oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Hydroponic lettuce yield in differents electrical conductivity/ Produ o de alface hidrop nico em diferentes condutividades elétricas  [cached]
Regiane Cristine Filgueiras,Hideaki Wilson Takahashi,Elisabete Rumiko Yonamini Beninni
Semina : Ciências Agrárias , 2002,
Abstract: In hydroponic culture is common to evaluate the concentration of nutrient solution through electrical conductivity (EC). The aim of this work was to evaluate the best electrical conductivity of nutrient solution to lettuce crop, cv. Ver nica. Four treatments were studied in differents electrical conductivity of nutrient solution. The Hoagland & Arnon (1950) nutrient solution was used as pattern, which to make several dilution until to get ideal quantities of each nutrient to reach the differents electrical conductivity: 1,0; 1,5; 2,0; 3,0 mS cm-1. The statistic design were blocks, with four treatments and six replications. In the treatment EC = 1,0 mS cm-1 was obtained good yield, with apropriate concentration of N, P, K, Ca, Mg and S and low level of nitrate, lower than the maximum allowed by the Comission of the European Communities. Em cultivos hidrop nicos é usual avaliar o teor de nutrientes da solu o nutritiva através da condutividade elétrica. Este trabalho teve como objetivo determinar a melhor condutividade elétrica da solu o nutritiva para o cultivo de alface tipo crespa cultivar Ver nica. Testaram-se 4 tratamentos que consistiram em diferentes condutividades elétricas da solu o nutritiva. A solu o nutritiva de Hoagland & Arnon (1950) foi utilizada como padr o, da qual realizou-se várias dilui es até a obten o de quantidades ideais de cada nutriente para atingir as diferentes condutividades elétricas: 1,0; 1,5; 2,0; e 3,0 mS cm-1. O delineamento estatístico utilizado foi blocos, com quatro tratamentos e seis repeti es. A partir dos resultados obtidos p de-se concluir que o tratamento CE = 1,0 mS cm-1 proporcionou boa produ o, com concentra es adequadas de N, P, K, Ca, Mg, S e baixo teor de nitrato, estando abaixo do limite máximo de nitrato permitido para alface, na Europa.
Acúmulo de nutrientes por cultivares de alface em cultivo hidrop nico no inverno  [cached]
Lopes Mário César,Freier Matias,Matte Jalmir Dirceu,G?rtner Marcio
Horticultura Brasileira , 2003,
Abstract: Avaliou-se o desempenho de seis cultivares de alface do grupo americana, em sistema hidrop nico "NFT". O experimento foi conduzido na UNIOESTE, de junho a agosto de 2001 em delineamento de blocos ao acaso, com quatro repeti es e seis tratamentos, constituídos pelos cultivares Lorca, Tainá, Havem, Empire 2000, Lucy Brown e Kaesar. Avaliaram-se a produ o de matéria fresca e seca da parte aérea, concentra o e absor o de macro e micronutrientes. As cultivares Lorca e Havem obtiveram maior produ o de matéria fresca, n o diferindo estatisticamente entre si, estas apenas apresentaram concentra o menor dos nutrientes Ca e Cu em rela o às demais cultivares. Em termos de concentra o de nutrientes na parte aérea, n o houve diferen a estatística entre as cultivares para os nutrientes N, P, K e Mn. Nos nutrientes Ca, Mg, Cu e Zn, ocorreu grande varia o na concentra o. No acúmulo de nutrientes (kg.ha-1), n o observou-se diferen a estatística entre as cultivares para N e P, enquanto para os outros nutrientes avaliados, as cultivares Lorca, Havem e Empire 2000 foram superiores, sendo também as que apresentaram maior produ o de matéria fresca e seca.
Manejo do cálcio em alface de cultivo hidrop nico  [cached]
Beninni Elisabete R. Y.,Takahashi Hideaki Wilson,Neves Carmen Silvia V.J.
Horticultura Brasileira , 2003,
Abstract: "Tipburn" ou "queima dos bordos" é um distúrbio fisiológico da alface ocasionado pelo suprimento inadequado de cálcio, principalmente nas folhas novas. Neste experimento foram avaliadas alternativas de manejo do fornecimento de cálcio, visando propiciar maior fluxo deste nutriente para as folhas internas de alface, cv. Vera, e consequentemente, reduzir a incidência de "tipburn". Foram testados cinco tratamentos dispostos em blocos, com cinco repeti es: água; Solu o com 100 mg Ca.L-1; Solu o com 200 mg Ca.L-1; Aplica o foliar de cálcio (3 g.L-1) e Completa (solu o nutritiva completa). Os três primeiros tratamentos foram aplicados à noite para promover o desenvolvimento da press o radicular e transloca o do cálcio para as folhas internas; durante o dia circulava solu o nutritiva completa em todos os tratamentos. Constatou-se que as plantas com maior desenvolvimento foram as mais suscetíveis ao aparecimento de "tipburn". O tratamento Solu o com 200 mg Ca.L-1 apresentou plantas com teor de cálcio superior aos demais tratamentos, porém a baixa incidência de "tipburn" durante o experimento dificultou a avalia o da eficiência dos tratamentos no seu controle. Mesmo os tratamentos que n o receberam todos os nutrientes essenciais durante à noite n o apresentaram deficiência nutricional e produziram plantas de peso adequado aos padr es de comercializa o.
Reposi o de nutrientes em solu o nutritiva para o cultivo hidrop nico de alface  [cached]
Backes Fernanda Alice Antonello Londero,Santos Osmar Souza dos,Pilau Felipe Gustavo,Bonnecarrère Reinaldo Ant?nio Garcia
Ciência Rural , 2004,
Abstract: Este trabalho teve como objetivos comparar a produ o de alface sob diferentes métodos de reposi o de nutrientes em solu es renovadas a cada cultivo, bem como avaliar a utiliza o da mesma solu o, com reposi o de nutrientes, durante três cultivos consecutivos. O experimento foi realizado em casa-de-vegeta o da Universidade Federal de Santa Maria-RS, no período de agosto a novembro de 1999. O delineamento experimental foi um fatorial 5x2 em blocos casualizados, com três repeti es. Avaliaram-se cinco formas de reposi o de nutrientes na solu o nutritiva com base na condutividade elétrica (CE), no sistema de fluxo laminar de nutrientes - NFT, e duas cultivares de alface: Regina e Deisy, cultivadas em bancadas de produ o formadas por telhas de fibro-cimento revestidas com tinta betuminosa Neutrola. Os resultados demonstraram que a reposi o de nutrientes na solu o nutritiva renovada a cada cultivo n o resulta em ganhos de produtividade da alface em rela o à ausência de reposi o de nutrientes. Os métodos de reposi o de nutrientes com base na redu o de 0,25mScm-1 da CE inicial e redu o de 50% da CE inicial permitiram a utiliza o da mesma solu o por três cultivos consecutivos, sendo que a reposi o com base na redu o de 50% da CE inicial promoveu melhores resultados, em especial quanto à matéria fresca de planta. N o houve intera o de cultivares com métodos de reposi o, sendo a cultivar Regina caracterizada pelo maior número de folhas por planta.
Produ o de sementes pré-básicas de batata em sistemas hidrop nicos  [cached]
Medeiros Carlos Alberto B.,Ziemer Alisson Hofstatter,Daniels Julio,Pereira Arione S.
Horticultura Brasileira , 2002,
Abstract: Os métodos convencionais de produ o de sementes pré-básicas de batata apresentam como característica comum a reduzida eficiência, em raz o dos baixos índices de multiplica o de tubérculos. A introdu o de novos métodos de produ o que propiciem maiores taxas de multiplica o podem contribuir para o aumento da disponibilidade de sementes de qualidade, e por conseqüência para a eleva o da produtividade da cultura. Nesse trabalho s o descritos dois sistemas hidrop nicos, que pelos resultados obtidos, revelam sua viabilidade para a produ o de sementes pré-básicas, com aumentos significativos nos índices de multiplica o, e que podem representar um importante avan o no processo produtivo de sementes de batata.
Produ??o de alface hidrop?nica em três ambientes de cultivo
Costa, Edílson;Leal, Paulo A. M.;
Engenharia Agrícola , 2009, DOI: 10.1590/S0100-69162009000300003
Abstract: it was proposed to evaluate the hydroponic lettuce production, variety "vera", on inclined benches with channels of 100 mm, and nutrient film technique, as answer to carbon dioxide application and evaporative cooling. there were five cycles of cultivation from march, 20th to april, 17th (c1); from may, 25th to june, 29th (c2); from july, 13th to august, 20th (c3); from august, 27th to october, 10th (c4); from december, 12th to january, 10th (c5). in three greenhouses were tested the following systems: (a1) without evaporative cooling air co2 aerial injection, (a2) with co2 aerial injection and without evaporative cooling and (a3) with co2 aerial injection and pad-fan evaporative cooling system. the fresh and dry mass of leaves in grams, number of leaves and leaf area in square millimeter were evaluated. the completely randomized statistical analysis was used. the cycle c1 were used 48 replications, for cycles c2, c3 and c5 were used 64 replications and c5 were used 24 replications. the results showed that greenhouse with evaporative cooling system and co2 allow better development and greater lettuce yield. it was possible to conclude that the aerial injection of co2, in the absence of evaporative cooling system, did not lead increasing the lettuce productivity to most cycles. bigger lettuce leaf areas were found in periods with higher temperatures.
Produ o hidrop nica da cultura da alface com solu es nutritivas e vaz es distintas = Hidroponic production of lettuce with nutritious solutions and different outflows
Celso Helbel Junior,Roberto Rezende,José Ant?nio Frizzone,Humberto Silva Santos
Acta Scientiarum : Agronomy , 2007,
Abstract: O experimento foi conduzido em ambiente protegido, na unidade de pesquisa em agricultura irrigada da Universidade Estadual de Maringá, Estado do Paraná. O objetivo deste trabalho foi estudar os efeitos de diferentes solu es nutritivas aplicadas em duas vaz es na produ o hidrop nica da alface (Lactuca sativa L.), cultivada pelo sistema NFT(Nutrient Film Technique). O delineamento experimental foi o de inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3x2 e com três repeti es. Os tratamentos constaram de três solu es nutritivas com concentra es diferentes (S1=1,2 dS m-1, S2=2,5 dS m-1 e S3=0,8 dS m-1), combinadas com duas vaz es de aplica o (V1=1,2 L min-1 e V2=0,8 L min-1 ), nos canais de cultivo. Para avaliar o efeito dos tratamentos no desenvolvimento da cultura os dados foram submetidos à análise de variancia (Teste F). Os resultados avaliados por meio de teste de média de Tukey (5%). A análise dos resultados permitiu concluir que a intera o dos fatores solu o e vaz o n o foi significativa e o tratamento S1 (CE= 1,2 dS m-1) mostrou maior biomassa fresca e diametro do caule e menor biomassa seca de raiz. The experiment was conducted in protected environment, within a research unit in irrigated agriculture of the State University of Maringá, state of Paraná. The purpose was to study the effect of different nutrient solutions applied on two outflows in the hidroponic production of lettuce (Lactuca sativa). The experimental design was entirely randomized, in factorial scheme 3x2 and with 3 replications. The treatments consisted of three nutrients solutions combined with two outflows of application in the canals of cultivation. In order to evaluate the effect of the treatments on crop growing, data were submitted to a variance analysis (Test F), and the results were evaluated through Tukey (5%) average test. The analysis of the results allowed to conclude that the interaction between the factors solution and the outflows was not significant andtreatment S1 (CE = 1.2 dS m-1) showed higher fresh biomass, larger diameter of the stem and lower dry biomass of root.
TEMPERATURA DO AR NO INTERIOR DO CANAL DE CULTIVO E CRESCIMENTO DA ALFACE EM FUN O DO MATERIAL DE COBERTURA DA MESA DE CULTIVO HIDROP NICO - NFT  [cached]
MATTOS KAREN MARIA DA COSTA,ANGELOCCI LUIZ ROBERTO,FURLANI PEDRO ROBERTO,NOGUEIRA MARIA CRISTINA STOLF
Bragantia , 2001,
Abstract: Estudou-se o efeito de diferentes tipos de material de cobertura de mesas de cultivo hidrop nico-NFT na temperatura do interior das canaletas e no crescimento da alface (Lactuca sativa L.), cv. Ver nica. Em compara o ao tratamento-controle (tubos de polipropileno), utilizaram-se mantas de polietileno dupla face (branco e preto) e de Tetra-Pak . O experimento foi realizado no Núcleo Experimental de Campinas, do Instituto Agron mico (22°54'S, 47°05'W, 674 m de altitude), usando-se mesas de cultivo com 24 m de comprimento, dividida em quatro blocos simétricos com os tratamentos distribuídos ao acaso. Sessenta termopares foram instalados no interior dos tubos para avaliar a temperatura interna do ar; armazenaram-se os sinais em um datalogger. Os valores medidos no interior dos tubos foram sempre superiores aos externos. Entretanto, nos tubos protegidos com Tetra-Pak , os dados da temperatura interna do ar foram sempre de menor magnitude e, os de massa fresca de plantas de alface, superiores aos demais tratamentos. Essas diferen as foram estatisticamente significativas pelo teste de Tukey ao nível de 5%. No período noturno, nenhuma diferen a de comportamento foi obtida entre os três tratamentos usados.
EFEITO DE DIFERENTES NíVEIS DE NITRATO DE CáLCIO EM ALFACE NO SISTEMA HIDROP NICO
CORTEZ, Jorge Wilson,BONILHA, Maria Alice Figueiredo Martins,TEIXEIRA, Antonio Nascimento Silva
Nucleus , 2009,
Abstract: The objective of this was of verifying the effect the concentration of nitrate of calciumin the solution to cultivate lettuce in system hydroponic the area of Uberaba. The methodology usedconsisted of a group of buckets linked to an aeration system that promotes the oxygenation of thesolution, being the experiment mounted in homogeneous portion . The treatments were based on theinitial concentration of nitrate of calcium of 750 g 1000 L-1 of water corresponding to 100%, the othertreatments were of 75%, 50%, 25% and 0%. The treatments of 100% the 25% were the ones obtained thebest production results in the weighing of the fresh heads of lettuce, the other treatment didn't have significant difference of those but visually they were very smaller. In the analyzes of matter dries the treatment 100% and 75% obtained better results differing of the witness. Matter dries of the heads of lettuce just had difference when the amount of nitrate of calcium placed was zero.O objetivo deste trabalho foi de verificar o efeito de concentra es de nitrato de cálcio nasolu o nutritiva para cultivo de alface em sistema hidrop nico na regi o de Uberaba. A metodologiautilizada constou de conjunto de baldes ligados a um sistema de aera o que promove a oxigena o dasolu o, sendo o experimento montado no Delineamento Inteiramente Casualizado (DIC) em casa devegeta o. Os tratamentos foram baseados na concentra o inicial de nitrato de cálcio de 750 g 1000 L-1de água correspondendo a 100%, sendo que os demais tratamentos foram de 75%, 50%, 25% e 0% destaconcentra o com cinco repeti es. Os tratamentos de 100% a 25% foram o que obtiveram os melhoresresultados de produ o na massa dos pés de alface frescos, enquanto que os demais tratamentos n odiferiram, porém, visualmente foram bem menores. Na análise de matéria seca os tratamentos 100% e75% obtiveram os melhores resultados, diferindo da testemunha. Matéria seca dos pés de alface apenastiveram diferen a quando a quantidade de nitrato de cálcio colocada foi zero.
Forragem hidrop nica de milheto: produ o e qualidade nutricional em diferentes densidades de semeadura e idades de colheita  [cached]
Müller Liziany,Santos Osmar Souza dos,Manfron Paulo Augusto,Medeiros Sandro Luís Petter
Ciência Rural , 2006,
Abstract: Com objetivo de avaliar a produtividade e a qualidade nutricional da forragem hidrop nica de milheto, realizou-se um experimento no Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) - RS, identificando a densidade adequada de sementes e a idade ideal de colheita. Adotou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado; os tratamentos foram distribuídos em esquema fatorial 4x2, constituídos por quatro densidades de semeadura (0,5, 1,0, 1,5 e 2,0kg m-2) e duas colheitas (10 e 20 dias). N o foi observada significancia à intera o densidade x idade de colheita para nenhuma das variáveis analisadas. A estatura, a fitomassa seca, a hemicelulose e a lignina n o foram influenciadas pela densidade de semeadura. O aumento da densidade de semeadura promoveu incremento na fitomassa fresca e no teor de proteína bruta e redu o nos teores de fibra em detergente neutro e ácido e em celulose. A colheita aos 10 dias permitiu maiores valores de fitomassa fresca e seca, de hemicelulose, de celulose e menores valores de fibra em detergente neutro e ácido, e de lignina. Em rela o à proteína bruta, n o foi observada diferen a significativa para as colheitas aos 10 e 20 dias. Pode-se sugerir o cultivo da forragem hidrop nica de milheto, com densidade de semeadura de 2kg m-2, e colheita aos 10 dias, para se obter boa produ o com qualidade nutricional.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.