cv. Mesa 659. Em um dos ensaios, foi usado um Latossolo Vermelho distroférrico e, em outro, um Argissolo Vermelho-Amarelo eutrófico. O delineamento experimental de cada experimento foi em blocos ao acaso, em esquema fatorial 5 x 5, com quatro repeti es, combinando-se calagem para elevar a satura o por bases a 40; 50; 60; 70 e 80%, e o equivalente a 0; 25; 50; 75 e 100 t ha-1 de vermicomposto. Uma única aplica o de vermicomposto de lixo urbano, em doses acima de 50 t ha-1, limitou a produ o de alface nos dois tipos de solos. Mesmo estas doses que restringiram a produ o da alface, n o a tornaram imprópria para consumo humano do ponto de vista da concentra o de metais pesados.
Efeito do período de incuba o e de doses de composto de lixo urbano na disponibilidade de metais pesados em diferentes solos
Silva Fábio Cesar da,Silva Carlos Alberto,Bergamasco Alessandra Fabíola,Ramalho André Luís
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2003,
Abstract: O uso do composto de lixo nas lavouras constitui alternativa econ mica e ambiental viável, por ser fonte considerável de nutrientes e matéria organica. Este estudo, realizado em casa de vegeta o, teve como objetivo avaliar a disponibilidade temporal dos metais pesados Cd, Co, Cr, Ni e Pb, por meio do extrator Mehlich-1, em cinco tipos de solos, incubados com 0, 25, 50 e 100 Mg ha-1 de composto de lixo, em períodos de 0, 16, 32, 64 e 150 dias. A maioria dos metais pesados teve sua disponibilidade reduzida nos primeiros períodos de incuba o, sendo esse efeito dependente de textura, pH e teor de matéria organica do solo. O uso continuado de composto de lixo, principalmente nas doses mais elevadas, pode resultar em riscos de contamina o do ambiente pelo efeito cumulativo, em especial nos solos Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico, Chernossolo Háplico órtico e Nitossolo Vermelho eutroférrico, cujo período para redu o da disponibilidade dos metais pesados varia de 6 a 12 meses.
Comportamento de espécies herbáceas em misturas de solo com diferentes graus de contamina o com metais pesados  [cached]
Carneiro Marco Aurélio Carbone,Siqueira José Oswaldo,Moreira Fátima Maria de Souza
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2002,
Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar, em casa de vegeta o, o comportamento de espécies herbáceas em rela o ao excesso de Cd e Zn no solo. O gradiente de contamina o foi estabelecido a partir de mistura de solo contaminado com solo sem contamina o em diferentes propor es. As sementes foram semeadas em tubetes contendo 250 mL de solo, e após 90 dias as plantas foram colhidas e avaliadas. A maioria das espécies apresentou redu o no crescimento com aumento da contamina o do solo e elevadas concentra es de Cd e Zn na matéria seca da parte aérea (MSPA), na mistura com 15% de solo contaminado. A espécie Pffafia sp. mostrou-se tolerante à contamina o, crescendo em misturas de solo contendo até 90 mg kg-1 de Cd e 1.450 mg kg-1 de zinco. Além disso, apresentou concentra o superior a 100 mg kg-1 de Cd na MSPA, sendo considerada hiperacumuladora desse metal. Sida glaziovii, Bidens pilosa, Rhynchelytrum repens, Cenchrus echinatus e Nicandra physaloides, por sua vez, foram severamente afetadas pela contamina o, ao contrário de Trifolium repens, Euchlaena mexicana, Cynodon dactylon, Avena strigosa, Cenchrus ciliares e Cyperus sp. que apresentaram crescimento satisfatório. As espécies avaliadas mostram-se promissoras para estudos adicionais sobre a reabilita o de áreas contaminadas com metais pesados.
Crescimento e teor de metais de mudas de espécies arbóreas cultivadas em solo contaminado com metais pesados
Marques Teresa Cristina Lara Lanza de Sá e Melo,Moreira Fatima Maria de Souza,Siqueira José Oswaldo
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2000,
Abstract: O objetivo do trabalho foi avaliar o teor de metais pesados e o crescimento de mudas de 20 espécies arbóreas tropicais em solo com elevado grau de contamina o com metais pesados. Em casa de vegeta o, as mudas foram transplantadas para vasos contendo 3,3 kg de misturas com diferentes propor es (0, 20, 40 e 60% v/v) de solo contaminado. Verificou-se comportamento diferenciado das espécies quanto à inibi o de crescimento e aos teores de metais na raiz e na parte aérea em decorrência da contamina o. Com base na produ o de matéria seca da parte aérea, concluiu-se que apenas Myrsine umbellata, Cedrella fissilis, Tabebuia impetiginosa e Copaifera langsdorffii n o foram afetadas pela contamina o, enquanto Hymenaea courbaril, Mimosa caesalpiniaefolia, Acacia mangium e Platypodium gonoacantha sofreram pequeno impacto. As demais espécies foram muito inibidas pela contamina o do solo, o que é causado pela absor o, na maioria dos casos, de Zn e Cd. Várias espécies apresentaram elevada capacidade de reter esses metais nas raízes, evitando sua transloca o para a parte aérea.
Contamina o da microbacia de Caetés com metais pesados pelo uso de agroquímicos
RAMALHO JAIR FELIPE GARCIA PEREIRA,AMARAL SOBRINHO NELSON MOURA BRASIL DO,VELLOSO ARY CARLOS XAVIER
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2000,
Abstract: Com o objetivo de avaliar a contamina o do solo, sedimentos, água e plantas por metais pesados, decorrente do uso de agroquímicos, na microbacia de Caetés em Paty do Alferes, RJ, amostras de solo foram analisadas, em 1996, para obter os teores totais de Cd, Co, Cu, Mn, Ni, Pb e Zn de duas áreas com diferentes declividades (25% e 45%) tendo, ambas, como cobertura vegetal, capoeira, pasto e olericultura. Os resultados referentes aos solos sob pastagem (antiga área de olericultura) mostraram maiores teores de metais pesados do que a área de capoeira. Entretanto, esses valores n o atingiram níveis críticos no solo, e esses elementos estavam presentes em formas químicas pouco disponíveis para absor o pelas plantas, como foi constatado na análise de metais pesados em tomate (Lycopersicum esculentum L.), piment o (Capsicum annuum L.), repolho (Brassica oleracea L.) e pepino (Cucumis sativus L.), que apresentaram níveis baixíssimos desses elementos. Nas amostras de sedimentos, o comportamento dos metais pesados foi semelhante ao obtido nos solos, estando esses elementos distribuídos em maior porcentagem nas fra es residual, ligadas a óxidos de Mn e Fe e ligadas à matéria organica. As amostras de água do córrego e do a ude que cortam a microbacia apresentaram valores acima dos padr es internacionais com rela o a Cd, Pb e Mn.
Avalia??o quimiométrica da distribui??o de metais pesados em composto de lixo urbano domiciliar
Egreja Filho, Fernando Barboza;Reis, Efraim Lázaro;Jord?o, Cláudio Pereira;Pereira Neto, Jo?o Tinoco;
Química Nova , 1999, DOI: 10.1590/S0100-40421999000300007
Abstract: the main obstacle to the use of compost from urban waste in agriculture is the presence of heavy metals. once in the soil, their effect is accumulative and they may contaminate crops and water. the present study reports the evaluation of the chemical distributions of cu, pb, mn and zn in three different sized fractions (unsieved, < 1,18mm and > 1,18mm) of compost, by means of a sequencial extraction procedure and a chemometric analysis of the total content of all metals in each fraction. the pattern recognition methods showed significant differences in total heavy metal contents for the different fractions. the finest one was the most contaminated. meanwhile, this fraction presented lower amounts of metals in avaliable forms. this behavior can be attributed to the presence of metal particles in their elemental states in this fraction.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.