oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Transforma es nas rela es coletivas de trabalho: por uma concep o democrática de sindicalismo
Clerilei Aparecida Bier
Sequência : Estudos Juridicos e Politicos , 2008,
Abstract: O texto analisa a urgente necessidadede mudan a e democratiza o do modelo brasileirode rela es coletivas de trabalho face às transforma es,crise e descoletiviza o do direito dotrabalho, e à manuten o do modelo sindicalcorporativista vigente no Brasil, bem como algumaspropostas de reforma do sistema sindicalsurgidas nos últimos anos e as altera es porelas pretendidas, especialmente em rela o à liberdadesindical. Destaca que o único consensoobtido foi que o mesmo n o cumpre mais suafinalidade, devendo ser necessariamente repensado,e prop e que no bojo das discuss es sobrerenova o do modelo sindical e do sistemanegocial brasileiros se tente inserir uma nova concep ode sindicalismo, assente na idéia de solidariedade,emancipa o social e democraciaparticipativa.The current text analyses the urgent needfor change and democratization of the Brazilianmodel of collective bargaining in the industries andlabor relations, in the face of crises, transformationsdeunionizing of labor laws and the maintenance ofthe union corporativism model current in Brazil aswell as some proposals for reform of the systemput forward in recent years and the alterations theyintended to make especially in relation tounionization freedom. It stresses the fact thattheonly consensus reached is that it no longer fullfilsits orinal purpose and that it necessarily needs somerethinking. It also considers that central to thearguments on the renewal of the Brazilian model ofunionism and system of negotiations an attempt ismade to introduce a new concept of syndicalismcommitted to the idea of solidarity, socialemancipation and participative democracy.
Transforma es nas rela es de gênero  [cached]
DAUSTER TANIA
Revista Estudos Feministas , 2001,
Abstract:
Oportunidades para Cooperar nas Rela es Brasil-EUA  [cached]
DIEGO ARAúJO CAMPOS
Meridiano 47 : Boletim de Análise de Conjuntura em Rela??es Internacionais , 2010,
Abstract: O presente artigo pretende analisar convergências e divergências nas rela es Brasil-EUA.
Transforma es no mundo do trabalho, economia solidária e sua rela o com incubadoras sociais =Transformations in the labour world, solidarity economy and its link with the social incubators
Guimar?es, Gleny Terezinha Duro,Maciel, Cleverton,Eidelwein, Karen
Educa??o , 2007,
Abstract: As transforma es contemporaneas nas rela es de trabalho e no processo produtivo de acumula o do capital exigem que se pense em alternativas para os trabalhadores que se encontram fora do mercado de trabalho formal. Nesse sentido, as incubadoras sociais, geralmente implantadas por universidades, têm procurado voltar suas a es para trabalhadores em situa o de vulnerabilidade social, com o objetivo de desenvolver empreendimentos de gera o de trabalho e renda na perspectiva da economia solidária. The contemporary transformations in the work relations and in the productive process of capital accumulation urge to think about alternatives for the workers who are outside the labor market. Therefore, the social incubators, usually implemented by universities have tried to direct their actions towards workers in situation of social vulnerability with the objective to develop entrepreneurships of work and income creation in the perspective of solidarity economy.
Rela es federativas nas políticas sociais
Arretche Marta
Educa??o & Sociedade , 2002,
Abstract: O artigo apresenta os conceitos de Estado federativo e descentraliza o, demonstrando suas distin es. Mostra que, no Brasil, a restaura o do federalismo, no final dos anos 80, ocorreu anteriormente à descentraliza o das políticas sociais, no final dos anos 90. Demonstra também que, no tocante à descentraliza o das políticas sociais, a trajetória do Brasil guarda semelhan as com as rela es federativas nos EUA, em virtude da baixa centralidade das políticas sociais na agenda dos governos locais.
O PROFISSIONAL DE SECRETARIADO EXECUTIVO NAS RELA ES INTERNACIONAIS
Suzana Helena Strate Bonzanini
Revista de Gest?o e Secretariado , 2010,
Abstract: Atualmente as pessoas precisam acompanhar a velocidade das mudan as que ocorrem em todo o mundo. Considerando essa máxima, esta pesquisa visa estudar, analisar e verificar possibilidades de melhorias no setor de Rela es Internacionais de Institui es de Ensino Superior, através da otimiza o dos servi os do Profissional de Secretariado Executivo, a fim de ir ao encontro de um dos objetivos destas Institui es “o de promover o Intercambio Acadêmico como forma de crescimento científico, técnico e cultural de seus docentes e discentes”. Para tanto, este estudo discorre sobre a globaliza o e internacionaliza o, especificamente no ambito das Institui es de Ensino Superior. Citando o histórico do Profissional de Secretariado Executivo, seu atual perfil e novas fun es a exercer nas organiza es, destacando seu papel de mediador. E, em se tratando de Rela es Internacionais, aborda as diferen as culturais.
A internacionaliza o empresarial e a paradiplomacia corporativa nas rela es econ micas internacionais  [cached]
Eloi Martins Senhoras
Meridiano 47 : Boletim de Análise de Conjuntura em Rela??es Internacionais , 2010,
Abstract: O presente artigo objetiva analisar o processo de internacionaliza o empresarial presente nas rela es econ micas internacionais tomando como referência uma vis o da paradiplomacia corporativa.
Avalia o de Coberturas de Cabanas de Maternidade em Sistema Intensivo de Suínos Criados ao Ar Livre (Siscal), no Ver o  [cached]
Abreu Paulo Giovanni de,Abreu Valéria Maria Nascimento,Costa Osmar Ant?nio Dalla
Revista Brasileira de Zootecnia , 2001,
Abstract: O objetivo deste trabalho foi estudar as condi es térmicas ambientais de diferentes materiais de cobertura de cabana de maternidade, no ver o, utilizando os seguintes tratamentos: 1) cabana de maternidade coberta com fécula de isopor 2) cabana de maternidade coberta com isolamento de alumínio 3) cabana de maternidade coberta com tela e capim na cobertura 4) cabana de maternidade coberta com lona e capim na cobertura 5) ambiente ao ar livre e 6) à sombra da árvore. O delineamento experimental usado foi em blocos casualizados, em esquema de parcelas subdivididas, com 6 tratamentos nas parcelas, 5 horas nas subparcelas e 3 repeti es. A categoria animal utilizada foi porcas lactantes, Landrace x Large White, distribuídas aleatoriamente por ordem de parto. Foi determinada a Umidade Relativa do Ar (UR), a Velocidade do Ar, a Temperatura Ambiente (Ta) e foram calculados o índice de Temperatura de Globo e Umidade (ITGU) e a Carga Térmica Radiante (CTR). Apesar de os materiais utilizados como cobertura de maternidade terem melhorado o conforto térmico das porcas em rela o as condi es ambientais, ainda, n o foram suficientes em atender as condi es ideais de conforto térmico.
Reflex es sobre o lugar do esporte nas rela es internacionais Reflections on the place of sport in international relations  [cached]
Hugo Suppo
Contexto Internacional , 2012,
Abstract: As obras clássicas da disciplina Rela es Internacionais praticamente ignoram a quest o do esporte. A maioria dos trabalhos sobre as rela es entre o esporte e as rela es internacionais foi produzida por estudiosos do esporte ou por historiadores das rela es internacionais, geralmente sem uma proposta teórica explícita, com primazia das abordagens descritivas e empíricas e com propostas normativas. Apenas recentemente essa "negligência" dos especialistas de Rela es Internacionais pelo esporte, mesmo entre aqueles autores que consideravam relevantes os fatores culturais nas suas análises, come ou a ter fim. O presente ensaio analisa criticamente os principais temas relativos aos vínculos do esporte com as rela es internacionais que foram explorados nos últimos anos, suas implica es e as perspectivas de futuras pesquisas sobre o assunto. The classic works in the discipline of International Relations virtually ignore the issue of sport. Most studies on the relationship between sport and international relations were produced by scholars of sport or historians of international relations, usually without a explicit theoretical framework, using descriptive approaches and empirical and normative proposals at best. Only recently has this "negligence" of sports by International Relations specialists, even among those authors that take in consideration relevant cultural factors in their analyses, begun to wane. This article critically examines the main recent issues relating to the ties between sport and international relations, their implications and the prospects for future research on the subject.
Metamorfoses da cidade portuária: transforma es da rela o entre o porto e a cidade de Lisboa Métamorphoses de la ville portuaire: transformations de la relation entre le port et la ville de Lisbonne Port city metamorphosis: transformations of the relationship between the port and the city of Lisbon  [cached]
Jo?o Figueira de Sousa,André Fernandes
Confins , 2012, DOI: 10.4000/confins.7702
Abstract: O processo de evolu o dos portos no período moderno tem sido determinado pela mutabilidade das fun es portuárias, induzida por factores como as evolu es tecnológicas nos navios, nos equipamentos de apoio à movimenta o de mercadorias ou nas técnicas de armazenagem, transforma es nos padr es do comércio internacional, modifica es na organiza o dos transportes marítimos ou alargamento e complexifica o das cadeias logísticas globais. Como resultado destas muta es, assiste-se a uma concomitante evolu o da estrutura, morfologia e extens o dos espa os ocupados por actividades portuárias e actividades complementares. Neste contexto, a rela o entre o porto e a cidade de Lisboa (Portugal) é marcada por uma grande complexidade desde logo imprimida pela tradi o histórica que a mesma encerra e pela magnitude e intensidade de um processo que envolve a principal infra-estrutura do sistema portuário nacional e a maior cidade do país. Note-se, porém, que de uma rela o simbiótica cidade-porto, em que o porto exercia um papel estrutural na organiza o da cidade e das suas fun es, evoluiu-se para uma rela o em que a cidade, polarizadora do sistema urbano regional e principal elemento de integra o nacional na rede urbana peninsular e europeia, se autonomiza e assume um carácter eminentemente generalista, economicamente diversificado e funcionalmente complexo. N o obstante esta evolu o, o porto mantém-se como ponto nodal de integra o da cidade-regi o em sistemas globais de fluxos materiais e imateriais. Tratando-se de um elemento progressivamente menos integrado na estrutura urbana e funcional da cidade, o porto contínua assim a marcar a cadência de importantes muta es e transforma es. Com efeito, à luz de conceptualiza es e sistematiza es teóricas e da análise das evidências empíricas, analisa-se a evolu o da rela o entre o porto e a cidade de Lisboa (incidindo nas dimens es funcional, urbanística e económica) e apresenta-se um esquema de base para a defini o de um modelo original que identifique, explique e caracterize as grandes fases desta dinamica relacional. Le processus d′évolution des ports à l′époque moderne a été déterminé par la mutabilité des fonctions portuaires, induite par des facteurs comme les évolutions technologiques des navires, des équipements d′appui à la manipulation des marchandises ou des techniques d′entreposage; les transformations du commerce international, les modifications dans l′organisation des transports maritimes ou l′élargissement et la complexification des cha nes logistiques globales. Comme résultat de ces mutation
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.