oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Perfil da clientela de um programa de pronto-atendimento psicológico a estudantes universitários  [cached]
Peres Rodrigo Sanches,Santos Manoel Antonio dos,Coelho Heidi Miriam Bertolucci
Psicologia em Estudo , 2004,
Abstract: Pesquisas indicam que a caracteriza o da clientela de clínicas-escola de Psicologia fornece elementos para o aprimoramento dos servi os oferecidos. O presente estudo prop e-se a tra ar o perfil sociodemográfico e clínico dos usuários do Programa de Pronto-Atendimento Psicológico ao Aluno da UNESP/Assis. Os dados indicam que a maioria dos usuários era ingressante na universidade, oriunda do curso de Psicologia, com idade entre 19 e 22 anos, do gênero feminino, n o exercia atividade profissional remunerada, apresentava ?dificuldades psicológicas moderadas? e foi encaminhada para psicoterapia. Tal caracteriza o subsidiou a implementa o de mudan as nos servi os já existentes e a cria o de novas modalidades de atendimento.
A ordem internacional: a organiza o do fechamento de intera es entre profissionais e clientes em institui es de combate à violência contra a mulher  [cached]
Ana Cristina Ostermann
Alfa : Revista de Linguística , 2001,
Abstract: O estudo analisa comparativamente a seqüência de fechamento de intera es profissional-cliente em duas institui es de combate à violência contra a mulher: uma Delegacia da Mulher e um centro feminista de interven o na violência contra a mulher (CIV-Mulher). A investiga o é amplamente qualitativa, valendo-se principalmente dos instrumentos de investiga o seqüencial oferecidos pela Análise da Conversa o. Os resultados demonstram contrastivas organiza es seqüenciais de fechamento das intera es nas institui es. Essa divergência parece estar relacionada com os diferentes posicionamentos das profissionais em cada institui o e com os distintos servi os oferecidos em cada estabelecimento.
Assistência ao parto no Município do Rio de Janeiro: perfil das maternidades e o acesso da clientela  [cached]
Campos Tatiana Pacheco,Carvalho Marilia Sá
Cadernos de Saúde Pública , 2000,
Abstract: Neste trabalho analisou-se a assistência ao parto, caracterizando o perfil das principais maternidades e o deslocamento da clientela, ou seja, o fluxo entre residência e local de nascimento. Os indicadores utilizados foram construídos a partir do Sistema de Informa o sobre Nascidos Vivos (SINASC) em 1995 e da Pesquisa sobre Assistência Médico-Sanitária (AMS), com dados para 1992. Através de classifica o multivariada foram identificados dois tipos de maternidades: um com grande número de partos cesáreos, boas condi es da parturiente e recém-nato; e outro com maior propor o de partos espontaneos e indicadores que apontam riscos do recém-nascido. As propor es de: m es com escolaridade igual ou superior ao ensino médio, m es adolescentes e partos cesáreos s o os indicadores que melhor caracterizaram os grupos. Identificou-se grande heterogeneidade na distribui o espacial das maternidades, concentrados nas regi es mais ricas da cidade, determinando, conseqüentemente, longos trajetos das gestantes na busca da assistência ao parto.
Comunicación entre colegas en Medicina
Blanco Aspiazú,Miguel ángel; Morales González,Héctor Andrés; Rodríguez Collar,Tomás Lázaro;
Educaci?3n M??dica Superior , 2010,
Abstract: a modelling of factors determining the communication among medicine colleagues is presented. factor are grouped in three domains namely the organizing context, personality qualities of those intervening in the communication, specially the communicative styles and as third domain the interaction degree among colleagues of different specialties. according to this latter domain the multidisciplinary, interdisciplinary and trans-disciplinary levels are defined.
Cuidado de enfermagem para clientela em hemodiálise: suas dimens es instrumentais e expressivas  [PDF]
Rachel de Carvalho de Rezende,Isaura Setenta Porto
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2009,
Abstract: Trata de investiga o sobre o cuidado de enfermagem para clientela em hemodiálise. Objetivos: (a) descreversitua es de cuidado entre integrantes da equipe-clientela; (b) caracterizar demandas de cuidados da clientela, e (c)analisar dimens es do cuidado nas intera es entre integrantes da equipe-clientela. O estudo foi realizado em trêshospitais do estado do Rio de Janeiro (dois universitários e um assistencial), no período outubro a dezembro de 2005.A observa o participante documentou os cuidados e dezessete integrantes da equipe e clientes-família foramentrevistados. As duas categorias, resultantes de análise de conteúdo, foram as dimens es instrumentais eexpressivas do cuidado. A predominancia das dimens es instrumentais mostrou o atendimento das demandasbiológicas da clientela. A predominancia das dimens es expressivas foi destacada como diferencial do cuidado aofacilitar la os para a continuidade do tratamento sem os clientes sentirem-se “partes-de-máquinas”. Os resultadosdemonstraram que dimens es instrumentais e expressivas do cuidado devem ser valorizadas para atenderintegralmente à clientela sendo que as expressivas devem ser documentadas na prática assistencial e literatura.
PERFIL EPIDEMIOLóGICO DA CLIENTELA DOS CENTROS DE TESTAGEM E ACONSELHAMENTO PARA O HIV EM GOIáS BRASIL, 1998  [PDF]
Sandra Maria Brunini de Souza
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2002,
Abstract: Objetivos: Determinar e comparar o perfil sócio-demográfico, a prevalência da infec o pelo HIV e os fatores derisco da clientela dos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) de Goiania e de Rio Verde, Goiás.Metodologia: Trata-se de estudo de corte transversal com amostra de popula o voluntária, que procurou oservi o para testagem an nima, confidencial e gratuita, no período de janeiro a outubro de 1998. A detec o deanticorpos anti-HIV consistiu na realiza o de duplo teste de ELISA (Enzyme Linked Immunossorbent Assay) econfirma o sorológica por Imunofluorescência Indireta, obedecendo às recomenda es do Ministério da Saúde.Os dados epidemiológicos e os resultados de laboratório foram extraídos de questionários aplicados pelosprofissionais do servi o, durante o aconselhamento pré-teste. A soroprevalência para o HIV foi calculada entre osindivíduos atendidos nos CTA de Goiania e de Rio Verde e, a raz o de prevalência (RP), com respectivosintervalos de confian a de 95% (IC 95%), foi estimada para os potenciais fatores de risco associados com ainfec o. Resultados: Foram analisados 1784 registros da demanda espontanea, sendo 1156 (64,8%) de Goianiae 628 (35,2%) de Rio Verde. Quando comparada com Rio Verde, a popula o do CTA de Goiania mostrou maiorpropor o de mulheres, de desempregados, de indivíduos que preferiram o teste an nimo e de pessoas comhistória de testagem anterior. Em Rio Verde a exposi o ao risco sexual, destacou-se entre os motivos datestagem quando comparado com Goiania (67,5% vs. 33,2%; p < 0,01). A propor o de indivíduos queprocuraram o servi o para conhecer seu status sorológico ou por indica o médica foi maior entre os clientes deGoiania que de Rio Verde (28,3% vs. 10,8%; p < 0,01). A soroprevalência em Goiania e em Rio Verde foi,respectivamente, 2,6% e 2,8% (p > 0,05). Indivíduos com escolaridade até o 1o grau apresentaram risco 2,2 (IC95% 1,1 - 4,8) vezes maior de ser infectados quando comparados com os de maior escolaridade. Tanto parapessoas que referiram testagem prévia (RP = 6,2%; IC 95% 3,3 - 11,8) como para as que procuraramanteriormente o banco de sangue (RP = 3,8; IC 95% 1,8 - 7,9) houve associa o com alto risco de infec o peloHIV. Conclus es: Os resultados deste trabalho mostraram que há diferen as epidemiológicas entre indivíduos deGoiania e de Rio Verde atendidos nos CTA. Essas informa es podem contribuir no planejamento de interven esde preven o e vigilancia do HIV, de forma regionalizada.
Características da clientela atendida por crise hipertensiva na emergência de um hospital municipal de Fortaleza, Estado do Ceará = Characteristics of the clientele assisted for hypertensive crisis in the emergency of a municipal hospital in Fortaleza, Ceará State  [cached]
Ione Cavalcante Lacerda,Samuel Diógenes Gomes Veloso,Ana Célia Caetano de Souza,Thereza Maria Magalh?es Moreira
Acta Scientiarum : Health Sciences , 2010,
Abstract: Objetivou-se descrever as características da clientela com crise hipertensiva. A pesquisa, quantitativa, descritiva e documental foi realizada em um hospital municipal de Fortaleza, Estado do Ceará em 2006. Na análise de 790 fichas de atendimento, observamos que 48,2% dos pacientes que apresentavam crise hipertensiva, encontravam-se na faixa etária de 40 a 59 anos e a maioria dos indivíduos era de casados (57,5%). Os principais sintomas encontrados foram cefaleia (35,7%) e dor precordial (12.3%) e, em 36,8% das fichas, n o houve registro de sinais e sintomas. As medica es mais prescritas foram o captopril (90,6%) e furosemida (53%). Conclui-se que a crise hipertensiva acomete muitos adultos, a maioria casados e que geralmente v o à emergência para fazer avalia o clínica de algum sinal/sintoma. Ressalta-se a necessidade de se alertar os profissionais de saúde quanto à importancia do registro para conhecimento e compreens o das características dessa clientela para o controle e a preven o da crise hipertensiva. The objective was to describe the characteristics of the clientele with hypertensive crisis. The research, which was quantitative, descriptive and documentary, was conducted at a municipal hospital in Fortaleza, Ceará Estate in 2006. In the analysis of 790 patient files, we found that 48.2% of patients presenting hypertensive crisis were in the age group between 40 and 59 years old. Most of the individuals were married (57.5%). The main symptoms were headache (35.7%) and chest pain (12.3%), and in 36.8% of files there was no record of signs and symptoms. The most prescribed medications were captopril (90.6%) and furosemide (53%). We conclude that hypertensive crisis affects many adults, most married and who usually go to the emergency room for clinical evaluation of a sign/symptom. We emphasize the need to alert health professionals about the importance of records for knowledge and understanding of the characteristics of that clientele, to control and prevent hypertensive crisis.
INTERROGATóRIOS POLICIAIS DA DELEGACIA DE REPRESS O A CRIMES CONTRA A MULHER: ALGUMAS PRáTICAS SEQUENCIAIS DE NEGOCIA O  [cached]
Paulo Cortes Gago,Priscila Júlio Guedes Pinto
Signótica , 2012, DOI: 10.5216/sig.v24i2.19169
Abstract: O presente trabalho tem como objetivo descrever duas práticas sequenciais de negocia o, utilizadas por um inspetor de polícia nos interrogatórios policiais da Delegacia de Repress o a Crimes Contra a Mulher (DRCCM): (i) sequências de encaminhamento para apresenta o de solu o pelas partes; e (ii) sequências de apresenta o de solu o pelo inspetor. Utiliza-se como referencial teórico-metodológico a Análise da Conversa Etnometodológica para o estudo de práticas sociais construídas localmente nas intera es. Esse estudo é de natureza aplicada e mostra que os policiais fazem negocia o nos interrogatórios. Espera-se que este material possa servir de base para a reflex o profissional de policiais para melhor atenderem à popula o.
Discrimina o positiva para acesso e atendimento em aten o primária à saúde e repercuss es no perfil de clientela: estudo com mulheres de maior vulnerabilidade à exclus o social em S o Paulo.  [cached]
Marta Campagnoni Andrade,Cláudia Renata dos Santos Barros,Lilia Blima Schraiber
Psicología, Conocimiento y Sociedad , 2010,
Abstract: Estuda-se o impacto no perfil da clientela feminina de servi o de aten o primária à saúde, devido a a es específicas de inclus o assistencial para grupos populacionais de maior vulnerabilidade à exclus o social. Trata-se de moradoras de rua, de favela e profissionais do sexo que possuem dificuldades de acesso e de vincula o à aten o rotineiramente oferecida nos servi os. Investigou-se o Centro de Saúde Escola Barra Funda (CSEBF), pertencente à rede pública do sistema de saúde brasileiro (SUS) e que além do funcionamento usual do SUS, desenvolve política de a o afirmativa para aqueles grupos. Foram estudadas algumas características sociais, demográficas, de saúde sexual e reprodutiva e a prevalência de violência por parceiro íntimo, entre usuárias do CSEBF. Aplicou-se questionário por entrevista face-a-face a 481 mulheres de 15 a 49 anos, sendo 199 usuárias com discrimina o positiva (CDP), das quais 70 profissionais do sexo, 64 moradoras de rua e 65 moradoras de favela, e 292 usuárias sem discrimina o positiva (SDP). Os resultados apontam diferen as significativas entre ambos subconjuntos de usuárias quanto à idade, escolaridade, condi o sócio-econ mica, início da vida sexual, abortamento, gravidez, violência por parceiro íntimo e percep o de violência, mostrando que a política de inclus o permite acolher usuárias com necessidades de saúde diferenciadas que sem a discrimina o positiva restariam invisíveis para o sistema de saúde. Conclui-se que grupos mais vulneráveis à exclus o social requerem políticas protetoras para serem usuários mesmo em sistemas como o SUS, que por lei dá direito a acesso universal à assistência em saúde.
Demanda e clientela multiprofissional: influências e desafios para um Mestrado em Tecnologia Educacional nas Ciências da Saúde  [cached]
Brito Dyla Tavares de Sá,Siqueira Vera Helena Ferraz de,Marteleto Maristela Arantes
Cadernos de Saúde Pública , 1999,
Abstract: Este artigo tem por objetivo identificar características de indivíduos que procuram uma forma o na área da educa o em saúde, em nível de pós-gradua o. Visa, também, problematizar algumas quest es referentes à rela o entre essa clientela e os objetivos e conteúdos da proposta do curso. A análise baseia-se em dados sobre a clientela inscrita e selecionada ao longo dos quatro anos de existência do curso de mestrado Tecnologia Educacional nas Ciências da Saúde, do Núcleo de Tecnologia Educacional para a Saúde, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Entre outros aspectos, encontrou-se que a clientela, em raz o da natureza de sua gradua o e de seu trabalho, caracteriza-se pela multiprofissionalidade na área da saúde, trabalhando na docência e/ou na prática assistencial. O perfil encontrado serviu de base para discutir mudan as que vêm ocorrendo na configura o do curso, apresentando desafios para que a proposta cumpra seus papel social e atenda às necessidades da clientela.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.